Gravidez Ectópica – Sintomas e Tratamentos

A gravidez ectópica, pouco conhecida entre as mulheres, mas especialistas da área recomendam que todas deem atenção a esse assunto. Trata-se de uma gravidez que ocorre em lugar errado. O feto se desenvolve fora do útero e durante a fase de desenvolvimento é possível que surjam fatores de risco que podem ser fatais.

Esse tipo de gravidez é uma das principais causas de fatalidade materna nos Estados Unidos, e muito presente aqui no Brasil.

Segundo Roseane Mattar, presidente da Febrasgo, existem vários fatores para esse caso. O principal é ter uma inflamação na trompa (anexite), que foi mal curada e, consequentemente, defeituosa. O que dificulta a passagem do ovo, o que faz ele ficar ali mesmo.

1) Quais são os sintomas de gravidez ectópica?

É difícil de reconhecer uma gravidez ectópica, no início os primeiros sinais são similares a chegada da menstruação. Veja alguns sintomas:

  • Sangramento vaginal incomum.
  • Dor forte e persistente em um dos lados do abdome.
  • Desmaio.
  • Transpiração, tontura.
  • Sangue nas fezes.
  • Hemorragia interna.

Caso ocorra esses sintomas, fique atento e vá ao médico ou ao hospital.

2) Existe tratamento para gravidez ectópica?

A gravidez ectópica precisa ser imediatamente tratada para evitar uma ruptura dos tecidos e hemorragias. Mas o tratamento depende de cada caso e varia dependendo de quando é descoberta. Quanto mais cedo, melhor.

Confira alguns métodos de tratamento:

  • Cirurgia normalmente é usada quando a gravida está com sintomas graves, como sangramentos.
  • É possível ser tratada com medicamentos, mas pode causar efeitos colaterais.
  • Conduta expectante: é quando ocorre um aborto por conta própria. O médico apenas fará exames regularmente para saber se o nível de hormônio da gravidez(hCG) está diminuindo.

Alguns cuidados são necessários, como por exemplo o tratamento de doenças sexualmente transmissíveis, uso de anticoncepcionais adequados e prática de sexo seguro.

Com cuidados adequados suas trompas podem não ser danificadas pela gravidez ectópica, e sua fertilidade não será comprometida. Você vai ter chances de engravidar normalmente.

Fontes

http://www.trocandofraldas.com.br/gravidez-ectopica-como-acontece-e-os-sinais/

http://brasil.babycenter.com/a1500624/gravidez-ectópica

http://bedmed.com.br/tratamentos/gravidez-ectopica/

Quais são os Limites da Audição Humana?

Antes de saber os limites da audição humana, você precisa saber que o som é a propagação de uma onda gerada pelo deslocamento de um objeto em um meio material. Cada onda tem uma oscilação por segundo, e cada oscilação é conhecida como frequência. A medida da frequência, ou seja, quanto cada onda oscila por segundo, é medida pela unidade Hertz.

A audição humana consegue captar sons cujo as onda oscilam de 20 vezes por segundo a 20 mil vezes por segundo, ou seja, entre a faixa de 20 hertz a 20 mil hertz.

I) Como funciona a audição (Sistema Auditivo)?

cóclea_gif

Seus ouvidos são órgãos responsáveis pela audição que captam todos os sons ao seu redor e, em seguida, traduzem essa informação de uma forma que o seu cérebro possa entender. Uma das coisas mais notáveis desse processo é que ele é completamente mecânico. Seu senso de olfato, paladar e visão envolvem reações químicas, mas seu sistema auditivo é baseado unicamente em movimento físico.

Quando entender como funciona a audição (sistema auditivo), será fácil notar que suas orelhas são uma das partes mais incríveis do seu corpo! Para entender como seus ouvidos ouvem o som, primeiro você precisa entender o que é som.

O ouvido, órgão responsável pela audição é constituído de três partes:

  • Ouvido externo: capta o som e envia ao ouvido médio
  • Ouvido médio: constitui-se de três ossículos
  • Ouvido interno: é composto pela cóclea e pelo aparato vestibular

Quando algo vibra na atmosfera, move as partículas de ar ao seu redor. Estas, por sua vez, movem as partículas de ar à sua volta, carregando as vibrações através do ar.

Quando a vibração atinge nosso ouvido externo, ela percorre o canal auditivo até chegar no tímpano. Este, por sua vez, vibra quando identifica variações de pressões mesmo muito pequenas.

O tímpano de uma orelha simplifica as vibrações de pressão de ar de entrada para um único canal de amplitude. No ouvido interno, a distribuição das vibrações ao longo do comprimento da membrana basilar é detectada por células ciliadas que estão localizadas na cóclea. O padrão de espaço-tempo de vibrações na membrana basilar é convertido para um padrão espacial-temporal de acessos ao nervo auditivo, que transmite informação sobre o som para o tronco cerebral, fazendo com que tenhamos a percepção do som.

II) Qual são os limites da audição humana?

1) Frequências baixas

Quais são os Limites da Audição Humana?

No limite inferior, onde as frequências são menores, o som é percebido como um ritmo. Ou seja, conseguimos ainda notar cada oscilação e sentir a pulsação.

A medida que a frequência aumenta por segundo, fica cada fez mais difícil perceber a pulsação já que a quantidade de oscilações por segundo ficam acima de nossa capacidade de processamento.

2) Frequências altas

Quais são os Limites da Audição Humana?

Segundo a ciência, o ser humano nasce conseguindo ouvir até 20 mil hertz. Ao longo da idade, as pessoas vão perdendo primeiro as frequências altas. Além do fator idade, a capacidade auditiva também diminui de acordo ao desgaste que a poluição sonora promove na nossa audição.

Veja o vídeo abaixo para ter uma ótima ideia do som, frequências etc de cada Hertz. O som vai de 20 Hertz a 20 mil Hertz. O volume do som se mantém o mesmo durante o vídeo todo, o que muda é apenas a frequência das ondas.

Atenção: não aumente o volume, esse vídeo pode gerar som intenso; os dados não são clínicos, para qualquer teste medicinal, procure um especialista.

A audição é realmente incrível e é imprescindível que cuidemos dela. Proteja sua audição com o software Hearing Guardian que utiliza a tecnologia TSC para condicionamento auditivo.

Saiba mais clicando aqui, ou clique ao lado para baixar o software gratuitamente direto para Windows ou Mac OS X.

III) O infrassom e o ultrassom

Quais são os Limites da Audição Humana?

Os sons que estão aquém, ou além, da capacidade de captação da audição humana, ou seja, sons que não estejam entre os intervalos de 20 hertz a 20 mil hertz, são chamados de infrassom ou ultrassom respectivamente.

Esses sons não são reconhecidos pela audição humana, pois não provocam sensações ao nosso sistema auditivo.

IV) Idade auditiva

Com o passar dos anos, ouvimos ainda menos frequências. Levando em conta que normalmente as frequências agudas são perdidas naturalmente a cada ano, é possível determinar sua idade auditiva analisando quantas frequências consegue ouvir.

Para fazer um teste mais apurado de sua audição, baixe o software Hearing Guardian. Ele irá ajustar cada lado, assim irá identificar onde tem uma perda auditiva mais acentuada.

Além disso, o software Hearing Guardian usa com exclusividade no Brasil, a tecnologia TSC que pode proteger sua audição.

Saiba mais clicando aqui, ou clique ao lado para baixar o software gratuitamente direto para Windows ou Mac OS X.

Condicionamento de Som pode melhorar a perda auditiva

A tecnologia que restaura a audição é finalmente anunciada pelos pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Stanford. Jaime Lopez, neurologista da Universidade de Stanford, revelou através dos estudos que a tecnologia de condicionamento de som limiar não precisa de nenhum medicamento ou cirurgia para melhorar a audição. O estudo foi divulgado no Jornal Oficial da Academia Americana de Neurologia.

condicionamento de som limiar - melhorar a audição

Para comprovar a eficiência da tecnologia do condicionamento de som limiar, pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade do Stanford selecionaram aleatoriamente 42 indivíduos divididos em grupo normal e grupo que foi tratado com a tecnologia TSC. Os indivíduos foram submetidos durante 2 semanas, 50 minutos de sessão diária. Os indivíduos que foram submetidos a tecnologia de Condicionamento de som limiar mostraram uma melhora significativa (P < 0,000546 , de Scheffe teste post hoc). Enquanto as condições dos indivíduos que não foram submetidos, não demonstraram nenhuma alteração. O estudo foi feito em cooperação com o governo de Seoul, Coréia, sob supervisão de Mr Kwak, CEO da Earlogic.

O estudo da tecnologia de condicionamento de som limiar foi anunciado pelo Jornal Oficial da Academia Americana. Especialistas estão dispostos a desenvolver essa tecnologia em equipamentos médicos e integrá-la, até mesmo, em dispositivos de áudio , dispositivos de comunicação , etc..

Como funciona o Condicionamento de som limiar?

Em Inglês o nome da tecnologia é TSC, Threshold Sound Conditioning que significa condicionamento de som limiar e que tem como propósito melhorar a capacidade auditiva, ajustando os sinais acústicos no nível limiar de cada indivíduo.

O primeiro produto introduzido no Brasil foi o software Hearing Guardian, o qual pode ser baixado gratuitamente no website www.biosom.com.br

Fonte:

Jornal Coreano Chosun

http://biz.chosun.com/site/data/html_dir/2015/05/13/2015051302892.html

Estudo do Jornal Oficial da Academia Americana.

http://www.neurology.org/content/84/14_Supplement/S26.006.short

Qual é a diferença entre volume e frequência?

Volumes e frequência são termos usados para descrever o nível do som e o número de ciclos de uma onda sonora dentro do período de um segundo.

Para se ter uma ideia clara das palavras técnicas usadas para descrever a cerca de problemas auditivos e o ruído, reunimos alguns fatos principais para explicar a diferença entre volume e frequência.

O que é frequência?

frequencia

A frequência de um som corresponde ao número de ciclos de uma onda sonora por segundo. A unidade de medida é hertz (Hz). A frequência de um som aumenta à medida que o número de ciclos por segundo aumenta.

Vibrações entre 20 e 20 mil ciclos por segundo produzem sons cujo uma pessoa, com uma audição saudável, consegue ouvir. Diferente, por exemplo, da audição do cachorro, que consegue ouvir sons com frequências acima das que as pessoas conseguem ouvir. Ou seja, mais de 20.000 hertz.

Sons com alta frequência, ou seja, com mais ciclos por segundo, são os mais agudos. Por exemplo, um pássaro cantando, uma flauta etc.

Já vibrações com baixa frequência, ou seja, com menos ciclos por segundo, produzem sons mais graves, assim como o som de um contra-baixo, trovão, etc.

O que é volume?

volume

Volume corresponde ao nível do som. O termo utilizada em todo o mundo para medir o volume é o db (decibéis). A escala de decibéis é uma escala logarítmica, onde uma duplicação de pressão sonora corresponde a um aumento de 6 dB no nível.

É importante compreender que o termo ‘dB’ pode ter significados diferentes, e não é um valor fixo, como o volts, por exemplo. O valor de um db depende do contexto em que o termo é usado.

Qual a diferença entre volume e frequência?

volume e frequência

Para ter claro, vamos expor a diferença de forma simplificada:

A frequência de um som está ligada diretamente ao grave, médio e agudo em quanto ao volume está ligado a intensidade de som.

Sendo assim, aumentando ou diminuindo o volume, não muda sua frequência. Ou seja, aumentar o som de uma flauta, não muda suas notas agudas, apenas deixa mais alta ou baixa.

Volume, frequência e a audição

Conclusão. Perda auditiva pode estar relacionada a perda de algumas frequências, ou seja, você começar a deixar de ouvir sons mais agudos, por exemplo.

Na maior parte dos casos, isso acontece por ouvir sons com volume muito alto e desgaste ao longo do tempo. Para esses dois casos, podemos prevenir a audição utilizando o software Hearing Guardian. O software utiliza uma tecnologia desenvolvida nos Estados Unidos que acha quais as faixas de frequências que o usuário está com problema e condicionará até recuperar a sensibilidade auditiva.

Saiba mais clicando aqui, ou clique ao lado para baixar o software gratuitamente direto para Windows ou Mac OS X.

O efeito Doppler e como funciona

Um exemplo sobre efeito doppler é imaginar que você está na beira de um lago. Você pega uma pedra a joga no centro. A partir do ponto onde a pedra bater na água, irá ser produzida ondas para todas as direções. A medida que as ondas se afastam do centro, ela fica mais aberta, mais lenta, mais fina, mais fraca até que se acaba.

Continue jogando pedras. A medida em que você joga uma pedra em um ponto do lago cada vez mais próximo de você, as ondas irão chegar cada vez mais fechadas, mas rápidas, mais grossas e mais fortes.

O oposto é verdadeiro, se você começa arremessando uma pedra para um ponto próximo de você, e vai jogando cada vez mais longe, as ondas irão começar chegando a você rapidamente e grossas, para irem chegando cada vez mais lentamente e fina a medida em que você joga a pedra mais longe.

Imaginando que essas ondas de água fossem de som. O ponto onde a pedra cai fosse uma fonte sonora ficando cada vez mais próximo de você, logo em movimento, como a sirene de uma ambulância e depois se afastasse, iria acontecer com as ondas sonoras o mesmo que acontece com as ondas de água.

A medida em que a ambulância se aproxima, as ondas sonoras chegam a você mais rapidamente e mais grossas. Conforme ela se afasta, começa a chegar a você mais lentamente e mais fraca. Isso irá causar um efeito no som que você ouve. Esse efeito é chamado de Doppler.

O que é o Efeito Doppler?

efeito-doppler

O efeito de Doppler é observado sempre que a fonte de ondas está em movimento em relação a um observador. Enquanto a fonte de som se aproxima do observador, o som parece mudar gradativamente do mais agudo para o mais grave. O observador começa a ouvindo primeiro a ondas maiores e depois vai chegando as ondas mais curtas a medida em que a fonte do som se aproxima.

Vamos usar de exemplo uma ambulância, quando ela começa a se afastar, o observador que está ainda próximo da fonte de som, ouvindo as ondas mais curtas e fortes, mais graves, começa a receber as ondas mais lentamente, já que a fonte de som está ficando mais longe. Assim, o som começa a se destorcer.

É importante notar que o efeito não resulta por causa de uma mudança na frequência real da fonte. Mas sim, na velocidade em que as ondas chegam até o observador.

Quanto mais se aproxima, as ondas da ambulância chegam cada vez mas rápido. E quanto mais se afasta, as ondas chegam de forma mais demorada até o observador.

Qual a diferença no som?

efeito doppler 3

Quando se aproxima, o som é mais agudo, quando se afasta, o som fica mais grave. Este é o efeito Doppler. Ou seja, uma aparente mudança na frequência de uma onda sonora produzida por uma fonte em movimento.