Como Aliviar a Dor no Pulso em um Instante?

Dor no pulso se tornou uma das queixas mais comuns em pessoas que trabalham diretamente com as mãos.  Normalmente, a principal causa está relacionada com movimentos repetitivos como dirigir e digitar. Porém, em casos graves a dor pode ser um sintoma de problemas maiores como uma entorse, tendinite, LER, síndrome do túnel de carpo, artrite, entre outras doenças.

Essa dor é gerada quando o inchaço faz pressão sobre o túnel do carpo que é responsável por abrigar o nervo mediano que percorre desde o punho até a mão.

Muitas vezes, ter o simples hábito de fazer pausas e fortalecer essa área são suficientes para amenizar a dor.

Veja 10 formas de aliviar a dor no pulso rapidamente

Como Aliviar a Dor no Pulso em um Instante?

1) Faça pausas frequentes

Ao fazer movimentos repetitivos o pulso é forçado na mesma posição o que provoca desconforto e formigamento. Para contornar esse problema faça pausas frequentes de 30 minutos ou mais e sacuda as mãos para exercitar os músculos e tendões.

2) Pratique exercícios leves

Se a dor for moderada faça exercícios suaves como o alongamento de pulso que diminui a tensão e a rigidez. Procure ficar na mesma posição alongada por cerca de 30 segundos várias vezes até a dor passar, fazer isso incentiva o aumento da circulação no local.

3) Tome chá caseiro

O uso de chás com efeitos analgésicos e anti-inflamatórios tornou-se muito eficaz na medicina em geral. Em especial, o gengibre e o alecrim possuem propriedades capazes de diminuir o inchaço, a inflamação e a dor. Após consumir o chá, procure repousar para que o mesmo faça efeito.

4) Aplique uma compressa fria

Se a dor for imediata utilize o gelo para acalmar os nervos e tendões diminuindo o inchaço e consequentemente a dor. Para isso, pegue alguns cubos de gelo, alimento congelado ou compressa fria e aplique diretamente na região da dor deixando por poucos minutos.

5) Aplique batata cozida

Parece mentira, mas funciona. A ideia ao usar a batata é ter o efeito contrário do gelo. Depois de cozinhá-la, amasse na forma de purê, coloque no pulso e enrole com um plástico ou pano. Seu efeito térmico que preserva o calor por mais tempo aumenta a circulação do sangue por dilatar os vasos. Isso vai amenizar o desconforto.

6) Tome medicamentos

Faça uso de remédios analgésicos que tenha em casa para aliviar de forma momentânea a dor. Procure ingerir na quantidade solicitada na bula. Não deixe de fazer as outras dicas solicitadas acima.

7) Descanse

Pare e descanse o tempo necessário e evite a atividade que provocou a dor. A melhor posição para repousar seu pulso é elevando-o acima do peito. Se for trabalhar procure fazer movimentos leves e evite pegar peso.

8) Massagem com óleos

Usando a outra mão faça massagens leves de forma bem delicada para diminuir a tensão nos nervos. Para ajudar a deslizar os dedos use óleos, como o de amêndoas, que além de hidratar a pele tem um cheiro bom.

9) Faça uma tala

Use uma tala improvisada para imobilizar o pulso até que a dor cesse. Procure algo para dar suporte e enfaixe junto ao seu pulso. Você pode usar também uma munhequeira que irá comprimir e acelerar a recuperação em caso de lesão. Mas lembre-se usar apenas durante o dia.

10) Água morna

Esse método é muito fácil e consiste em esquentar a água de forma que dê pra colocar a mão. Se desejar use óleos relaxantes misturado na água. Cubra toda sua mão e punho e deixe repousar até que a água esfrie. Isso reduz quase que totalmente a dor, inchaço e inflamações.

No caso de dores constantes o médico deverá ser consultado. Por ser um membro frágil, o pulso está sujeito a adquirir mais problemas relacionados com movimentos repetitivos. Muitas vezes uma mudança em casa e no trabalho pode evitar esse problema. Utilize sempre o teclado baixo para que os pulsos não fiquem estendidos na hora de digitar, use um teclado ergonômico e faça ajuste na cadeira pra que seu antebraço esteja paralelo ao chão.

Fontes:

http://www.livestrong.com/article/340240-how-to-relieve-hand-wrist-pain/

10 Benefícios Incríveis do Yoga Gravitacional

Com o uso de uma rede, o yoga gravitacional desafia a gravidade e permite que você execute várias poses que podem ser difíceis de fazer no chão, mas, mais fáceis no ar.

É assim que funciona: você se senta em uma rede macia, tecido que se parece com um lençol longo. Estas redes são feitas de nylon especial de alta densidade, por isso não se preocupe – você não vai rasgá-la.

Durante a aula de yoga gravitacional, você faz várias poses tradicionais ou adaptações aéreas usando a rede para apoio. Algumas das poses mais básicas envolvem alongamentos simples sentado na rede, enquanto outras poses exigem que se pendure de cabeça para baixo e agarre as coxas, tornozelos ou pés para apoio e equilíbrio.

I) Aqui estão os 10 principais benefícios de saúde do Yoga Gravitacional:

10 Benefícios Incríveis do Yoga Gravitacional

1) Músculos tonificados:

Devido à natureza dos movimentos aéreos do yoga, quase todas as partes do corpo são forçadas a se mover e esticar. Os músculos são tonificados e redefinidos e as articulações são fortalecidas devido a esses movimentos.

2) Alivia o estresse:

O yoga gravitacional ajuda a fortalecer o seu emocional porque limpa a mente, alivia o estresse ao longo do dia e aumenta sua criatividade, o que leva você a desenvolver suas próprias habilidades artísticas.

3) Melhora a flexibilidade:

O yoga gravitacional ajuda você a se mover mais livremente, com menos esforço, com a ajuda da gravidade. Suspensão no ar liberta a tensão nos ossos e músculos, aumentando a flexibilidade.

4) Alivia dores nas costas:

Ao se pendurar livremente, permitindo que sua coluna alongue, você alivia a tensão na medula espinhal e articulação do quadril, ajudando a se sentir melhor.

5) Aumenta a resistência:

Yoga gravitacional melhora a força, ajudando os corredores a aumentar a resistência e serem capazes de se recuperar mais rapidamente.

6) Melhora o humor:

Outro benefício chave de fazer yoga gravitacional é que ele libera hormônios “felizes” como serotonina, endorfinas, oxitocina e dopamina que melhoram o seu humor e ajudam você a se sentir mais enérgico.

7) Aumenta o equilíbrio:

Ao ir contra a gravidade, além de ser emocionante também ajuda com o equilíbrio.

8) Ajuda na indigestão:

Os diferentes tipos de alongamentos e movimentos ajudam a melhorar o sistema digestivo, ajudando assim na cura de várias questões relacionadas à constipação e indigestão.

9) Combate a velhice:

Yoga gravitacional melhora a circulação do sangue, desintoxica o sistema linfático (responsável pela defesa), combatendo assim o envelhecimento e os seus sintomas.

10) Maior foco:

Fortalece suas conexões neurais, aumentando o poder da memória. De certa forma, praticar pode torná-lo mais esperto! Colocando-se em uma situação mais desafiadora do que o habitual, yoga gravitacional obriga você a estar mais alerta e ciente de seus arredores. Você provavelmente também vai tentar se concentrar por não estar acostumado a ser suspenso no ar durante a sua prática de yoga.

II) Quais são os riscos associados com yoga gravitacional?

Yoga gravitacional é uma forma segura de exercício em que todas as aulas devem ser ensinadas por um instrutor certificado. Seu instrutor será capaz de dizer-lhe como realizar as poses corretamente, para que você não se machuque.

Além disso, você só está suspenso três ou mais pés do chão durante as aulas (embora você possa ajustar a altura da sua rede para atender às suas necessidades ou tornar a aula mais desafiadora). Portanto, o risco de ferir-se é mínimo.

Algumas considerações a ter em conta, no entanto, são os múltiplos riscos associados com pendurar de cabeça para baixo por muito tempo. Nenhum instrutor de yoga respeitável vai mantê-lo de cabeça para baixo por mais tempo do que é saudável.

Lembrando que se você estiver grávida, com alguma doença ocular, doenças cardiovasculares, distúrbios ósseos, pressão arterial alta / baixa, prótese nos quadris ou qualquer condição que bloqueia as passagens nasais considere com seu médico antes.

III) 6 Dicas para evitar acidentes:

  • Vá descalço – você vai se sentir mais confortável movendo-se na rede, desta forma.
  • Beba muita água e faça uma refeição leve – isso irá prepará-lo para a intensidade do treino à frente.
  • Evite refrigerantes e outros líquidos ácidos antes da aula – estes podem causar incômodos desagradáveis em seu intestino ao executar os movimentos de cabeça para baixo.
  • Remova joias, relógios e qualquer outra coisa que possa rasgar a rede.
  • Seja atencioso com seu instrutor e colegas de classe – se você tiver boas relações com eles, eles estarão mais propensos a dar-lhe ajuda quando você precisar.
  • Não vá sozinho – a menos que você tenha 100% de certeza de suas habilidades no yoga gravitacional.

Veja também esta reportagem sobre os benefícios do Yoga Gravitacional (3:01):

Fontes:

http://www.huffingtonpost.com/kayla-matthews/why-you-should-try-aerial-yoga_b_7258936.html

http://www.healthfitnessrevolution.com/top-10-health-benefits-aerial-yoga/

7 Dicas Eficientes para Programar sua Viagem de Férias

Viajar é sempre uma delícia: tirar alguns dias de descanso, experimentar novos ares, ver coisas diferentes e conhecer novas culturas e formas de ver o mundo! É fabuloso! Geralmente, muitas pessoas programam suas viagens nos meses de janeiro e julho, porque eles batem com o período de férias das crianças e dos adolescentes.

Aquelas que não têm filhos, que passeiam sozinhas ou entre amigos, aguardam aquele mês programado do trabalho para as férias. Independente desses dois perfis, é muito importante programar a sua viagem! Com essa programação, será possível evitar muitos problemas ou, pelo menos, já ter em mente maneiras de resolvê-los!

Confira as 7 dicas incríveis  para programar sua viagem de férias!

1 – Orçamento:

7 Dicas Eficientes para Programar sua Viagem de Férias

É sempre interessante se programar para a viagem de férias com alguns meses de antecedência. Um ponto muito importante é a questão financeira! É bom fazer um pezinho de meia e estipular o quanto você pode gastar. Nesse processo, você irá incluir todas as possíveis despesas: gasolina e pedágios – caso vá de carro, passagens de ônibus e avião, hospedagem, alimentação, passeios e compras.

Ao se organizar direitinho é possível, inclusive, conseguir melhores preços em passagens e até nas diárias de hospedagem. Com essa economia, que pode parecer pequena, existe a possibilidade de investir em outras coisas legais para a sua viagem! Não se esqueça de ficar de olho no cartão de crédito: ele é uma ótima ferramenta para não ficar carregando dinheiro! O que não pode é perder o controle e não ter como pagar no mês seguinte!

2 – Definição de destino:

7 Dicas Eficientes para Programar sua Viagem de Férias

Agora que você já tem em mente o quanto pode gastar, fica mais fácil escolher o destino: a grana está curta? Procure locais com melhor custo x benefício. Guardou um pouco mais e tem a possibilidade de gastar mais? Às vezes é possível ir para aquele destino dos sonhos, mas que nunca deu certo!

3 – Definição do roteiro:

7 Dicas Eficientes para Programar sua Viagem de Férias

Fechou a cidade ou cidades que vai visitar nessas férias? Ok! Agora é o momento de planejar um roteiro com locais para conhecer! Uma dica é visitar no mesmo dia aqueles pontos turísticos que estão próximos um dos outros.

A ideia é não perder muito tempo com o deslocamento! E, se tudo está pertinho, às vezes é possível até fazer alguns roteiros a pé! Não se preocupe em conhecer o maior número de coisas em uma única vez: mais vale um local bem explorado, do que vários apenas para falar que conheceu por conhecer.

Outra questão importante: use ferramentas como internet, para pesquisar muito sobre os locais mais legais para se visitar no destino escolhido! Isso ajuda muito! Você vai encontrar a opinião de outros viajantes a respeito desses locais.  

4 – Hospedagem:

7 Dicas Eficientes para Programar sua Viagem de Férias

Parte importante na hora do processo de programação de férias é escolher uma hospedagem! Nesse caso, são várias opções: hotel, resort, pousada, hotel fazenda, hostel, apart hotel, entre outras. Cada uma dessas modalidades possui características particulares e bastante específicas. O processo de escolha vai depender do seu perfil e também do quanto pode gastar. De maneira geral, os hotéis são os mais buscados por viajantes

5 – Preparar as malas:

7 Dicas Eficientes para Programar sua Viagem de Férias

Essa parte pode ser muito difícil para alguns, mas é essencial! Programar uma viagem, também significa que será necessário organizar a mala direitinho! Quais são as principais dúvidas? Acredito que são: o que levar e como organizar! Na primeira pergunta, a dica é sempre levar peças básicas e que possibilitem o maior número de combinações. Quanto mais enxuta for a sua mala, mais fácil será para transportá-la de um local para o outro.

Sabemos que dá vontade é de levar tudo! Porém essa não é uma escolha muito prática! A respeito da segunda pergunta mais frequente: coloque as roupas que amassam menos no fundo da mala e as que amassam menos acima de tudo, faça o máximo de rolinhos possíveis para encaixar as peças, separe as roupas íntimas e itens de praia em saquinhos para facilitar o acesso e itens de higiene pessoal em bolsinhas. Quando o assunto é sapato vale o mesmo que foi dito sobre roupas: menos é mais. Leve sapatos com cores neutras e coloque em saquinhos de TNT, para que não entrem em contato com as peças limpinhas.

6 – Documentos:

7 Dicas Eficientes para Programar sua Viagem de Férias

Para os esquecidos de plantão: parece óbvio, mas lembre-se de conferir se está levando todos os seus documentos! Pelo menos aqueles que são essenciais! Se a viagem for internacional e se as crianças estiverem presentes: cuidados redobrados! Não vá perder todo o seu processo de organização simplesmente por esquecer a documentação necessária.

7 – Viagem com crianças:

7 Dicas Eficientes para Programar sua Viagem de Férias

Se os pequenos estiverem nessa viagem de férias é necessário tomar alguns cuidados e se organizar um pouco mais: é preciso se preocupar com as acomodações das crianças em carros ou aviões, alimentação, observar se o hotel é confortável para elas, preparar um kit básico com medicamentos, pensar no que levar na mala e, mais uma vez: documentação!

Bônus: Desconecte-se do trabalho

Essa é uma dica extra! Infelizmente, muitas pessoas têm muitas dificuldades de se desconectarem dos seus trabalhos mesmo no período de férias. É uma resposta de e-mail aqui, uma ligação ali, uma olhadinha no grupo de whatsaap da empresa para saber o que está acontecendo, entre outras ações que podem minar seu passeio.

Tente aproveitar ao máximo os momentos ao lado da sua família, dos seus amigos e de todas as pessoas que você ama! Essas vivências serão únicas! Ficar grudado no computador ou no celular durante as férias não está com nada! Mas, caso isso seja muito difícil para você, deixe para sair de viagem pelo menos alguns dias depois de sair de férias. Por exemplo: se suas férias começam no dia 5 de julho, deixe para sair no dia 10. Nesse período seu corpo e sua mente vão se acostumar e rapinho você estará pronto para a aventura!  

Gostou das dicas para programar a sua viagem de férias? Tem algo a mais que você faz para que tudo dê certo neste período de descanso? Conte tudo nos comentários!

5 Dicas para Ler seus Blogs Favoritos no Meio da Correria do Dia a Dia

Atualmente, diante da maioria das informações circularem pela internet, as pessoas têm dado preferência a este meio de comunicação, principalmente no acompanhamento de blogs, espaços textuais populares de diferentes propósitos. Independente do interesse, seja política, culinária, moda, beleza, fofoca, humor, esporte, economia, cultura, lazer, decoração, etc. Pessoas no mundo todo acompanham blogs e sites de notícias de sua preferência para se manterem atualizadas.

 
Aperte o play acima e ouça a narração desse post feita pelos nossos parceiros do Vooozer.

Porém, na correria do cotidiano, nem sempre é possível ler e seguir toda postagem e nem comentar suas opiniões sobre as publicações. Pensando nisso, este artigo irá ajudá-lo a acompanhar estes importantes espaços de escrita e leitura, otimizando tempo e tornando essa comunicação mais simples.

Confira agora 5 dicas para ler seus blogs favoritos no meio da correria do dia a dia

1) Assine RSS ou newsletter

O que é:

Uma newsletter nada mais é que um boletim informativo que pode ser assinada no próprio site que a pessoa acompanha. Leitor RSS, por sua vez, é um aplicativo que junta publicações feitas pelo blog que você escolhe seguir.

Benefícios:

Na newsletter, o site abre uma caixa adicional para inserir o e-mail em que se quer receber as notícias atualizadas. Assim, só recebe quem aceita este tipo de material. Existem newsletters que também podem ser enviadas pelo celular, através de SMS e MMS, por exemplo.

Em relação ao RSS, se você perceber, a maioria dos sites possui um ícone geralmente na cor laranja informando “feed RSS”. Isso indica que estes sites divulgam conteúdos novos de forma rápida e você ficará atualizado de tudo o que for postado, além de suas preferências de leitura.

Exemplo de app a ser usado: Feedly

O Feedly é um agregador que pode ser acessado pela própria web, Android, iPhone, Kindle, Windows Phone, etc. Ele pode ser sincronizado entre celulares, tablets e desktop. No aplicativo, você cadastra o link do blog de sua preferência e recebe todas as atualizações. Disponível para todas as plataformas, você pode se inscrever gratuitamente clicando aqui.

2) Agregadores de blog

O que é:

Agregadores de blog são um sistema que junta links de vários blogs em apenas um local. Um mesmo app, por exemplo. Normalmente, você pode criar sua conta e configurar seu perfil com suas preferências de blogs.

Benefícios:

É possível encontrar os mais variados conteúdos de seu interesse, como humor, esportes, moda, beleza, entretenimento e notícias em geral, além de ter a chance de conhecer outros blogs no mesmo estilo daqueles que você já segue.

Exemplo de app a ser usado: Bloglovin’

Ele reúne todas as atualizações dos blogs que você segue. Ao baixá-lo, você cria uma conta e começa a seguir todos os blogs de sua preferência. Toda vez que houver uma publicação nova, ela aparece na página do Bloglovin’. As postagens visualizadas podem ser marcadas como lidas e você ainda pode ativar uma opção de receber as novidades por e-mail.

Inscreva-se online ou faça o download gratuito em: https://www.bloglovin.com/.

3) Assine notificações nas redes sociais

O que é:

Redes sociais são um espaço virtual onde fazemos contato com amigos e familiares, acessamos publicações, comentários, fotos, vídeos, links, etc.

Benefícios:

Através das redes sociais, é possível acompanhar todas as atualizações dos blogs que você curte, mas sem perder nenhuma. Como? Nestas redes, você consegue receber todas as notificações de uma página que segue para, assim, otimizar seu tempo no dia a dia e não perder nenhuma novidade.

Exemplo de app a ser usado: Facebook e Instagram

Facebook: você curte a página de um blog de sua preferência e clica no box “Seguir”. Posteriormente, ele te dá algumas opções de como receber as notificações e você clica em “Ver primeiro”. Assim, você receberá e poderá visualizar cada nova postagem em primeiro lugar na sua linha do tempo e no campo de notificações.

Instagram: é uma das redes sociais de compartilhamento de fotos e vídeos mais populares do mundo. No Instagram, a forma de receber novidades dos blogs funciona como no Facebook. Porém, ao seguir uma página, você clicará em “Ativar notificações de publicação” nas opções que vão aparecer.

4) Ouça podcast

O que é:

Outra maneira de acompanhar seus blogs favoritos de forma mais simples e sem se preocupar em perder atualizações é através de podcasts. Podcasts são programas de áudio ou vídeo, onde se publicam arquivos de mídia através de RSS.

Benefícios:

Você pode acompanhar tudo o que é publicado conforme suas atualizações, envolvendo-se com o que é postado de acordo com sua afinidade, ouvindo seus programas favoritos (até mesmo quando quiser pausá-los e retomá-los de onde parou). O mais importante: divertindo-se com os assuntos debatidos por pessoas que entendem e gostam do assunto.

Exemplo de serviço a ser usado: Mixcloud

É um serviço para se ouvir podcast. Nele, você se inscreve, pesquisa sobre o que gosta, descobre novos conteúdos e ouve seus áudio favoritos. Para assinar gratuitamente o Mixcloud, basta entrar neste link: https://www.mixcloud.com/.

5) Siga blogs com áudio que narram o texto (recomendado)

O que é:

Assim como neste artigo, existem ferramentas que transformam textos diversos em áudio, a fim de otimizar o tempo do visitante. Assim, elas geram um player de áudio para sites e blogs que utilizam uma plataforma de áudio.

Benefícios:

Você pode ouvir o conteúdo de seus blogs favoritos em qualquer lugar, seja indo para o trabalho, voltando para casa, no transporte público ou fazendo qualquer outra atividade. Inclusive pessoas com deficiência visual podem se beneficiar muito com esse tipo de tecnologia, garantindo mais acessibilidade.

Exemplo de serviço a ser usado: Vooozer

Nesta ferramenta, sites e blogs se cadastram e acessam a plataforma de áudio. Depois, fazem a narração pela plataforma. O código embed é fornecido após a gravação finalizada para ser colado no blog e disponibilizado para quem quiser ouvir. Dessa forma, as pessoas que narram são as próprias autoras dos blogs, fãs ou amigos do blog. Existe também a opção de contratar narradores amadores e profissionais através da própria plataforma. Tudo é muito intuitivo.

A vantagem de utilizar o Vooozer, e não outro serviço, é que você irá seguir seus blogs ouvindo uma  voz humana real, diferente de outros serviços que utilizam voz robótica. Sabemos que a falta de emoção e contextualização da voz robótica fazem com que a experiência não seja das melhores. Essa solução facilita o entendimento do que se quer passar ao ouvinte e acaba sendo uma experiência divertida.

Para utilizar o serviço do Vooozer e encontrar textos em áudio de blogs, não é necessário aplicativo. Para ouvir artigos com voz humana, entre em http://play.vooozer.com/. Caso você queria se cadastrar, tanto para narrar quanto para publicar em seu blog, acesse o https://go.vooozer.com/.

Saiba Tudo Sobre a Septicemia (Sepse)

A septicemia, também conhecida como sepse, sépsis ou infecção generalizada, ocorre quando bactérias, vírus ou fungos invadem a circulação sanguínea de um ou mais órgãos (como pulmão, pele, abdome, rins, bexiga, sistema nervoso central, etc) diante de uma infecção já existente anteriormente. Assim, ela aparece quando um quadro infeccioso é agravado e não é tratado adequadamente, podendo levar o indivíduo ao choque séptico e à morte.

Saiba mais a seguir sobre a septicemia, suas causas, sintomas, diagnóstico, formas de tratamento e como se prevenir deste mal:

1. O que causa a septicemia (sepse)?

A septicemia (sepse) é causada por agentes infecciosos (bactérias, vírus ou fungos), ocorrendo em:

  • Infecções pré-existentes agravadas e não tratadas corretamente (como, por exemplo, pneumonias, apendicite, abscessos, meningite, infecções hepáticas, urinárias e renais, feridas graves, queimaduras, etc);
  • Cirurgias em locais contaminados por estes agentes;
  • Crianças que nasceram prematuras, recém-nascidas, portadores de doenças crônicas ou idosos, que possuem imunidade baixa;
  • Qualquer pessoa debilitada com sistema imunológico enfraquecido, como, por exemplo, quem faz quimioterapia, está internado em uma UTI, usa cateter intravenoso ou tubo respiratório, usuários de drogas ou com HIV.

2. Quais são os sintomas?

Os sinais da septicemia (sepse) variam de acordo com a gravidade do problema. Então pode aparecer:

  • Febre alta e constante (em torno de 38,5ºC ou mais) ou muito baixa (menor que 35ºC);
  • Enjôo e vômito;
  • Fraqueza;
  • Diarréia;
  • Calafrio;
  • Tremor;
  • Batimento cardíaco acelerado;
  • Queda da pressão arterial;
  • Consciência prejudicada (confusão mental, ansiedade, desorientação ou perda de consciência);
  • Convulsão;
  • Problemas de pele, como pintas avermelhadas, ínguas e erupções;
  • Baixa quantidade de urina;
  • Respiração ofegante;
  • Coagulação nas veias;
  • Hipoglicemia.

Ocorrendo dois ou mais sintomas de septicemia citados acima, deve-se seguir ao hospital imediatamente para evitar que a situação se agrave ainda mais.

3. Como se diagnostica a septicemia?

Assim que aparecem os sintomas e a pessoa procura o hospital, o médico logo avaliará o caso através de alguns exames, como, por exemplo, o de sangue (contagem de leucócitos, plaquetas, etc), urina, pulsão lombar, radiogradias, ressonância magnética e tomografias computadorizadas, a fim de identificar que tipo de agente infeccioso está causando a septicemia e indicar o tratamento correto para o problema.

Dessa forma, é de extrema importância iniciar o tratamento o quanto antes, a fim de aumentar as chances de recuperação e evitar que os agentes se espalhem para outros órgãos do corpo.

4. Há tratamento para septicemia?

Septicemia (Sepse): Causas, Complicações e Tratamentos

O tratamento da septicemia dura conforme sua gravidade (em média 10 dias) e se dá através de:

  • Antibióticos prescritos pelo médico: assim que tipo de agente infeccioso é descoberto através dos exames, o médico indica o melhor antibiótico a ser administrado para combatê-lo.
  • Medicamentos para controle da pressão arterial: quando um dos sintomas é a queda da pressão, são utilizados remédios para este fim, sendo que o paciente pode passar mais tempo no hospital para controlá-la.
  • Insulina: é administrada quando o nível de açúcar no sangue está instável.
  • Internação em UTI: para monitoramento contínuo dos sinais vitais, alimentação por uso de agulhas (soro e medicamentos) ou sonda para repor os líquidos e sais minerais perdidos, ou até mesmo uso de respirador artificial para receber oxigênio, dependendo da gravidade do problema.
  • Cirurgias: somente quando há abscessos como fonte de infecção que precisam ser removidos.

5. Como se prevenir da septicemia?

Para evitar o aparecimento de uma septicemia, siga as dicas abaixo:

  • Respeite o calendário de vacinação das crianças, sempre mantendo-o em dia;
  • Lave sempre muito bem as mãos com água e sabão;
  • Sempre trate qualquer infecção, mesmo que pareça simples, de maneira adequada;
  • Evite se automedicar, principalmente usar antibiótico sem recomendação médica;
  • Nunca interrompa o uso de medicamentos sem o conhecimento de seu médico;
  • Busque ajuda médica para qualquer sinal de febre, seja em criança ou adulto;
  • Cuide-se ao ficar próximo de pessoas doentes;
  • Busque por uma boa qualidade de vida, como dieta saudável e prática de exercícios físicos regulares, além de evitar o abuso de álcool e outras drogas.

Veja também esta reportagem sobre a sepse (2:22):

Fonte:

http://www.healthline.com/health/septicemia#overview1