5 Dicas para Cuidar da Saúde Mental

Diariamente, nos preocupamos com nosso corpo, nossa aparência, cuidamos dos nossos cabelos, escolhemos cuidadosamente a manicure. Temos tempo para cuidar da casa,filhos e trabalho,porém deixamos nossa saúde mental de lado.

A família é o bem mais precioso que temos, mas é também na família que somos testados diariamente a compaixão o amor. No trabalho, precisamos demonstrar desenvolvimento em equipe e tolerância, um ambiente onde se faz grandes amizades, mas também inimizades. Muitas vezes, passamos mais tempo no ambiente do trabalho, do que com nossa família e, apesar disso, os laços são muito diferentes.

Para viver com tantas atribulações cotidianas, é preciso ter equilíbrio emocional. Muitas das vezes, a falta deste equilíbrio nos trazem doenças, pois, a mente doente manda sinais de alerta para o corpo e estes sinais são transmitidos, tanto como uma simples dor de cabeça, como por um problema de saúde mais sério.

Para ter uma vida saudável é necessário uma sintonia entre corpo e mente. Para ajudar, separamos cinco dicas fundamentais para ter uma vida mais equilibrada e poder viver em paz, saudável e feliz:

1 – AMAR: ame, viva a vida cada dia como se fosse o último, faça seu trabalho com amor e ele se tornará agradável.

2 – DIVIRTA-SE: faça o que te deixa feliz, pratique exercícios. A atividade física melhora a autoestima e a saúde.

3 – PRATIQUE SUA FÉ: sempre pratique a fé, seja em qualquer religião, mas busque pois a fé é uma ferramenta poderosa que temos, ela nos da força para continuar.

4 – PERDOAR: perdoe, mesmo que pareça muito difícil. O perdão nos traz paz. É impossível viver sem decepções, porém, podemos fazer de nossas decepções, um aprendizado.

5 – AJUDAR: ajudar alguém é muito benéfico para quem o faz. Quando você pode ser útil na vida do próximo, você se sente feliz também. Muitas das vezes um simples gesto pode ser uma grande generosidade para alguém.

6 Benefícios Incríveis do Cálcio para Saúde e os Principais Alimentos

Quando se ouve falar em cálcio, logo pensamos em ossos não é verdade? Porém, esse mineral traz muito mais benefícios para nossa saúde e é indispensável para a boa manutenção do nosso organismo. Para se ter uma ideia, mais de noventa e cinco por cento do cálcio encontrado no nosso corpo está localizado nas regiões dos dentes e dos ossos e apenas um por cento fica localizado no sangue, fora das células e no seu interior também. Infelizmente a sociedade brasileira ainda peca quando o assunto é consumo de alimentos ricos em cálcio, mas a seguir iremos destacar os dez principais benefícios desse mineral para a sua saúde e ainda daremos dicas dos principais alimentos ricos em cálcio para que você possa inseri-los em sua rotina e manter sua saúde sempre em dia.

Muitos se enganam quando pensam que só no leite encontramos o mineral. Ele está presente em vários alimentos, como por exemplo: tofu, sardinha, brócolis, soja, espinafre semente de gergelim, linhaça, grão de bico, aveia e chia. Por isso o artigo de hoje irá esclarecer todas as dúvidas sobre o assunto e mostrar com mais precisão, quais as principais fontes desse mineral tão importante na vida de todos nós.

1) Qual e a verdadeira função do cálcio?

Sabemos que a principal função do cálcio e que a maioria das pessoas já conhece é justamente a de promover o fortalecimento dos nossos ossos e dos nossos dentes, entretanto não é só para isso que esse mineral tão importante serve. Para quem não sabe ele age na região do sistema nervoso do ser humano, mais precisamente em sua parte central, de tal forma que promove a diminuição dos riscos de sofrer com doenças ligadas à parte neurológica e até mesmo com enfermidades que atingem a região dos músculos, fazendo com que as pessoas que treinam regularmente, tenham uma melhora significativa em seu rendimento e ainda ajuda no processo de ganho de massa magra, proporcionando a possibilidade de ter músculos mais saudáveis. Aliás, o cálcio auxilia bastante no transporte da proteína.

Voltando a parte dos ossos, o cálcio mantem eles sempre saudáveis e utiliza essa parte como um depósito do mineral. Dessa forma, se um indivíduo sofrer com algum tipo de escassez de cálcio, o organismo utiliza esse pequeno estoque armazenado para poder ser usado em outras funções também essenciais. E é em vista dessa situação, que geralmente os primeiros problemas ligados a falta do mineral estão concentrados na parte dos ossos, como é o caso da osteoporose, visto que o corpo usa todo o estoque do cálcio guardado nessas regiões, e isso faz com que eles acabem ficando bem mais fracos e sensíveis.

2) Elemento químico 

Adentrando rapidamente na Química, para quem não sabe, o cálcio é um elemento químico que se apresenta com o símbolo Ca. Seu número e massa atômica, são respectivamente 20 (o que significa que são vinte prótons e vinte elétrons) e 40u. A sua classificação na tabela periódica o define com um metal da classe dos alcalinos-terrosos e ele fica localizado justamente no grupo dois da mesma. De suas principais características podemos destacar:

  • Trata-se de um metal de dureza baixa, dúctil e maleável;
  • Na sua versão pura, o cálcio tem aparência prateada;
  • Ele consegue reagir muito fácil com o oxigênio, e por isso ele também reage rapidamente quando tem contato com o ar e com a água;

3) Qual é a sua importância?

Já tivemos a oportunidade de conhecer algumas das principais funções do cálcio para a nossa saúde não é mesmo? E a sua importância não para por aí. Por ser o mineral que mais se apresenta em abundância no nosso organismo, ele desempenha papéis fundamentais que devemos compreender. Quando um indivíduo possui um cardápio alimentar equilibrado, incluindo, portanto, uma dosagem de cálcio importante, ele estará garantindo que sua massa óssea tenha uma manutenção saudável e ainda garante que o seu esqueleto fique intacto.

Além disso, o mineral participa nas funções neuromusculares. O cálcio também proporciona uma espécie de contato entre a parte interior das nossas células, atuando como mensageiro. Ele também faz com que a nossa membrana fique permeável, na medida que promove a ligação das proteínas com os fosfolipídios. Enfim, muitas são as razões que justificam a verdadeira importância do cálcio para a nossa saúde e mais adiante, no artigo você verá mais dez benefícios incríveis desse mineral.

4) Qual exame fazer para avaliar o nível de cálcio no organismo? 

Para monitorarmos nossa saúde, em relação aos níveis de cálcio presente no nosso corpo e evitar problemas relacionados a sua escassez, é possível fazer um exame. Na maioria dos casos em que é de fato preciso realizá-lo, o médico especialista acaba pedindo a realização do teste de cálcio total. Em casos de pessoas que tiveram que passar por procedimentos cirúrgicos, transfusões ou aquelas que estão sofrendo de proteína baixa ou alta no sangue, podem até ser recomendadas a fazer o exame de cálcio ionizado.

Pessoas que acabam tendo oscilações na frequência cardíaca, ou que sofrem com espasmos musculares, convulsão ou até mesmo que acabam entrando coma, geralmente ocorre porque possuem uma dosagem de cálcio ionizado muito elevada no fluxo sanguíneo.

5) Principais aplicações

Além de ser muito benéfico para a saúde humana, o cálcio possui diversas aplicações, que valem nossa curiosidade de conhecer um pouco mais sobre elas. Com ele é possível constituir ligas de chumbo ou de alumínio e a partir de seus óxidos também é possível fazer desoxidantes voltados para ferros, aço, cobre e inclusive suas ligas.

Seu principal composto, carbonato de cálcio, tem formato cristalino e incolor. O cálcio é um dos principais elementos que compõem as pérolas e as conchas do mar. É possível encontrá-las nas cavernas calcárias. Existem muitas outras aplicações interessantes, o cálcio tem diversas utilidades. Esse mineral é incrível não é mesmo?

6) Cálcio e alimentação

Está quase na hora de conhecermos melhor quais os principais alimentos fornecedores de cálcio e que irão nos ajudar a manter nosso corpo com sua quantidade recomendada e assim, evitar problemas futuros. Mas antes, você irá descobrir seus dez principais benefícios, para que em seguida veja a nossa listinha dos quinze alimentos mais importantes e fontes desse mineral. Anote todas as dicas e não esqueça de procurar um profissional que te ajude a montar um cardápio alimentar mais equilibrado.

7) Existem suplementos de cálcio?

Sim, é possível utilizar suplementos de cálcio, entretanto não é todo mundo que é indicado para fazer isso. Geralmente o recomendado é para as pessoas que já estão na fase idosa, uma vez que acabam sofrendo mais com a deficiência do mineral e nessa fase é mais difícil conseguir o recomendado apenas através da alimentação. E ainda sim, nessa situação é muito importante seguir à risca todas as orientações do médico e não extrapolar na dosagem. No caso dos atletas, pode ser que alguns precisem também da suplementação, não porque precisam de uma dose mais elevada, mas sim porque nem sempre os suplementos proteicos possuem uma dose razoável do cálcio.

Por fim, se você não se encaixa em nenhuma das alternativas supracitadas, evite comprar suplementos sem prescrição médica. É possível conseguir a dose diária indicada de cálcio, por intermédio de uma alimentação equilibrada. Na dúvida é só procurar um profissional de nutrição para que ele te oriente melhor sobre o que comer no dia a dia.

8) Descubra quais são os 6 benefícios do cálcio para saúde:

6 Benefícios Incríveis do Cálcio para Saúde

1- Fortalece os ossos

O cálcio é responsável por desenvolver e manter a saúde dos ossos e dos dentes. A falta desse mineral pode desenvolver doenças, como o raquitismo, osteoporose, osteomalacia. É muito importante a ingestão deste mineral na adolescência e infância pois nessa fase os ossos estão em desenvolvimento e fase de estruturação.

2- Regula os batimentos cardíacos

Nosso coração é como uma “bomba de combustível” ele bomba o sangue para que ele circule por todo o nosso organismo. Ele ajuda nessa contração muscular ele ajuda nesse processo de contração e relaxamento que regula os batimentos cardíacos e faz o sangue circular.

3- Coagulação sanguínea

O processo de coagulação é uma verdadeira batalha no nosso organismo, aliado a outras proteínas o cálcio tem um papel fundamental  no processo de coagulação sanguínea.

4- Limpa o organismo

Ele ativa várias enzimas responsáveis pela digestão de gorduras e metabolismo de proteínas, ele limpa o organismo deixando-o livre de células de gordura.

5- Regula os impulsos nervosos

Nosso organismo é formado por milhões de terminações nervosas que se conectam através de impulsos, o cálcio é muito importante pois atua na regulação e transmissão desses impulsos nervosos.

6- Combate a obesidade

Quando há a deficiência deste mineral no organismo ele fica desequilibrado e os tecidos de gordura começam a inchar podendo desencadear aumento de peso. A ingestão de cálcio faz com que o organismo crie uma espécie de barreira, fazendo com que toda a gordura da comida não seja absorvida pelo organismo.

7- Ajuda a prevenir os sintomas causados pela TPM

Outro benefício do cálcio que poucas pessoas sabem é que o mineral é um ótimo aliado para as mulheres que sofrem com a temida tensão pré-menstrual (TPM). O mesmo ajuda a prevenir alguns dos sintomas causadas nesse período feminino dos quais destacamos: O inchaço, as dores de cólica, a sensação de sensibilidade na região das mamas, dores nos músculos, Sensação de fadiga e problemas com mau humor.

E sabe por que é tão importante consumir alimentos fontes de cálcio nesse período?  Por que quando a mulher entra na TPM começa a sofrer com as flutuações dos níveis de cálcio nessa época, que acabam caindo significativamente em decorrência do aumento elevado de estrogênio. Para que a relação entre ambos mantenha equilíbrio, é ideal que a mulher reponha o cálcio perdido. Por isso que ao consumir alimentos do gênero, automaticamente nota-se uma diminuição importante dos sintomas mais incômodos da TPM e isso acontece justamente por conta do equilíbrio que volta a se estabelecer.

8- Ajuda a prevenir o câncer no cólon

Consumir níveis adequados de cálcio também pode ajudar a prevenir enfermidades graves, como é o caso do câncer de cólon. Isso ocorre também porque o mineral ajuda a diminuir significativamente o possível desenvolvimento de pólipos, responsáveis por promover o surgimento da enfermidade.

Utilizar suplementos que auxiliam na reposição do cálcio no organismo diminui também a chance de surgir adenomas e tumores do tipo maligno, na região do cólon. Sabemos que ambos são responsáveis por dar vasão ao desenvolvimento da doença, entretanto ainda não se tem a confirmação de que o cálcio evite completamente a chance de se tê-la.

Quando o mineral entra no corpo, a parte importante é absorvida e a que resta acaba indo para a região do intestino. Durante o percurso que esse cálcio restante faz, e que inclusive passa pela região do cólon, subestima-se que o mesmo acaba se juntando com os possíveis causadores do câncer e por isso são expulsos do corpo, junto com o cálcio não absorvido. Muitos estudos foram feitos sobre o assunto, e constatou-se que todas as fontes alimentares do cálcio agem como protetores do organismo, como vimos anteriormente. Aliás, para quem quer suplementos do mineral pode apostar nos líquidos, uma vez que as vitaminas na forma líquida são cinco vezes melhores absorvidas pelo organismo do que as em formato de pílulas.

9- Previne o aparecimento de pedras nos rins

Para quem não sabe, as pedras nos rins são decorrentes da concentração cristalizada de minerais na região do trato urinário e um deles é o cálcio. Em vista disso, há um tempo atrás muitas pessoas acreditavam que o consumo de cálcio em excesso causa necessariamente a pedra no rim, entretanto não é bem assim como muitos imaginaram.

Foram feitos estudos que comprovaram que o indivíduo que consome níveis elevados de cálcio, tem o risco de desenvolver o problema significativamente reduzido. O que pode causar as pedras nos rins é justamente os níveis de cálcio exacerbados presentes na água e não nos alimentos, por tanto pode consumir sem medo. Aliás, não ingerir líquido suficiente pode contribuir para o aparecimento do problema e inclusive comer muitos alimentos ricos em oxalato, dos quais exemplificamos o espinafre e couve.

10- Ajuda a manter os níveis de Ph alcalino saudáveis

Quando você consume alimentos açucarados ou conservados, em excesso, isso pode promover uma formação de ácidos no seu organismo, que acabam contribuindo para o surgimento de problemas como o câncer, pressão alta e até cálculos nos rins. Porém, quando o consumo de cálcio é o suficiente, isso não acontece, pois, o mineral mantem os níveis de Ph equilibrados e saudáveis.

Embora o cálcio seja muito importante para a nossa saúde aqui vale um alerta: Em excesso, este mineral pode trazer problemas à saúde, como pressão alta, perda de apetite, náusea e vômito. Alguns sinais indicam que você pode estar com excesso de cálcio, tais como excesso de urina, sede, fraqueza, nervosismo e insuficiência renal. A dose diária recomendada para um adulto é de 1.000 mg/dia. Pessoas acima de 50 anos requerem 1.200 mg/dia.

II) Conheça os 15 incríveis alimentos ricos em cálcio e quantidade de cálcio de cada alimento

6 Benefícios Incríveis do Cálcio para Saúde e seus Principais Alimentos

1- Queijo

Quantidade de cálcio: 690mg em 100g de queijo fresco

A medicina mostra que o corpo humano consegue absorver cálcio mais facilmente de derivados do leite do que de plantas ou verduras.

No queijo, principalmente o cottage também está presente fontes de proteínas. Além disso, reduz os riscos de doença do coração e da síndrome metabólica (que é a união de condições que levam ao AVC, diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.

2- Brócolis

Quantidade de cálcio: 86mg em 2 xícaras de brócolis cozido

É rico em vitamina A, B6 e C, contendo o dobro de uma laranja. Por ter uma dieta balanceada com brócolis, há uma redução em adquirir certos cânceres como de cólon e bexiga.

Um estudo percebeu que homens que comiam 3 porções ou mais de brócolis durante a semana diminuíram em 41% o risco de adquirir câncer de próstata.

3- Couve

Quantidade de cálcio: 101mg em 1 xícara de couve crua

Possui grandes quantidades de vitamina C, o dobro de vitamina A para um dia, além possuir apenas 30 calorias por porção o que é ótimo pra quem quer emagrecer.

Ainda mais, fornece ao corpo vitamina k, que melhora a coagulação sanguínea.

4- Iogurte

Quantidade de cálcio: 110mg em 100 g de iogurte grego sem gordura

O iogurte não somente possui cálcio, mas um dos seus grandes benefícios é a presença de bactérias vivas que regulam a flora intestinal. Também possui vitamina B2, B12, minerais como fósforo, potássio e tem baixo teor de gordura.

Um estudo descobriu que uma dieta a base iogurte evita doenças relacionadas com o metabolismo.

5- Leite

Quantidade de cálcio: 276-352mg em um copo

Sem dúvida, o leite é uma das maiores fontes de cálcio, além de ser barato e acessível. Ainda podemos dizer que o leite possui proteína, vitamina A e D.

6- Laranjas

Quantidade de cálcio: 74mg em uma laranja e 27mg em um copo de suco de laranja

Quando se pensa em laranja logo vem à mente vitamina C, porém ainda elas são ricas em antioxidantes que fortalecem nosso imunológico.

7- Sardinha

Quantidade de cálcio: 351mg em uma lata

Apesar de não agradar a todos a sardinha tem um sabor muito característico e salgado, e melhor, ela contém grandes quantidades de cálcio. Ainda podemos citar a presença de vitamina B12, que melhora o funcionamento do cérebro e sistema nervoso.

Também contém quantidades significativas de vitamina D, que é muito importante para a saúde óssea.

8- Feijão branco

Quantidade de cálcio: 63mg em ½ xícara

O feijão branco é muito nutritivo contém proteínas, ferro, fibras, zinco e folato. Apesar de ser um carboidrato mais saudável, ele contribui para redução do mau colesterol (LDL) e diabetes tipo 2.

Um fato interessante é que ele possui amido resistente, que é um nutriente que acelera o metabolismo.

9- Quiabo

Quantidade de cálcio: 82mg em 1 xícara

Além disso, o quiabo contém fibra insolúvel o que evita a constipação, também contém folato e vitamina B6.

10- Amêndoas

Quantidade de cálcio: 264mg em 100g

Também são ricas em proteínas possuindo 12% da porção diária que o corpo precisa. Ainda também possuem fibras, proteínas, magnésio e vitamina E. E por conter boas gorduras ajuda a diminuir o mau colesterol, porém sua ingestão deve ser feita com moderação. Sem dúvida, as amêndoas são consideradas as melhores nozes pra saúde.

11- Figos

Quantidade de cálcio: 121mg em 1/2 xícara

Apesar do sabor doce e delicioso, o figo é rico em potássio e fibras. O que ajuda no funcionamento correto do intestino. Também em sua composição temos o magnésio que é responsável por mais de 300 reações biomecânicas no nosso corpo, incluindo funcionamento correto do ritmo cardíaco, fortalecimento dos ossos e músculos regenerados.

12- Salmão enlatado

Quantidade de cálcio: 464mg em uma lata

Que o salmão é mais saudável você já sabia, porém que ele é uma excelente fonte de cálcio talvez seja novidade. Em 1 lata de salmão nós temos cerca de 88% da quantidade de cálcio diária para nosso organismo. Além disso, o salmão é uma excelente fonte de proteína.

13- Tofu

Quantidade de cálcio: 434mg em meia xícara

O tofu é conhecido pela sua versatilidade, pois adquiri o sabor de qualquer alimento quando preparado com ele. Ainda podemos dizer que ele é conhecido como fonte vegetariana de proteína, além de ser uma excelente fonte de cálcio.

14- Leite de soja

Quantidade de cálcio: 25mg em 100g

O leite de soja é uma opção extra pra quem não pode consumir o leite de vaca, pois além de ser de ser muito nutritivo possui boas quantidades de proteína. Alguns estudos comprovam que o leite de soja é tão bom se não melhor que o leite de vaca.

15- Batata doce

Quantidade de cálcio: 68 mg em uma batata grande

Considerado uma excelente fonte de carboidrato saudável, a batata doce é a queridinha de quem faz musculação. Também, como parte dos seus nutrientes encontramos o potássio e vitamina A. Excelentes para a regeneração dos tecidos e células.

Veja também este programa que fala sobre os benefícios do cálcio para o organismo (13:14):

Fontes:

http://www.health.com/health/gallery/0,,20845429,00.html#bone-building-foods

http://www.healthline.com/nutrition/15-calcium-rich-foods#section1

The 20 Best Calcium-Rich Foods That Aren’t Dairy

5 Benefits of calcium

http://www.besthealthmag.ca/best-eats/lactose-intolerance/6-surprising-health-benefits-of-calcium

10 Razões para Você Beber Vinho Diariamente

O consumo de bebidas alcoólicas podem trazer inúmeros efeitos negativos para a saúde, no entanto, o vinho é uma das bebidas que, quando consumido com moderação, mais traz benefícios para o corpo. O vinho, especialmente vinho vermelho, tem sido estudado como grande auxiliar para a melhoria da qualidade de vida.

Conheça 10 das vantagens mais importantes de beber vinho diariamente:

calmante vinho

1. Calmante natural

Segundo uma pesquisa da Universidade de Boston, beber vinho com moderação  leva a resultados melhores em testes de habilidade, emoção e mobilidade. Sendo todas essas características podendo ser associadas ao estresse e à paciência.

2. Aliado do emagrecimento

Comprovado por uma pesquisa da Universidade de Purdue (EUA), o consumo de vinho pode retardar o crescimento de células jovens de gordura as impedindo de se transformar em células maduras. A substância responsável por isso é a piceatamol presente nos vinho tinto.

3. Melhora a visão

O vinho é a única bebida capaz de prevenir os problemas de visão. A bebida deixa mais lenta a degeneração da retina e ainda previne os riscos da cegueira.

4. Aumenta o desempenho físico

No vinho, está presente uma substância chamada resveratrol que pode melhorar o desempenho físico e a força muscular. Uma pesquisa da Universidade de Alberta no Canadá descobriu que duas taças de vinho ao dia aumentam o colesterol bom do corpo e diminui o colesterol ruim, porém, para que o efeito funcione rapidamente é recomendável fazer exercícios físicos, como caminhar.

5. Proteger contra doenças cardíacas e diabetes

De acordo com pesquisa da Universidade de Maastricht, na Holanda, o resveratol, presente no vinho tinto é um antioxidante que pode diminuir os níveis de açúcar no sangue e reduzir a pressão arterial. Desse modo, as chances de ter alguma doença cardíaca ou diabetes diminuem muito. A pesquisa analisou os efeitos do antioxidante em homens obesos.

6. Reduzir o risco de depressão

A revista BMC Medicine divulgou uma pesquisa em que beber vinho pode reduzir o risco de depressão. A pesquisa durou sete anos e foi feita com 2.683 homens e 2.822 mulheres com idades entre 55 e 80 anos.

Os resultados dos estudos mostraram que os homens e as mulheres que bebiam de dois a sete copos de vinho por semana tinham menores riscos de terem depressão.

7. Previne o câncer do cólon

As chances das pessoas que tomam vinho diariamente serem diagnosticadas com câncer de cólon ( ocorre no intestino grosso) é aproximadamente 50% menor do que aquelas que não consomem a bebida. Os dados foram obtidos de uma pesquisa da Universidade de Leicester, no  Reino Unido.

8. Anti-envelhecimento

Estudos da Universidade de Harvard comprovaram que o vinho possui propriedades anti-envelhecimento. O resveratol que está presente na cascas das uvas, é que mantém o corpo saudável.

Uma pesquisa realizada na  Universidade de Londres descobriu que as procianidinas (composto encontrado no vinho) mantêm os vasos sanguíneos saudáveis e deste modo contribuem para uma maior expectativa de vida.

9. Previne o câncer de mama

Normalmente, o álcool produz um crescimento maior das células cancerígenas. Porém, com o vinho é diferente.

As substâncias presentes nas casas e nas sementes da uva reduzem os níveis de estrogênio e elevam os de testosterona em mulheres na pré-menopausa, o que diminui o risco de se desenvolver esse tipo de câncer. A pesquisa foi divulgada no Jornal de Saúde da Mulher, de Los Angeles (CA – EUA).

10. Previne doenças psicológicas

Pesquisadores do Centro Loyola University Medical Center descobriram que a ingestão de vinho tinto pode reduzir o risco de desenvolver alguns problemas psicológicos.

O estudo foi realizado em 19 países e mostrou, estatisticamente, que quem consome vinho diariamente possui um menor risco para desenvolver doenças ligadas ao cérebro.

A pesquisa publicada no The Journal of Disease Neuropsychiatric  mostrou que os bebedores de vinho têm um risco 23% menor de desenvolver demência, ou problemas psicológicos comparado com pessoas que raramente consumiram a bebida.

melhora doenças psicologicas

 

Fontes:

http://www.medicalnewstoday.com/articles/265635.php

 

 

10 Razões Indiscutíveis para você Fazer Intercâmbio

Fazer um intercâmbio está na lista de metas de muitas pessoas, apesar de a princípio, algumas acharem que é impossível, mas acredite, não é! Ele pode variar de seis meses a um ano, depende do estudante, programas de estudo e da instituição.

Cada vez mais instituições surgem com programas voltados para o intercâmbio e, é claro, isso vai além de gostar de viajar. Muita gente gosta, afinal, é algo que proporciona sempre novas experiências, porém, quando se trata de um intercâmbio, os estudos precisam estar na sua lista de prioridades e lembre-se em que você não só conhece um lugar totalmente novo, como também uma cultura, aprende e se desenvolve muito!

Veja a seguir 10 razões para fazer intercâmbio no exterior:

1) Conhecer uma cultura nova

Conhecer um país diferente, significa entrar em um território novo, longe do que você está acostumado. Pode bater uma dificuldade de adaptação no início, mas com o tempo, você verá a importância de conhecer uma cultura nova, não importa onde seja, Austrália, Irlanda, Canadá ou Inglaterra, por exemplo. Todos os lugares contam com suas especialidades e vale a pena explorá-las. Além disso, naturalmente você levará um pouco da sua cultura e será possível transmiti-la para as pessoas que você irá conhecer.

2) Aprender ou aprimorar um novo idioma

Normalmente, um dos motivos principais para a vontade de fazer um intercâmbio surgir, é pelo interesse de desenvolver melhor uma língua. Nada melhor do que estar em um país onde você poderá praticar e ver realmente como é esse idioma no cotidiano. Aproveite ao máximo para aprender e falar MUITO!

3) Ganhar novas experiências

Dizem que nossas vidas são feitas de experiências, não é? Quer você acredite nisso ou não, uma coisa é verdade: estar em outro país, principalmente, se for por conta de um intercâmbio, será memorável e lhe proporcionará oportunidades de vivenciar coisas inesquecíveis!

4) Ampliar sua rede de amigos

É fato que você conhecerá diversas pessoas. Quer seja no local em que estudará, quer seja nos lugares em que visitará. Aproveite para desenvolver novos laços, trocar experiências com diferentes pessoas, conhecer culturas novas e aproveitar para passar seu conhecimento também.

5) Fortalecer sua confiança e superar seus medos

Para muita gente, um lugar novo representa a necessidade de sair da zona de conforto. Dá o frio na barriga, sensação de não saber o que fazer e aquela ansiedade enorme que não te deixa dormir. No entanto, acredite, uma hora ou outra, sua hora de agir chegará e estar em um ambiente novo, se arriscando, testando novas coisas, situações e conhecendo novas pessoas. Naturalmente, com o tempo, medos podem ser superados e, principalmente, sua confiança em você mesmo, até pra falar uma língua diferente, se fortalecerá.

6) Desenvolver sua independência

Esse ponto envolve muito o anterior sobre fortalecer sua confiança e superar seus medos. Mas além disso, claramente, você terá situações em que precisará tomar decisões e agir de forma mais independente. Principalmente, em um lugar que está longe do seu habitual. Você pode ter orientação e tudo mais, porém, muita coisa vai depender de você e do quanto você está disposto a tornar essa experiência proveitosa.

7) Ganhar conhecimento geral

Você não só conhecerá uma realidade diferente, com uma cultura, costumes, idioma e pessoas diferentes, mas também terá a possibilidade de estudar e se conhecer mais. Preste atenção nos lugares, nas pessoas, em si mesmo, na língua e explore ao máximo tudo o que for possível, você terá essa chance.

8) Viver algo que antes poderia parecer impossível

Como dito anteriormente, para muitas pessoas, a ideia de ir para o exterior parece impossível, seja para estudar ou não. Acreditar que é possível e em você mesmo é o primeiro passo, você pode abrir oportunidades. Hoje em dia, muitas instituições possuem programas voltados para pessoas que desejam fazer um intercâmbio no exterior.

9) Crescimento pessoal e profissional

Ter mais conhecimento de uma língua e estudar fora, contará bastante no seu currículo. Principalmente, se a sua evolução com a língua for grande. Além disso, seu senso de responsabilidade também será mais fortalecido!

10) Se divertir

Não esqueça de aproveitar por inteiro essa experiência e não ver como algo desgastante ou amedrontador. Lembre-se que tudo depende da maneira que você enxerga a situação. Ela poderá lhe proporcionar muitas coisas boas em diversos aspectos, como vimos aqui na lista, você conhecerá diversas pessoas, uma cultura diferente, lugares novos e, claro, terá a chance de se divertir e aprender muito!

Fontes:

http://www.topuniversities.com/blog/7-reasons-participate-erasmus-exchange-program

10 Dicas Incríveis para Estudar Eficientemente

Geralmente, os adolescentes e adultos não têm muito tempo para estudar, pois seus dias são ocupados com as milhões de tarefas cotidianas. Isso gera diversos problemas, como focar nos estudos, entender o conteúdo e economizar tempo? Aqui, vamos mostra algumas dicas de como memorizar, compreender, quanto mais treinar, mais experiente ficará e mais tempo economizará.

10 Dicas para Estudar Eficientemente e Economizar Tempo:

dicas para estudar

1) Construa ideias:

É como se você estivesse construindo uma casa. Não terá uma imagem da casa pronta, nos estudos não é diferente. Você irá buscar materiais para construir ideias, um entendimento daquele determinado assunto. Não se limite, independente de qualquer forma ou material que estiver usando, sempre procure estudar o máximo que pode para entender. Procure assistir palestras, ler livros e fazer anotações dos principais pontos, assim compreendendo mais o assunto.

2) Memorização:

Não construímos uma casa de qualquer jeito, temos a planta para isso. Nos estudos, você também precisa de uma planta, como um guia, para termos um estudo eficiente. Ao invés de tentar memorizar os detalhes no último minuto, você pegará todas as informações mais importantes e colocará de uma maneira que seja mais fácil de lembrar. Esta estratégia é para se organizar, é um estudo em que você vai se basear nas informações e tentar compreender a complexidade delas. Você vai se concentrar nas relações dessas informações, assim, juntando a ideia para ver o todo, ao invés de ficar estudando por partes.

3) Fórmula:

Se não enxergasse, você iria tateando em volta da casa, não conseguindo ver o edifício em si, mas aprendendo com as regras e não apenas circulando em volta da casa. O cérebro humano não é uma máquina e não pode memorizar somas infinitas de estudos sem fundamentos. As estratégias tem haver mudanças com o tempo.

4) Concentração:

Uma das estratégias principais é se concentrar. Usando as informações colhidas de seu estudos e formando seu entendimento, concentre-se.

5) Metáforas:

Isso aprimorará seu entendimento, use metáforas em que faça sentido com as informações colhidas. Quando encontrar relações entre as informações, faça analogias para aumentar a compreensão. Faça metáforas e use seu cérebro, como se fosse um computador, para aumentar a velocidade e o fácil entendimento.

6) Use todos os seus sentidos:

Lembre de momentos que viveu, sentimentos, imagens que já viu, coisas que lembrem aquela certa informação, junte e veja a relação entre elas. Exemplo, um menino foi entender uma matriz, lembrou-se do padrão e comparou a figura com sua mão, visualizou números de adição e subtração. Use sua imaginação.

7) Ensine alguém:

Encontre alguém que entenda do assunto e ensine a ele. Assim o que você estudou, fixará e ficará mais difícil de esquecer, como também é uma forma de organizar.

8) Construa uma fundação:

Ler livros ou outros, lhe dará uma fácil habilidade de compreensão geral de muitos tópicos. Trazendo flexibilidade de buscas, trazendo um novo padrão e novas metáforas em novos temas.

9) Não estude em cima da hora:

Não passe muito tempo estudando antes das provas, forçando informações durante os últimos dias, torna-se ineficiente. Pois, será uma recapitulação e, não prova de que aprendeu mesmo. Procure tempo para estudar com antecedência.

10) Use a cabeça:

Não importa se tem notas ótimas ou um livro destacado. O importante é entender as informações e guardá-las com você, não decorá-las e esquecê-las. Não tenha medo de focar nas informações e fazer anotações. O objetivo é levar o aprendizado com você.

Como estudar eficientemente?

Fonte:

http://www.lifehack.org/articles/featured/10-tips-to-study-smart-and-save-time.html

 

O que é Tabagismo? Tratamentos e Sintomas

Quem sofre de tabagismo tem a necessidade de consumir cigarro com certa frequência ou produtos diversos que também contenham tabaco, visto que o elemento ativo da droga é a nicotina. Segundo Organização Mundial da Saúde (OMS), trata-se de um problema que precisa ser visto como pandêmico, ou seja, o mundo todo sofre com essa condição maléfica.

O distúrbio é encarado pela OMS, como a principal razão de óbitos que poderiam ser evitados no planeta. O previsto é que no mínimo um bilhão e duzentos milhões de indivíduos sofram com a dependência, ressaltando que só os duzentos se referem à população feminina.

Estudos feitos mostraram que quase cinquenta por cento dos homens fumam, e que um pouco mais de dez por cento do público feminino também pratica o ato. Esses dados são mundiais e também evidenciaram que em país ainda em desenvolvimento, cerca de quarenta e oito por cento do público masculino é fumante, onde apenas sete representa as mulheres. Mas quando falamos de país efetivamente desenvolvido, a participação feminina mais do que triplica: pulando para vinte e quatro por cento, onde penas quarenta e dois são homens. A totalidade de óbitos anuais decorrentes do mau hábito, atingiu cerca de quase cinco milhões de indivíduos, mostrando que cerca de dez mil falecem todos os dias. Se o número de usuários não se reduzir, a previsão é que essa totalidade chegue a dez milhões até o fim do ano 2030, destacando que cinquenta por cento dessas pessoas terão perdido a vida enquanto ainda estiverem em idade ativa (35-69). E em vista de ser um assunto problemático e preocupante, é importantíssimo que a sociedade mundial compreenda mais sobre tudo que abarque a dependência ao tabaco.

  1. Tabagismo no território Brasileiro

Apesar de sabermos que infelizmente a expansão de fumantes no mundo vem aumentando consideravelmente, em território brasileiro temos uma boa notícia: registros de até vinte e cinco anos atrás mostram que efetivamente que o consumo do cigarro no país diminuiu. Durante esse tempo considerável, o número de fumantes caiu de vinte e nove por cento para doze por cento na população masculina, enquanto que na feminina caiu de dezenove para nove por cento. Esses dados são bastantes positivos, e existem diversos aspectos que justificam essa queda significativa de consumo de cigarro entre os brasileiros, dos quais damos destaque aos:

  • Impostos que cresceram;
  • Ambientes fechados que restringiram o uso de cigarro, em decorrência da nova lei anti-fumo que fora implantada há mais de cinco anos;
  • Os diversos alertas e a propagação de informações a respeito das consequências prejudiciais que o cigarro provoca na saúde do fumante, realizados em ambientes diversos, tais como escola, faculdade, na mídia e inclusive na própria embalagem do produto que expõe os principais problemas que surgem por conta de sua utilização.

Todos esses fatores foram muito importantes na hora de mobilizar a população sobre o uso da nicotina e em vista disso que as estatísticas de uso caíram relevantemente, porém não devemos deixar de observar que o país ainda ocupa o oitavo lugar na lista de número absoluto de indivíduos que fumam, para ser mais preciso, são pouco mais de sete milhões de mulheres fumantes e mais de onze milhões de homens na mesma situação, só no Brasil.

Mas apesar disso, temos outro aspecto favorável com relação ao assunto. Para se ter uma ideia, pegando dados dos últimos cincos anos que se passaram, cerca de trinta e quatro por cento da população de fumante passivo se reduziu felizmente. A OMS afirmou que, só no ano de 2013, o fato de se fumar passivamente provocou a morte de muitos indivíduos, tornando-se desde então o terceiro maior motivo de mortas possíveis de serem evitadas mundialmente. E quais são as duas maiores causas de mortes desse gênero? Obviamente aquelas pessoas que fumam ativamente e as que consomem álcool de forma excessiva.

Infelizmente no país, quase quinze por cento de indivíduos maiores de idade sofre exposição ao tabaco nos ambientes de suas próprias casas.  E mulheres são mais prejudicadas em casa nesse quesito, onde quase doze por cento delas se encontram na condição de fumantes passivas, enquanto que no gênero masculino essa porcentagem aumenta no ambiente de trabalho (onde o ambiente seja fechado), chegando a quase dezessete por cento de indivíduos que fumam passivamente.

E esse cenário positivo de diminuição de fumantes passivos também pode ser observado n os jovens brasileiros, onde a frequência de uso do tabago também vem diminuindo relevantemente. Além disso, a idade média onde o jovem costumava experimentá-lo pela primeira vez melhorou bastante. Nesse contexto, várias pesquisas feitas em território nacional mostraram que a utilização do cigarro ficou em segundo lugar na lista das drogas que mais são experimentadas no Brasil. Para se ter uma ideia, jovens na faixa etária de dezesseis anos de idade costumam ter o primeiro contato com a substância, independentemente de ser menina ou menino, e dos dados constatados a maioria desses jovens costumam ser estudantes de escola pública. Além disso, vale enfatizar que os trabalhos voltados para mobilizar as pessoas do consumo do tabaco devem ser direcionados desse já para esse grupo de jovens, uma vez que cerca de noventa por cento dos indivíduos que fumam começou com a prática antes dos seus dezenove anos de idade e é justamente nessa fase que o ser humano está construindo a sua personalidade.

Em suma, já não é novidade que um dos maiores problemas que vem atingindo a população mundial é o tabagismo e esses aspectos que melhoraram no Brasil, particularmente, servem para estimular e motivar ainda mais a elaboração de campanhas, dando ênfase nos ambientes escolares, e o governo deve restringir cada vez o uso por intermédio de aumento dos impostos, impondo limites às propagandas, proibindo o uso em ambientes sociais e investindo em programas que lutem contra o tabagismo, para conscientizar a população brasileira e ajudá-las a parar com esse hábito tão prejudicial à saúde. Nesse aspecto o país talvez tenha vencido a luta, porém vencer a guerra é mais difícil.

O Ministério da Saúde e o tabagismo

O ministério da saúde, tem o objetivo de promover a saúde e ajudar a gerenciar e controlar o uso de tabaco no país desde o fim dos anos 1980. E esse objetivo é concretizado por intermédio do Instituto Nacional do Câncer (INCA), com o auxílio de um Programa Nacional voltado para o controle do Tabagismo, conhecido como PNCT. Esse programa visa diminuir o número de pessoas que fumam no território brasileiro e desse modo, diminuir consequentemente o número de mortes relacionadas ao consumo de produtos com derivação do tabaco, através da promoção de medidas socioeducativas, voltadas à comunicação e ao alerta sobre os malefícios que o tabaco trás para a saúde humana, associando-as com medidas no âmbito legislativo e econômico, que podem evitar que novas pessoas iniciem o ato de fumar e motivar as fumantes a pararem com o mau hábito, protegendo não só a sua saúde, como também a de milhares de pessoas que são expostas a esse mal inevitavelmente (fumantes passivos).

Para que você possa compreender todas as questões que envolvem o assunto, a seguir o artigo irá abordar os mais diversos aspectos que envolvem o tabagismo, bem como mostrar seus principais malefícios e ajudá-lo a se livrar desse problema, ou até mesmo nunca ter que enfrentá-lo. Fique atento e não esqueça de compartilhar as informações com seus amigos e familiares, para que eles também cuidem da saúde e previnam diversos problemas adicionais no futuro.

Quais são as substâncias que compõem o cigarro?

Primeiramente é importante entendermos quais sãos as substâncias que compõem o cigarro, para de fato compreender porque essa droga faz tanto mal à saúde humana não é mesmo? Pois bem, no processo de fabricação de um cigarro, utiliza-se de forma básica apenas três componentes: o papel, o filtro e o tabaco. Todas as diferenças que geralmente variam de marca para marca, se justificam pelo fato de que nem todo cigarro é feito com o mesmo tipo e a mesma safra de tabaco.

Se você parar para observar as informações presentes no verso da embalagem do cigarro, irá notar que existe uma série de substâncias de nível tóxico, que estão sendo enfatizadas como presentes no produto. Mas como vimos, anteriormente, tais substâncias não são adicionadas no processo de fabricação do produto, elas estão ali presentes porque surgem simplesmente no momento em que o fumante acende o cigarro, ou seja, a combustão promove o surgimento desses elementos químicos. Das reações que ocorrem depois de acendê-lo, surge a fumaça que o cigarro libera e que é tragado pelo próprio fumante e pelas pessoas que são expostas a ela. Aliás essa fumaça é muito tóxica e faz muito mal aquele que a inala, querendo ou não.

Somente nessa fumaça já é possível identificar quase cinco mil componentes tóxicos ao organismo humano, fato este que fora comprovado por pesquisadores científicos. Inclusive há outros tipos de componentes nocivos que até então não foram identificadas, pelo simples motivo de que os estudiosos da área ainda as desconhecem. A seguir destacamos os componentes tóxicos mais conhecidos e que estão presentes no tabaco e inclusive na fumaça:

  • Nicotina: sem dúvidas é o componente que provoca o vício ao tabaco, fazendo com que o indivíduo se entregue ao tabagismo;
  • Acetona: é um tipo de solvente de caráter inflamável, que é usado para produzir esmalte, tinta e até mesmo variados modelos de explosivo;
  • Metanol: isso mesmo, aquele álcool que abastece o seu carro está presente sim no cigarro e é o que chamamos de Metanol;
  • Níquel: é um tipo de sólido de toxidade extremamente elevada, e sua resistência é tão grande que supera o processo de corrosão;
  • Arsênio: espécie de metal que é usado para produzir pesticida, vermicida e diversos outros tipos de substâncias venenosas;
  • Mercúrio: tipo de metal usado para produzir lâmpada de caráter fluorescente e pilhas em geral;
  • Butano: tipo de gás que se origina do petróleo e tem caráter inflamável;
  • Metanal: sabe o formol que é usado para conservar o cadáver? Exatamente, ele é chamado de Metanal e faz parte sim da composição do cigarro.

O que causa o Tabagismo?

Na medida que um indivíduo inala a fumaça gerada pela droga, ela entra no organismo passando pelas regiões da faringe, da laringe e da traquéia invadindo posteriormente a região dos brônquios. Dos brônquios, a fumaça vai até os alvéolos presentes no pulmão afetar o processo de troca de oxigênio, substituindo-o por gás carbônico. Ao chegar aos alvéolos, a nicotina solta gotinhas de suas substâncias que entram em contato inúmeros vasos de sangue que os irriga, e ao atravessar suas paredes ela entra no fluxo de sangue do indivíduo e consequentemente se espelha pelo organismo. Entre setenta e noventa por cento da nicotina pode ser absorvida pelo alvéolo, a depender do quanto uma pessoa inalou de fumaça ou fumou efetivamente. Além disso, quando a nicotina penetra os vasos capilares presentes na região pulmonar, consegue chegar até o miocárdio, que é o principal responsável por espalhá-la no organismo humano. Esse processo é ágil e a nicotina chega a atingir a parte cerebral entre um intervalo de tempo que varia entre seis ou dez segundos. No cérebro existem diversos neurônios constituídos por membranas. Cada membrana possui uma antena, onde a nicotina fica ligada. Cada antena dessa tem a função de receber a droga e a quantidade é ilimitada: a depender do quanto uma pessoa fuma por dia, a quantidade de antena tende a aumentar. E quanto maior o número de receptores da substância, mais difícil se torna a conseguir deixá-los calmos. E o desejo de fumar cresce porque conforme a nicotina sofre a metabolização do organismo, vai deixando seus receptores vazios e aí o corpo começa a pedir mais pela droga a fim de preenchê-los, fazendo surgir o que chamamos de crise de abstinência quando o fumante tenta largar o vício.

Quais os tipos de pessoas que fumam?

Apesar de parecer simples quando falamos sobre uma pessoa que fuma, é importante frisar que existem vários tipos daqueles que consideramos efetivamente fumante e essa classificação depende do hábito cultivado pela pessoa e de sua rotina referente à droga. Dentro dessas definições distintas não há como julgar e dizer qual é a melhor ou qual é a pior, uma vez que qualquer indivíduo que faça parte de qualquer uma delas já está botando a saúde em uma situação de perigo.

Para que você possa compreender melhor esse aspecto, reunimos os principais tipos de fumantes a seguir:

Fumante Passivo: A maioria já sabe o que é um indivíduo que fuma passivamente não é mesmo? Porém ainda sim vamos esclarecer melhor sobre esse tipo de fumante. Basicamente você pode se considerar um fumante passivo se mesmo não fumando diretamente, você caba tendo muito contato com alguém que fuma perto de você com frequência ou em algum instante do seu dia. Isso é bem comum e na maioria dos casos são pessoas que moram com algum fumante que fuma em ambiente fechado, como a própria casa. E mesmo sendo passivo você está propício a sofrer com todos os problemas que o cigarro traz na vida de um indivíduo que fuma de forma regular.

Foi pensando nisso que há cerca de quatro anos implantou-se a Lei anti-fumo, restringindo significativamente o tabagismo em ambiente fechados e públicos, com o intuito te proteger e consequentemente reduzir a quantidade de pessoas fumantes passivas no país. A OMS afirma que o esperado é que pelo menos seiscentas mil pessoas que fumam de forma passiva cheguem a falecer todo ano ao redor do planeta, por conta dos diversos fatores problemáticos que o cigarro traz na vida de um indivíduo.

Fumante Ativo: Aqui abarcamos o indivíduo que de fato fuma: que compra o cigarro, acende e o consome frequentemente. Dentro desse segundo tipo de fumante ainda podemos destrinchar outros subtipos, o que significa que o fumante ativo não tem necessariamente um perfil padrão, ele pode se encaixar em um desses subtipos a depender da sua característica predominante. Veja quais são eles:

  • Fumante de ocasião: Esse tipo de fumante não tem aquele desejo intenso de fumar, mas ele pratica o ato em eventos sociais, ou seja, ele fuma ocasionalmente. Talvez o indivíduo não veja problema em fumar de vez em quando, mas pelas propriedades viciantes da droga, esse ocasionalmente pode virar frequentemente;
  • Fumante constante: É aquele que já fez do cigarro um hábito de vida. Muitos acabam fumando em vários momentos do dia, associando a prática com a realização das tarefas diárias. O fumante de fato não consegue ficar sem a droga, precisando fumar, por exemplo, depois que almoça ou sempre que resolve tomar um cafezinho. Quando o fumante faz essa correlação de fumar com a realização de atividades cotidianas, parar com esse hábito se torna cada vez mais difícil, visto que o cérebro já entende que toda vez que uma tarefa vai ser feita precisa de um cigarro no meio.

Existem vários motivos que podem estar contribuindo para que o cigarro vire um hábito na sua vida e muitos deles acabam sendo encarados por nós como motivos irrelevantes e inofensivos, quando na verdade estão abrindo as portas para que nós sigamos para um caminho onde a volta é extremamente complicada. Sabe quais são eles?

– Decidir fumar só quando vai dirigir;

– Decidir fumar sempre que resolver beber alguma bebida alcoólica;

– Decidir fumar em determinados ambientes, como em um bar, por exemplo;

– Decidir fumar quando encontrar certos tipos de amigos que provavelmente também possuem o mau hábito.

  • Fumante em ocasiões de estresse: Como o próprio nome diz, esse é o tipo de pessoa que fuma sempre que está com algum problema, como se o cigarro fosse uma espécie de válvula de escape. Geralmente são indivíduos que sentem a necessidade de fumar quando estão agitados e querer manter a calma ou que simplesmente tiveram um dia difícil no seu lar ou no lugar onde trabalha. Da mesma forma que acontece com os fumantes ocasionais, nesse caso o cigarro também pode virar hábito, uma vez que o indivíduo inconscientemente começa a associar o ato de fumar com determinadas situações, treinando o cérebro para atitudes prejudiciais a sua saúde, ou seja, sempre que acontecer algo ruim o organismo vai entender que é hora do cigarro;
  • Fumante Adictivo: Esse é o fumante que está efetivamente viciado. A necessidade de fumar vem por conta da necessidade que o organismo começa a ter das substâncias tóxicas que a droga tem presente em sua composição. Nesse caso se ele não ter contato com o cigarro, começa a entrar em abstinência e dentre os subtipos de fumantes ativos, podemos afirmar que esse é o que apresenta maior dificuldade na hora de conseguir parar de cultivar o mau hábito.

Quais são os sintomas?

Voltando para os receptores da droga, que fica localizados no cérebro, já sabemos que quando entram em contato com a nicotina acabam liberando certas substâncias no organismo que promovem sensações prazerosas. Em vista disso que muitas fumam para conseguir reduzir ansiedade e ainda as sensações provocadas pela depressão e infelizmente, o fato de estarmos vivendo uma época onde o estresse de nível crônico tem se tornado cada vez mais comum, fumar vem ganhando gradativamente novos consumidores. Querer sentir em estar faz com que o indivíduo fume constantemente. Quem já é viciado não consegue ficar sem um cigarro por algumas horas, por exemplo, visto que começa a sentir aquela sensação ruim de querer muito algo incontrolavelmente. Para você ter uma noção, fumar mais de quinze unidades de cigarro já torna um indivíduo dependente da droga.

Os sintomas da abstinência acabam sofrendo variações, por isso cada pessoa é vista de maneira isolada nesse aspecto. Além disso, esse cenário sofre influência direta pela quantidade de nicotina que o fumante ingere por dia, ressaltando que quanto maior ela for, mais intenso serão as manifestações sintomáticas.

A) Os sintomas podem variar desde:

  • Cansaço
  • Irritação
  • Nervosismo
  • Ansiedade
  • Tristeza ou depressão
  • Fome maior do que usual

B) Quem se encontra em estado de abstinência não consegue:

  • Dormir
  • Lidar com o estresse
  • Se concentrar

Quais os indivíduos mais suscetíveis ao tabagismo?

Podemos de certa forma dizer que qualquer indivíduo pode em algum momento da vida desenvolver o hábito de fumar, contudo os mais suscetíveis a esse problema são aqueles que já chegaram a ter certo contato com a nicotina, que é a principal substância presente na droga, capaz de provocar o vício. Para se desenvolver o vício ao tabaco, não necessariamente precisa ter tido contato direto com o cigarro tradicional. Os eletrônicos e narguilés, por exemplo, são completamente capazes de deixar um indivíduo viciado no componente em questão.

Além disso, outros aspectos podem contribuir para que um indivíduo tenha cada vez mais chance de acabar desenvolvendo problemas com o tabagismo, dos quais delineamos melhor a seguir:

Quem começa a fumar muito cedo: Os estudiosos do assunto ainda estão lutando para desvendar o porquê de jovens adolescentes serem mais propensos a se viciar do que se comparado aos indivíduos adultos. A única resposta certa e confirmada diante disso é que de fato adolescentes se viciam mais em cigarro, por exemplo, do que uma pessoa adulta que começa a ter contato com a droga.

Dentre as hipóteses analisadas, uma das mais viáveis é o fato de que o nosso cérebro tem uma partezinha que fica responsável por manter o controle das nossas ações, das nossas atitudes impulsivas e de nossas decisões. Na adolescência, essa região sofre estímulos do que chamamos de recompensa. Por esse motivo que tudo aquilo que traz sensação de bem-estar no jovem, acaba promovendo muito mais impacto do que quando acontece com o adulto. E aí que entramos com mais uma questão: crianças ou adolescentes, quando tem contato logo nessa fase com a nicotina, acaba tendo muito mais chance de desenvolver tabagismo do que aquele adulto que começa a ter contato com a substância um pouco mais tarde.

Quem convive com familiares tabagistas: Estudos sobre esse tema confirmaram que quando crescemos com indivíduos que fumam, isso acaba refletindo em impactos negativos não só pelo fato de que ser fumante passivo nos prejudica tanto quanto fumar propriamente dizendo, como também pode estimular esse comportamento na nossa vida. A academia americana de Pediatras, por intermédio de uma coleta de dados no ano de 2013, identificou que cerca de vinte e nove por cento das crianças entre onze e dezessete anos filhas de pais tabagistas já tinham fumado em algum momento da vida, enquanto que apenas oito por cento dos filhos de pais que não fumavam tinha tido esse contato.

Quem sofre de algum Transtorno Mental: Os indivíduos que apresentam algum tipo de Transtorno da mente, geralmente buscam se aliviar em substâncias que trazem algum tipo de bem-estar. Então quando ficam angustiados ou tristes, por exemplo, acabam recorrendo a bebidas alcoólicas e inclusive ao cigarro. Em vista disso é tão comum conhecermos pessoas que sofrem de Depressão, Transtorno de ansiedade ou Transtorno de Estresse pós-traumático, que tem muito mais probabilidade de se viciar em algum componente prejudicial, como é o caso da nicotina.

Quem tem algum outro tipo de vício: Para quem não sabe, geralmente quando um indivíduo tentar sair de um vício, sem perceber ele acaba entrando em outro. Por isso que quando algum alcoólatra está em fase de recuperação, por exemplo, é bem comum que ele encontre amparo no cigarro para diminuir a sensação de abstinência ao álcool. Então quem tem algum vício, acaba sendo muito mais difícil se livrar dele já que trocar de tipo de vício não resolve o verdadeiro problema.

Quem tem algum fator de caráter genético: Pesquisadores confirmaram que de acordo com alguns estudos, existem pessoas mais propensas a problemas com tabagismo em decorrência de fatores genéticos. Em vista disso, se o bebê antes mesmo de nascer (na gravidez) teve alguma exposição a nicotina, quando ele nasce está mais suscetível a desenvolver o problema.

Como o processo de diagnóstico é feito?

O processo para se diagnosticar um tabagismo é feito com mais frequência mediante autoanálise, ou seja, a pessoa que fuma começa a notar que apresenta os sintomas do problema ou ele começa a ver que o vício está causando malefícios reais a sua saúde. Além disso, o médico do paciente, quando nota que existem outros problemas decorrentes do uso do cigarro, imediatamente ele suspende o uso, recomendando que o indivíduo cesse o mais rápido possível com o mau hábito.

Partindo para o processo de diagnóstico de caráter clínico, o indivíduo primeiramente tem uma conversa específica com seu médico. É aí que o profissional faz diversas perguntas para identificar se de fato o problema com o tabagismo existe. Tais perguntas estão diretamente associadas com os hábitos e rotinas do paciente, ligados ao uso do cigarro. Existem profissionais que optam por questionários de nível comportamental, pois acham que dessa maneira consegue-se avaliar melhor o caso do indivíduo e dessa maneira escolher a melhor forma de tratamento para ele e um exemplo disso é o teste de Fagerström.

Esse teste trata-se de um questionário bem simples e eficiente, que costuma ser utilizado por muitos médicos para avaliar casos de possível tabagismo. Esse teste compara a sua forma de se relacionar com o cigarro e consegue medir o seu nível de vício. Dentre os níveis delineamos o de “muito baixo” até o “muito alto”, e o resultado vai variar conforma os hábitos cotidianos de cada paciente.

É baseando-se nos resultados desse teste que o médico lhe mostra a melhor forma para tratar o problema. E além disso, você também pode optar por fazer testes online que são disponíveis na internet para você descobrir se tem o vício na comodidade da sua casa.

Quais os problemas que podem surgir em decorrência do uso da nicotina?

Já sabemos que o tabaco por si só já é um componente de toxidade muito elevada, mas o que talvez você não saiba é que ele é um dos maiores responsáveis por desencadear o desenvolvimento de mais de cinquenta enfermidades distintas, das quais algumas são de gravidade bastante séria. Destacamos as doenças mais comuns decorrentes do uso frequente do cigarro. Veja elas mais adiante:

  • Doenças respiratórias: quem fuma tem mais propensão a sofrer de doenças que afetam o trato respiratório. Dentre as mais conhecidas podemos citar a bronquite, a Doença Pulmonar obstrutiva de nível crônico (que é basicamente a junção de várias enfermidades que fazem parte do grupo de doenças respiratórias, responsáveis por impedir que o ar chegue até os pulmões), enfisema nos pulmões e a asma.
  • Doenças do coração: usar o tabaco regularmente atinge os nossos vasos de sangue de maneira direta. E esse fato contribui para o surgimento de doenças de caráter cardiovascular, das quais enfatizamos a aterosclerose (que surge quando as paredes das artérias começam a apresentar um acúmulo irregular de placas de gordura), problemas com arritmia, insuficiência do coração e inclusive pode ocorrer um ataque de caráter cardíaco. De acordo com a Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista, o indivíduo fumante tem o tripo de chance de ser acometido por um infarto do coração, do que aquele que não pratica o mau hábito.
  • Problemas com pressão alta: Uma curiosidade é que o cigarro tem a capacidade de produzir catecolamina. A substância produzida faz com que os nossos vasos de sangue fiquem contraídos, acelerando o miocárdio e desenvolvendo problemas com hipertensão.
  • Surgimento de aneurisma cerebral e aórtico: Alguns estudos realizados pela Secretaria do Estado de São Paulo constataram que aproximadamente sessenta e sete por cento dos quadros confirmados de aneurisma no cérebro se deu por conta do uso contínuo do cigarro.
  • Derrame Cerebral: Quando a pressão fica alta em decorrência da acumulação de gordura nas paredes da artéria, faz com que o fumante fique muito mais propenso a sofrer com derrames no cérebro ou ter algum Acidente Vascular Cerebral (AVC).
  • Problemas com Úlcera Gástrica: Quando fumamos, automaticamente prejudicamos um músculo do nosso corpo, que fica responsável por impedir que alguns ácidos presentes no estômago cheguem na região do esôfago. Quando isso acontece e o ácido chega no esôfago, as úlceras na região começam a surgir.
  • Problemas com Úlcera na região da Epiderme: Sabendo-se que a substância do tabaco acaba reduzindo significativamente o processo de produção de colágeno e de outras fibras muito importantes para manter a pele bem sustentada, faz com que o indivíduo tenha muito mais chance de desenvolver úlcera na região.
  • Catarata: Quem fuma tem o dobro de risco de desenvolver catarata do que uma pessoa saldável, e essa informação foi confirmada pelo próprio Instituto de Moléstias oculares. Para quem não sabe, a Catarata é uma enfermidade decorrente de uma lesão no olho que pode levar o indivíduo a ficar cego de forma irreversível.
  • Problemas com Osteoporose: Quando a nossa massa óssea desacelera, faz com que soframos com dor, encolhimento, deformidade e com os nossos ossos que ficam bem mais frágeis. Esse fato é o que chamamos de Osteoporose e atinge muito mais a comunidade fumante. Para se ter uma ideia, o estimado é que as pessoas que fumam acabam perdendo até um por cento de massa óssea a mais anualmente, visto que o cigarro faz com que o organismo não consiga absorver eficientemente todos os minerais importantes para manter os ossos saudáveis e fortes.
  • Problemas com Trombose: Existe um fenômeno que ocorre quando a passagem de sangue através de uma artéria do nosso corpo é obstruída em decorrência de um coágulo que acaba se formando no local. Esse fenômeno é conhecido por Trombose e acontece com mais frequência em pessoas que fumam, uma vez que o tabaco prejudica o processo de dilatação dos vasos de sangue, contribuindo para que o problema ocorra.
  • Ocorre o que chamamos de Envelhecimento Precoce: Além de todos os outros fatores prejudiciais mencionados, o cigarro também prejudica o fluxo de sangue no organismo, fazendo com que a pele não recebe de forma eficaz todos os nutrientes que ela precisa. Em vista disso, o fumante tende a ficar com a aparência envelhecida mais cedo.
  • A Menopausa chega antes do esperado: A droga em questão tem a capacidade de fazer com que os ovários entrem em falência, ou seja, eles perdem a capacidade de continuar com a produção de óvulos. É por conta desse cenário que mulher fumante geralmente entra na menopausa antes mesmo de chegar nos quarenta anos de idade. Além disso, ambos os sexos podem ficar inférteis, visto que o tabaco prejudica o processo de produção de hormônios, fazendo com que os indivíduos que fumam tenham dificuldade para terem filhos. Claro que esses efeitos negativos costumam atingir muito mais a comunidade feminina, pois como vimos, a droga atinge de forma direta o ovário.
  • Problemas com Impotência Sexual: Já sabemos que o tabaco afeta o fluxo de sangue de uma pessoa e por isso o sangue não consegue chegar até o pênis, fazendo com que o homem não consiga ter ereção.
  • Surgimento de variados tipos de Câncer: Não deve ser nenhuma novidade saber que fumar pode provocar o desenvolvimento de câncer, dos mais variados tipos. Veja quais são os mais frequentes nesse caso: Câncer de pulmão, de boca, de laringe, de faringe, no estômago, no esôfago, no pâncreas, no rim, no fígado, no colo do útero, na bexiga e diversos níveis de câncer no sangue (leucemia).
  • Problemas de caráter dentário: A saúde da boca também é prejudicada por conta o uso frequente de tabaco, e dos problemas mais graves que costuma ocorrer damos ênfase para o câncer de boca, que de acordo com estudos constatou que cerca de oitenta por cento dos indivíduos diagnosticados com a enfermidade eram fumantes. Inclusive, quem fuma tem grande risco de acabar desenvolvendo o que chamamos de Doença Periodontal. A enfermidade trata-se de uma infecção causada por uma bactéria na região da gengiva e na região dos ossos responsáveis por sustentas a arcada dentária. Quando ela surge provoca dor, sangramento e o indivíduo pode até perder seus dentes. Além disso, a cicatrização da gengiva é prejudicada por conta do cigarro e isso explica porque pessoas que fumam tem dificuldade para se recuperar no tratamento contra a doença.

Outra informação relevante a saber é que o tabaco, tem em sua composição o que chamamos de alcatrão. Esse componente promove o surgimento de dois problemas sérios que acabam afetando diretamente a autoestima de quem fuma, e impedido que o mesmo viva com qualidade: mau odor na região da boca e os dentes ficam manchados com um aspecto que pode variar de amarelado para amarronzado. Mas a grande preocupação é que o cigarro prejudica todo o sistema de imunidade do indivíduo e isso faz com que ele demore muito mais para se recuperar de qualquer procedimento que ele venha a realizar nos dentes, como por exemplo, uma simples extração.

Quais os problemas que podem afetar quem fuma de forma passiva?

Com certeza devemos concordar que é mais do que injusto o fato de uma pessoa inocente que está exposta inevitavelmente à fumaça do cigarro também sofra com as consequências drásticas que essa droga pode causar não é verdade? São pessoa que escolheram ter uma vida saudável, mas que por ironia do destino, estiveram expostas ao malefício e acabaram sofrendo com os danos de um ato que elas nunca praticaram.

Para começar, todas aquelas enfermidades e problemas que mencionamos no tópico anterior podem afetar o fumante passivo. Quando uma pessoa inala a fumaça do tabaco já está propensa aos problemas que ele causa na saúde humana. Diversos estudos realizados comprovaram que uma pessoa que se casa com alguém que fuma, acaba tendo vinte por cento de chance adicional de acabar morrendo por conta de alguma doença do coração ou do pulmão, do que se comparamos ela com alguém que não tem essa mesma exposição à nicotina. Fumante passivo que só fica exposto em tempos mais curtos podem sofrer de outros problemas, dos quais destacamos a rinite, a tosse, a conjuntivite, alergias em geral e aquele que já sofre de asma pode acabar tendo a doença agravada.

De acordo com as pesquisas realizadas pelo INCA, a criança que acaba crescendo com exposição frequente à fumaça do tabaco, acaba desenvolvendo até vinte e cinco por cento de chance de um dia sofrer com câncer pulmonar. A OMS fez uma previsão estimada de que pelo menos setecentos milhões de crianças espalhadas ao redor do planeta são consideradas fumantes passivas. Esse número em território brasileiro representa aproximadamente quarenta por cento da população que fuma de forma passiva na totalidade do país.

Não deve ser novidade saber que uma mulher em período de gestação não pode fumar nem ter nenhum tipo de exposição a fumaça do cigarro. E esse cuidado deve ser rigidamente levado em consideração pelas futuras mamães, pois a nicotina pode trazer consequências devastadoras para a saúde do bebê. Toda substância tóxica que entrar em contato com o organismo da grávida irá passar para o feto por intermédio do cordão umbilical. E todas as consequências negativas disso atinge não só a futura mãe fumante ativa, como também a passiva. Dos problemas mais comuns que podem surgir em decorrência disso estão:

  • Hipoglicemia: problema que ocorre quando os níveis de açúcar no sangue caem consideravelmente. Fato este que a nicotina pode provocar, fazendo surgir outros problemas como desmaio, cefaleia, ansiedade, problemas de memória e o nível de colesterol pode aumentar.
  • Fadiga nos músculos: Se o nosso organismo não absorve de maneira correta toda a vitamina C de que ele precisa, pode provocar aquela sensação de fadiga na região dos músculos. E sim, a nicotina é capaz de atrapalhar esse processo de absorção.
  • A absorção de nutrientes importantes reduz bastante: Uma outra curiosidade com relação ao cigarro, é que ele faz com que o fumante perca a sensação de fome e junto com esse fato ele ainda prejudica o organismo impedindo que certos nutrientes importantes sejam absorvidos por ele. Em vista disso, o bebê que se mantém exposto a nicotina tem muito risco de vir ao mundo com quadro de desnutrição.
  • Problemas no desenvolvimento do bebê: Todos os componentes tóxicos do tabaco atingem a circulação do sangue de maneira direta. Isso faz com que o bebê se desenvolva com certo atraso. A depender do estágio da gestação e do número de cigarro que a futura mamãe fuma diariamente, os problemas de desenvolvimento da criança podem se tornar cada vez mais gravídicos.
  • O sistema cardiovascular da criança não tem boa formação: Várias pesquisas sobre os problemas em se expor a criança à nicotina afirmam que isso pode acabar prejudicando o processo de formação dos vasos de sangue da criança. Inclusive o processo de formação do coração da criança acaba intercalando entre situações onde ele acelera significativamente no momento em que a nicotina entra no fluxo sanguíneo da futura mãe.
  • Surgimento de problemas pulmonares na criança: Quando o feto já fico exposto à nicotina, ele pode acabar desenvolvendo inúmeros problemas bastante característicos de pessoas que fumam. A capacidade de respirar, por exemplo, pode ser reduzida, e problemas de caráter congênito na região podem aparecer como no caso de bronquite crônica.
  • O bebê pode nascer de forma prematura: Pesquisas sobre o tema constataram que cerca de dez por cento dos nascimentos prematuros decorre do fato de que a mão teve contato com as substâncias tóxicas do cigarro durante o período de gravidez;
  • Há muita chance de ocorrer um aborto espontâneo: Diversos estudos confirmaram que usar cigarro nesse período, principalmente nos primeiros três meses de gravidez aumenta significativamente a chance de ocorrer um aborto de caráter espontâneo, sangramento ou ainda de a placenta acabar se descolando.
  • O bebê pode ser um dependente químico: Apesar de ser um problema de incidência rara, não podemos esquecer que existe sim a chance de os filhos de mulheres viciadas em cigarro acabar nascendo com problemas de dependência química. Tias crianças podem até mesmo sofrer com crises de abstinência. Quando isso acontece, a criança tem que se tratar com o auxílio de remédios que promovem a desintoxicação.

A verdadeira realidade do tabagista

Segundo a OMS, o vício no cigarro é com certeza um dos problemas que mais provocam mortes no planeta. E a morte é evitável, ou seja, se o indivíduo tivesse largado o mau hábito e cuidado da saúde ele não teria chegado ao estado fatal que o tabagismo o colocou. O INCA realizou uma pesquisa e identificou vários aspectos que comprovam porque o tabagismo é tão prejudicial para o ser humano. Veja algumas informações que foram colhidas nos estudos:

  • A cada hora que se passa, vinte e três pessoas morrem no território brasileiro, em decorrência de problemas que se desenvolveram por conta do uso do cigarro. Este fato mostra que anualmente, cerca de duzentos mil indivíduos chegam a morrer por conta da droga;
  • Dentre os casos de óbitos decorrentes por alguma doença do coração, cerca de vinte e cinco por cento se justifica pelo uso frequente do tabaco. Se analisarmos apenas aqueles com idade inferior a sessenta anos, essa porcentagem cresce para quarenta e cinco por cento;
  • Das pessoas que morrem por conta de problemas como enfisema nos pulmões ou asma, oitenta e cinco por cento era tabagista;
  • E cerca de noventa por cento daqueles que recebem o diagnóstico de câncer pulmonar utilizavam também o cigarro como hábito;
  • A droga também é responsável por cerca de trinta por cento dos óbitos decorrentes de câncer na laringe, na faringe, na boca, no colo do útero, na bexiga, no rim, no pâncreas e no esôfago;
  • Dos casos de derrame que costuma ocorrer, uma parcela de vinte e cinco por cento agradece ao tabaco por sua incidência;

Além disso, o estudo realizado pelo Instituto deixou bem claro que as pessoas que fumam têm riscos de desenvolver muitos problemas sérios. Veja um pouco sobre a proporção dessa probabilidade, que para elas costuma aumentar absurdamente:

Infarto: cinco vezes mais chance;

Enfisema nos Pulmões: cinco vezes mais chance de desenvolver o problema;

Derrame no Cérebro: duas vezes mais risco de ter do que um indivíduo saudável que não fuma.

Quem sofre com o vício pode se curar?

A boa notícia é que o tabagista pode se tratar e se livrar do vício, ou seja, existe cura para o problema. E além disso, os métodos para trata-lo são os mais diversos e sua eficiência é legítima. Quem tem o vício precisa entender que para largá-lo é necessário ter o auxílio de uma outra pessoa, pois isso é um desafio bem mais complicado do que se imagina.

Para se ter uma ideia, dos indivíduos que tentaram acabar com o vício na droga por conta própria, apenas cinco por cento conseguiram isso e num período médio de um ano. Portanto, o mais indicado é ir em busca de ajuda profissional para realizar o tratamento correto para se livrar do tabagismo.

Quais são os principais tratamentos?

Atualmente podemos contar com uma série de tratamentos variados para o tabagismo, que são muito úteis no processo onde o fumante procura deixar o mau hábito. As opções disponíveis podem ser usadas de forma combinada:

  • Remédios que tem a função de reduzir a vontade incontrolável de fumar.
  • Realização de uma Terapia de reposição nicotínica feita com o auxílio de chicletes, adesivos de caráter transdérmico, spray para o nariz e substância em aerosol para inalar.
  • Realização de Terapia comportamental, focando no objetivo de abandonar a droga.
  • Usar adesivos de nicotina capazes de agir por tempo prolongado, pois ajudam o indivíduo a ter menos vontade de fumar. No caso das gomas de nicotina, a utilização de ser feita em intervalos mais longos, de tal maneira que a pessoa tenha mais dificuldade, porém é possível adaptar o consumo em sintonia com as sensações que a mesma enfrenta.

Como conviver com o problema?

O indivíduo que sofre com o problema precisa lutar diariamente para conseguir eixar de vez o vício, que é sem dúvida uma tarefa bastante dificultosa. Quando o indivíduo percebe que precisa largar o mau hábito e vai e busca de auxílio para alcançar esse objetivo, ele precisa ter a consciência de que a jornada será longa e não será nem um pouco fácil.

Em vista disso é fundamental que o tabagista sempre esteja cercado de pessoas que o amam, para poder conversar sobre a decisão de parar com o cigarro e conseguir ajuda em qualquer momento. Se por ventura você conviva com outras pessoas que fumam, mas deseja mesmo assim largar o vício, fale com elas sobre essa vontade e peça para que as mesmas evitem praticar o ato quando você estiver por perto e peça para que ninguém mais lhe ofereça a droga.

É importantíssimo criar um círculo de pessoas confiáveis que poderão ajuda-lo nos momentos mais complicados do tratamento e não abrir mão de frequentar um bom profissional de psicologia, bem como ter um grupo de apoio para desabafar, ouvir e contar novas experiências. Além disso, é fundamental que se saiba que ter alguma recaída faz parte do processo e não precisa se desanimar por isso nem resolver abrir mão desse sonho que é deixar o vício e para promover uma melhora significativa na qualidade de vida, o recomendado é que se cultive algumas práticas, das quais mencionaremos mais adiante:

  • Praticar Atividade Física: pois ajuda a melhorar sua qualidade de vida e promove sensações de bem-estar, aliviando desse modo os sintomas típicos de períodos de abstinência. Cultivar esse hábito vai lhe mostrar gradativamente que a nicotina não tem nenhuma importância na sua vida;
  • Aprender a gerir melhor as Crises de Abstinência: Conseguir se esquivar dos sintomas típicos de uma crise de abstinência é um dos maiores desafios para o tabagista. E quando o mesmo consegue aprender a administrar bem esses intervalos, fica mais “fácil” continuar lutando pelo seu objetivo tendo o menor número de recaídas. E como aprender isso?

– Sempre que você sentir aquela vontade de acender um cigarro, certifique-se de manter suas mãos de alguma forma ocupadas. Compre aqueles brinquedinhos que ajudam a driblar o estresse e deixe ele sempre acessível a você. Desde o spinner, até bolinha de apertar e cubos de plástico podem ser espalhados por sua casa, para que em qualquer momento e lugar você tenha acesso a eles.

– Quando a crise de abstinência chegar, faça de tudo para ocupar sua mente com atividades que o distraiam. Aqui vale tudo: ler, escrever, desenhar, jogar videogame, pintar, e qualquer coisa que você imaginar, menos fumar;

– Prepare lanches saudáveis e deixe eles sempre pertos de você. Sempre que sentir vontade de pôr o cigarro na boca, deixe ela ocupada com tais lanches. Mas aqui precisa ter cuidado para não acabar descontando suas ansiedades na alimentação.

  • Evitar as situações que chamamos de gatilhos: Quando o paciente está se tratando inicialmente, o fundamental é que ele evite frequentar os lugares que ele costuma fumar, para não despertar nele esse desejo. Todo ambiente propício a te convidar a acender um cigarro precisa passar bem longe do seu rastro, para que as recaídas sejam prevenidas;
  • Criar ambientes seguros em sua própria casa: Essa dica é fundamental para quem convive com outros indivíduos tabagistas. Se essa for a sua realidade, converse objetivamente com eles e escolha um espaço da casa isolada para eles fumarem, assim você não precisa ter contato com o cigarro, mesmo que de forma passiva. E além disso, é importante que você peça para eles não deixarem nada do gênero exposto a você, desde isqueiro, até cinzeiros e o próprio cigarro. Sem o suporte diário das pessoas que vivem com você, fica cada vez mais complicado conseguir largar o vício;
  • Lembrar diariamente sobre todas as partes positivas que o ato de deixar o vício provoca na sua vida: Essa reflexão é essencial pois ajuda a driblar os momentos em que a vontade de fumar as vezes se torna mais alta. Lembrar dos benefícios que você terá se deixar o tabaco vai motivá-lo a continuar firme na luta contra o problema e mantê-lo sempre animado. Você pode também espalhar por sua casa alguns lembretes sobre essa questão, assim sempre que você olhar para o lado verá uma mensagem de motivação que o ajudará constantemente;
  • Implantar sistemas de recompensas: Estabeleça metas e defina uma recompensa sempre que alcançá-las. Dessa forma você treinará seu cérebro a entender que sempre que conseguir ficar longe do cigarro irá conseguir ganhar algo muito bom. Crie um objetivo de curto prazo, como por exemplo, passar o final de semana sem tocar em um cigarro e se conseguir compre aquele chocolate que você adora ou um livro que você sempre quis. E assim, sucessivamente, você vai aumentando o prazo das metas e variando nas recompensas;
  • Começar a substituir o tabaco por hábitos saudáveis: Quando o tabagista cria uma rotina com o cigarro, se torna cada vez mais desafiador largar o mau hábito, uma vez que seu cérebro já entende que sempre que algo for feito um tabaco virá de mãos dadas. Um exemplo disso são as pessoas que se acostumam a fumar depois do almoço ou sempre que tomam um cafezinho. Para tentar driblar esse mau hábito recomenda-se que depois da refeição se coma uma fruta ou algo que o tabagista goste, assim o cérebro vai sendo treinado a entender que o cigarro não é mais uma necessidade;
  • Seguir o tratamento à risca: Existirão diversos momentos durante o tratamento em que será normal sentir vontade de desistir. Mas o importante é não deixar de fazê-lo. Com determinação e persistência, o tabagista consegue sim deixar o cigarro, mas para isso ele deve seguir todas as recomendações do tratamento, até o seu término.

Como prevenir o tabagismo?

O meio mais seguro de evitar que o Tabagismo se desenvolver é definitivamente não ter nenhum contato com o cigarro, nem o experimentar de nenhuma maneira. Existem aqueles indivíduos que alegam não serem viciados e que fumam a hora que querem, mas é fundamental termos a consciência de que qualquer um que tenha menor contato com a substância da nicotina pode acabar ficando viciada em algum instante.

Em contrapartida, nem sempre conseguimos evitar o contato com a fumaça da droga. Não ocorre o mesmo com a questão do alcoolismo, que evitando beber já é o suficiente. Mesmo evitando fumam sempre iremos nos deparar com alguém que esteja com um cigarro na mão, e assim, quando não ativos, podemos em algum instante ser fumante passivo. Além disso, beber de forma social é algo saudável, mas não existe fumar nesse gênero. O ato em si, independentemente da situação, é prejudicial de qualquer maneira.

Para aqueles que tem filhos e desejam que eles passem bem longe dessa droga é fundamental conversar bastante sobre o assunto e evitar fumar, afinal, como você pode aconselhar seu filho sobre os malefícios do cigarro, se você mesmo fuma? Não dê o mau exemplo para que ele não fique tentado a experimentar o tabaco.

E como você pode evitar que fume de forma passiva? Em primeira instância é muito importante que as pessoas que fumam tenham consciência de que elas podem prejudicar a saúde das pessoas em sua volta, pois o passivo se prejudica tanto quanto o ativo. Sabemos que fumar é uma livre e espontânea escolha, portanto, caso você não pretenda largar o vício, evite fumar perto de outros indivíduos que não fazem o mesmo, afinal eles não merecem sofrer com as consequências do tabaco.

Agora se você não fuma e consequentemente não quer ser passivo, evite locais onde você sabe que terão pessoas fumando. Caso conviva com algum fumante, converse com ele para que o ato de fumar seja feito em um ambiente isolado, que o proteja da fumaça. E se por ventura você estiver em um local e derrepente alguém fumando chegar, tente se esquivar em ir para uma parte onde a nicotina não chegue até você.

Maiores vantagens de se largar o cigarro

Sem dúvida, quando um indivíduo decide largar o vício ao cigarro, o maior benefício que ele tem é diminuir suas chances de desenvolver diversos tipos de enfermidades gravíssimas que podem tirar a sua vida. Quem fuma entre um até dez cigarros diariamente já aumenta suas chances de falecer antes de completar sessenta anos para oitenta e sete por cento. O Instituto de câncer dos EUA, através de estudos que realizou, confirmou que a partir de vinte minutos depois que a pessoas decide deixar a nicotina, já consegue ter os benefícios do ato. Você verá a seguir de forma mais detalhada quais são esses benefícios e a partir de quanto tempo o ex fumante começa a apreciá-los em sua vida:

Após vinte minutos: A pressão das artérias se regulariza;

Após duas horas: qualquer rastro de nicotina que esteja no fluxo sanguíneo é eliminado pelo organismo;

Após oito horas:  nível de oxigênio do fluxo de sangue se regulariza;

Após dois dias: A região olfativa começa a ter melhoras evidentes e com isso a pessoas consegue ter melhor percepção dos cheiros ao seu redor;

Após três semanas: A circulação do sangue volta a funcionar melhor, sendo recuperada a sua capacidade;

Após dois anos: O risco de sofrer infarto ou Acidente Vascular Cerebral cai para a metade, chegando ao mesmo risco de um indivíduo que jamais teve contato com o cigarro em sua vida;

Após dez anos: A chance de ter câncer nos pulmões diminui em oitenta por cento;

Após vinte anos: A chance de ter o câncer pulmonar se equipara ao da pessoa que nunca teve contato com o cigarro.

Inclusive, quando você decide não fumar, está abrindo as portas para que sua qualidade de vida aumenta significativamente. Veja mais a seguir sobre as principais mudanças na sua saúde depois de abandonar o tabagismo:

  • A capacidade para respirar melhora muito: Dependendo da idade e do intervalo de tempo que uma pessoa passou fumando em sua vida, numa média entre seis e nove meses, depois dela decidir largar o vício já começar a perceber que sua capacidade respiratória muda para melhor, atingindo uma evolução inicial de dez por cento. Desse modo, os problemas frequentes com tosse diminuem e algumas atividades que antes pareciam ser impossíveis de serem realizadas, como praticar uma atividade física, começa a ficar mais fácil.
  • A disposição aumenta: Uma vez que o sistema de Imunidade ganha força novamente, e a circulação do sangue entra novamente nos eixos, o indivíduo que abandonou o tabaco começa a ficar mais disposto na hora de fazer tarefas cotidianas. Além disso, a capacidade para se concentrar melhora significativamente.
  • A capacidade olfativa e o paladar também melhoram: Depois de apenas dois dias sem o cigarro, a capacidade olfativa já evolui de forma próspera. Em vista disso, o ex-fumante já consegue sentir melhor os odores ao seu redor. Inclusive, o paladar também recebe os benefícios, fazendo com que o indivíduo consiga sentir de forma satisfatório o verdadeiro sabor da comida.
  • A fertilidade aumenta: Sabemos que fumar deixa homens inférteis não é mesmo? Porém, se ele decide largar o tabagismo, começa a voltar a ter a capacidade de produzir espermatozoides e de qualidade extremamente potente. O mesmo acontece com mulheres, que passar a produzir óvulos mais saudáveis e fortes.
  • A rendimento sexual cresce satisfatoriamente: Logo depois do último trago saiba que a vida sexual e o desempenho tanto do homem como da mulher nesse aspecto melhoram significativamente. Os homens conseguem ter mais ereções com maior durabilidade e as mulheres voltam a ter a capacidade de sentir muito mais orgasmo.
  • A pele fica mais saudável e bonita: Parar de fumar faz com que a pele volte a conseguir absorver o oxigênio e os nutrientes que ela precisa para se manter sempre saudável, uma vez que o tabaco impedia que isso acontecesse, provocando o indesejável envelhecimento precoce.
  • Os dentes ficam mais fortes e atraentes: As manchas que surgem nos dentes, por conta do alcatrão presente no cigarro, somem depois que o indivíduo fica algumas semanas sem ter o contato com a droga. Além do fato de que os problemas com mau hálito desaparecem.
  • A expectativa de vida aumenta: Conformes pesquisas em cima do tema, evidenciou-se que os indivíduos que deixam o tabaco de lado antes mesmo de completarem trinta anos de idade, acrescentam dez anos de vida a mais em sua expectativa. Quem só consegue largar o tabagismo depois dos sessenta, só consegue recuperar três anos a mais.
  • Consegue poupar uma bela graninha: Deixar de fumar não faz bem apenas para a sala saúde e daquelas pessoas que convivem com você, como também melhora o seu orçamento financeiro. Para se ter uma ideia, o tabagista costuma gastar cento e cinquenta reais mensais com a droga. Poupando esse valor ao largar o tabagismo, no final de um ano você terá arrecadado quase mil e setecentos reais. Um dinheirinho que você pode usar para faz mil e uma coisas saudáveis e benéficas para a sua vida, como por exemplo viajar ou comprar algo que você sempre quis.

Portanto, se você fuma, analise direitinho todas as informações apresentadas nesse artigo. Dê atenção aos malefícios e aos benefícios que o cigarro traz para a sua vida e veja como é vantajoso largar um vício tão prejudicial a sua saúde. Não hesite em ir procurar ajudar para enfrentar o seu problema e lembre-se de que você não está sozinho. E se por ventura você conhece alguém que sofre com o tabagismo não esqueça de mostrar esse artigo para ele e ajudá-lo a superar essa doença que pode ser fatal. Não deixe que um vício prejudique sua qualidade de vida e o impeça de apreciar as coisas boas da vida.

 

Tudo Sobre a Cistite

A cistite é uma infecção urinária que ocorre na bexiga. Mais comumente em mulheres no período fértil, a cistite pode ocorrer de maneira repetida. Apesar de ser mais comum em mulheres, também pode ocorrer em indivíduos do sexo masculino.

Na infecção, as bactérias do intestino se deslocam para a uretra e para o interior da bexiga. É neste ponto que se encontra a explicação para a cistite ocorrer em maior quantidade nas mulheres: tendo em vista que o trato urinário feminino é menor do que o masculino e também a cavidade da vagina se encontrar mais próxima do ânus, aumentando, assim, a probabilidade de infecção por via coliforme.

Quando ocorre em homens – mesmo sendo menos frequente – a cistite tem início, em geral, com uma infecção na uretra que se estende à próstata e posteriormente à bexiga. Neste caso, a infecção urinária pode ser ocasionada ainda por um cateter ou um instrumento utilizado durante um ato cirúrgico.

A causa mais frequente de infecções urinárias, quando ocorre nos homens, é quando a mesma é causada por uma infecção bacteriana persistente na próstata.

1) Quais são as causas da cistite?

Cistite: Causas, Sintomas, Tratamentos e Medicamentos

A cistite pode possuir diferentes causas, que variam de acordo com o local atingido no trato urinário, bem como a proveniência da infecção. Listamos os principais tipos de infecção urinária e as causas. Confira:

  • Cistite bacteriana:é a forma mais comum de infecção urinária, causada por bactéria na maioria das vezes proveniente de coliforme, sendo transferida do intestino para a uretra, alcançando a bexiga posteriormente.
  • Cistite intersticial: este tipo de infecção urinária é considerado uma lesão na bexiga, levando a irritação constante e raramente envolve a presença de bactérias. Apesar de não possuir uma causa comprovada cientificamente, especialistas acreditam que esta infecção é autoimune, sendo gerada pelo ataque do próprio organismo.
  • Cistite eosinofílica: considerada um dos tipos mais raros de infecção, a cistite eosinofílica só pode ser descoberta por meio da biópsia. Nesta cistite, ocorre uma infiltração da parede da bexiga, por um grande número de eosinófilos. A causa também é desconhecida. Nas crianças, o uso de medicamento pode aumentar as chances de desenvolver a infecção.
  • Cistite por radiação: acontece, geralmente, com os pacientes que fazem uso da radioterapia no tratamento de câncer.
  • Cistite hemorrágica: ocorre com o uso de determinados medicamentos que, além de causarem dor e dificuldade em urinar, podem trazer a hemorragia, devido a descamação da mucosa da bexiga.

Muitas vezes, as infecções ocorrem quando as bactérias vivem sem causar danos no intestino ou na pele, elas entram na bexiga através da uretra e se multiplica.

A cistite é comum em mulheres porque o ânus está mais próximo da uretra da mulher e é mais curto. Muitas vezes, não é óbvia como as bactérias chegam na bexiga, mas podem ser causadas por:

  • Quando mulheres usam tampões;
  • Quando um cateter urinário é alterado pode ocorrer danos na área;
  • Mulheres que usam diafragma para a contracepção, em comparação com mulheres sexualmente ativas não fazem;
  • O paciente não esvaziar sua bexiga completamente, pode criar um ambiente para a multiplicação de bactérias. Isso é muito comum em mulheres grávidas e em homens com próstatas ampliadas;
  • Mulheres sexualmente ativas têm maiores riscos de bactérias através da uretra;
  • Parte do sistema urinário pode ser bloqueado.
  • Outros problemas de bexiga ou rins.
  • Sexo frequente ou vigoroso aumenta as chances de danos ou ferimentos físicos, que têm a probabilidade de cistite superior;
  • Durante a menopausa as mulheres produzem pouco muco na área vaginal. E esse muco evita que as bactérias se multipliquem. Mulheres em TRH (Terapia de Reposição Hormonal) têm risco menos de desenvolver cistite em comparação com mulheres na menopausa;
  • Durante a menopausa o revestimento da uretra da mulher fica mais fino que seus níveis de queda de estrogênio, e quanto mais fino o revestimento se torna, mais são as chances de infecção e danos;

2) Quais são os sintomas?

Os principais sintomas das pessoas acometidas pela infecção urinária são:

  • Desejo forte e persistente de urinar;
  • Sensação de queimação ao urinar;
  • Urinar em pequenas quantidades e frequentemente;
  • Hematúria, caracterizado pela presença de sangue na urina;
  • Urina turva ou com cheiro forte;
  • Desconforto na região pélvica;
  • Sensação de pressão no abdômen inferior;
  • Febre baixa.
  • Urina com vestígios de sangue;
  • Urina escura;
  • Dor acima do osso púbico;
  • Dor no abdômen;
  • Dor na parte interior das costas;
  • Necessidade frequente de urinar;
  • Sensação de ardor ao urinar;
  • Pouca quantidade de urina passado de cada vez pela uretra;
  • Mulheres mais velhas podem se sentir fracas e com febre, mas pode ocorrer de não ter nenhum sintoma citado acima;
  • Crianças podem ter todos os sintomas acima, como também vômitos e fraqueza;

Há outras doenças que podem ter os mesmo sintomas que o da cistite, como:

  • Infecções bacterianas;
  • Uretrite;
  • Prostatite;
  • Gonorreia;
  • Clamídia;
  • Candida;

3) Existem tratamentos? 

Na maioria dos casos, a cistite pode ser curada em poucos dias. O primeiro método a ser usado, são os antibióticos, tudo vai depender do quanto de bactérias estão presentes na urina. Os sintomas melhoram em poucos dias, de dois a três dias, mas há chances de tomar remédio por mais um tempo.

Em idosos e diabéticos o tratamento deve ser imediato, tendo em vista o alto risco de complicação para estes pacientes. Confira em mais detalhes as principais opções para tratamento para a cistite.

  • Cirurgia. Mesmo processo utilizado quando há úlceras na bexiga.
  • Hidrodistensão da bexiga. Ou seja, o médico irá encher a bexiga com líquido.
  • Treinamento da bexiga utilizando técnicas para relaxar.
  • Medicamentos por via oral.
  • O uso de lidocaína aplicada diretamente na bexiga, assim como outros medicamentos.
  • Terapia física para também promover o alívio de espasmos musculares.

Mesmo realizando o tratamento, a cistite pode gerar outros problemas, como infecção do trato urinário, de forma crônica ou recorrente, pielonefrite e insuficiência renal aguda crônica.

4) Quais são os medicamentos?

  • Amicacina
  • Amoxilina + Clavulanato de Potássio
  • Ampilicina Sódica
  • Androfloxin
  • Bacteracin e Bacteracin F
  • Cipro
  • Clocef
  • Clordox
  • Cloridrato de Lidocaína
  • Bactrim
  • Ceclor
  • Cefalotina
  • Ciprofloxacino
  • Clavulin
  • Cystex
  • Doxiciclina
  • Flanax
  • Macrodantina
  • Monuril
  • Nitrofen
  • Norflaxacino
  • Novamox 2x

Fontes:

http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/cystitis/basics/definition/con-20024076

http://www.medicalnewstoday.com/articles/152997.php?page=2#treatments_for_cystitis

Ejaculação Precoce: Como curar? Exercícios, Tratamentos

O problema que mais ocupa a preocupação masculina de diversos lugares do mundo preocupados com certeza é a ejaculação prematura e acredita-se que por volta de trinta por cento deles sofra com esse problema. E em que momento o home ejacula de forma precoce? Na medida em que ele chega ao orgasmo de forma rápida, num intervalo de tempo bem abaixo da média normal. É muito importante frisar que acontecer uma ejaculação precoce em alguns momentos, uma vez aqui, outra ali ainda é normal. Mas se essa questão começar a fazer parte de todo ato sexual, o indivíduo precisa buscar ajuda de um médico qualificado.

Para se ter uma ideia, a cada trio de homens analisados, pelo menos um ejacula de maneira precoce e a condição prejudica muito uma relação, visto que o homem se envergonha do problema, uma vez que sua namorada ou esposa ou ficante, ou seja, parceira, não consegue nem chegar perto de atingir o orgasmo. Outro ponto importante que devemos enfatizar é que ejacular precocemente inclui a masturbação.

O distúrbio interfere diretamente na autoestima do homem e é interessante destacar que este não ocorre em mulheres. E por ser mais comum do que imaginamos, o artigo de hoje irá abordar diversos questionamentos ligados ao tema bem como dar dicas para resolvê-lo e evitar o seu surgimento. Se por acaso você, homem leitor, esteja passando por tais dificuldades, não se preocupe que estamos falando de algo que pode ser resolvido eficientemente e por isso preste bastante atenção à leitura e não deixe de procurar ajuda profissional para começar a se tratar.

  1. Principais tipos

Basicamente dividimos o Transtorno de Ejaculação rápida em duas versões: Ejaculação que chamamos de primária e a secundária. Veja mais um pouco sobre as características que envolvem cada uma:

  • Versão número 1: Esse tipo de Ejaculação Precoce primária está ligado diretamente às questões problemáticas que abarcam a vida inteira do homem, chegando a atingir até sessenta por cento do sexo masculino. Pode acontecer também de a ejaculação surgir muito antes da efetiva penetração e o problema acaba afetando até metade da população. Veja os principais aspectos que caracterizam esse problema:

-Geralmente os sintomas a parecem desde o primeiro ato sexual masculino;

-Cerca de noventa por cento dos homens afetados chega ao orgasmo antes de sessenta segundos de estimulação sexual;

-Quanto mais velho o homem fica, mais grave o problema fica.

  • Versão número 2: Nesse caso, a ejaculação secundária tende a ocorrer por conta de algum problema específico ou trauma pelo qual o homem tem passado. Dos mais comuns podemos destacar os problemas com Hipertireoidismo, Fimose, Glande com Hipersensibilidade e outras questões de caráter neurológico, psicológico ou decorrentes do uso de determinados remédios. Essa Ejaculação também ode acontecer logo após um episódio de Prostatite, problema direcionado para a região da próstata, deixando-a inflamada. Tratando a condição com medicamentos antibióticos, a ejaculação pode ser resolvida, porém, se o homem não buscar ajuda ela vai piorando gradativamente. Mais um aspecto a ser observado, ejaculação do tipo secundária também se caracteriza quando acontece com o mesmo indivíduo recorrentemente.

Causas da ejaculação precoce

Embora não tenhamos nenhuma prova de caráter científico que mostre de fato quais sãos os principais motivos que desencadeiam esse problema, profissionais do assunto desconfiam que fatores ligados diretamente à parte psicológica e biológica do indivíduo podem provocar alterações que levem a uma ejaculação antes da hora.
Os principais fatores psicológicos que interferem na ejaculação são:

  • Disfunção erétil;
  • Ansiedade;
  • Problemas no relacionamento.

Aliás, usar remédios que possuem função tranquilizadora ou sedativa, pode acabar ocasionado o problema.  Inclusive, podemos citar os seguintes fatores biológicos que interferem diretamente na ejaculação precoce:

  • Níveis hormonais acima do normal;
  • Níveis elevados de neurotransmissores;
  • Atividade anormal do sistema ejaculatório;
  • Distúrbios da tireoide;
  • A região da Próstata ou da Uretra podem ficar infamadas ou ainda contraírem algum tipo de infecção;
  • Fatores genéticos.

Alguns outros problemas que também podem desencadear a Ejaculação Prematura abarcam as experiências que geraram algum trauma no homem ou alguma intervenção cirúrgica que também tenha levado à essa condição. Vale ressaltar ainda que o estresse também pode influenciar diretamente no desempenho sexual do indivíduo.

Saiba mais sobre os motivos mais relevantes para a ocorrência do problema

Basicamente falamos de dois aspectos principais que podem desencadear o surgimento de uma Ejaculação Prematura. Entenda eles no texto abaixo:

  • Problemas com Estresse: Quando a mente está instável, com relevância para o aspecto da emocional, promove dificuldades para conseguir se concentrar completamente. E isso também faz com que o homem também não consiga relaxar e por isso a Ejaculação Precoce costuma a acontecer de maneira constante.
  • Problemas com Disfunção Erétil: Se chegar a uma Ereção ou conseguir mantê-la é ouro desafio para o homem, é bem comum que ele apresente problemas na Ejaculação, que tende a ocorrer de forma rápida.

Sintomas da ejaculação precoce

Especialistas classificam o distúrbio da ejaculação em categorias, nos níveis primário e secundário. Existem alguns problemas que acabam sendo detectados durante à área sexual da vida do paciente. Problemas estes que interferem diretamente no surgimento de uma ejaculação prematura e que trazem como principais sintomas:

  • Não conseguir controlar o orgasmo a partir do momento em que penetra a vagina, por pelo menos sessenta segundos;
  • Não ter habilidade para prolongar a ereção;
  • Se estressar e se frustrar com constância ou não ser muito íntimo da parceira de sexo.

Embora os indícios típicos de uma Ejaculação prematura façam parte da realidade daqueles homens que se enquadram no tipo secundário do problema, eles nem sempre enfrentaram tal dificuldade enquanto se manteram ativos no sexo. Em vista disso, em algum momento da vida eles começam a ter o transtorno e por isso é tão essencial buscar ajuda profissional para analisar a situação e oferecer a melhor forma de tratamento.

De que maneira o diagnóstico é realizado?

A consulta com o profissional qualificado é importante para os homens que sofrem constantemente com ejaculação precoce. Se o problema ocorreu uma ou duas vezes, não quer dizer que necessariamente você esteja com a condição, uma vez que nesse caso pode ser considerada normal, pois geralmente ocorra em uma situação onde o indivíduo está estressado ou enfrentando algum outro problema passageiro naquele momento da vida.

Durante o processo de consulta, o profissional faz alguns tipos de questionamentos que envolvem o ato sexual, abarcando a questão da ejaculação e inclusive do próprio relacionamento do paciente, uma vez que alguns fatores ligados ao psicológico acabam sendo válvula de escape para o distúrbio. Além disso, o Urologista costuma ter que acalmar o homem, pois a maioria não consegue admitir que estão enfrentando a situação por se envergonharem dela. Fique tranquilo, pois o Doutor atende inúmeros pacientes que também enfrentam Ejaculação precoce, uma vez que o problema acontece com muito mais frequência do que nós verdadeiramente imaginamos.

Além disso, o homem precisa fazer uma série de exames físicos e conversar bastante com o médico para se diagnosticado de forma precisa e segura. Hemogramas costumam ser pedidos pelo profissional, para que o mesmo possa analisar os níveis de testosterona presentes no fluxo sanguíneo do homem.

Qual o profissional que o homem deve ir em busca para cuidar do problema?

O profissional qualificado para ser consultado nessa condição é o especialista da área de Urologia ou ainda o Médico Psiquiatra. O Urologista, principalmente, é o profissional que trata de questões que estão relacionadas com o Pênis, com os Testículos, com a Bolsa Escrotal e com a Próstata. Em suma, tudo que envolva o aparelho de reprodução do homem é o foco desse médico e inclusive ele também cuida de problemas ligados ao aparelho urinário de ambos os sexos.

Como o homem sabe se ejaculou rápido ou se foi precoce?

Médicos afirmam que um homem que sofre de ejaculação antecipada alcança o orgasmo antes do esperado. Não podemos falar de um tempo preciso, mas a estimativa é que o tempo mínimo de dois minutos seja o considerado normal para que se chegue ao clímax do ato sexual. Verificou-se que entre os homens, a média geral para se ter o orgasmo está entre um intervalo de quatro, minutos até cinco. Claro que não se pode dizer que há um tempo máximo para isso, contudo boa parte deles afirmam que existe um limite de até quinze minutos.

E por existir tantas variações relacionadas ao assunto, a única coisa que podemos concordar mutuamente é que quando a ejaculação precoce acontece, tanto o homem quanto a mulher ficam insatisfeitos e frustrados. Camila Abdo, psiquiatra, realizou uma pesquisa que revelou que quase vinte e seis por cento dos homens de nacionalidade brasileira são acometidos por esse problema e essa proporção não se difere tanto do referente à população masculina mundial, chegando a dados que se aproximaram de 30%.

Inclusive, devemos estar cientes de que estamos falando do distúrbio que afeta os homens com mais frequência. Para se ter uma ideia, ter ejaculação precoce é mais “fácil” do que não conseguir ter ereção e isso pode ser evado em consideração independentemente da idade do homem.

Em quais fases da vida ela costuma ocorrer?

A fase primária é aquela em que o jovem se encontra na adolescência e nesse período, pela própria inexperiência eles podem acabar sofrendo de ejaculação Antecipada. Geralmente isso acontece porque eles são inseguros, tem medo e ficam muito preocupados em apresentar um ótimo desempenho para a mulher. Inclusive eles podem ficam com muita ansiedade esperando acontecer o ato sexual ou ainda durante o mesmo, eles podem ter medo de que alguém apareça do nada, e o pegue no flagra.

Nessa fase a ejaculação vem sem avisar antes de um minuto de relação sexual, porém ela desaparece conforme o jovem vai ganhando experiência e consequentemente vai ficando mais confiante e seguro.

Contudo esse problema também pode afetar outas circunstâncias da vida. A fase secundária é aquela em que o homem já ejacula de maneira normal, porém em algum momento começam a ter a precoce. É muito comum que ele não consiga ultrapassar três minutos de relação sexual sem chegar ao orgasmo.

Possíveis tratamentos para a ejaculação precoce

Existem várias formas disponíveis para se tratar o problema de ejaculação repentina, e cada uma vai ser aplicando dependendo do motivo que ocasionou o desenvolvimento do distúrbio no homem. Mais abaixo explicamos sobre alguns dos métodos mais eficazes:

  • Controlar a Ejaculação: Uma técnica bem comum é quando o homem, enquanto pratica relação sexual, dê uma interrompida na ação quando percebe que as sensações estimuladas começam a se intensificar. Existe também a alternativa de ao invés pausar o ato, ficar estimulando pensamentos que desanimam o homem, desde uma conta que ele precisa muito pagar até problemas maiores do cotidiano, no instante em que ele começa a sentir mais prazer. Na medida em que ele consegue diminuir mais essas sensações ele pode voltar a se focar na relação e manter a concentração.
  • Ajuda Psicológica:Crises de ansiedade elevada ou outros problemas que atinge a saúde psicológica de um indivíduo, precisam ser tratadas por um profissional da área de psicologia, visto que ele pode mostrar as melhoras formas para tratar tais condições. Ao conseguir controlar esses males, aos poucos o homem vai conseguindo ter mais controle da sua capacidade erétil.
  • Remédios voltados para o problema: Nos dias atuais existem diversas opções disponíveis de cremes com capacidade anestésica e de preservativos que reduzem o nível de sensibilidade na região do pênis, que associados podem ser muito úteis para ajudar o homem que ejacula de forma prematura. Aliás, remédios de caráter antidepressivo também são ótimas formas de se tratar o problema, porém se o médico não os receitam, o homem não deve se automedicar, visto que se tratam de medicamentos que podem acabar agrando ao invés de resolver a condição. Pensando um pouco mais na situação, o homem se sente como se estivesse numa competição, onde a euforia está a todo vapor e ele está suando a sua camisa para valer. E de repente, quando ele chega até a reta final, ele se dá conta de que o melhor da competição foi perdido. Pois bem, essa sensação de perder o melhor da festa é a sensação que o homem tem quando ejacula antes do tempo. A boa notícia é que apesar de estarmos falando de um problema que costuma prejudicar bastante um relacionamento amoroso, ele pode acabar de uma vez por todas graças a um novo remédio.

Estamos falando da Dapoxetina, que é uma espécie de antidepressivo considerado como um medicamento que inibi seletivamente o processo de Recaptação da serotonina. Sua origem vem do grupo de drogas que abarcam a Fluoxetina, remédio que é usado em muitos casos onde o paciente está passando por constantes quadros de tristeza profunda, ou seja, Depressão. Na época em que esses medicamentos começaram a ser utilizados para esse fim, foi identificado um efeito decorrente do uso que retardava a ejaculação. Sabemos que antidepressivo é direcionado para pacientes que estão passando por terapias psicológicas, e somatizando ambos os métodos ele começa a sentir verdadeira melhora, porém, tornou-se muito comum utilizá-lo para prolongar a Ejaculação precoce, aumentando consequentemente o tempo do sexo.

E temos que falar de um assunto muito importante: Efeitos colaterais decorrentes de medicamentos. Não podemos generalizar, mas existe a chance de um indivíduo acabar sofrendo com problemas que afetam a pele, com episódios de desinteira, náuseas e sensações de boca seca. Além disso, ele pode ganhar peso de forma indesejável. Claro que esses pontos negativos tendem a surgir com no mínimo dez dias de uso do antidepressivo, mas a nova Dapoxetina veio prometendo que esse risco vai mudar completamente.

A Universidade de Minnesota realizou estudos que testaram em primeira mão o verdadeiro princípio ativo que interrompia ejaculações precoce. De acordo com a publicação, o medicamento quadriplica a média próxima de duração de uma transa. E a grande vantagem aqui é que o homem pode tomar antes da transa. Além disso, o fato do remédio ser eliminado de forma rápida pelo organismo, não há chance de ocorrer problemas decorrentes.

O estudo testou mais de dois mil e quinhentos homens com a Dapoxetina. Uma parcela tomou o remédio enquanto que a outra tomou placebo. Inicialmente a média geral desses indivíduos chegavam a ejacular antes de completos sessenta segundos de estimulação, mas após três meses usando o remédio essa duração pulou para até quatro minutos.

De acordo com o Urologista que guiou esses estudos, o medicamento chegou para revolucionar a vida de muitos homens e mulheres e vale enfatizar que a opinião pessoal da parceira de cada homem avaliado também foi incluída nesse período de teste. Aliás, todas elas ajudaram nessa observação, na qual controlaram com um cronômetro, o tempo em que o sexo conseguia durar durante o ato.

  • Maturidade: Os adolescentes e os indivíduos que estão começando a praticar o sexo tendem a sofrer com problema, visto que a falta de experiência contribui para isso. Controlar a ejaculação vai ficando mais fácil à medida que o indivíduo vai conseguindo perder o medo e as inseguranças que envolvem o sexo. Em vista disso que com o decorrer dos anos, na medida em que ele vai ficando mais experiente, ele pode até acabar superando o transtorno sem outros meios necessários e naturalmente.
  • Hipnose: Estudos comprovaram que o método hipnótico é muito eficiente nesses casos e mostraram que ejacular está diretamente associado com a parte do subconsciente. É por isso que ao realizar sessões de hipnose, o homem consegue melhorar da Ejaculação Precoce, tendo maior controle da durabilidade do ato sexual. Inclusive, os que passaram por esse método afirmaram que apresentaram melhoras significativas.
  • Terapia do Sexo: Aqui estamos falando de masturbação. Acredita-se que praticar o ato antes do sexo efetivo, pode ser benéfico na questão do controle da ereção. É muito importante que o casal não tenha receio e vá em busca de outras fontes que promovam prazer. A penetração não é o único meio, e fazer isso pode estender a duração de um ato sexual e ajudar com que o indivíduo relaxe com mais facilidade.
  • Exercícios Penianos: Existe uma técnica que diz ao homem para se estimular e antes de alcançar o orgasmo ele deve interromper essa estimulação, chamamos ela popularmente de “começa e para”. Essa interrupção precisar durar pelo menos trinta segundos e após isso, o estimulo pode continuar. Dessa maneira o homem consegue controlar o orgasmo e prolongar o período até o momento da ejaculação. Outro método do gênero é o que chamamos de método do aperto. Ele se assemelha bastante com a técnica citada, só que nesse caso, antes de interromper o estímulo, o homem deve apertar de maneira suave o fim do pênis, por determinados segundos. Só depois disso ele para com o estímulo por cerca de trinta segundos, independente se ele está se masturbando ou praticando sexo.
  • Uso de alimentos específicos: Para quem não sabe, determinados alimentos são excelentes aliados no processo de tratamento que objetiva solucionar o problema com ejaculação Prematura. De maneira geral podemos citar o ovo, o leite e todos os alimentos que derivam dele, uma vez que promovem a sensação de felicidade, deixando consequentemente o corpo mais relaxado. Outro alimento excelente é o espinafre, que auxilia no processo de superação de quadros de ansiedade. Frutas cítricas também são ótimas para isso e inclusive elas deixam o indivíduo com aquela sensação de bem-estar por todo o seu corpo.

A maioria das pessoas já devem saber que para sentir bem-estar e ter uma saúde em dia, é necessário que cuidemos da alimentação, principalmente quando estamos nos referindo a indivíduos que se encontram com a condição. Infelizmente, poucos sabem que pela ejaculação precoce surgir principalmente por conta da ansiedade, muitas vezes cultivar hábitos saudáveis auxilia e muito o indivíduo a melhorar. Portanto, alimentos específicos são ótimos aliados no processo de cuidado e saber se alimentar de forma correta só te traz benefícios. Se um homem, por exemplo, seguir à risca uma dieta alimentar saudável e fazer o tratamento específico para o seu problema, conseguirá resolver o problema com eficiência. Hipócrates, conhecido como o pai da medicina já afirmava desse há muito tempo que devemos transformar o nosso alimento em remédio para o nosso corpo. Determinados alimentos ajudam a aliviar o estresse, quadros de ansiedade, acalmam o sistema nervosa e inclusive melhoram as funções físicas que por alguns motivos sofreram danos, que é o caso da Ejaculação antecipada, por exemplo.

Se você não sabe direito o que precisa consumir para conseguir obter tais benefícios, o interessante é começar a inserir folhas verdes na rotina alimentar, bem como vegetais que sejam ricos em um nutriente conhecido como ácido fólico, o mel, a pimenta, as frutas que sejam excelentes fontes de vitamina C e complexo B e o tão amado chocolate. A seguir destacamos os principais alimentos que mais contribuem para o processo de melhoria da Ejaculação Precoce, fazendo a total diferença:

  1. Folhas verdes: Das mais importantes destacamos a alface, que é incomparavelmente a melhor opção para incluir no cardápio e manter a saúde em dia. Tanto no talo quanto nas folhas encontramos uma substância conhecida como Lactucina. Essa substância atua de maneira com que relaxa o organismo e ainda tem efeito antidepressivo e em vista disso as sensações de ansiedade e irritabilidade diminuem de forma gradativa. Outras folhas verdes são excelentes: A Rúcula, o agrião, a acelga, o espinafre, e a mostarda, que apresentam enorme função antidepressiva e ainda ajudam a cuidar de problemas como ejaculação precoce.
  2. Vegetais com excelente fonte em ácido fólico: Dos vegetais que se enquadram nesse grupo damos destaque ao brócolis, à ervilha, ao cogumelo e ao espinafre que também entra nesse quesito. Para que o cardápio alimentar seja rico em ácido fólico, o ideal é que se consuma diariamente esses vegetais. A propriedade ajuda a melhorar todas as funções que o organismo deve realizar para garantir que as células funcionam de tal forma que estimulem o sistema nervoso a ter um bom desempenho. Em vista disso, ela é um mecanismo excelente e natural para quem deseja superar problemas como Depressão.
  3. Mel: O alimento é ótimo para regular o humor e por isso que a dieta que o inclui é conhecida como a dieta do bom humor. A substância presente nele é conhecida como neurotransmissor e é capaz de enviar para a região cerebral, avisos que o alertem de que o corpo está em estado de bem-estar.
  4. Pimenta: Esse alimento, como bastante gente já sabe, tem função afrodisíaca, mas ele outras vantagens. Em sua composição existe uma propriedade chamada de Capsaicina, responsável por dar aquele sabor mais ardido que ela tem. Tal propriedade ajuda a ficarmos mais eufóricos e menos estressados. Seu consumo promove a liberação de endorfinas no organismo, que na medida que o acalma também é capaz de repelir as realizações. O indivíduo que apresenta Ejaculação prematura pode utilizar a pimenta vermelha, de cheiro e a Malagheta são as mais viáveis para contribuir no tratamento.
  5. Frutas ricas de complexo B e vitamina C: Nesse caso, frutas como laranja, jabuticaba, limão, maracujá e uva são excelentes fontes, tanto do complexo B como da vitamina C. Consumir essas frutas faz com que as funções do sistema nervoso sejam promovidas e além disso ajudam a combater problemas como anemia, visto que aumentam cada vez mais a faculdade protetora que o nosso organismo possui. Inclusive são frutas que relaxam o corpo, possuem efeito antioxidante, ajudam a animar e ainda acaba com as sensações de fadiga.
  6. Chocolate: Embora o açúcar presente nesse alimento não seja a melhor opção para uma dieta saudável com propriedades que auxiliem no combate à Depressão, ele é muito recomendado pois agem diretamente na melhora de problemas com ejaculação Precoce. Além disso ele é um alimento muito importante para manter a saúde da mente, uma vez que tem a capacidade de acalmar a região superativa do cérebro. Isso ocorre porque o chocolate contém uma substância que promove a produção de serotonina no organismo, cujo efeito consiste em manter o corpo relaxado, calmo e ainda provoca sensações de bem-estar. Mas é bom lembrar: apenas um pedacinho é suficiente para se obter os benefícios necessários. Você não precisar comer uma barra inteira ou devorar uma caixa de bombons para isso.
  • Massagens tântricas: Para quem não sabe, a massagem tântrica ajuda o homem a relaxar e conseguir gradativamente manter o controle de sua ejaculação. O profissional da técnica realiza uma série de movimentos suaves na região do pênis, do períneo, dos testículos e de outros locais erógenos.
  • Elevar o período de tempo das preliminares: Se o casal se dedicar mais às preliminares, sem pressa de chegar no ato sexual propriamente dito, conseguirão relaxar mais, garantir que o tempo na cama seja mais prolongado, além do fato de que ambos vão ficar muito excitados. Inclusive isso ajuda com que a mulher consiga chegar mais rápido ao clímax da relação.
  • Prática de determinados exercícios: Quando o músculo presente na região do assoalho pélvico é exercitado, ajuda o homem a ter mais controle de sua ejaculação. Essa técnica precisa ser realizada sempre que o indivíduo for fazer xixi, e basicamente exige que o mesmo tente interrompê-lo por pelo mesmo cinco segundos. Se o homem começar a ter mais facilidade para controlar sua urina, será mais fácil conseguir controlar a ejaculação.

Controlando a respiração: Apesar desse exercício parecer não ter benefício nenhum para essa questão, os homens precisam saber que se trata de um método bastante eficiente, sabe porquê? Porque o principal motivo que mais desencadeia a Ejaculação Precoce é a ansiedade e controlar a respiração ajuda a melhorá-la. Homens ansiosos e com problemas de Ejaculação Precoce mutuamente é bastante comum, e na hora da relação sexual, a ansiedade se eleva tanto que o homem não é capaz de manter o controle de suas sensações, fazendo com que ele chegue ao orgasmo muito rápido e isso acaba frustrando a parceira, que não consegue chegar ao clímax tornando-se um futuro problema na relação. Pensando nisso, o ato de conseguir relaxar e manter a respiração sob controle no ato sexual ajuda o homem a driblar a ansiedade, desse modo a cada ejaculação ele começará a ter maior controle até de fato se livrar do problema.

  1. Aproveitar todos os benefícios de ervas: Algumas ervas como o leite de aspargo, a cebola branca, o inhame selvagem, e flor da paixão e o chá de cravo são excelentes fontes benéficas para o tratamento da Ejaculação precoce. Se o homem beber, por exemplo, duas porções de chá de cravo diariamente já conseguirá sentir os benefícios.
  2. Evitar fumar, consumir bebida alcoólica em excesso e consumir drogas: Muitos estudos que foram realizados comprovaram que fumar, beber ou consumir drogas ilícitas aumenta consideravelmente as chances do homem de sofrer com Ejaculação antecipada e ainda faz com que ter ereção seja cada vez mais difícil. O melhor é evitar qualquer um deles, mas diminuir a ingestão auxilia o homem na melhora do seu desempenho.

Possíveis complicações

Vale saber que esse problema não acarreta nenhum risco prejudicial à saúde do homem, porém ele pode desencadear quadros de timidez e as relações amorosos podem ser afetadas drasticamente. Além disso, o transtorno pode gerar problemas ligados à fertilidade e por isso, em algumas situações é necessário realizar tratamentos para conseguir gerar uma criança.

De que forma é possível conviver com o problema?

A parcela masculina que enfrenta a Ejaculação precoce se apropriar de mecanismos que ajude a promover o retardo do orgasmo. São exercícios que vimos anteriormente e que ajudam na maioria dos casos, mas se isso não resolver o problema, o homem precisa ir em busca da ajuda de um médico especialista em psiquiatria ou em psicologia, visto que o distúrbio pode estar sendo decorrente de quadros de ansiedade ou Depressão.

Como prevenir?

É possível cuidar para que o problema não apareça e para isso é sempre muito importante que a relação entre o casal seja a mais sincera possível, para que possam falar mais sobre o assunto e sempre ir em busca de métodos que o impeçam ou para que o melhore. Diminuir a ejaculação Precoce é uma realidade alcançável e infelizmente não podemos falar de uma receitinha pronta que ajude a acabar com ela de vez ou evita-la, porém, as técnicas estão aí disponíveis para ajudar nessa questão. Separamos a mais eficiente para você conhecer, veja-as a seguir:

  • Na hora de comprar preservativo, certifique-se de escolher aquele que promova maior sensibilidade para o pênis;
  • Buscar métodos que ajudem a manter o controle da ansiedade;
  • Pôr em prática rigidamente todos os métodos que o tratamento requer;
  • Testar outras posições sexuais, ao invés de se manter naquela que sempre é executada.

Quando os músculos ficam tensos, acabam sendo associados também com esse distúrbio. O importante é praticar exercícios que ajudem a aliviar esse problema. Os mais indicados são: Ioga, exercícios de alongamento, atividades que reduzam a ansiedade e outros exercícios em geral. Temos mais algumas dicas que podem ajudar você. Fique atento:

  • Deixe sua parceira fazer massagem no seu corpo inteiro, intercalando entre toques na região do estômago, até nas coxas e em outros lugares. Nesse momento procure prestar bastante atenção à todas as sensações, pois se concentrar nelas te ajudará a diminuir a ansiedade.
  • Os métodos eficientes para mulheres também são viáveis para o público masculino e é importante que você faça os exercícios que ensinamos no artigo, pois te ajudarão satisfatoriamente.
  • Escolha uma posição sexual que ajude a prolongar a ejaculação, pois para quem não sabe, dependendo de qual o casal prefere, o orgasmo pode vir mais cedo do que o esperado. Um exemplo disso é a posição papai-mamãe, que é bastante comum, mas que por manter o corpo do homem tenso acaba fazendo com que ele chegue ao ápice mais rápido. Precisa a posição em que a mulher fique por cima.
  • Evite usar cremes que alegam ajudar a diminuir a sensibilidade durante o ato sexual, pois ao contrário do que prometem, não ajudam a resolver o problema e ainda prejudicam o casal na questão do prazer.

Tem como estipular um tempo mínimo para alcançar o orgasmo?

Existe uma sigla inglesa que representa a duração do tempo em que o pênis se mantêm na vagina, do instante em que ele é introduzido na vagina até alcançar o orgasmo. Estamos falando da IELT, que no Inglês significa Intravaginal Ejaculation Latency Time (Tempo de Latência da Ejaculação Intravaginal).

De acordo com um estudo realizado sobre o assunto, que fora publicado no Jornal de Medicina Sexual, o IELT alcançou uma média aproximada de quase seis minutos´, após uma avaliação sobre a rotina sexual de quinhentos casais espalhados entre cinco países, que durou cerca de trinta dias.

Com relação a opinião de outros estudiosos do tema, muitos acreditam que se o orgasmo chega antes de um minuto de sexo, falamos então de ejaculação precoce, mas se o tempo chega até um minuto e meio, já não se pode mais afirmar com certeza, e por isso nesse caso o problema é apenas uma das hipóteses viáveis.

Em um laboratório localizado em São Francisco, diversas pesquisas foram realizadas na década de sessenta e os principais nomes relacionados à terapia do sexo (Willian Masters e Virgínia Johnson), concluíram que o homem que ejacula rapidamente é aquele que não consegue estimular a mulher até que ela goze, em pelo menos metade das relações que tem com ela. Claro que pode ser que ela esteja passando por outros problemas, e só nesse caso que desconsideramos essa teoria.

Com o passar dos anos, a proporção de cinquenta por cento que antes era levada em consideração saltou para oitenta, ou seja, a mulher precisa chegar no clímax em pelo menos oitenta por cento das relações sexuais que tem com o parceiro. Contudo precisamos considerar que nem toda mulher vai chegar ao orgasmo no mesmo intervalo de tempo, isso varia bastante e questões culturais que promovem a repressão do sexo quando o assunto é mulher pode interferir nisso, atrapalhando o processo e fazendo com que a mesma chegue entre dez a quinze minutos de relação.

Tem como a mulher ajudar a tratar o problema?

A boa notícia é que a parceira pode sim ajudar o companheiro a enfrentar esse problema. Se ela souber agir de modo compreensivo e estar com disposição para ajudar, o casal terá muito mais chance de driblar o distúrbio. A relação sexual deve ser vista pelo casal como um processo onde se troca diversos afetos e não de forma restrita: como um meio de se alcançar o clímax do prazer, pois isso aumenta a pressão do momento.

Se por acaso a mulher tende a ser mais competitiva e gosta de dominar as situações, dificilmente o homem conseguirá enfrentar o problema e melhorar, pois, os dois precisam se unir.

É possível curar o problema?

No decorrer do tempo deu para perceber que estamos falando de um desafio que pode ser superado, ou seja, a Ejaculação precoce tem cura. O homem não pode abrir mão de se tratar com ajuda psicológica e nem com o auxílio de determinados medicamentos indicados pelo seu médico. Nem sempre as duas opções serão exigidas, mas vários profissionais da área afirmam que combinar as duas técnicas produz resultados mais rápidos e eficientes.

Se medicar com algum tipo de remédio voltado para a disfunção erétil (Viagra) pode ajudar?

Uma dúvida bastante recorrente entre a população masculina, principalmente a que sofre com ejaculação Precoce, é se remédios como o Viagra podem ajudar a melhorar a condição. Existem profissionais que costumam indicá-los para auxiliar no processo de tratamento, inclusive quando o ejacular precoce está no nível secundário do problema, ou seja, apesar de viverem experiências sexuais completamente normais e saudáveis, em algum momento da vida começaram a chegar mais rápido no orgasmo.

A questão principal é que tais medicamentos apresentam um tipo de inibidor de enzima fosfodiesterase, que ajudam a promover o relaxamento das células presentes nos músculos lisos, além de elevar o fluxo de sangue que chega até a região peniana. Além disso, ele reduz significativamente o tempo de duração entre uma ereção e outra, que é o que chamamos de período refratário e que ajuda a aumentar a autoestima masculina e a sua autoconfiança, melhorando o desempenho sexual do casal.

Tentar pensar em outras coisas durante o sexo pode ajudar?

A grande maioria da população masculina acredita que se distrair totalmente durante o sexo pode evitar que a ejaculação venha antes do esperado, mas isso é um equívoco. É muito importante que ele se mantenha concentrado e que presente bastante atenção nas sensações que o seu corpo tem durante o ato. Conseguir distinguir todos os estágios do tesão, por exemplo, é uma dica imprescindível para conseguir começar a controlar a ejaculação.

Além disso, alguns deles acham que se a mulher se manter imóvel enquanto ele age e ao mesmo tempo ele tente pensar em coisas aleatórios pode ajudar, mas isso só atrapalha: não traz prazer para nenhum dos dois e aumenta cada vez mais o quadro de ansiedade. Em vista disso enfatizamos a importância da realização de uma terapia sexual que ajude o homem promover seu próprio relaxamento e desse modo a conhecer de fato como seu corpo responde ao sexo.

Tomar um banho frio e rápido antes do sexo é útil?

Outra questão que vale a pena ser mencionada é se tomar uma ducha fria antes da relação sexual pode ajudar nesse caso. A resposta pode ser sim, no sentindo de deixar o corpo mais relaxado, mas tomar esse banho rápido não age de forma direta no distúrbio.

Beber álcool ou se drogar é uma saída eficiente?

Existem aqueles que acham que tomar uma bebidinha aqui ou até mesmo se drogar pode contribuir para a relação sexual e impedir a ejaculação antecipada, mas esse questionamento é mais complicado do que imaginamos. A substância alcoólica tem função depressora que afeta o Sistema Nervoso central de uma pessoa, ou seja, quando ele está agindo no organismo de alguém que está em um momento mais íntimo se torna necessário estimular mais o alcance do orgasmo. Porém nesse caso ainda é possível ter prazer e chegar ao clímax, mas se por acaso a dose ultrapassar o indicado, o homem pode acabar não conseguindo ter ereção e estragar o momento especial entre o casal. E vale enfatizar que muitos dos homens que ejaculam rápido acabam viciado na bebida, por consumi-la desenfreadamente achando que isso ajuda em alguma coisa.

Aliás, pelo álcool agir diretamente no sistema nervoso, ele acaba reduzindo a percepção erótica do indivíduo, retardando o orgasmo nos primeiros atos sexuais praticados. Porém é fundamental estar cônscio de que errar a dose, por menor que seja o erro, pode fazer com que o homem não tenha a ereção tão desejada. E isso vale para drogas ilícitas, com ênfase na cocaína, que provoca problemas de disfunção erétil e ainda promove o surgimento de problemas de caráter emocional, físico e social.

O anel peniano pode ajudar?

Profissionais do assunto não recomendam esse tipo de mecanismo visto que a maioria das pessoas acabam se machucando com o anel peniano. Trata-se de uma técnica perigosa que pode ocasionar o surgimento de edemas decorrentes de vasoconstrição, pode estreitar a uretra e ainda provocar gangrena no órgão reprodutor masculino. De acordo com o Médico da área de Urologia da Unifesp, Joaquim Claro, o anel peniano deveria ser proibido, portanto não é uma boa ideia apelar para esse método.

Os jovens tendem a ejacular de maneira mais ágil?

Mais anteriormente podemos ver que os jovens podem sim acabar ejaculando mais rápido, pois não são experientes e tendem a ter menos segurança e autoconfiança quando o assunto é sexo. Claro que isso não é regra para todos eles, alguns acabam sendo mais ansiosos e apresentam maiores dificuldades para conseguir se controlar, do que outros, mas isso é extremamente normal e até natural. Agora se a ejaculação rápida permanecer constantemente por um período e dois até três anos e sem nenhum indício de melhora no desempenho sexual, já é importante ir em busca de ajuda para ser avaliado por um terapeuta.

No universo masculino, orgasmo e ejaculação são sinônimos?

Homens e mulheres podem ter essa dúvida, afinal, do aspecto fisiológico, tanto a ejaculação como o orgasmo se coincidem. O que viemos alertar ´que nem sempre isso acontece, ou seja, o homem pode ejacular antes de ter orgasmo ou ao contrário. Portanto não podemos dizer que amos os termos se tratam de sinônimos, uma vez que chegar ao orgasmo é chegar ao ponto máximo do prazer na relação sexual e ejacular é eliminar sêmen por intermédio da Uretra do pênis.

Tem alguma posição sexual que evita o problema?

Mais uma vez daremos ênfase a esta questão: uma posição usada no sexo pode agilizar ou retardar o orgasmo masculino, em vista disso é importante que o parceiro comece o ato por uma posição que para ele não seja tão estimulante. Além disso é bom variar nas posições para descondicionar o desempenho sexual do casal. A posição onde a mulher fica por cima do parceiro e somente ele faz os movimentos é uma das mais recomendadas nas terapias do sexo.

Qual a verdadeira realidade de cirurgia para reduzir a sensibilidade do pênis?

Preste bastante atenção: Se em algum momento você pensou na possibilidade de realizar a intervenção cirúrgica, saiba que a Sociedade Brasileira de Urologia a condena, uma vez quem nenhum estudo ou método científico até hoje comprovou sua eficácia. A cirurgia é chamada de Neurotomia e objetiva seccionar ou cauterizar os nervos presentes na região do pênis. Isso é feito com a promessa de diminuir os níveis de sensibilidade da glande para ajudar o homem a controlar sua ejaculação, porém pode gerar problemas parciais ou permanentes de disfunção erétil, a depender da gravidade da lesão presente no nervo.

Injeções na região são recomendadas?

Muitas clínicas acabam prometendo erroneamente que algumas injeções constituídas por Protaglandina e Papaverina possuem a capacidade de curar totalmente os problemas com ejaculação precoce, se forem concentradas no pênis de forma direta. Mas você não deve confiar nisso, aliás, qualquer técnica que venda a ideias de que tratar a ejaculação nesse caso ode ser rápido e como um milagre não apresentam nenhuma credibilidade.

Usar camisinha pode atrapalhar?

Nem sempre o preservativo será o causador de uma ejaculação rápido, por isso a resposta para essa questão é relativa. Para se ter uma ideia, tem homens que acham que a proteção reduz sua sensibilidade na hora do sexo enquanto que outros afirmam que é o momento em que precisam parar para colocá-la que prejudica seu desempenho. Mas durante o estudo que avaliou cerca de quinhentos casais, usar ou não a camisinha não influencia diretamente no tempo em que o pênis consegue ficar dentro da vagina sem ejacular.

Diabetes e Ejaculação prematura: Há relação?

Essa dúvida existe porque diversos homens que tinham diabetes há anos atrás e que não se tratavam de maneira correta acabavam tendo os nervos da região do pênis comprometidos, e por isso tinham dificuldade para ter ereção. Por isso não podemos necessariamente dizer que há relação entre ambos os problemas. Uma vez tratada adequadamente, a Diabetes não impede que um homem ejacule normalmente.

Se masturbar antes de sair com a garota resolve?

Vimos que uma das técnicas para ajudar o homem a melhorar o transtorno é se masturbando até mesmo antes de fazer o sexo com a parceira, visto que isso pode prolongar o tempo de ejaculação. Mas vale dizer que essa forma de manter a calma pode ter efeito passageiro e ainda pode agravar o problema. Portanto, só em último caso recorra a essa opção para ajudá-lo a enfrentar a ejaculação Precoce.

Em caso de maiores dúvidas não deixe de consultar um médico qualificado que lhe mostre como tratar o distúrbio. Coloque em prática todas as dicas que mencionamos no artigo, pois ao longo do tempo você verá melhora e se sentirá mais feliz no aspecto sexual da relação. Nunca deixe de conversar com sua parceira e não precisa ter vergonha disso: Ejacular rapidamente é mais comum do que você imagina. Basta cuidar para que ele se resolva. Se gostou das informações, não esqueça de compartilhá-las com seus amigos e familiares para ajudá-los e a driblar esse transtorno sexual também.

 

 

 

 

Saiba Tudo Sobre as Vitaminas

As vitaminas são compostos orgânicos importantes para o corpo, ajudando no crescimento, a compor os tecidos, no desenvolvimento do metabolismo orgânico e, também, na proteção de várias doenças, além de muitos outros.

No ser humano a quantidade de vitaminas ingeridas vária de idade, sexo, estado de saúde e o estado físico. Gestantes, crianças em crescimento e pessoas com a saúde debilitada a quantidade de vitaminas ingerida deve ser maior. O organismo precisa de vitaminas do próprio alimento, pois precisa ser digerido, já vitaminas em comprimidos, não será o mesmo efeito, pois o organismo não consegue absorvê-las completamente.

Em animais, mesmo que as vitaminas sejam importantes e essenciais para o organismo, a maioria deles não consegue reproduzir em quantidades suficientes ou simplesmente não reproduzem. Por isso, a ingestão de alimentos é muito importante e necessária.

Há dois grupos onde se encaixa todas as vitaminas, lipossolúveis e hidrossolúveis aproximadamente foram encontradas 13 tipos. Cada uma é responsável por uma ou mais funções, independente de qual grupo se encontra.

1) Grupo de Vitaminas Lipossolúveis:

Vitaminas: Saiba Tudo Sobre Todos os Tipos de Vitaminas!

As vitaminas lipossolúveis são armazenados nos tecidos gordos do nosso corpo, como o fígado. Elas são mais fáceis de armazenar do que as hidrossolúveis e pode permanecer como reserva para dias ou meses. São absorvidas através do trato intestinal com a ajuda de lipídios.

1) Vitamina A:

É essencial no crescimento, radicais livres, funções imunológicas, desenvolvimento, pele e reprodução. Suas principais fontes são: Frutas e vegetais de cor forte, como abóbora, brócolis cenoura, espinafre, gorduras amarelas de alimentos animais, como fígado, leite e ovo. Leia também >> 10 Benefícios Incríveis da Vitamina A para a Saúde

2) Vitamina D:

Seu papel é fundamental no metabolismo dos ossos, ajudando a prevenir doenças, como osteomalácia, osteoporose e raquitismo. Suas principais fontes são: Peixes gordos, como atum e salmão. Leia também >> 8 Incríveis Benefícios da Vitamina D

3) Vitamina K

É formado por 13 proteínas essenciais para o sangue e os ossos. Suas principais fontes são: Alimentos verdes, como vegetais de folhas e legumes. Leia também »» 10 Benefícios da vitamina K para saúde

4) Vitamina E:

Tem como papel antioxidante, previne o câncer, doença cardiovascular, envelhecimento, envelhecimento e entre outros. Suas principais fontes são: Óleos (girassol e amendoim), sementes de amêndoas, amendoim, girassol e vegetais de folhas verdes-escuras. Leia também >> 10 Benefícios de Vitamina E para Saúde

2) Grupo de Vitaminas Hidrossolúveis (Complexo B):

Vitaminas: Saiba Tudo Sobre Todos os Tipos de Vitaminas!

As vitaminas hidrossolúveis são vitaminas solúveis em água. Elas permanecem no nosso corpo e utiliza apenas o necessário de líquido, assim, eliminando o excesso. Por serem vitaminas solúveis, devem ser substituídas com mais frequência do que as lipossolúveis. Elas são armazenadas no corpo por muito tempo, sendo eliminadas através da urina.

5) Vitamina B1 (Tiamina):

O principal objetivo é manter o sistema nervoso e circulatório saudáveis. Ajuda no metabolismo, no sangue e no cérebro. Converte o açúcar em energia. Suas principais fontes são: Atum, berinjela, carne bovina e de aves, cogumelos, feijão, grãos de cereais integrais, nozes e vegetais de folhas.

6) Vitamina B2 (Riboflavina):

É a formulação de células vermelhas do sangue e anticorpos, ajuda no sistema respiratório, nos processos celulares e entre outros. Também previne algumas doenças, como Catarata. Suas principais fontes são: Carnes, grãos integrais, leite e vegetais.

7) Vitamina B3 (Nicotinamida):

Ajuda no sistema nervoso, reduz o triglicérides e no colesterol, aumenta a circulação, entre outros. Suas principais fontes são: Abacate, aspargo, batata-doce, carnes magras bovina ou de aves, cenoura, cereais integrais, fígado, frutas secas, gema de ovo, leite, tomate e vegetais de folhas (brócolis e espinafre).

8) Vitamina B5 (Ácido Pantotênico):

Ajuda na formação das células vermelhas no sangue, na desintoxicação química, construção de anticorpos, reduz colesterol e triglicérides, entre outros. Suas principais funções são: Amendoim, carnes, frutas, geleia real, grãos integrais e inteiros, leite, levedura, ovário de peixes de água fria, ovos e vegetais.

9) Vitamina B6 (Piridoxina):

Reduz os espasmos musculares, alivia dores, melhora a visão, ajuda na prevenção do câncer, entre outros: Suas principais fontes são: Aves, cereais integrais,  feijões, frutas, peixes, semente de girassol e vegetais.

10) Vitamina B7 (Biotina):

Combate infecções, ajuda no crescimento celular, reduz o açúcar do sangue, promove a saúde do tecido nervoso, entre outros. Suas principais fontes são: Carne, couve-flor, fígado e gema de ovo.

11) Vitamina B9 (Ácido fólico):

Ajuda a prevenir o câncer de cólon e mama, deixa a pele e os cabelos saudáveis, entre outros. Suas principais fontes são: Couve-flor, fígado, folhas verdes e rins.

12) Vitamina B12 (Cobalamina):

Ajuda no crescimento e no desenvolvimento do corpo. Suas principais fontes são: Carnes, fígado, leite, ovos, peixes, queijos e rins.

Leia também »» 10 Benefícios Incríveis da Vitamina B para a Saúde

13) Vitamina C (Ácido ascórbico):

Prevenção do câncer, infecções e ajuda nos tecidos. Suas principais funções são: Frutas cítricas e vegetais frescos. Leia também >> 10 Principais Benefícios da Vitamina C

Fontes:

http://www.medicalnewstoday.com/articles/195878.php

10 Principais Benefícios da Vitamina C e Principais Alimentos

A vitamina C tem nos componentes grande poder anti-inflamatório e antioxidante, além de combater aos radicais livres e processos inflamatórios. Ter a vitamina presente no organismo traz para a vida da pessoa diferentes benefícios, como a prevenção da formação de tumores, o surgimento de problemas cardiovasculares, infecções e edemas nas articulações.

Esta vitamina também age na preservação da integridade dos tecidos. Muitos benefícios, não? Estes são apenas alguns exemplos do que a vitamina C pode fazer para melhorar seu organismo.

I) Confira os 10 Principais Benefícios da Vitamina C para a Saúde

Veja também essa interessante reportagem sobre a Vitamina C (4:03):

1 – Aumenta a imunidade

A vitamina C é amplamente conhecida pela sua contribuição para o sistema imunológico do corpo, pela estimulação dos vasos brancos do sangue.

2 – Evita ocorrência de um AVC

A ingestão da vitamina ajuda na redução dos riscos de acidente vascular cerebral. A dieta com base em frutas e legumes que contenham a vitamina faz com o nível de pressão arterial esteja sempre adequado.

Além disso, como a vitamina C protege o organismo contra os radicais livres, as chances de um AVC se tornam ainda menores.

3 – Evita doenças cardiovasculares

Considerada um dos melhores antioxidantes existentes, a vitamina C ajuda a diminuir o acúmulo do colesterol nas artérias, prevenindo e combatendo a arteriosclerose e a hipertensão arterial, diminuindo assim o risco de doenças cardiovasculares, como infarto do miocárdio.

4 – Trata gripe e resfriado comum

Funcionando como um auxiliador do sistema imunológico do corpo, a vitamina previne resfriados e tosses, a partir da facilitação na absorção de ferro e, consequentemente, no fortalecimento da resistência do corpo à infecção.

5 – Diminui a hipertensão

Os hipertensos possuem um alto risco de desenvolver as tão temidas doenças cardiovasculares, mas com o auxílio da Vitamina C, por meio da ingestão de alimentos que contenham a substância, a pressão arterial do corpo tende a reduzir.

6 – Ajuda a combater o câncer

De acordo com estudos recentes, o alto consumo de frutas e legumes auxilia na diminuição dos riscos de vários tipos de câncer, como de pulmão, boca, cordas vocais, garganta, do cólon, reto, estômago e esôfago.

7 – Previne o Escorbuto

Os sintomas de escorbuto começam a aparecer devido ao enfraquecimento dos vasos, tecidos, ossos e sangue conjuntivo que incluem colágeno. A vitamina C, considerada um poderoso antioxidante, é necessária para a produção de colágeno.

8 – Melhora a saúde dos olhos

Constantemente atacados pelos radicais livres, em decorrência de sua constante e intensa exposição à luz, os olhos contam com os benefícios da Vitamina para a proteção.

A ação antioxidante da vitamina contribui para evitar diferentes doenças oculares, como a catarata.

9 – Contribui para a beleza da pele

As funções antioxidantes da vitamina C também contribuem diretamente no auxílio da beleza, já que combate os efeitos do envelhecimento. A degradação da pele, por exemplo, é retardada por níveis saudáveis de vitamina C, de modo que as rugas demoram a aparecer.

Responsável também por aumentar a produção de colágeno, a vitamina C contribui para uma pele tonificada.

10 – Aumenta o humor

Quem nunca teve um dia estressante? A vitamina atua na produção de neurotransmissores, como a norepinefrina, afetando diretamente o humor de uma pessoa. Além disso, a atuação da vitamina C é fundamental para o bom funcionamento do cérebro.

II) Confira Também os Top 12 Alimentos Ricos em Vitamina C 

A vitamina C é um dos mais importantes nutrientes do corpo humano, responsável pela proteção do organismo ajudando a evitar e combater gripes e resfriados. Uma boa quantidade diária desta vitamina pode combater os radicais livres, que quando em excesso, podem causar riscos a saúde.  

Pensando no seu bemestar, criamos uma lista com os 10 alimentos ricos em Vitamina C para você incluir na rotina e trazer inúmeros benefícios à saúde. 

1- Laranja 

Não é segredo que o suco de laranja natural pode ajudar e muito a combater gripes e resfriados. Isso ocorre porque o fruto possui alto teor de vitamina C, quantidade diária recomendada para o corpo humano, ajudando a fortalecer e ampliar os anticorpos.  

2- Goiaba 

A goiaba vermelha é uma ótima opção para quem busca uma boa fonte da vitamina C. Cada unidade da fruta possui em média 120mg do nutriente e pode ser consumida como suco ou ao natural. 

3- Brócolis 

Um dos legumes mais adorados dos brasileiros entra na lista como alimento rico em vitamina C possuindo cerca de 37mg por unidade. Vale a pena incluir o delicioso brócolis na alimentação ao menos uma vez na semana, intercalando com os demais alimentos da lista. 

4- Morango  

O morango fresco possui 94mg a cada cinco unidades, sendo uma quantidade de vitamina C considerável levando em conta o tamanho do fruto. Um mix de morango com laranja pode dobrar a quantidade do nutriente e aumentar ainda mais a proteção do seu corpo, além de ser uma opção deliciosa.  

5- Limão 

Adorado por uns e odiado por outros, o limão possui inúmeras opções de receitas, podendo ser utilizado tanto em temperos como em doces e sucos. Quatro unidades equivalem a 110mg do nutriente, valor que ultrapassa a dose diária recomendada peles especialistas. O suco do fruto sem úcar é também uma boa opção para quem deseja perder peso, já que suas propriedades nutricionais desintoxicam o organismo. 

6- Abacaxi 

A cada fatia de abacaxi, conseguimos ingerir cerca de 39mg de vitamina C. Além de delicioso, o suco da fruta junto com uma folha de couve pode duplicar o valor nutricional, além de ser um ótimo desintoxicante natural para quem deseja limpar o organismo e emagrecer. 

7- Tomate 

O tomate é uma das opções mais procuradas para salada pelos brasileiros e oferece 90mg de vitamina C a cada duas unidades. Ingerir este alimento balanceando junto com as demais opções da lista, pode dobrar a sua proteção contra os malefícios da ausência do nutriente no organismo. 

8- Couve 

A couve refogada ou crua é capaz de oferecer 116mg de vitamina C por xícara. O vegetal vai bem tanto com pratos salgados como acompanhamento da feijoada como misturado com frutas em sucos desintoxicantes. Vale a pena experimentar e variar nas receitas.  

9- Agrião 

O agrião é uma das opções de verdura mais ricas em vitamina C, contendo 100mg a cada xícara. Recomenda-se a ingestão do vegetal cru, uma vez que o cozimento pode anular ou reduzir os nutrientes. 

10- Rúcula 

A irmã do agrião, possui 123mg de vitamina C a cada xícara, sendo uma ótima opção para saladas. A rúcula pode ser incluída em lanches naturais, misturadas com tomates e ainda em sucos com frutas. Divirta-se experimentando as receitas e opções com a verdura. 

11- Acerola

A acerola é a segunda fruta que contém mais quantidade de vitamina C, depois do camu-camu. Da próxima vez que você for tomar suco de laranja, peça acerola com laranja, assim você estará reforçando na quantidade de vitamina C.

12- Camu-Camu

Camu- Camu é o primeiro da lista em terno de quantidade de vitamina C. Esta fruta contém mais de 60 vezes que uma porção de laranja. Uma colher de chá de pó de camu-camu é equivalente a 1180% de consumação diária recomendada.