Artista Fica Famoso Na Internet Por Transformar Pessoas Comuns Em Personagens 3D

Já imaginou como você seria se fosse um personagem de animação 3D? “Comecei apenas praticando. Eu pedia permissão às pessoas para criar experimentos com suas fotos”, conta o artista Lance Phan, que é responsável por algumas transformações incríveis de pessoas reais em personagens de desenhos animados digitais.

Tanto trabalho lhe rendeu fama! Hoje o artista aceita imagens de pessoas comuns para integrar sua coleção cartoonizando totalmente pessoas estranhas que se arriscam enviando suas fotos para o seu Instagram ou Facebook. “O cabelo é sempre a parte mais difícil, então eu sempre tento encontrar uma nova técnica para deixar as coisas mais fáceis”, diz Phan.

Basicamente qualquer um pode enviar imagens para ele, mas é preciso ter em mente que imagens complicadas como aquelas em uma loja cheia de itens, ou na rua cheia de edifícios, por exemplo, são muito complexas, por isso ele seleciona apenas as mais fáceis para que possa atender mais pedidos de pessoas diferentes.

Nós selecionamos alguns “personagens reais” criados pelo artista. Veja 10 deles a seguir:

1.

pessoas-comuns-personagens-3d_1


2.

pessoas-comuns-personagens-3d_2


3.

pessoas-comuns-personagens-3d_3


4.

pessoas-comuns-personagens-3d_4


5.

pessoas-comuns-personagens-3d_5


6.

pessoas-comuns-personagens-3d_6


7.

pessoas-comuns-personagens-3d_7


8.

pessoas-comuns-personagens-3d_8


9.

pessoas-comuns-personagens-3d_9


10.

pessoas-comuns-personagens-3d_10

[demilked]

10 Coisas que Você Precisa Comprar Para o seu Novo Bebê

Se você vai ter um bebê pela primeira vez, acaba percebendo novidades nos comércios por aí e certas pessoas opinam sobre o que se deve comprar para o seu novo bebê. Porém, certas coisas podem ser compradas sem necessidade, até porque só serão utilizadas após os 3 ou 4 meses, e quando o recém-nascido chegar você poderá notar a ausência de itens essenciais que devem fazer parte de seu enxoval.

Veja a seguir 10 coisas essenciais que você precisa comprar para o seu novo bebê:

10 Coisas que Você Precisa Comprar Para o seu Novo Bebê

1) Roupinhas

Os bebês crescem muito rápido a cada mês e muitas roupas serão perdidas. Porém, para um recém-nascido, é essencial você comprar pelo menos:

  • 5 bodies de manga longa e 5 de manga curta;
  • 5 macacões;
  • 5 pares de meias;
  • 5 calças;
  • 2 casaquinhos.

2) Fraldas

É óbvio que qualquer recém-nascido necessita de fraldas específicas para o seu tamanho por pelo menos 15 dias. Não há a necessidade de comprar tantas fraldas para recém-nascido. Além disso, muitas mães acabam ganhando fraldas dos outros tamanhos (P, M, G, GG) em chás de bebê, por exemplo, o que já facilita e reduz o gasto com este item principal. Você vai precisar comprar:

  • 3 ou 4 pacotes de fraldas para recém-nascido é o ideal;
  • Fraldas de pano também podem ser úteis para colocar embaixo do bebê quando for realizar a troca das fraldas descartáveis, evitando que escape algum xixi.

3) Kit de higiene para banho e cuidados com a pele

Na chegada de seu novo bebê, você precisará cuidar de suas necessidades na hora do banho e manter sua pele saudável. Então você terá que comprar:

  • Sabonete líquido e neutro próprio para bebês;
  • Shampoo específico para bebês (testado dermatologicamente e que não arda os olhos);
  • Escova e pente de cerdas naturais;
  • Escova de dente para limpar a gengiva do bebê após a alimentação;
  • Talco (a versão líquida do talco é ótima para prevenir assaduras nas dobrinhas do bebê);
  • Colônia e óleo de bebê;
  • Algodão e cotonetes;
  • Lenços umedecidos;
  • Creme para assaduras;
  • Tesourinha sem pontas para cortar as unhas do bebê;
  • Pelo menos 2 toalhas de banho.

4) Banheira

Você precisará comprar uma banheira e dar banho no seu bebê em um local quentinho e sem corrente de ar. Para evitar dores nas costas toda vez que você der o banho, banheiras com base ou suporte são bem úteis, te deixando mais confortável. Você também pode comprar um termômetro para banho a fim de verificar a temperatura da água da banheira, evitando machucar a pele do bebê.

5) Berço

O berço é essencial para seu bebê ter bons momentos de sono. As versões desmontáveis podem ser úteis, já que você pode levar à casa de outras pessoas ou colocá-lo em outro cômodo da casa, caso você more em um sobrado, por exemplo. Você também pode comprar para o berço:

  • Colchonete de berço mais confortável (pois muitas versões das que já vem no berço são muito finas);
  • Em torno de 4 jogos de lençol;
  • 2 cobertores de berço;
  • 2 mantas.

6) Bebê conforto

O bebê conforto é primordial para a segurança de seu filho, principalmente se você pensa em sair da maternidade de carro. Comprar uma base para fixar o “bebê conforto” no banco de trás do automóvel será também necessário, apesar de muitos já virem com esta opção. Há versões de bebê conforto que, retirando sua base, vira um “moisés”, ou seja, uma cestinha onde o bebê fica totalmente deitado.

7) Carrinho de passeio

Um carrinho de passeio será extremamente útil para transportar seu bebê. É de fácil utilização e ideal para as facilidades do dia-a-dia. Há carrinhos que já vem com o “bebê conforto”, onde este fica dentro do assento do carrinho, outros que possuem assentos com diversas posições, cobertura para proteção do sol e chuva, cesto para colocar as coisas do bebê, etc. Escolha aquele que for do seu agrado e necessidade, e prefira os que têm freios para maior segurança ao deixar o carrinho parado.

8) Bomba de tirar leite

Às vezes, pode acontecer de você produzir mais leite do que seu bebê pode sugar. Então para evitar inflamar os canais por onde o leite sai e empedrá-los, compre uma bomba de tirar leite. Além disso, este item é útil no caso de outra pessoa, como seu marido ou avós, querer alimentar o bebê ou também quando você estiver ausente.

9) Kit alimentação

Na hora das refeições é necessário possuir itens essenciais que estejam de fácil acesso, contribuindo na boa alimentação do seu bebê. Você precisa comprar:

  • Mamadeira pequena e uma média;
  • Escova de mamadeira;
  • Pinça para pegar a mamadeira quente e não se queimar;
  • Toalhinhas de boca e muitos babadores para o bebê;
  • Jogo de talher;
  • Pratos para papinhas.

10) Kit de primeiros socorros

Principalmente para mães de primeira viagem, é importante fazer um kit com itens necessários para primeiro socorros. Você pode comprar:

  • Termômetro para verificar a temperatura do bebê;
  • Álcool em gel ou antisséptico (para limpar o coto umbilical);
  • Bolsa de água quente (principalmente para quando o bebê tiver cólicas);
  • Soro fisiológico para a limpeza dos olhos e nariz;
  • Analgésicos em gotas (não usar sem consultar o médico);
  • Gaze e esparadrapos;
  • Seringas, conta-gotas ou copinho medidor caso necessite dar algum medicamento líquido que venha sem esses itens.

10 Coisas que Você Precisa Comprar Para o seu Novo Bebê

Fonte:

http://www.inhabitots.com/10-things-you-should-buy-for-your-new-baby/

10 Melhores Apps de Streaming de Música (2016)

Os apps de streaming de música foram a solução justa e benéfica tanto para artistas como ouvintes. Oferecendo um espaço seguro e diversificado para os amantes de um bom som aproveitarem sem se preocupar com a pirataria. E mesmo em casos de aplicativos pagos, os recursos e as ferramentas oferecidas justificam seu investimento.

Você vai conferir agora uma série de aplicativos que estão ou continuam bombando nos aparelhos mobile, com os resultados que eles andam tendo ultimamente, além de mais algumas dicas especiais para fazer um bom uso.

Veja os 10 Melhores Apps de Streaming de Música em 2016

1) Tidal

10 Melhores Apps de Streaming de Música (2016) - Tidal

O Tidal foi uma resposta direta da indústria fonográfica tanto para a pirataria como para serviços gratuitos como o Spotify e Deezer. Liderado pelo rapper Jay Z, o app reúne álbuns completos de muitos artistas famosos dos Estados Unidos e além, sob um valor mensal para seus usuários.

Tecnicamente falando, o Tidal conta com excelentes recursos e um acervo enorme de músicas. Contudo, ele ainda não é tão vasto e acessível como os seus principais concorrentes – como o Apple Music, também pago, e o próprio Spotify. Os valores cobrados para assinatura podem ser um dos fatores, mas é muito cedo para dizer sobre um aplicativo com um ano e meio de existência.

  • Número de assinantes (Março de 2016): cerca de 3 milhões de usuários
  • Número de músicas: 35 milhões
  • Plataformas: Android, IOS, Browser, e Desktop (Windows e Mac)
  • Download: http://tidal.com/br/download

2) Apple Music

10 Melhores Apps de Streaming de Música (2016) - Apple-music

Um dos concorrentes diretos do Tidal, na verdade de todos os apps de streaming de música hoje, a Apple Music conta com um acervo gigantesco de artistas e álbuns. Não só isso: assim como o concorrente acima, o Apple Music conseguiu fechar alguns acordos de exclusividade com alguns artistas, o que é um fator determinante para conseguir novos usuários.

O Apple Music tem uma das melhores qualidades de som entre os apps de streaming de música. Seus recursos são facilmente acessíveis, e mesmo os valores pagos não chegam a ser exorbitantes – e ao contrário do Tidal, não existem valores absurdos. Vale muito à pena para quem já utiliza os serviços da Apple.

3) Spotify

spotify

Aqui está o famosão e querido da maior parte dos usuários. O Spotify, embora não tenha sido o primeiro a realizar esse tipo de trabalho, foi sem dúvida o que se tornou o mais popular, já que, além de uma versão gratuita (um pouco limitada, mas bem funcional), seu acervo é um dos mais amplos e acessíveis principalmente para novos artistas.

A versão premium do Spotify retira as propagandas e libera mais opções para personalizar suas playlists. Na verdade, o maior diferencial do Spotify é tanto sua gratuidade como sua personalização – os menus são bem fáceis de navegar, e o próprio aplicativo lança suas sugestões de listas inéditas para você. Muito útil para quem deseja se aventurar por esse tipo de app.

  • Número de Assinantes (Agosto de 2016): 30 milhões de usuários
  • Número de músicas: 30 milhões
  • Plataforma: Android, IOS, PC (Mac, Windows, Linux)
  • Download: https://www.spotify.com/br/

4) Deezer

deezer

O Deezer tem uma proposta parecida com o Spotify quanto ao seu formato de planos gratuitos e pagos, porém a versão free não tem limitação de músicas, as principais características de diferença para o Premium são a possibilidade de escutar música offline e não ser impactado com propagandas.

Hoje a maior diferencial do Deezer é a função “Flow”, que por meio de apenas um clique no play reconhece o hábito de consumo de música do usuário, considerando também a hora do dia, histórico de músicas naquele horário, etc, e sugere músicas para o seu perfil.

Os usuários da Tim têm uma vantagem generosa, seja na versão web ou mobile, graças a parceria com o Deezer no Brasil. Com todas estas plataformas e planos disponíveis, a possibilidade de escutar suas músicas literalmente onde quiser pelo tempo que quiser ficou muito vantajoso.

  • Número de Assinantes (Junho de 2016): cerca de 16 milhões de usuários
  • Número de músicas: 40 milhões
  • Plataformas: Android, iOS, Windows Phone,Web, PC, MacOS, Smart TV, Hi-Fi, Android Auto, CarPlay
  • Download: https://www.deezer.com/br/

5) Groove Music

groove-music

Enquanto Google e Apple possuem os seus respectivos representantes nos apps de música, a Microsoft lançou sua resposta há pouco tempo com o Groove Music. Em termos de inovação ele não se diferencia dos outros aplicativos, mas seu acervo gigantesco, com mais de 30 milhões de faixas, somado a um bom suporte para os artistas, tem sido um ótimo chamariz.

Some o fato da possibilidade de comprar diretamente e a preços acessíveis as músicas, e ter um dos melhores serviços de integração atualmente no mercado com outras plataformas da microsoft, incluindo o Xbox 360 e One. Vale à pena para quem já possui outros dispositivos da Microsoft e precisa de um app de streaming de música.

  • Número de Assinantes (Maio de 2016): cerca de 8 milhões de usuários
  • Número de músicas: 40 milhões
  • Plataformas: Windows Phone, Android, IOS e PC (Windows)
  • Download: https://music.microsoft.com/

6) Napster

napster

O software que começou toda a mudança drástica na indústria fonográfica como ela é hoje. E mais do que isso: o Napster se atualizou de uma forma inacreditável, sendo um app de streaming eficaz e ainda conta com um acervo enorme de músicas. Aqui no Brasil, tal qual o Deezer, ele fez uma parceria com a Vivo, que oferece pacotes especiais de franquia para usar como quiser.

Embora não tenha a mesma gratuidade de antigamente, o Napster conseguiu se atualizar muito bem as novas tendências sem  perder os fatores que o tornaram amado e odiado há 15 anos atrás. E para completar, além dos serviços musicais ele ainda conta com a parceria da empresa de telecomunicação Vivo  para oferecer serviços exclusivos para os assinantes.

  • Número de Assinantes (Dezembro de 2015): cerca de 4 milhões de usuários
  • Número de músicas: 40 milhões
  • Plataformas: Windows Phone, IOS, Android
  • Download: http://br.napster.com/

7) Amazon Prime

10 Melhores Apps de Streaming de Música (2016) amazon-prime-music-app

Mais do que um app de streaming de música, o Amazon Prime é um serviço de streaming completo, incluindo clipes, documentários, filmes, e afins. Sim, ele é concorrente direto do Netflix também, tanto quanto os demais apps. Graças a essa versatilidade, os usuários estão bem servidos com um enorme acervo.

Os preços são um pouco altos para quem procura apenas ouvir música no seu smartphone ou tablet. Pode haver um pouco de confusão ainda na transição de menus, o que por consequência tornar o uso do aplicativo mais complicado. Porém, o Amazon Prime tem algo que muitos apps da mesma categoria não possuem: a opção de escutar suas músicas offline.

8) Google Play Music

10 Melhores Apps de Streaming de Música (2016) google-play-music

App que já vem instalado nos aparelhos Android, o Play Music da Google é um dos que oferece maior versatilidade de uso. Isso porque, além das playlists variadas e fáceis de organizar, o próprio app sugere algumas faixas de acordo com seu gosto já expressado, ou mesmo em ambientes nos quais esteja caso ative o seu GPS. Por exemplo, caso esteja em uma academia, o app sugere alguns artistas que potencializam os seus exercícios. O mesmo para quando estiver em um escritório, e por aí vai.

Mesmo oferecendo um test drive de 6 meses, e com uma adaptação já conhecida do Google, o Play Music ainda tem pouca adesão. É uma boa oportunidade de ser o primeiro a experimentar o impressionante acervo.

  • Número de Assinantes: sem dados oficiais
  • Número de músicas: 35 milhões
  • Plataformas: IOS, Android, e Browser
  • Download: Android e Iphone

9) SoundCloud

10 Melhores Apps de Streaming de Música (2016) soundcloud-app

O SoundCloud é um dos mais antigos serviços de músicas online, mas é um dos mais recentes no streaming. Embora continuem oferecendo seu espaço para download de músicas gratuitas tanto em sua versão para navegadores como desktops, o site conta agora com um serviço bem estruturado de streaming com sincronização de músicas on e offline e planos premium bem acessíveis.

E de forma parecida com o Google Play Music, o SoundCloud oferece novas sugestões de artistas e músicas de acordo com suas preferẽncias musicais, o que pode expandir ainda mais o seu acervo pessoal. A exclusividade de alguns artistas com o site completa o pacote.

  • Número de Assinantes (Janeiro de 2016): aproximadamente 175 milhões
  • Número de músicas: Indisponível
  • Plataformas: Browser, PC (Windows e Mac), Android e IOS
  • Download: https://soundcloud.com/

10) Pandora

10 Melhores Apps de Streaming de Música (2016) pandora-app

O Pandora possui uma proposta um pouco diferente dos seus concorrentes: enquanto os demais apps focam em apresentar playlists variadas, um grande acervo de músicas e todas as ferramentas para o controle de seus gostos por parte dos usuários, o Pandora segue a mesma proposta das antigas rádios, incluindo radialistas com suas vozes de veludo. Para quem curte uma nostalgia sem perder a facilidade dos novos tempos, esta seria uma excelente indicação…

Só tem um porém: infelizmente, o serviço ainda não está disponível no Brasil. Ao menos por enquanto, o Pandora é exclusivo dos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia, e não há planos até o momento de trazer para cá.

  • Número de Assinantes: não informado
  • Número de músicas: + 1 milhão
  • Plataformas: Browser
  • Download: indisponível no Brasil

11) Youtube Red

10 Melhores Apps de Streaming de Música (2016) youtube-red

O Youtube Red é a nova iniciativa da Google de expandir e oferecer conteúdos pagos e exclusivos para seus usuários. A versão monetizada do Youtube, além dos conteúdos exclusivos, não possui anúncios, e conta com recursos avançados para qualidade de áudio e vídeo, incluindo integração com o Google Play Music  – acessando um, você tem acesso a outro.

Mesmo dedicado a recursos de vídeo, o Youtube Red também atrai alguns músicos, porque além da integração com o Play Music, o uso do site como um reprodutor de músicas, além da inexistência de anúncios, atrai os mais fanáticos. Considere a opção se você usar bastante a plataforma.

Gostou das dicas? Deixe nos comentários quais você usa, e vamos aumentar ainda mais as opções! Até a próxima, e bons sons para você.

Saiba Tudo Sobre Malformações Uterinas

As Malformações Uterinas uterina ou anomalias congênitas do útero são malformações do útero que se desenvolvem durante a vida embrionária. Isso ocorre em menos de 5% de todas as mulheres. Portanto, até o observado 25% das mulheres já sofreram aborto espontâneo, ou/e partos de bebês prematuros.

Quando a bebê está no ventre de sua mãe, seu útero se desenvolve como duas metades separadas que se fundem antes que ela nasça.

1) Quais são os tipos de malformações uterinas?

Malformações Uterinas

O útero é um órgão oco, impar e mediano. Sua forma é de uma pêra invertida, achatada no sentido posterior, que emerge do centro do períneo. Mede de 5 a 7, 5 com 2,5 centímetros de espessura de suas paredes.

Algumas mulheres possuem malformação no útero e nem sabe. Isso existe em 0,1a 3,2% das mulheres. Há vários tipos de anomalias, como:

  • Útero bicorno: É alteração mais comum no útero. Ao invés de ter uma aparência comum, ele se parece um coração com um recorte na parte superior.
  • Útero unicorno: Este é raro. É quando o órgão não se desenvolve corretamente, e tem apenas metade do tamanho normal.
  • Útero septado: A superfície uterina externa é normal, mas possui duas cavidades endometriais.
  • Últero retrovertido: Não é a forma, mas o posicionamento. Geralmente, o útero fica na posição anteversa – inclinado para frente – mas algumas possui o útero retroverso – inclinado para trás.

2) O que causa a malformação uterina?

A causa mais comum é uma anomalia uterina congênita desconhecida. A maioria das mulheres com estas malformações, no caso mais de 90%, têm um número normal de cromossomos. Mas as outras anomalias podem ser causadas pela genética, esporádicas ou hereditárias podendo estar associadas a outras malformações. Em outros casos, pode ser por um problema sofrido pela mãe ao longo da gravidez, como doença infecciosa, consumo de medicamentos impróprios, entre outros.

3) Quais são os sintomas da malformação uterina?

O resultado de sintomas em si, está presente no nascimento. Pois, estas malformações, geralmente, são sem sintomas. Algumas mulheres podem ter sintomas no período menstrual, mas nada mais. Normalmente, as malformações são descobertas durante a infertilidade ou perda de gravidez. E anomalias congênitas do útero não causam a uma mulher dificuldade de engravidar.

4) Quando e como diagnosticar?

As malformações começam na infância, mas se desenvolvem na vida adulta. Pois, é quando começam aparecer problemas menstruais e dores durante o coito. Ao longo do tempo, se a mulher desejar engravidar, pode aparecer alguma dificuldade no órgão urinário.

De principio, se a mulher tem alguma dificuldade de engravidar. O especialista irá sugerir uma série de exames para detectar algum problema/anomalia presente. O histerossalpingografia é uma radiografia com contraste e o outro é a ultrassonografia.

5) Quais são os tratamentos?

Só existem tratamentos cirúrgicos para está situação. Mas isso depende da anomalia particular e de toda a história reprodutiva da mulher. Se um útero septado é diagnosticado durante uma avaliação de infertilidade e ou perda de gravidez, a cirúrgia é aconselhável. Se o útero é bicorno, raramente requerem o tratamento cirúrgico.

Fontes:

­ http://www.columbiaobgyn.org/condition_treatments/uterine-anomaly#.WDi09ebQfIU

Saiba Tudo Sobre a Andropausa

A andropausa é o resultado da diminuição dos níveis de testosterona, o hormônio sexual “masculino”. Mas, as mulheres produzem testosterona também, e seus níveis de testosterona diminuem com a idade, juntamente com estrogênio e progesterona, hormônios sexuais femininos. A andropausa pode ocorrer tanto nos homens quanto nas mulheres e em intensidades diferentes.

Acredita-se que a frequência do homem em relação aos cuidados com a saúde, seja menor quando comparado com o das mulheres. Por essa razão, complicações, distúrbios e doenças relacionadas ao sexo masculino geralmente têm uma repercussão menor. No entanto, independentemente do sexo, é importante dar atenção para a saúde, especialmente com o passar dos anos, onde problemas mais sérios e sintomas multifatoriais tendem a se desenvolver.

A andropausa, é apontada por muitos como uma analogia com a menopausa, porém, existem dúvidas ao uso correto do termo e o que realmente acontece em torno desta questão. Neste artigo você saberá mais a respeito sobre esse e outros diversos aspectos que rondam o assunto. Confira os tópicos abaixo:

Características:

  • Testosterona é frequentemente chamado de “hormônio do desejo” e talvez o sintoma mais notável de baixa testosterona é diminuição do desejo sexual, ou libido.
  • Baixa energia, indecisão, irritabilidade, falta de foco ou concentração e uma perda de confiança ou autoestima também podem estar relacionados com baixa testosterona.
  • Durante a andropausa masculina, o homem frequentemente começa a questionar seus valores, realizações e a direção de sua vida.

1) O que é andropausa?

O termo andropausa, apesar de contradições e críticas em torno de seu uso, vem sendo utilizado por alguns profissionais e portais informativos. Acredita-se que este problema atinja os homens em torno dos 40 a 50 anos de idade, quando ocorre a queda do hormônio sexual masculino, no caso, a produção da testosterona. Essa diminuição também é conhecida como Deficiência Androgênica no Envelhecimento Masculino (DAEM) e climatério masculino.

Então, o que é? Basicamente, o nome mais correto, é DAEM, correspondente ao conjunto de sintomas e sinais que ocorrem por conta da diminuição da testosterona. Há profissionais que apontam que o nome científico da andropausa é hipogonadismo masculino tardio, porém, informações diversas apresentam concordância entre o significados da DAEM e hipogonadismo masculino tardio, que por sua vez também representa o mau funcionamento dos testículos no caso dos homens.

É importante observar que nem todos os homens podem sofrer com estes sintomas ao longo de seu envelhecimento. Por  razão, utilizar o termo andropausa como algo semelhante à menopausa, pode ser equivocado. Afinal, a menopausa, como será visto em breve neste artigo, é uma fase na vida de todas as mulheres, acompanhada de sintomas específicos.

2) O que é testosterona?

Para compreender a importância deste hormônio, sintomas que sua deficiência pode causar, entre outras questões, é importante saber do que se trata. A testosterona é considerada o principal hormônio masculino, porém, ao contrário do que algumas pessoas podem pensar, ele também está presente nas mulheres, porém, em menores quantidades.

Entre suas principais funções, inclui-se a iniciação e manutenção da espermatogênese, que corresponde aos processos de diferenciação celular formando o fenótipo masculino, ou seja, os espermatozoides.

Além disso, também é responsabilizado por controlar a atividade e potência sexual. Por essa razão, algumas pessoas atribuem a ele o nome de “hormônio do desejo”, especialmente na fase da adolescência, onde ele contribui para que a maturidade sexual seja promovida.

Um efeito seu que, muitas vezes, é buscado e abusado erroneamente, é o anabolizante, que resulta no aumento da massa muscular, por meio da hipertrofia de fibras musculares, por causa do aumento da síntese proteica intracelular. Os anabolizantes criados, visam potencializar os efeitos do hormônio testosterona, buscando promover um melhor desempenho nas atividades físicas, por exemplo, na academia, local onde cada vez mais a busca por suplementos tem aumentado nos últimos anos.

Confira Abaixo os 10 Alimentos que aumentam a testerona: 

  • Café
  • Cacau
  • Gelatina
  • Salsa
  • Azeite de Oliva
  • Carne de boi
  • Gengibre
  • Ovos
  • Iogurte
  • Alho

Informações detalhadas sobre estes alimentos veja aqui »» 10 Super Alimentos que Aumentam a Testosterona

3) Quais são os sintomas?

É possível que muitos homens não apresentem nenhum tipo de sintoma e uma queda significativa da testosterona a partir dos 30 a 40 anos de idade. Aponta-se pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, que cerca de 15% dos homens apresentem esses sintomas devido a queda, que geralmente é lenta. Apesar desse número, a probabilidade de desenvolver a doença aumenta com o passar dos anos, sendo 50% acima dos 80 anos. Com a diminuição, os seguintes sintomas podem surgir:

  • Perda de pelos;
  • Diminuição do desejo sexual;
  • Diminuição da densidade mineral óssea (que pode levar à osteoporose);
  • Perda de massa muscular;
  • Cansaço físico e mental.

Outros indícios:

  • Alterações na função sexual: isso pode incluir diminuição do desejo sexual, menos ereções espontâneas – como durante o sono – e infertilidade. Seus testículos podem se tornar menores também.
  • Mudanças nos padrões de sono: ás vezes baixos níveis de testosterona provocam distúrbios do sono, como insônia ou aumento da sonolência.
  • Alterações físicas: várias alterações físicas são possíveis, incluindo o aumento da gordura corporal, redução da massa muscular e força, diminuição da densidade óssea, seios inchados e perda de pelos do corpo são possíveis.
  • Alterações emocionais: diminuição da motivação ou autoconfiança. Você pode se sentir triste ou deprimido ou ter problemas para se concentrar ou lembrar coisas.
  • Aumento da frequência urinária: especialmente à noite, fluxo urinário fraco ou incontinência urinária e alterações mais generalizadas.

4) Como é feito o diagnóstico?

Para confirmar uma deficiência de testosterona ou que os sintomas presentes estejam ligados à diminuição da produção desses hormônios, é preciso realizar um exame laboratorial e clínico. Afinal, ao longo da vida, naturalmente, as funções fisiológicas vão entrando em declínio, por exemplo, a capacidade da síntese proteica, a função imunológica, entre outros fatores que atingem ambos os sexos.

Dessa forma, é essencial procurar por um profissional para encontrar as respostas e as direções corretas para seguir enquanto lida com sua saúde. É fundamental um diagnóstico preciso da DAEM, já que outros sintomas multifatoriais ligados à velhice podem aparecer. É justamente neste momento que um exame não só laboratorial, como também clínico, faz toda a diferença.

5) Saiba sobre o tratamento

Para o tratamento, que será indicado pelo urologista ou pelo endocrinologista, pode ser necessário o uso de medicamentos visando o aumento dos níveis de testosterona. Os médicos irão avaliar quais tipos de remédios são mais indicados para a situação de cada paciente, se são comprimidos, gel ou substância injetáveis para que ocorra a reposição hormonal.

É interessante observar que a forma oral é a menos utilizada, pois dependendo da sua situação, pode ser necessária a ingestão de muitas cápsulas diariamente. É claro que o médico indicará o método que acredita ser o mais adequado para o seu caso.

A mudança de hábitos visando amenizar os sintomas pode ser necessária, por exemplo, a realização de exercícios físicos e uma dieta equilibrada. É importante observar que são duas alterações capazes de melhorar a qualidade de vida e prevenir também outras doenças.

As conclusões ainda apresentam incertezas em torno da influência da alimentação para a produção de testosterona, porém, para atingir uma vida saudável, sem dúvidas, são fatores fundamentais. Em relação as atividades físicas, acredita-se que a queima de gordura contribui para a liberação do hormônio.

5) A andropausa pode ocorrer tanto nos homens quanto nas mulheres e em intensidades diferentes:

Saiba Tudo Sobre a Andropausa

A) Mulheres

Quando uma mulher chega aos seus quarenta ou cinquenta anos, ela sofre alterações corporais associadas à redução dos hormônios sexuais femininos e ao término de seu ciclo menstrual. Estas alterações são frequentemente associadas a sintomas como ondas de calor, alterações de humor e / ou depressão, secura vaginal, alterações na vagina e pele, redução do desejo sexual e uma perda óssea acelerada que leva à osteoporose. Estas mudanças são chamadas de andropausa feminina ou a famosa menopausa.

Tratamento da andropausa em mulheres – as mulheres com sintomas de andropausa têm várias opções de tratamento. É possível atingir níveis saudáveis de testosterona em mulheres com cremes transdérmicos que são aplicados geralmente uma vez por dia. A maioria das mulheres responde muito bem aos cremes.

B) Homens

Alterações hormonais relacionadas ao envelhecimento nos homens – às vezes chamadas de menopausa masculina – são diferentes das mulheres e ocorrem aos poucos. Entre as idades de 40 e 55 anos, os homens podem experimentar um fenômeno que é semelhante à menopausa feminina, que é referido como andropausa masculina.

As alterações físicas que ocorrem com a andropausa podem ser divididas em alterações urinárias e sexuais:

  • Alterações na função sexual – isso pode incluir diminuição do desejo sexual, menos ereções espontâneas – como durante o sono – e infertilidade. Seus testículos podem se tornar menores também.
  • Mudanças nos padrões de sono – ás vezes baixos níveis de testosterona provocam distúrbios do sono, como insônia ou aumento da sonolência.
  • Alterações físicas – várias alterações físicas são possíveis, incluindo o aumento da gordura corporal, reduzida massa muscular e força, diminuição da densidade óssea, seios inchados e perda de pelos do corpo são possíveis.
  • Alterações emocionais – diminuição da motivação ou autoconfiança. Você pode se sentir triste ou deprimido ou ter problemas para se concentrar ou lembrar coisas.
  • Aumento da frequência urinária – especialmente à noite, fluxo urinário fraco ou incontinência urinária e alterações mais generalizadas.

Tratamento da andropausa em homens – um exame de sangue é a única maneira de diagnosticar um nível baixo de testosterona. Alguns homens têm um nível de testosterona inferior ao normal sem sinais ou sintomas. Neste caso, não é necessário tratamento. Mas injeções de testosterona são frequentemente utilizadas em homens. Frequentar o consultório médico é sempre importante para tirar as dúvidas sobre essa fase da vida.

6) Qual médico procurar?

Por ser um problema específico e mais de uma opção viável, a dúvida pode surgir na hora de escolher em qual médico ir. É possível procurar por um urologista, porém, acredita-se que a opção de ir a um endocrinologista também deve ser considerada. Ambas as especialidades são capazes de realizar o diagnóstico.

7) Quais são as principais diferenças em relação a menopausa?

A menopausa atinge as mulheres, marcando o final de seu ciclo de reprodução, é a fase em que ocorre a falência dos ovários, que deixam de produzir progesterona e o estrogênio. Geralmente vem acompanhada de sintomas como insônia, fogachos e diminuição da libido. Já na andropausa, fase que atinge os homens e está relacionada a produção de testosterona – que também é produzida pelas mulheres, mas em quantidades realmente menores -, apresenta muitas divergências.

Como dito anteriormente neste artigo, é importante ter cuidado ao relacionar a menopausa com a andropausa. Existe uma resistência por meio de profissionais e estudiosos com o uso do meio “andropausa”, pois acreditam que o termo DAEM apresenta uma melhor diferença.

A andropausa, quando comparada a fase da menopausa, ocorre de uma forma mais lenta. A produção de testosterona diminui, porém, ainda assim os valores podem ser considerados em níveis normais em diversos casos. No entanto, podem ocorrer algumas alterações psicológicas e físicas por causa dessa diminuição, especialmente em casos em que a queda desses níveis são maiores.

De forma geral, ocorre de uma maneira mais sutil e em um espaço de tempo maior, por isso que a utilização do termo DAEM, referente ao conjunto de sintomas e sinais causados pela queda de testosterona é mais correto. Afinal, ao dizer andropausa, pode-se acontecer um equívoco de relacionar com a menopausa. No entanto, os testículos não cessam a produção, só diminuem gradativamente, diferentemente dos ovários.

8) Complicações

Caso apresente os sintomas, assim como com qualquer outro problema de saúde, evite se automedicar. Busque por um diagnóstico médico que constate a deficiência do hormônio relacionada aos sintomas clínicos apresentados. Converse com o seu médico sobre os benefícios e os riscos que a reposição hormonal carrega.

Pesquisas indicam que pessoas com problemas cardiovasculares merecem uma maior atenção, pois estudos apontam a incidência de problemas cardiovasculares em pessoas que utilizaram a reposição, especialmente acima dos 50 anos. Ainda mais, apesar da falta de comprovação da relação da reposição hormonal com o surgimento de tumores, acredita-se que seja capaz de acelerar a evolução de algum que já exista.

9) Em quais outros casos pode acontecer a diminuição de testosterona?

Não é só a Deficiência Androgênica no Envelhecimento Masculino que causa a queda acentuada da testosterona. Veja outros problemas de saúde que podem ser responsáveis por essa diminuição:

Efeito colateral de medicamentos, sendo um dos exemplos, os derivados da cortisona;

  • Infecção pelo HIV;
  • Doença pulmonar obstrutiva crônica;
  • Obesidade grau 3.

10) Como os homens podem cuidar mais da saúde?

Dados e pesquisas apontam que os homens cuidam menos da saúde do que as mulheres. São maioria entre os fumantes, consumo abusivo de bebidas e carne com excesso de gordura, entre outros fatores preocupantes, além de serem minoria na procura aos consultórios e realização de exames que visam a prevenção.

É importante visar adotar hábitos saudáveis e buscar um controle maior em relação a saúde, realizando exames, visitando médicos, afinal, ir ao médico não é algo que deve ser feito apenas quando sintomas sérios de doenças surgem. Isso porque não são só problemas relacionados à próstata como o câncer, disfunção erétil e a infertilidade que podem aparecer.

Negligenciar as condições da saúde,  pode comprometê-la seriamente, como nos casos em que doenças, especialmente as silenciosas, já estão avançadas e a procura ao médico é tardia. Outro fator importante é manter a carteira de vacinação em dia e por fim, ficar atento aos sinais que o corpo envia.

11) Atenção

Não se esqueça de buscar por um médico regularmente e de não se automedicar. A reposição hormonal é tão polêmica, pois não reúne apenas benefícios e muitas vezes são realizadas de forma inadequada. Procure sempre por um médico para obter as orientações adequadas para as suas necessidades e objetivos, independentemente do seu sexo.

Veja esta reportagem sobre a andropausa (2:22):

Fontes:

http://livelongstayyoung.com/symptoms-of-andropause-in-women/

http://www.mbschachter.com/male_andropause.htm

TESTE DE SONHOS: DESCUBRA O SIGNIFICADO DOS SONHOS!

No século XX Freud publicou A Interpretação dos Sonhos, onde fez um estudo a cerca de cada significado dos sonhos em relação aos nossos medos ou desejos ocultos. As vezes o inconsciente esconde nossos reais desejos, os quais podem se revelados através desses sonhos.

Veja a seguir como interpretar os sonhos mais comuns.

Escolha Uma Imagem Para Descobrir O Significado dos Sonhos

Como o Açúcar pode Afetar o Comportamento das Crianças?

Você já percebeu como as crianças ficam incontroláveis e hiperativas após o consumo de guloseimas numa festinha infantil? Notou que elas possuem certos problemas cognitivos e comportamentais ao consumir grandes quantidades de açúcar refinado e corantes artificiais? Pois bem. Certos alimentos que contém essas substâncias não são fontes de nutrientes e podem causar cáries, obesidade e problemas cardíacos no futuro.

A) Veja agora como o açúcar pode afetar o comportamento das crianças:

Como o Açúcar pode Afetar o Comportamento das Crianças?

1) Elas podem se apegar emocionalmente ao açúcar

É difícil não fazer uma festinha infantil regada a uma variedade de guloseimas, já que cada ano comemorado de uma criança é especial. Porém, uma vida farta de biscoitos recheados e outras fontes de gorduras prejudiciais (como fast foods e refrigerantes) pode fazer com que toda vez que a criança fica triste, nervosa ou enérgica demais se apegue emocionalmente a estes alimentos, causando problemas à sua saúde no futuro. Então em uma festinha infantil tente reduzir a quantidade de doces ou se atenha somente ao bolo.

2) Elas podem ter a aprendizagem prejudicada

O consumo de açúcar em excesso pode ser responsável pelo baixo rendimento escolar. Os alimentos pobres em nutrientes, como os doces, atrapalham a memória e a aprendizagem, deixando a criança apática, em comparação às crianças que se alimentam de forma sadia, segundo alguns estudos.

3) Elas ficam mais irritadiças e impulsivas

Os açúcares refinados e processados entram na corrente sanguínea rapidamente, elevando os níveis de glicose no sangue. Isso leva a criança ter uma explosão de energia e ser incapaz de ficar parada ou se concentrar. Após isso, ocorre a queda do açúcar elevado no sangue e a criança começa a ficar apática e irritadiça.

4) Elas ficam predispostas à certas doenças

O excesso de açúcar presentes em doces, fast foods e refrigerantes suprime o funcionamento saudável do sistema imunológico da criança, perdendo vitaminas e minerais essenciais, deixando-a vulnerável a certas doenças, como obesidade, queda de cabelo e das unhas, hipertensão, diabetes, doenças cardiovasculares, varizes, hérnias, câncer e problemas ósseos, além de problemas dentários.

5) Elas podem usar o açúcar como forma de chamar atenção

Normalmente crianças que passam muito tempo sozinhas ou ficam muito ociosas, sem ter como gastar energia, tendem a utilizar o açúcar “ao seu favor”. Elas descarregam suas frustrações no açúcar e fazem birras, não querendo almoçar ou jantar, pedindo direto pela sobremesa ou por outros tipos de alimentos, quando na verdade necessitam mais da atenção dos pais ou atividades diferentes para se entreterem.

6) Elas perdem o interesse no que é saudável

Todas as pessoas nascem com o paladar mais apurado para o que é adocicado. Este sabor para as crianças faz com que elas rejeitem tudo aquilo que não é tão doce. Assim, os outros alimentos, como as frutas que possuem seu açúcar natural, já não sejam tão apetitosos quanto aquele bolo de chocolate, por exemplo. Assim, a criança vai selecionar somente o que ela realmente quer comer e é criado um ciclo vicioso, onde você cede às vontades dela e quando ela quiser, prejudicando a alimentação saudável que deveria ter.

7) Elas tendem a ter problemas de insônia

O açúcar eleva no índice glicêmico, causando um pico de adrenalina e caindo rapidamente, o que leva a hipoglicemia. Assim, ele prejudica o sono, causando agitação nas crianças, tremores, sudorese, irritabilidade, fome noturna e outras consequências.

B) Como reverter essas situações?

Como o Açúcar pode Afetar o Comportamento das Crianças?

Se seu (sua) filho (a) apresenta alguma das dificuldades acima, comece a manter um diário alimentar para ele (a). O pediatra também poderá ser consultado a fim de realizar alterações na dieta da criança para analisar se o seu comportamento melhora.

Converse com essa criança acerca do que é saudável, do que realmente faz bem na alimentação. Não é necessário cortar de vez tudo o que ela gosta.

Simplesmente reduza o açúcar refinado e outros alimentos processados e faça trocas inteligentes, como a adição de mais frutas na alimentação, que possuem um açúcar natural. Ou escolha um dia da semana em que ela possa escolher comer um doce que gosta, mas em pequena proporção. Outra dica é adicionar mais fibras em sua alimentação (como os alimentos integrais, frutas e verduras), que regularão a insulina.

 

Fonte:

http://www.drgreene.com/relationship-sugar-behavior-children/

Saiba Tudo Sobre o Buraco Negro

Até algumas décadas atrás, o Buraco Negro era tratado como uma possibilidade remota, sem a chance de dados. Hoje, temos não só a certeza de que ele existe, como é um dos efeitos físicos mais perigosos e impressionantes que se tem notícia.

Basicamente, um Buraco Negro é uma região com uma concentração enorme de massa, com uma atração gravitacional tão grande que seria capaz de sugar planetas e até mesmo estrelas como o nosso sol, o que poderia acabar facilmente com todo o sistema solar no qual vivemos hoje. E nada pode ser feito para impedir a ação de um buraco negro.

1) Como surge um Buraco Negro?

Saiba Tudo Sobre o Buraco Negro

As circunstâncias para o surgimento de um buraco negro são específicas, e um tanto raras. A melhor forma de compreender seu funcionamento é através da Teoria da Relatividade de Albert Einstein. Nela, é dito que a gravidade seria uma deformação do espaço-tempo, causada pela massa presente em planetas e estrelas. O tamanho dessas deformações dependeriam da massa e da densidades desses corpos celestes. Em outras palavras, quanto maior um planeta ou estrela, maior sua gravidade.

Mas o que isso teria a ver com o Buraco Negro? Cada estrela presente no universo possui um ciclo de existência, incluindo nosso sol. Esse ciclo dura milhões, até bilhões de anos, e um buraco negro pode surgir justamente no fim dele. A possibilidade vai depender da quantidade de massa que a estrela possui.

Quando uma estrela colapsa, ocorre o efeito que chamamos de Supernova, em que a estrela se espreme devido ao seu campo gravitacional e peso massivo, e se expande em uma explosão enorme. Outros eventos podem ocorrer após uma Supernova, como o Horizonte de Eventos e o Magnetar, mas para que não fique muito complexo, basta entender que, para um buraco negro surgir, a compressão da estrela deve ser grande o bastante para que esse processo continue indefinidamente.

À partir do momento em que a gravidade se comprime e se expande, nem mesmo a luz consegue escapar, daí o nome Buraco Negro. E uma vez que ele começa, dificilmente para, engolindo tudo o que estiver próximo graças a seu forte campo gravitacional.

2) Por que um Buraco Negro é tão perigoso?

Buracos Negros podem se expandir com facilidade. Uma vez que absorvem de tudo, de gases até mesmo, seu tamanho pode ser grande o bastante para absorver até mesmo outros planetas. Este é um processo recorrente em muitas galáxias distantes da terra, e que pode ser ainda mais perigoso quando dois buracos negros se encontram.

Felizmente, eles não são imparáveis. Uma das teorias que tornou Stephen Hawking famoso nos anos 70 explica que os buracos negros possuem uma tênue camada ao redor de sua superfície que lentamente suga sua massa, fazendo com que o fenômeno evapore. Porém, este é um processo muito lento: estima-se que um buraco negro só desapareça dessa forma dentro de um período de 5 quintilhões de anos. Para se ter uma ideia, nem mesmo o nosso sol viverá todo esse tempo.

3) Quais as chances de surgir em nosso sistema solar?

A princípio nenhuma. E como bem foi apontado por vários estudiosos, existe uma infinidade de galáxias espalhadas pelo universo, algumas a centenas ou mesmo milhares de anos-luz de distância do nosso sistema solar, cada uma com seus buracos negros, que levariam muito tempo até chegar aqui. Tempo suficiente para vivermos tranquilamente.

Além disso, como foi apontado pelo doutor em Astrofísica Rodrigo Nemmen, não existe a possibilidade de um buraco negro engolir não apenas nosso sistema solar, como todo o universo. Isso porque esse fenômeno também respeita um princípio físico, o de conservação de momento.

Essa teoria se resume no seguinte ponto: por mais que um Buraco Negro tenha uma capacidade de atração enorme e suge tudo em seu caminho, todo o restante do universo tem sua própria massa e energia, suficientes para que não tire tudo do lugar. O que quer dizer que poderíamos ter um buraco negro no lugar do sol, se ele fosse de mesma massa e distância.

Agora que você sabe um pouquinho mais sobre buracos negros, já pode observá-los com um pouco menos de medo. E como indicações de materiais para ir mais a fundo no assunto, seja de forma fictícia ou verídica, recomendamos a série Cosmos, apresentada pelo físico Neil Degrasse Tyson; o filme Interstellar, dirigido por Christopher Nolan; e a HQ brasileira Astronauta – Magnetar, que apesar de não lidar diretamente com um buraco negro, relata alguns eventos físicos relacionados com bons detalhes. Até a próxima, pessoal!

Veja este vídeo da nerdologia que explica sobre o buraco negro (6:57):

Fontes:

https://www.nasa.gov/audience/forstudents/k-4/stories/nasa-knows/what-is-a-black-hole-k4.html

 

Saiba Tudo Sobre o Triângulo das Bermudas

Também conhecido como o Triângulo do Diabo, o Triângulo das Bermudas é uma área localizada entre as Bahamas, Porto Rico e a região da Flórida, nos Estados Unidos. O lugar é tido como amaldiçoado por conta de vários desaparecimentos de navios e aviões ao longo das últimas décadas. Ao todo, foram mais de 100 desaparecimentos desde 1945, mas há registros de acontecimentos na região caribenha desde o século XV.

1) A Origem do Nome Triângulo das Bermudas

Apesar dos casos estranhos, o termo Triângulo das Bermudas só recebeu este nome em 1964, pelo escritor Charles Berlitz, mas que só ganhou força de verdade dez anos depois com o título do seu livro, Triângulo das Bermudas. E é curioso que, apesar do mistério dos desaparecimentos não ter sido descoberto naquela época, por muito tempo cogitou-se que a origem dos conflitos poderia ter sido sobrenatural.

A teoria de Berlitz, que veio a ser explorada inúmeras vezes em livros, séries, animações e outras fontes de entretenimento, é de que o Triângulo das Bermudas estivesse conectado de alguma forma com a mítica Atlântida. Segundo o autor, a cidade estaria submersa na região, e as energias emanadas por ela levaram aos sumiços.

Não demorou para que outras teorias igualmente malucas surgissem, como a presença de extraterrestres ou mesmo portais espaço-temporais que surgiam sem uma frequência definida. Soma-se isso ao fato de tempestades e outros fenômenos naturais violentos serem recorrentes, e o mistério continua.

2) Os Conflitos nas Causas Científicas

Tudo Sobre o Triângulo das Bermudas

Com o aumento dos casos de desaparecimento, diversas equipes de pesquisadores e cientistas buscaram entender o que acontecia na região para tantos mistérios. As mais difundidas, ao menos nas primeiras tentativas de explicação, teria sido a presença de gás metano na região, o que reduziria a capacidade de flutuação dos navios, e portanto seu afundamento.

Porém, apesar de ter fundamento, tal teoria não é totalmente aceita pela área acadêmica. Uma outra teoria afirma que o Triângulo das Bermudas é uma de várias regiões existentes no planeta com anomalias similares, sendo um deles bem conhecido dentro da Rússia, e que a explicação teria a ver com a posição do globo próximo ao Cinturão de Van Allen, um campo radioativo que circula o planeta.

3) A Teoria dos Portais

Existem muitas teorias místicas envolvendo o Triângulo das Bermudas. Uma das mais controversas, além da ligação com Atlântida que já falamos aqui, é de que ele teria portais ocultos no Espaço-Tempo. De autoria desconhecida, a muitos acreditam que o local seria uma espécie de “ponto morto” no tempo, em que objetos e seres de diferentes épocas se encontrariam no local.

Verdade ou não, essa é uma das teorias mais conhecidas e malucas que envolvem a localização caribenha…

4) Afinal, qual é a verdade do Triângulo das Bermudas?

Saiba Tudo Sobre Triângulo das Bermudas

Bem, por mais que o Triângulo das Bermudas seja de fato cheio de mistérios, a história de que muitos navios continuam desaparecendo na região já é tratada com menos relevância, principalmente graças aos trabalhos do jornalista Larry Kusche, que publicou um livro intitulado “O Triângulo das Bermudas – Resolvido”, contestando todos os fatos – e a falta dos mesmos – estabelecidos por Charles Berlitz.

Verdade ou não, o Triângulo das Bermudas causa ceticismo e dúvidas até hoje nos mais desavisados e entendidos, sendo um ponto a ser pensado com cautela quando se visita as ilhas caribenhas que estão na região. E você, o que acha que pode ser o triângulo? Deixe para nós nos comentários.

Veja também este documentário sobre o Triângulo das Bermudas feito pela BBC (89:00):

Fontes:

http://www.livescience.com/23435-bermuda-triangle.html

Os Benefícios Incríveis dos Ômega 3, 6 e 9

Nosso organismo não produz ômega 3 e 6 naturalmente, sendo necessário adquiri-los através da ingestão de alimentos ou suplementos. Já o ômega 9 pode ser produzido pelo corpo, contanto que já exista o 3 e o 6 ingeridos anteriormente. Os ômegas 3, 6 e 9 são considerados ácidos graxos, ou seja, gorduras insaturadas essenciais para um bom funcionamento do corpo, agindo como antioxidantes e renovadores das células.

Confira agora os benefícios dos ômega 3, 6 e 9 e como consumi-los:

1) O ômega 3

Os Benefícios Incríveis do Ômega 3, 6 e 9

O ômega 3 é necessário para manter as membranas celulares, funções cognitivas e a transmissão dos impulsos nervosos. Seus maiores benefícios são voltados para um melhor funcionamento do cérebro, coração e atividades mentais.

A) Quais os Benefícios?

  • Reduz o colesterol ruim (LDL) e aumenta o colesterol bom (HDL);
  • Reduz a pressão arterial;
  • Atua como antiinflamatório no organismo;
  • Ajuda na redução de peso (quando consumidos em doses adequadas);
  • Previne o entupimento dos vasos sanguíneos, tornando o sangue mais fluido;
  • Estimula a memória, a concentração, o aprendizado;
  • Regula e melhora o humor;
  • Diminui o estresse;
  • Melhoram os sintomas de certas doenças como artrites, psoríase, ansiedade, depressão, Mal de Alzheimer, dislexia, etc.

B) Onde encontrá-lo?

  • Peixes como atum, sardinha, bacalhau, sardinha;
  • Cápsulas de óleo de peixe;
  • Nozes;
  • Vegetais escuros, como couve, brócolis, espinafre;
  • Sementes e óleos de linhaça e chia;
  • Ovos;
  • Leite.

O ideal é consumir de 200 a 400 mg de ômega 3 pelo menos 2 vezes por semana usando um dos alimentos citados acima, podendo associá-los com a vitamina E, presente por exemplo em vegetais escuros, que aumenta a absorção do ômega 3 no organismo.

2) O ômega 6

Os Benefícios Incríveis do Ômega 3, 6 e 9

O ômega 6 também é uma gordura importante, assim como o 3, cooperando em variados processos hormonais e bioquímicos. Alguns benefícios são parecidos com os do ômega 3, incluindo algumas particularidades, como mostrado a seguir.

A) Quais os Benefícios?

  • Forma células saudáveis;
  • Deixa a pele rejuvenescida;
  • Fortalece a fibra capilar, evitando a quebra dos fios dos cabelos;
  • Previne doenças como a osteoporose, deixando os ossos mais fortes e absorvendo mais facilmente o cálcio;
  • Combate o colesterol ruim;
  • Melhoram os sintomas de doenças como a hipertensão, problemas cardíacos, alérgicos e de pele, diabetes, tensão pré-menstrual, por exemplo.

B) Onde encontrá-lo?

  • Óleos vegetais (girassol, milho, soja);
  • Alimentos que possuem conserva em azeite;
  • Óleo de linhaça, abóbora, prímula;
  • Alguns vegetais escuros, como espinafre e couve, por exemplo.
  • Ovos;
  • Leite;
  • Cereais, como gérmen de trigo;
  • Nozes, avelã, amêndoas, amendoim;
  • Assados (porco, frango, peru, bovino e cordeiro).

Você pode combinar o consumo do ômega 6 com vitamina C, por exemplo, para potencializar seus efeitos. Porém, o uso em excesso de ômega 6 pode acarretar problemas degenerativos, como o Mal de Alzheimer, ganho de peso e retenção de peso, devendo ser utilizado com recomendação médica.

3) O ômega 9

Os Benefícios Incríveis do Ômega 9 abacate

Como já citado, o ômega 9 pode ser produzido em nosso organismo, desde que já estejam presentes o 3 e o 6. Ele participa do metabolismo, desempenhando um importante papel na síntese dos hormônios.

A) Quais os Benefícios?

  • Deixa os níveis de triglicérides mais saudáveis, reduzindo o colesterol ruim (LDL) e aumentando o colesterol bom (HDL);
  • Ajuda na redução de peso (quando consumidos em doses adequadas), reorganizando os depósitos de gordura no organismo e impedindo a concentração de células adiposas na região abdominal, além de queimar a gordura existente e usando-a como fonte de energia;
  • Atua como antiinflamatório no organismo;
  • Protege o coração, prevenindo cânceres e o envelhecimento das células;
  • Ameniza sintomas da TPM, como irritabilidade, inchaço, sudorese e ansiedade.

B) Onde encontrá-lo?

  • Azeite de oliva extra-virgem;
  • Óleos de sementes de chia, de gergelim, de girassol, de soja, de avelã, de côco;
  • Peixes, como o bacalhau;
  • Castanhas, amêndoas, pistache e nozes;
  • Abacate;
  • Azeitonas.

Em geral, é sempre bom consumir os ômegas 3, 6 e 9 de forma restrita, já que seu excesso pode levar ao aumento de peso, sendo utilizados em conjunto com uma alimentação balanceada e exercícios físicos para aproveitar os benefícios citados.Assim como o ômega 6, o ômega 9 deve ser consumido com cautela, um vez que é um ácido graxo gorduroso.

Fonte:

http://www.globalhealingcenter.com/natural-health/benefits-of-omega-3-6-9-fatty-acids/