10 Alimentos Incríveis que Desintoxicam o Fígado

Os problemas no fígado podem ser herdados, ou seja, genéticos, ou causados por fatores externos, como o consumo continuo de álcool ou até mesmo vírus. As complicações das doenças de fígado podem variar, dependendo de suas causas. Por exemplo, uma doença hepática, se não tratada pode evoluir para insuficiência hepática e causar até a morte do paciente diagnosticado.

O fígado é um dos principais órgãos do corpo humano. Além do auxilio na digestão, por meio da produção da biles, ele livra o organismo de substâncias tóxicas. Ele é o único órgão do corpo que pode substituir as células danificadas. Além disso, ele armazena glicose para quando o corpo precisar de energia, ele produz também fatores de coagulação do sangue, aminoácidos e armazena ferro, um nutriente necessário para a produção de glóbulos vermelhos.

I) Quais são os formas de problemas no fígado?

O fígado pode apresentar problemas mais leves até os mais graves.

Alguns exemplos são:

  • Hepatite: as células se tornam inflamadas
  • Colestase:O fluxo biliar é reduzido ou obstruído
  • Esteatose: quando o colesterol ou triglicéridos se acumulam
  • Quando o fluxo de sangue para o fígado é comprometido
  • Câncer de fígado
  • Cirrose

II) Quais são as causas de problemas no fígado?

A) Infecção

As infecções no fígado são causadas por parasitas e vírus, que podem ser transmitidos por alimentos contaminados, água, sangue, sêmen ou até mesmo o contato com pessoas infectadas. Os vírus mais comuns são da hepatite, que podem se manifestar de três formas: Hepatite A, B ou C.

B) Doenças auto-imunes

As doenças desse tipo costumam afetar o fígado. Exemplos dessas doenças: Hepatite auto-imune, cirrose biliar primária e Colangite esclerosante primária.

C) Genética

O problema no fígado também pode ser hereditário. Doenças hepáticas consideradas genéticas são: Hemocromatose, Hyperoxaluria e a doença de Wilson.

D) Outros fatores que podem aumentar o risco de doenças no fígado são:

  • Abuso de álcool
  • Uso de drogas injetáveis
  • Tatuagens ou piercings realizados com agulhas infectadas
  • Contato com sangue e fluidos corporais de outras pessoas
  • Relações sexuais desprotegidas
  • Exposição a certos produtos químicos e toxinas
  • Diabetes
  • Obesidade
  • Níveis de triglicérides alto no sangue
  • Ingestão contínua de remédios

III) Quais são sintomas que Indicam problemas no fígado?

Segue a lista de sintomas quando você está com problemas no órgão:

  • Olhos e pele em tons amarelados (icterícia)
  • Dores abdominais
  • Inchaço na região do fígado
  • Inchaço nas pernas e tornozelos
  • Coceira na pele
  • Urina com cores escuras
  • Fezes de cor pálida, ou presença de sangue nas fezes
  • Fadiga crônica
  • Náuseas e vômitos
  • Perda de apetite
  • Manchas na pele
  • Fraqueza

Esses sintomas podem variar de acordo com o problema que a pessoa apresenta. Por exemplo, uma pessoa com cálculos biliares sente sinais específicos dessa doença, como dor abdominal do lado direito e vômitos depois de comer algo muito gorduroso.

Já os diagnosticados com cirrose irão desenvolver os sintomas na medida que o fígado começar a falhar. Esses sintomas podem incluir:

  • Fácil contusões por conta da falta de produção de fatores de coagulação;
  • Desequilíbrio hormonal
  • Coceiras, devido aos sais biliares que se depositam na pele
  • A impotência (disfunção erétil)
  • Varizes, devido ao aumento de pressão no fígado e o inchaço nas veias sanguíneas
  • Perda de massa muscular

Se os sinais de doenças no fígado persistirem você deve consultar um médico especialista em fígado (hepatologista).

IV) Como prevenir os problemas de fígado?

  • Beba álcool com moderação.
  • Evite comportamentos de risco.
  • Use preservativos
  • Vacine-se contra a hepatite.
  • Tenha cuidado ao manusear ou aspirar produtos como inseticidas, tintas e produto químicos considerados tóxicos.
  • Proteja a sua pele contra produtos químicos, use sempre luvas e materiais que ajudem na segurança.
  • Mantenha uma vida saudável, a prática de exercícios físicos junto com uma alimentação saudável são a chave para um peso ideal. O aumento do peso e a obesidade podem causar doenças hepáticas.

V) Por que desintoxicar o fígado?

  • Ajuda a perder peso – Fígado ajuda a neutralizar a gordura do corpo
  • Elimina as pedras no fígado – Excesso de colesterol pode transformar em pedras cristalinas que dificulta a desintoxicação.
  • Desintoxica o corpo – Limpar o fígado ajuda a desintoxicar o fígado rapidamente.
  • Aumenta a energia do corpo – Todas as toxinas do corpo serão eliminadas facilmente.
  • Ajuda a parecer mais jovem – Eliminando as toxinas, a sua pele estará mais saudável com tom brilhante.

Quando o fígado está cheio, ele não pode processar toxinas e gordura de maneira eficiente. Há muitos alimentos para desintoxicar o fígado naturalmente ao estimular sua habilidade natural de eliminar resíduos tóxicos do corpo.

VI) 10 Alimentos para Ajudar a Desintoxicar o Fígado

10 Alimentos Incríveis que Desintoxicam o Fígado

O fígado é um dos órgãos do sistema digestivo mais importantes para a digestão porque ele tem a função de metabolizar e armazenar nutrientes, que só ficam prontos para serem absorvidos e utilizados pelo organismo após passarem por ele. Portanto, é preciso a limpeza para desintoxicar o fígado para evitar doenças como hepatite, cirrose e gordura no fígado.

Geralmente, a causa dos problemas no fígado é pelo contato com substâncias tóxicas, seja pela alimentação, inalação, contato pela pele ou por substâncias produzidas internamente pelo próprio organismo. Essas substâncias chamadas xenobióticos, como corantes alimentares, conservantes, medicamentos, tinturas de cabelo e outros químicos, metais pesados, bactérias, etc., devem ser eliminadas pelo corpo, sendo 60% delas eliminadas pelo fígado.

Normalmente, os primeiros sinais e sintomas a serem sentidos, são a dor abdominal do lado direito e a barriga inchada, como também pode ocorrer cor amarelada na pele e nos olhos, e urina amarela forte ou escura, tontura, dor de cabeça, boca seca, enjoo, vômito, aumento de peso entre outros.

1) Brócolis e Couve-flor

Comer brócolis e couve-flor aumentará a quantidade de glucosinolato no seu sistema, aumentando a produção de enzimas no fígado. Essas enzimas naturais ajudam a eliminar toxinas do corpo, o que pode diminuir riscos associados ao câncer. Além disso, ajudam a eliminar as toxinas que se encontram no sangue absorvendo-as, dado que estas verduras tem um alto teor de clorofila.

2) Alho

Entre os compostos do alho encontramos a alicina e o selênio em grandes quantidades, compostos muito efetivos na hora de limpar o fígado. Para consegui-lo é necessário apenas pouca quantidade, as quais fazem que as enzimas que se encontram no fígado se ativem e promovam a limpeza natural das toxinas do corpo.

3) Beterraba

A beterraba limpa e purifica o sangue, o que aumenta a função do fígado e produção de nutrientes em seu corpo. Também são ricas em antioxidantes e nutrientes importantes, como folato, fibra (na forma de pectina), de ferro, de betaína, betalaina,

Abetacianina e betanina. A pectina é uma forma solúvel de fibra que é bem conhecido por suas propriedades de limpeza e capacidade de mantê-lo completo.

4) Limões

Essas frutas cítricas contêm grandes quantidades de vitamina, que ajuda o corpo a sintetizar materiais tóxicos em substâncias que podem ser absorvidas por água.

5) Toranja

A toranja é uma ótima fonte de vitamina C, pectina e antioxidantes que trabalham para aumentar a capacidade natural que tem no fígado para eliminar as toxinas. Beba um copo de suco de toranja pelo menos uma vez ao dia.

6) Maçã

Rica em pectina, a maçã tem os constituintes químicos necessários para que o corpo limpe e elimine toxinas do trato digestivo. Isso, em troca, facilita para o fígado lidar com a carga tóxica durante o processo de limpeza.

7) Abacate

O consumo de abacate ajuda a manter o fígado saudável, por ele ter uma boa quantidade de nutrientes, também possui a capacidade de ajudar o corpo a produzir uma substância chamada glutationa, o que é indispensável na hora do fígado limpar as toxinas que fazem mal ao organismo.

8) Repolho

Como o brócolis e o couve-flor, comer repolho ajuda a estimular a ativação de duas enzimas desintoxicantes essenciais que ajudam a eliminar toxinas.

9) Azeite de Oliva

As gorduras saudáveis são importantes para qualquer dieta. Seu fígado precisa de gordura para o bom funcionamento, mas em excesso pode causar problemas com a produção de bile, o que afetará a digestão de gorduras e, possivelmente, outras questões de digestão.

Além de azeite de oliva, alimentos que contêm gorduras saudáveis são abacate, nozes, sementes de abóbora, amêndoas, coco, sementes de chia, e sementes de linho. Nozes são especialmente ricos em propriedades que ajudam seu corpo a produzir mais glutationa, que é usado para a desintoxicação e filtração de substâncias nocivas.

10) Chá verde

O chá verde é uma grande bebida que pode favorecer muito a saúde do fígado, ele contém catequinas que são responsáveis por melhorar as funções do fígado promovendo a boa saúde em geral.

A limpeza não é uma cura, mas é importante para evitar problemas no fígado. Como dito no começo, o fígado é um dos órgãos mais importantes e tem que ser bem cuidado. A limpeza leva pelo menos uma semana e fazendo isso algumas vezes por ano, é uma forma de viver melhor e viver mais.

Fontes:

http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/liver-disease/basics/definition/CON-20025300?p=1

http://www.medicinenet.com/liver_disease/page2.htm

10 Benefícios Incríveis da Manga para a Saúde

Você já deve ter ouvido que comer manga com leite é fatal. Na realidade, comer manga com leite é muito nutritivo porque a fruta é rica em nutrientes, como vitamina C, fósforo, cálcio, ferro e proteína e o leite contém riboflavina, magnésio, vitaminas A e D e proteína.

O que ocorre com o mito é que na época da escravidão os senhores de engenho não permitiam que os escravos consumissem leite, que era uma moeda forte na época, então, eles inventaram que misturar frutas com leite era fatal.

Existem vários tipos de manga, os mais famosos tipos são a tommy atkins, a rosa, a espada, a haden, a palmer e a bourbon.

Veja os 10 benefícios da manga para saúde

benefícios da manga para a saúde

1- Ajuda a perder peso

Apesar de conter carboidratos, a manga possui baixa densidade calórica. Ela é uma excelente fonte de nutrientes de forma concentrada, rica em fibras o que ajuda na digestão e provoca a sensação de saciedade por não conter qualquer traço de sódio e de gordura, é ideal para o café da manhã ou o lanche da tarde substituindo  os lanches calóricos, como massas, pães, biscoitos e alimentos gordurosos.

2- Protege contra o câncer

Possui uma excelente fonte de antioxidantes, são eles a quercetina, isoquercitrina, astragalin, fisetina, ácido gálico e methylgallat, além da Vitamina A e flavonóides, beta-caroteno, alfa-caroteno, beta e-criptoxantina.

Extratos da fruta, contém polifenóis, que são capazes de inibir o crescimento de células de câncer de cólon e mama sem afetar células saudáveis, a pectina também é capaz de prevenir contra o câncer de próstata.

3- Controla o diabetes

O chá das folhas é muito eficaz contra a diabetes, ele ajuda a controlar os níveis de insulina no organismo. Ferva 5 folhas em um litro de água e deixe descansar a noite, pela manhã filtre e tome.

Por conter baixo índice glicêmico e uma grande quantidade de fibras a manga ajuda no retardo da absorção dos carboidratos dos alimentos e na redução das concentrações de açúcar no sangue.

4- Melhora  a visão

Uma pequena porção de manga por dia é suficiente para repor a dose diária de vitamina A do nosso organismo, essa vitamina é também chamada de retinol e ajuda e muito a melhorar a visão,  previne a cegueira noturna, a secura dos olhos e a degeneração macular.

5 – Controla o colesterol

Ela ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim do sangue,  reduz também a absorção de colesterol dos alimentos melhorando a saúde do coração e dos vasos sanguíneos.

6 – Melhora o  sistema imunológico

Apenas uma xícara de manga picada por dia é suficiente para manter a imunidade em dia, por ser rica em antioxidantes e minerais essa fruta ajuda o corpo a se defender de infecções, gripes e resfriados, ajudam na restrição de ataques microbianos,  danos celulares e manutenção geral da saúde.

7- Controla o intestino

Dor abdominal, sensação de inchaço, desconforto e mau humor podem ser consequências de um intestino preguiçoso. Isto pode ser resolvido rapidamente com a ingestão de mangas, pois contém alta concentração de fibras que são ótimas para os micro-organismos do bem que existem na nossa flora intestinal, mas prefira a fruta ao suco pois, esse não contém as mesmas quantidades de fibras.

8- Pele mais bonita e saudável

Aplicada diretamente sobre a pele ela age como um hidratante natural, ajuda no rejuvenescimento e traz brilho para a pele.

A vitamina C contida na fruta  ajuda na cicatrização de espinhas e acne, corte a manga em pedaços finos e aplique sobre a pele de 10 a 15 minutos, esse processo além de refrescar a pele ajudará a desobstruir os poros e ajudar na prevenção e tratamento da acne.

9- Aliado do cérebro

Grande amiga do cérebro, a vitamina B6 é encontrada abundantemente na manga. Ela ativa e melhora a função cerebral, atua na manutenção dos nervos cerebrais,  controla os níveis de estresse e melhora o poder de concentração e memória.

10 – Nutrição corporal

O suco pode ser tomado no verão para combater a insolação, pois fornece nutrientes e minerais essenciais para a pele, combate também a anemia já que é rica em ferro, o que também é excelente para as grávidas e na formação saudável do bebê.

10 Benefícios do Azeite de Oliva para Saúde

O Azeite de Oliva, extraído das azeitonas, é encontrado em medicamentos, produtos de beleza e é muito utilizado para temperar os alimentos. Uma colher de sopa tem cerca de 110 calorias e possui nutrientes que servem de inúmeros benefícios para a saúde.

Conheça os 10 Benefícios do Azeite de Oliva para Saúde

azeite de oliva

1. Previne o Câncer

Por ser rico em antioxidantes e vitaminas, além de Omega-3, o Azeite de Oliva diminui a taxa de crescimento de células cancerígenas no corpo e suas mutações, que também evita o ataque de radicais livres ao DNA, diminuindo os riscos de câncer.

2. Pode Impedir Um AVC

Um novo estudo divulgado na revista eletrônica Neurology mostrou que idosos que consomem o azeite de oliva diariamente são capazes de se proteger de um acidente celular cerebral (AVC). A pesquisa que reuniu 7.625 indivíduos com mais de 65 anos comprovou que as chances de ter um AVC para quem consome o azeite é 41% inferior em comparação com aqueles que não consomem.

3. Combate à Osteoporose

Na osteoporose acontece uma diminuição da massa óssea, o que leva a uma menor resistência dos ossos os tornando mais sensíveis e vulneráveis as fraturas. Os locais mais atingidos pela doença são as vértebras, o fêmur e o punho.

Na suplementação do azeite foram encontrados alguns nutrientes que ajudam na luta contra a doença. As pesquisas e os futuros tratamentos em relação ao uso do azeite seguem crescendo na área medicinal.

4. Reduz o Risco de Alzheimer

O azeite de oliva, mais precisamente o extravirgem, possui em sua composição o Oleocanthal que tem agentes potenciais que podem reduzir o risco da doença de Alzheimer.

O oleocanthal possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes que ajudam a reverter o dano oxidativo que ocorre quando se está envelhecendo e quando há um quadro de Alzheimer.

5. Benefícios para a Pele

Já foi comprovado que ele possui nutriente (antioxidantes, Vitamina A e Vitamina E) que ajudam na luta contra os radicais livres, que danificam as células da pele. Além disso, pelas propriedades anti-inflamatórias, ele reduz as rugas e o envelhecimento precoce da pele.

Ele possui hidrófilas que podem ser usadas como hidratantes e protetores de pele, o que a deixa mais lisa e brilhante.

6. Proteger da Depressão

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Navarra e Las Palmas de Gran Canaria na Espanha, uma dieta composta por azeite de oliva ajuda a proteger sua saúde mental e te proteger de doenças desses tipos.

Os pesquisadores descobriram que o risco de depressão pode cair com o consumo de azeite, assim como as doenças cardiovasculares.

7. Melhora a Memória

O azeite de oliva possui em sua composição gorduras monoinsaturadas que ajudam a diminuir as chances de déficit cognitivo, que está inteiramente ligado à memória. O recomendado pelos especialistas é que se consumam três colheres de sopa de Azeite de Oliva por dia.

8. Protege Contra o Diabetes

Por ser rico em antioxidantes, vitaminas e ferro, o azeite contribui para a prevenção de diabetes. As gorduras presentes no azeite estimulam a produção de glucagon (um hormônio), que aumenta a taxa de secreção de insulina no pâncreas, diminuindo o risco da doença. O azeite extravirgem também ajuda a reduzir o nível de açúcar no sangue.

9. Crescimentos dos Cabelos

O azeite de oliva traz muitos benéficos para o crescimento dos cabelo. Ele é muito aplicado nos cabelos secos e em tratamentos do couro cabeludo, além de ser eficaz com as pontas duplas e a caspa. A massagem com óleo acelera o crescimento dos fios, os deixando mais brilhantes e macios.

10. Diminui a Pressão Arterial

Quem sofre com pressão alta ou hipertensão arterial pode recorrer ao azeite de oliva. A diminuição acontece porque combinado com vegetais e folhas verdes é gerado um tipo de ácido-graxo que tende a diminuir a pressão.

O estudo feito com ratos de laboratório mostrou que esse ácido-graxo pode inibir uma enzima conhecida como epóxido hidrolase solúvel, que é um dos reguladores da pressão arterial.

Veja também esse vídeo sobre os benefícios do abacate

Fontes:

http://www.oliveoiltimes.com/olive-oil-health-benefits

10 Dicas Caseiras para Remover as Estrias

As estrias são muito comum entre homens e mulheres de diferentes idades, porém muitas pessoas desejam se livrar delas ou pelo menos amenizá-las. Naturalmente, elas podem ser discretas ou bem chamativas, já que sua forma e cor podem variar de pessoa para pessoa. Em alguns casos, o aspecto inicial das lesões lineares são rosadas, da cor da pele e mais tarde brancas, com espessura e largura variáveis.

Normalmente, essas “marcas” aparecem nos glúteos, coxas e no abdômen, podendo ser um resultado do rompimento das fibras de colágeno e elastina que são responsáveis pela elasticidade da pele, ou seja, de uma mudança abrupta da pele, como a alteração brusca de peso, gestação, crescimento rápido e etc, pode ser um fator facilitador para o aparecimento de estrias.

É importante sempre buscar cuidar da pele e procurar um dermatologista para saber sobre os tipos de tratamentos existentes. A maioria dessas dicas caseiras não conta com resultados rápidos, então deve ser seguida com uma certa frequência para a recuperação da pele. Elas envolvem principalmente cremes naturais, que podem contribuir muito para evitar as estrias ou amenizá-las.

Veja a seguir as 10 dicas para remover estrias

10 Dicas Caseiras para Remover as Estrias

1. Creme de babosa e abacate

Meio abacate, uma folha de babosa e uma pequena colher de azeite de oliva bastam para fazer a mistura, que tem um grande poder na pele. É necessário bater os ingredientes no liquidificador até que uma pasta suave se forme e, então, é só fazer massagens circulares nas áreas necessárias. Deixe atuar de 15 a 20 minutos e depois enxágue com água fria.

2. Pasta de cenoura

Cozinhe a cenoura no vapor até amolecer um pouco. Depois, faça um purê e aplique nas áreas afetadas. Deixe agir por meia hora e enxágue com água fria.

3. Óleo de semente de uva

O óleo de uva colabora para a elasticidade dos tecidos. Assim como os outros óleos da lista, ele é uma forma preventiva de estrias e também pode ser utilizada para amenizá-las, principalmente, se forem recentes. Basta aplicá-los nas regiões necessárias como se fosse um hidratante.

4. Creme de cenoura, abacate e leite de amêndoas

Cozinhe duas cenouras no vapor até ficarem amolecidas e depois de fazer um purê, acrescente o abacate e o leite de amêndoas. Não coloque muito leite para a pasta não ficar muito líquida e, sim, com consistência cremosa. Aplique nas zonas com estrias e deixe a máscara atuar de 20 a 30 minutos e retire com água fria.

5. Creme caseiro de aloe vera

Misture em uma batedeira, 1/2 xícara de azeite de oliva virgem, 1/4 xícara de gel de aloe vera, 6 cápsulas de vitamina E e 4 cápsulas de vitamina A. Aplique sobre as áreas com estrias com uma leve massagem.

6. Pasta de beterraba com pêssego

É necessário moer a casca de beterraba com a casca de pêssego para preparar essa pasta. Você pode acrescentar uma colher de sopa de óleo de amêndoa, fica a sua escolha, principalmente para evitar que a pasta fique muito grossa. Aplique sobre as áreas necessárias por 15 minutos e depois retire com água fria.

7. Óleo de Rosa Mosqueta

Esse tipo de óleo é muito eficiente na hidratação da pele. Basta colocar algumas gotas na palma da mão, para realizar massagens circulares nas zonas a serem tratadas.

8. Loção de cenoura

Essa loção conta com uma cenoura, a quantidade de água que você preferir e óleo de amêndoas. A dosagem deve ser feita de acordo com a área em que desejar aplicar a mistura. Basta ralar a cenoura, adicionar água e extrair o suco. Depois é só coar e misturar com óleo de amêndoas. Você pode utilizar antes de dormir nas áreas afetadas.

9. Óleo de amêndoas

O óleo de amêndoas contém propriedades que colaboram para a flexibilidade e elasticidade da pele. Ele é um ótimo método de prevenção, principalmente por sua colaboração na hidratação, também acaba sendo uma boa opção para tratar da pele com estrias.  Sua aplicação pode ser feita após o banho.

10. Creme com abacate, aveia e óleo de amêndoas

Misture a mão ou no liquidificador meio abacate, duas colheres de aveia e duas colheres de óleo de amêndoas e massageie nas áreas afetadas. Espere 20 minutos e enxague com água morna. Você também pode preparar a mistura acrescentando duas colheres de azeite de oliva.

Veja também esta reportagem sobre as estrias (17:19):

Fontes:

http://homeremedyshop.com/17-home-remedies-to-heal-stretch-marks-fast/

10 Benefícios do Ferro Para a Saúde e os Principais Alimentos

O Ferro é essencial para uma vida saudável. Bife de fígado, fígado de galinha, presunto, vitela e atum são alguns dos alimentos ricos em nesse mineral.

O excesso desse mineral pode fazer mal, podendo até aumentar o risco de doenças cardiovasculares. Porém, se um nível baixo desse mineral também pode causar problemas como anemia, pressão baixa, leucemia, insuficiência renal, câncer de cólon, entre outras doenças. Por isso, é necessário saber qual a quantidade certa para o nosso corpo.

I) Veja os 10 benefícios do ferro para saúde:

10 Benefícios do Ferro Para a Saúde e os Principais Alimentos

1. Brilho para a pele

A falta desse mineral pode causar anemia, que faz com que os níveis de homoglobina diminuam, resultando na redução dos glóbulos vermelhos. Desse modo o fluxo de oxigênio cai, tornando a pele pálida e rígida com o passar do tempo. Com a ingestão diária, a pele tende a ficar mais brilhante e até mesmo, mais rosada.

2. Acelera cicatrização de feridas

Ele ajuda na formação de glóbulos vermelhos, que é entre outras coisas, responsável pelo transporte de oxigênio pelo corpo, que faz com que as feridas se cicatrizem. Ou seja, quanto mais ferro, mais rápida será a cicatrização.

3. Evita queda de cabelo

Um estudo da European Journal of Dermatology comprovou que mulheres sem o devido nível de ferro no sangue são mais propensas para a perda de cabelo (as mulheres do estudo não estavam no período da menopausa). Além de evitar esse problema, o ferro também melhora a textura dos fios, deixando mais nutridos e sedosos.

4. Garante uma gravidez saudável

Para uma gravidez saudável, muitos médicos costumam recomendar o ferro para auxiliar na suplementação da alimentação. Com a ajuda desse mineral, o risco do bebê nascer anêmico ou com um peso menor, diminui. Segundo um estudo da Cochrane Database of Systematic, as mulheres grávidas devem ingerir cerca de 27 miligramas de ferro por dia para os benefícios surtirem efeito.

5. Alivia sintomas pré-menstruais

De acordo com um estudo realizado na Universidade de  Massachusetts em Amherst, mulheres que costumam ingerir quantidades recomendadas de ferro, tendem a diminuir os sintomas pré-menstruais em até 40%, se comparado com aquelas que não ingerem o mineral regularmente. Os sintomas que podem diminuir são: alterações de humor, tonturas e mal-estar.

6. Melhora o apetite

A suplementação de ferro auxilia no crescimento das crianças e no aumento do apetite. Essa afirmação foi confirmada por um estudo realizado pelo The Journal of Nutrition com crianças quenianas de uma escola primária.

7. Aumenta a imunidade

É altamente eficaz no reforço da imunidade, foi o que mostrou o estudo feito pelo Instituto Linus Pauling. Ele é eficaz porque auxilia na proliferação e diferenciação de linfócitos T, além da produção de espécies que combatem doenças.

8. Contribui para o desenvolvimento do cérebro

Segundo estudos feitos pelos Seminários em Neurologia Pediátrica, uma alimentação rica em ferro garante um desenvolvimento saudável do cérebro de crianças. De acordo com a pesquisa o ferro auxilia na parte motora, sócio-emocional e neurofisiológica do cérebro.

9. Aumenta energia do corpo

É um auxiliar no transporte de oxigênio do corpo para os músculos e cérebro, o que aumenta o desempenho físico e a agilidade mental do organismo. Sem esse nutriente, o corpo costuma se cansar mais rápido e a pessoa tem crises de irritabilidade maiores. Em mulheres, segundo a Universidade de Melbourne, na Austrália, o ferro auxilia também no desempenho físico.

10.  Melhora a função muscular

A saúde muscular pode ser melhorada com o ferro, porque ele auxilia na produção de mioglobina (uma proteína muscular) que transporta oxigênio da hemoglobina para células musculares. Desta forma o ferro auxilia de forma contundente na contração dos músculos.

II) Vamos conhecer 10 alimentos ricos em Ferro:

10 Benefícios do Ferro Para a Saúde e os Principais Alimentos

1) Fígado

O fígado é a parte da carne mais bem abastecida com ferro. Uma fatia, por exemplo, nos dá 5mg do mineral, que deve ser ingerido em pequenas quantidades, devido ao alto nível de colesterol. O mais recomendado pelos especialistas é o fígado de porco, por apresentar além de ferro, altos níveis de vitamina C.

2) Frutos do mar

Os frutos do mar, principalmente as ostras, mariscos, mexilhões e lulas possuem altas taxas de ferro. As ostras podem ter, por exemplo, entre 3 a 5 mg do nutriente (rico também em zinco e vitamina B12). Outros frutos do mar que são ricos em ferro, mas em pequena quantidade são o salmão e o atum.

3) Feijão

Além da facilidade de manuseio e preparo, o feijão contém elementos que são altamente saudáveis para nosso organismo, e isso inclui o ferro. Uma xícara de feijão comum pode conter de 3 a 7mg de ferro, que podem aumentar com o acompanhamento de alimentos como a couve e o brócolis, que ajudam na absorção das propriedades deste nutriente.

4) Lentilhas

As lentilhas são ricas em proteínas, cobre, vitaminas e potássio, além do ferro. Muito parecida com as propriedades do feijão, elas oferecem em torno de 6mg por copo. Os benefícios do alimento são muitos, o que inclui a redução do colesterol, a prevenção de câncer e o emagrecimento.

5) Grão de bico

O grão de bico é outro legume rico em ferro. Um copo tem quase 5mg do mineral, além de porções consideráveis de proteínas, que podem ser misturados à salsa ou a outros tipos de saladas.

6) Grãos integrais

Grãos integrais como a aveia e a cevada fazem parte do grupo de alimentos ricos em ferro. Em 100g desses grãos cozidos, é possível encontrar cerca de 12% do mineral, mas deve-se levar em consideração o acompanhamento, que quando muito industrial tem os níveis de ferro reduzidos.

7) Sementes de abóbora

Muitas pessoas acrescentam as sementes de abóbora em coberturas de saladas, ou em cafés da manhã recheados, tem aquelas que torram no forno e se deliciam com esse alimento rico em ferro e Ômega-3. Uma xícara cheia de sementes inteiras possui em torno de 2mg de ferro, já uma xícara apenas com os miolos possui o incrível número de 10mg de ferro, que trazem todos os benefícios já conhecidos.

8) Carne de Cordeiro

Em 100 gramas de carne de cordeiro, há 3,8mg de ferro. A carne é uma das mais ricas do nutriente e costuma fazer sucesso Brasil à fora. Ele contém, além do ferro, o manganês, o selênio e a proteína. O nutriente encontrado no cordeiro é facilmente absorvido pelo organismo, fornecendo cerca de 20% da recomendação diária.

9) Espinafre Cozido

Mesmo cru o espinafre é uma grande fonte de ferro. Porém, quando cozido o alimento fornece cerca de 6mg do nutriente para o corpo. O espinafre possui ferro não-heme, ou seja, mais difícil de absorver, por isso é sempre recomendado sua ingestão junto a outros tipos de alimento,preferivelmente de vegetais e legumes. Além deste nutriente possui altas taxas de proteínas, cálcio, fibra e vitaminas A e E.

10) Soja

Meia xícara de soja já fornece mais de 4mg de ferro. Composto também por cobre, fibras, vitaminas, aminoácidos e manganês, a soja ajuda a manter vasos sanguíneos e o sistema imunológico em perfeitas condições, assim como auxilia futuros processos químicos do corpo.

Extras – Mais alimentos ricos em ferro

  • Brócolis
  • Cebolas
  • Ervilha
  • Damasco
  • Pistache
  • Nozes

7 Exercícios Eficientes para Fortalecer o Quadril

O quadril é responsável por sustentar o corpo, ele é composto por mais três ossos, o ísquio, púbis e o ílio. Ele também ajuda a articular o fêmur os ossos da coxa e da bacia. O encaixe dos ossos do quadril devem ser perfeitos, para não machucar ou causar algum desconforto. Conforme vamos envelhecendo, o quadril tende a desgastar. Portanto, é preciso aprender os exercícios para fortalecer o quadril para não causar nenhum dano.

Veja os 7 exercícios para fortalecer o quadril:

Abaixo exercícios fisioterapêuticos rápido e fáceis que podem ser feitos em casa. E que ajuda a deixar o quadril mais saudável.

Exercício 1:

studio-session-6300076standingquadstretch

Em pé, mantenha um lado do corpo ereto junto a uma parede e apoie a mão nela. Com a outra mão, segure o tornozelo e levante o calcanhar para cima, em direção ao bumbum, mantendo a coluna ereta. Mantenha a posição por 30 a 60 segundos, e repita 3 vezes.

Exercício 2:

maxresdefault (1)

Apoie o pé direito no chão, colocando o joelho esquerdo no chão esticado para trás. Pressione bem o joelho direito para poder esticar mais que poder. Mantenha a posição por 15 segundos e depois faça o mesmo procedimento trocando as pernas.

Exercício 3:

2016-01-25_104400

Deite com uma perna estendida e a outra dobrada, e com o pé apoiado no chão. Leve os pés da perna estendida e a outra dobrada, com o pé apoiado no chão. Contraia os músculos da parte de cima da coxa. Levante a perna, de 10 a 15 centímetros do chão. Mantenha a posição de 3 a 5 segundos e repita 10 vezes, faça 3 séries.

Exercício 4:

quadril exercicio

Deite-se de lado e levante a perna que está acima para o ar. Mude de lado e faça o mesmo procedimento com a outra perna. Repita o exercício 20 vezes. Faça 3 séries.

Exercício 5:

exercicios para quadril

Deite de barriga para baixo e estenda as pernas, comece alongando devagar. Flexione o joelho até o calcanhar encontrar as nádegas.

Exercício 6:

maxresdefault

Deite de costas, com os joelhos dobrados e os pés bem apoiados. Afaste os joelhos um do outro, tencionando os músculos da parte interna das coxas. Mantenha por 20 segundos e repita 3 vezes.

Exercício 7:

exercicios para quadril

Deite de costas no chão, com as nádegas próximas ao batente de um porta, de forma que uma perna fique toda estendida. Uma perna deve estar elevada e encostada contra a parede, de modo que o calcanhar fique descansado. Mantenha por 60 segundos e repita 3 vezes.

 

Conheça os 7 Benefícios do Programa Zumba Fitness

De uns tempos para cá surgiu uma nova febre, um programa chamado “zumba fitness”. Um programa de dança que por seus famosos movimentos, ajudam no corpo, saúde e na mente. O zumba fitness inclui vários estilos, como pop, cumbia, reggaeton, mambo, salsa, merengue, calipso, salsaton, rumba e flamenco, atualmente, foi acrescentado também o axé, samba e o hip hop. A dança já é conhecida mundialmente e muitas pessoas já optam por ela para conseguir um corpo ideal.

É praticado tanto por mulheres, como também por homens, crianças e pessoas de idade.

O zumba é um programa de dança Latina fitness que mistura vários ritmos o tempo todo, é algo que se torna um vício, pois é uma delicia sentir os movimentos. Um professor trabalha com sequências curtas, é uma aula muito dinâmica. Essa dança trabalha com os músculos inferiores do corpo, coxa, glúteos e panturrilha para que haja fortalecimento. A grande maioria procura em academias ou até mesmo dançar em casa para esculpir o corpo. Inclusive tem jogos de dança com esse ritmo, o que acaba tornando-se um programa de diversão, dá para aproveitar o momento descontraindo com os amigos ou com a família.

Mesmo quem não pode sair de casa para praticar o exercício, tem variáveis vídeo-aulas no Youtube, que torna o acesso mais fácil para algumas pessoas. É só praticar junto com os professores como se estivesse presente na aula em uma academia, o que será até mais fácil por estar sozinha e se sentir mais à vontade.

Aqui traremos 7 benefícios do zumba, veja-os:

1- Perda de Caloria:

Uma aula de zumba chega queimar de 500 à 1000 calorias dependendo da aula, cada aula tem cerca de uma hora à quarenta minutos.

2 – Músculos firmes:

Por seus movimentos serem bem agitados, mantém os músculos inferiores e também os superiores firmes. Ajuda também os músculos do CORE, abdômen, quadril e cintura.

3 – Ossos fortes:

Além de fortalecer seus músculos, o zumba ajuda a fortalecer e evita a perda óssea.

4 – Saúde do coração:

A dança ajuda o sistema cardiovascular a ficar novo. Pois, ao praticar o exercício, há aumento de circulação e respiração, deixando seu coração mais saudável.

5 – Boa para memória:

O zumba tem variáveis passos, que é necessário lembra-los para continuar a sequência, precisa de foco, atenção e memorização.

6 – Coordenação:

Na dança, os movimentos são curtos, porém, rápido e devagar, o que ajuda em seus reflexos, e deixa sua coordenação motora perfeita conforme for pegando costume.

7 – Vida ativa e a autoestima lá em cima:

A intenção é você se envolver e se jogar na dança, como tem várias pessoas que são tímidas, na dança é mais fácil de participar, pois lá você encontrará pessoas com o mesmo problema. Mais fácil de fazer amizade. E como dito acima, por perda de peso, definir o abdômen, ter um corpo saudável, ajuda a se sentir mais bonito(a), esperançoso(a), disposto entre outros, há animo para viver.

Vamos todos dançar e nos divertir, foco e força, à procura e a realização de um corpo ideal. Todos entrando para o programa Zumba Fitness.

Veja uma aula de vídeo de zumba fitness:

Fontes:

http://www.sparkpeople.com/resource/fitness_articles.asp?id=1633

Tudo Sobre a Gastrite

Gastrite é uma inflamação ou uma erosão mucosa do estômago. Ela pode ser temporária ou crônica, sendo que esta última pode levar meses ou anos para ser curada.

O principal motivo da causa da gastrite é quando a nossa parede estomacal está desprotegida, ou seja, quando nosso estômago libera o suco, que é ácido, acaba danificando a parede estomacal. Assim, causando a fraqueza na barreira mucosa.

Essa fraqueza é causada por uma bactéria chamada Helicobacter pylori que é encontrada no revestimento do estômago. Ela deve ser tratada para que não cause problemas futuros, como úlceras ou câncer de estômago. Além desta, outras bactérias também podem causar a gastrite.

1) Quais são os tipos de gastrite?

Gastrite: Confira as Principais Causas, Sintomas e Remédios Caseiros

A classificação dos tipos de gastrite é feita de acordo com as causas, duração, locais atingidos e o modo que o processo vai se desenvolvendo e avançando. Normalmente, é dividida em duas categorias, a aguda e a crônica, mas existem casos mais específicos em meio essas categorias. Veja abaixo quais são os principais tipos:

  • Gastrite aguda: Normalmente, é causada pela bactéria Helicobacter pylori no estômago ou por uma irritação na mucosa do estômago, a gastrite aguda pode ser passageira, mas se não tratada, pode apresentar maiores complicações, piorando o quadro clinico do paciente e trazendo sintomas piores.
  • Gastrite crônica: esse tipo vai se desenvolvendo ao longo do tempo, às vezes, de maneira assintomática, ela é caracterizada justamente por ter uma duração prolongada dos sintomas principais da gastrite. Ela pode ter três fases: gastrite superficial ou leve, onde apenas parte da parede do estômago é atingida; gastrite atrófica ou moderada, onde a inflamação já está em um estágio maior e por fim, a atrofia gástrica, quando a parede do estômago está extremamente atingida. De acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva), a lesão em estágio de atrofia gástrica e gastrite atrófica pode evoluir para um câncer em alguns anos. Por esse e por diversos fatores, é essencial buscar um tratamento e cuidar da sua saúde, para não ter mais complicações no futuro.
  • Gastrite nervosa: as causas são diferentes das duas citadas anteriormente, pois ela está mais ligada a fatores como o estresse, ansiedade e nervosismo. Grandes alterações nas paredes estomacais não são causadas, mas é importante ter um diagnóstico claro para buscar o tratamento mais adequado e não ter o risco de piorar o problema.
  • Gastrite Enantematosa: nesse caso, a camada mais profunda da parede do estômago é comprometida pela inflamação.

2) Quais são as causas?

A gastrite é uma inflamação no revestimento de estômago. Deficiência de muco que protege a parede do órgão permite que seus sucos digestivos danifiquem e inflamem o revestimento do estômago. Uma série de doenças e condições podem aumentar o risco de gastrite.

A gastrite pode se desenvolver de repente (Gastrite aguda) ou gradualmente e por último por um período mais extenso (Gastrite crônica)

As principais causas são:

  • Infecção por bactérias – O fumo e o estress deixam mais vulnerável à gastrite.
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas
  • Consumo frequênte de analgésicos como Aspirina e Advil.
  • Estresse
  • Comidas apimentadas
  • Doenças autoimunes e drogas –  estes também são fatores de risco para o desenvolvimento da doença.
  • Idade Avançada – A revestimento do estômago tende a enfraquecer com a idade.
  • Outras doenças e condições. – a gastrite pode estar associada com outras condições médicas como HIV/AIDS, doença Crohn e infecções parasitárias.

A gastrite é uma inflamação no revestimento de estômago. Deficiência de muco que protege a parede do estômago permite que seus sucos digestivos danifiquem e inflamem o revestimento do estômago. Uma série de doenças e condições pode aumentar o risco de gastrite.

3) Quais são os sintomas?

Geralmente, a principal queixa é a de dor na boca do estômago, mas também podem ocorrer os seguintes sintomas:

  • Perda do apetite
  • Náuseas e vômitos
  • Presença de sangue nas fezes ou no vômito.
  • Dores abdominais
  • Fraqueza
  • Inchaços
  • Ardor ou sensação estranha no estômago entre as refeições ou à noite.
  • Fezes escura
  • Soluços

4) Como diagnosticar?

Para ela ser diagnosticada, você terá que ir ao médico para avaliar ver seu histórico pessoal e familiar, fazer avaliações e recomendar o que deve ou não fazer, e o que deve ou não tomar. Há formas como a endoscopia caso seja mais sério.

A) Endoscopia: um endoscópio é um tubo fino que contém uma pequena câmera, ele é inserido pela boca e para baixo do estômago para olhar o revestimento do estômago. Por este método, é mais fácil de detectar o problema, assim, o médico pode autorizar a biópsia e enviar para o laboratório.

B) Exame de sangue: você fará vários testes de sangue, para verificar a contagem de células vermelhas do sangue para descobrir o motivo. Pode haver falta de glóbulos vermelhos no sangue, o que indica anemia ou pode mostrar a infecção causada pela H. pilory.

C) Raio–X: os médicos gostam de utilizar o raio-x para decifrar o que está acontecendo.

5) Quais sãos os tratamentos disponíveis?


Depois de uma avaliação médica, levando em conta o histórico clínico e normalmente uma endoscopia para avaliar a mucosa do estômago, o melhor tratamento será indicado pelo médico. É indicado parar de fumar e evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

Normalmente, para o tratamento, além dos remédios indicados pelo médico, que podem envolver antiácidos ou antibióticos, são necessárias algumas alterações na alimentação, optando por uma dieta mais saudável, por exemplo, com carnes magras, principalmente para evitar alimentos que agridem as paredes estomacais.

6) Quais são os medicamentos para a gastrite?

O melhor a fazer é ir a um médico para ele indicar direitinho o que tomar e o que fazer, mas por via das dúvidas, os medicamentos mais utilizados nesta situação são:

  • Amoxilina
  • Digestil
  • Esomeprazol Magnesio
  • Omeprazol
  • Pantoprazol

7) Veja a seguir os 10 tipos de remédios caseiros para tratar gastrite:

1- Suco de batata

O suco de batata é considerado positivo para tratar gastrite, podendo ajudar a diminuir a queimação e a dor, que são dois sintomas muito comuns, além disso, o suco pode contribuir no combate a acidez estomacal. Você pode usar a batata da cor avermelhada ou outra.

Para fazer: bata no liquidificador duas batatas médias cruas e depois extraia seu suco, espremendo a batata batida com um coador ou  ralador fino. Também é possível acrescentar um copo de água e cenoura na mistura. É indicado tomar o suco em um copo pequeno duas vezes por dia.

2- Suco de couve

O suco de couve pode contribuir muito para aliviar os sintomas, principalmente a dor e a queimação, já que tem ação antioxidante e cicatrizante. O indicado é bater no liquidificador 3 folhas de couve junto com a quantidade de água de sua preferência. Adoce como quiser. É recomendado beber meia hora antes das refeições.

3- Chá de hortelã

Tanto a hortelã comum, quanto a hortelã-pimenta, proporcionam benefícios (alguns diferentes de uma para a outra) para saúde e alívio para alguns dos sintomas da gastrite, principalmente em relação a digestão e a náusea. Para preparar o chá de hortelã, basta adicionar 2 colheres de folhas frescas ou secas de hortelã em uma xícara com  água fervente (150 ml) e depois basta deixar repousar durante alguns minutos. É bom beber até três vezes por dia. Para fazer o chá com hortelã-pimenta, basta seguir o mesmo procedimento.

4- Chá de aroeira

O chá de aroeira é indicado por amenizar a acidez estomacal e dessa forma contribuir na batalha contra gastrite. Para prepará-lo, basta ferver de 3 a 4 pedaços de casca de aroeira com um litro de água, depois deixar descansar, coar e beber até três vezes por dia.

5- Chá de espinheira-santa

Um dos principais benefícios apontados entre as propriedades da espinheira-santa, é a presença de substâncias cicatrizantes ativadas em temperaturas elevadas. O chá colabora principalmente com a azia. Para prepará-lo, basta ferver 3 colheres de sopa da erva com meio litro de água. Deixando abafado por alguns minutos, depois é só coar e tomar. Quem preferir, pode acrescentar folhas de hortelã para melhorar o sabor.

6- Chá de verbena

A verbena é conhecida por vários nomes, entre eles planta-da-sorte e é famosa por seus efeitos relaxantes, porém ela também pode contribuir com o alívio de sintomas da gastrite, ajudando também com a digestão dos alimentos. Para fazer o chá de verbena, você precisará ferver meio litro de água com uma colher de sopa de raízes e flores secas de verbena por aproximadamente cinco minutos. Deixe esfriar só um pouco para então coar e beber. Isso pode ser feito duas vezes ao dia.

7- Chá de alcaçuz

Leve um copo de água (250 ml) para ferver com uma colher de sopa de raízes de alcaçuz por aproximadamente 10 minutos. Depois de desligar o fogo, mantenha abafado por 5 minutos, depois é só coar e beber. Lembrando que apesar das propriedades positivas desse chá para os sintomas da gastrite, evite usar por tempo prolongado, por exemplo por mais de cinco dias, pois pode ser negativo para a pressão arterial.

8- Chá de acelga

A preparação do chá de acelga conta com 50g de suas folhas adicionadas em uma panela com um litro de água, basta ferver com aproximadamente 10 minutos. É uma solução nutritiva que colabora para amenizar o problema, o indicado é beber morno, três vezes ao dia.

9- Suco de cenoura

O suco de cenoura colabora para amenizar os incômodos causados pela gastrite, para prepará-lo, basta bater duas cenouras grandes picadas no liquidificador com 300 ml de água gelada. O açúcar deve ser acrescentado de acordo com sua preferência, depois é só coar e beber.

10- Chá de gengibre

O chá de gengibre é indicado principalmente para o combate a azia ou náusea, mas é importante não abusar e prestar atenção na hora de comprar também, para evitar raízes muito enrugadas. Para preparar o chá, é indicado descascar um gengibre e cortá-lo em fatias finas, acrescentando em água fervente (200 ml) em uma panela e deixar por 10 minutos. Depois basta coar, acrescentar mel e limão é uma opção para dar mais gosto a bebida.

Fontes:

https://www.niddk.nih.gov/health-information/digestive-diseases/gastritis

Carro que dirige sozinho: tecnologia irá ajudar pessoas com deficiência

Para pessoas com deficiência, dirigir e percorrer pela cidade não é uma tarefa fácil, mesmo com transportes públicos e veículos especiais para atender a dificuldade, ainda requer a ajuda de amigos e familiares para a locomoção. Uma novidade que vai agradar principalmente aos deficientes físicos é o carro que dirige sozinho.

Quem nunca pensou em entrar no veículo próprio e ser guiado de modo independente? O Google lançou o projeto chamado Self-Driving Car, já testado nas ruas da Califórnia. Foram lançados dois modelos, um deles chamado carro Lexus composto por computadores e sensores de bordo. O modelo segunda geração não possui volante ou pedais.

Deficientes já testaram o carro

A máquina foi testada por Steve Mahan, diretor-executivo dos Santa Clara Valley Blind Center. Mahan é deficiente visual e diz que sente muita falta de dirigir e afirma em entrevista que esta será uma grande novidade para comunidade cega.

Funções da máquina

O veículo é projetado com a tecnologia “push-button” facilitando a locomoção tornando o ato de dirigir seguro, fácil e agradável. O carro é capacitado para “comunicar-se” com o homem por meio de sensores responsáveis por detectar a localização, obstáculos fixos e móveis. Obedece as regras de trânsito com a ajuda de algoritmos e controladores sofisticados que eliminam o controle humano.

O carro poderá custar cerca de US $ 7.000 a US $ 10.000 a mais do que um veículo comum. Alguns automóveis com direção assistida já andam pelas ruas nos Estados Unidos, mas ainda há muito o que melhorar nessas máquinas. Por enquanto, não são capazes de identificar imprevistos, como áreas em construção, mudanças de tempo e semáforos quebrados.

Uma ideia que desperta interesse em diversas marcas

Não só o Google utiliza essa tecnologia, como também outras marcas automotivas querem desenvolver a mobilidade na criação de seus veículos. Mercedes, Audi, BMW e Ford trabalham para criação do próprio carro com direção-assistida.

A máquina proporciona não só benefícios para a população com deficiência, sobretudo para o meio ambiente, pois o consumo de combustível é reduzido em até 90%. Pessoas sem deficiência também poderão se interessar pelo carro, graças a comodidade e conforto de poder ser guiado sem preocupação.

Fonte:

www.netposto.com.br

10 Benefícios da Hidroginástica para a Saúde

A hidroginástica tem conquistado cada vez mais espaço nas academias e vencido os preconceitos. Antigamente era vista como atividade apenas para idosos, mas hoje tem ganhado adeptos que procuram por um esporte tranquilo ou querem sair da rotina.

Basicamente, a hidroginástica é composta por exercícios aeróbicos feitos dentro da piscina podendo ter o auxílio de alguns equipamentos. Muitas vezes incluem passos de zumba, yoga e tai chi. A água na piscina geralmente fica na altura dos ombros, o que facilita realizar os movimentos e evita lesões.

Quando avaliada de perto essa modalidade tem se mostrado umas das mais completas, com inúmeros benefícios para a saúde do corpo e da mente.

I) Veja os 10 Benefícios Surpreendentes da Hidroginástica para a Saúde:

Hidroginástica

1- Fortalece a saúde mental

Além de trabalhar o condicionamento físico, fazer exercícios dentro da piscina é muito relaxante. A água tem o poder de aliviar o stress, a tensão nos músculos já que faz uma espécie de massagem, além de deixar a pessoa alegre visto que as aulas são acompanhadas de músicas vibrantes. Para quem sofre com a fibromialgia (síndrome que provoca dor crônica no corpo inteiro), a hidroginástica reduz a ansiedade e a depressão.

Essa é uma atividade que pode ser feita entre pais e filhos com deficiência, pois ajuda no desenvolvimento mental e se torna uma brincadeira para a criança.

2- Fortalece a articulação e os músculos

Estudos mostram que exercitar dentro da água, o peso do seu corpo fica 90% mais leve do que o normal. Isso quer dizer, qualquer que seja a atividade seu corpo não sofrerá o mesmo impacto se estivesse fazendo musculação.

Nesse caso, a água tem uma ação protetora minimizando a pressão sob os músculos, articulações e ligamentos durante os exercícios evitando qualquer dor ou possíveis fraturas.

3- Queima calorias

A hidroginástica trabalha o corpo todo porque requere força e cardio ao mesmo tempo. Uma hora de exercício é possível perder até 500 calorias.

4- Previne as doenças crônicas

Para quem tem algum tipo de doença crônica não é fácil encontrar uma atividade física que não piore seu estado de saúde. Até mesmo uma simples caminhada pode ser dolorosa. Mas a hidroginástica é um esporte que tem sido recomendado por vários profissionais de saúde devido às melhorias no estado dessas doenças.

Por exemplo, para quem sofre de artrite (inflamação das articulações) há melhora nas articulações e força muscular. No caso da osteoartrite (artrite degenerativa), há uma redução da dor. Isso acontece, porque os exercícios são suaves e não exerce pressão nas articulações.

5- Reduz o estresse e a ansiedade

Só de ver os corpos se movimentando dentro da água você irá aliviar o estresse. Além disso, um estudo conduzido na Polônia provou que exercício dentro da água pode reduzir significantemente o mau humor e a ansiedade.

6- Ajuda a emagrecer

Durante uma aula de 45 minutos é possível queimar cerca de 500 calorias. É claro que isso vai depender da intensidade, do ritmo e velocidade dos movimentos. Até mesmo a profundidade da água pode ser decisiva na quantidade de calorias gastas, quanto menos água houver maior o esforço na execução dos passos.

7- Aumenta a resistência

Fazer exercícios em si exige um esforço do nosso corpo, mas quando estamos dentro d’água esse esforço aumenta. Isso acontece devido à resistência da água contra seus movimentos, independente da direção, exigindo força ou mais resistência do seu corpo.

8- Melhora a circulação e frequência cardíaca

A hidroginástica auxilia no bombeamento do sangue e faz com que o sangue circule melhor pelo corpo. Além de reduzir o ritmo cardíaco se comparado com atividades na terra.

9- Tonifica os músculos

A hidroginástica trabalha vários grupos musculares como peito, glúteos, costas e braços. Com uma intensidade maior nos exercícios junto com uma alimentação adequada é possível tonificar e fortalecer os músculos. Também a própria resistência da água com o auxilio de outros equipamentos ajudam nesse processo.

10- Ajuda na recuperação óssea e muscular

Para quem sofreu uma lesão ou fez uma cirurgia, exercícios na água podem ajudar numa recuperação mais rápida. A flutuabilidade da água torna a atividade menos dolorosa e diminui o impacto sob a ferida. A água quente reduz o inchaço e a dor. À medida que for fazendo os exercícios também aumenta a resistência sob o músculo lesionado.

II) Equipamentos usados na hidroginástica

Hidroginástica

A atividade pode ser feita sem auxilio de materiais, já que os passos são basicamente aeróbicos. Mas caso queira turbinar seu treino, pode-se fazer uso dos seguintes equipamentos:

  • Halteres: usados em exercícios de braço
  • Macarrão: usado para exercícios de abdômen, pernas e braços
  • Bóias individuais ou duplas
  • Step: usado em exercícios de perna
  • Aquafins: usados no punho e tornozelos

Dicas importantes:

  1. Consulte seu médico para saber sua condição física
  2. Consulte uma nutricionista, para ter uma alimentação equilibrada e evitar câimbras
  3. Faça hidroginástica 3 vezes por semana durante 45 minutos
  4. Evite comer antes da aula ou espere uma hora para evitar enjoos
  5. Tome água

Fontes:

http://www.livestrong.com/article/133611-water-aerobics-benefits/

http://www.medicaldaily.com/how-water-aerobics-help-you-stay-fit-and-live-longer-247119