Zumbido

Zumbido: o sinal
de alerta dos seus ouvidos!

Todo e qualquer tipo de zumbido que sentir no seu ouvido pode ser um sinal de alerta. Lembre-se da última vez que você foi a um show de rock, a uma exibição de fogos de artifício ou ficou ouvindo musica excessivamente alta por muito tempo. Recorda-se de uma sensação de zumbido logo depois que você foi exposto a esses ruídos? Você sentiu algo como um preenchimento nos ouvidos, os barulhos ao seu redor foram abafados e substituídos por um tinido constante, como se seus ouvidos estivessem reclamando da agressão que sofreu em forma de grito.

De alguma maneira, estavam. Se eles não "gritassem" avisando que aquela exposição fez mal a eles, nós não teríamos como saber que não deveríamos expô-los novamente a ruídos de intensidade semelhante aos quais estávamos expostos. Portanto, o zumbido serve de alerta para que todos nós saibamos os limites de volume de som que devemos obedecer em prol da nossa saúde auditiva!

Hearing Guardian V1

O que causa
o zumbido no ouvido?

O nome médico para a sensação de zumbido no ouvido é acúfeno ou tinnitus. Essa sensação é resultado de um dano nas células ciliadas, que ficam localizadas no ouvido interno, dentro da cóclea, que tem um formato de concha. Sobre essas células ficam extensões semelhantes a fios de cabelo, chamadas de estereocílios. As tais células captam as vibrações sonoras e enviam impulsos elétricos pelo nervo auditivo para o cérebro. Sem elas, é como se você tentasse ecoar um som em um ambiente inóspito como um deserto, onde não tem nada para o som refletir. Quando as células ciliadas ficam lesadas, elas continuam enviando, por engano, informações sonoras às células do nervo auditivo. Ou seja, no zumbido, as células estão funcionando o tempo o todo, fazendo o cérebro deduzir que as vibrações sonoras estão entrando no ouvido sem parar.

O que é
o zumbido, afinal?

15% da população mundial sofre de zumbido no ouvido, sendo 28 milhões de pessoas apenas no Brasil. Bastante, não é? Mas o que causa esse tinido que ocorre logo após estarmos expostos a um ruído muito alto ou que surge do nada em uma frequência constante? Bem, o zumbido no ouvido pode estar relacionado a mais de DUZENTOS fatores, mas os mais frequentemente diagnosticados em ordem decrescente são: trauma acústico, excesso de cerume, infecção no ouvido, efeitos colaterais de certos medicamentos (centenas deles podem causar zumbido), tímpano perfurado, acúmulo de líquidos, pressão arterial alta, tumor no nervo auditivo (neuroma acústico), níveis muito altos de triglecerídios no sangue, diabetes, envelhecimento e stress. Por isso, para saber a causa do seu zumbido, observe a exposição sonora à qual você está se submetendo, seus hábitos alimentares e higiênicos, como você está cuidando de sua saúde e, dependendo dessa observação, procure um médico especialista.

Como fazer o zumbido parar de tinir?

Fazer o zumbido parar depende do que está causando ele, algumas recomendações são as seguintes:

  • Diminua o volume do som, interrompa o barulho muito alto ou use um protetor auricular, caso você tenha que se expor a ruídos excessivamente altos;
  • Procure manter baixa a sua pressão arterial, procurando ter uma alimentação e hábitos saudáveis;
  • Atenue o uso do sal, pois assim você ajuda a sua pressão arterial a ficar baixa e evita a retenção de líquidos;
  • Limite o uso da aspirina. Seu consumo crônico ou mesmo o uso frequente por um ou dois dias pode causar zumbido. Consulte seu médico antes de interromper qualquer medicamento que você imagina que possa estar ocasionando o zumbido;
  • Evite tomar muito café e refrigerantes com cafeína, tabaco e substâncias que criam dependência, pois elas também podem dar vazão ao zumbido;
  • Faça exercícios físicos. Se a causa do zumbido for má circulação, malhar ajudará a ativá-la;
  • Tenha a meta de descansar o suficiente, pois stress também pode causar zumbido.

O Hearing Guardian V1
e como pode melhorar
o zumbido:

O zumbido é o primeiro sintoma da perda de audição e 90% dos casos diagnosticados de zumbido estão relacionados a perda auditiva, mesmo que seja uma micro perda auditiva, imperceptível aos nossos ouvidos. O zumbido causado pelos danos às células ciliadas pode ser melhorado com o constante uso do Hearing Guardian V1. Isso porque a tecnologia do Hearing Guardian V1 protege as células ciliadas da sua cóclea, bem como as fortifica e as melhora, usando o sistema de condicionamento de som por meio do seu gerador de sinal, que estimula as frequências auditivas mais danificadas dos ouvidos.

Assim, da mesma forma que tomamos vitaminas para melhorar determinados sintomas de um corpo fraco como cansaço, dor de cabeça, fadiga e stress, o uso do Hearing Guardian V1 pode melhorar o seu zumbido e o proteger dos danos relacionados às células ciliadas da cóclea.

Agora que você já sabe de todas as dicas, vai ficar aí parado? Mude seus maus hábitos e use o Hearing Guardian V1 agora!

Envio de Link para Download Grátis