Gastroscopia: O que é? Como é Realizado? Quanto Tempo Demora?

Quando falamos de saúde, existem muitos mitos e receios que acabam levando muitas pessoas a desistirem de tratamentos ou possíveis a prevenções de problemas mais graves no futuro. Eisso ocorre devido a existência de muitos exames aparentemente assustadores que acabam fazendo com que o paciente ande um passo atrás.

É certo que algumas preparações podem ser um tanto perturbadoras, como é o caso da colonoscopia que exige do paciente uma preparação antecedente nada agradável, porque existe a utilização de um medicamento chamado manitol, que com o intuito de fazer a lavagem intestinal, provoca sensações de náuseas e vômitos constantes. Em contrapartida o exame em si é bem rápido e o paciente sabe no mesmo dia do resultado.

Outro exame muito realizado e que também assusta muitas pessoas é a gastroscopia, mais comumente chamada de endoscopia do trato intestinal. A seguir nós esclareceremos muitos pontos que geram dúvidas e que com certeza lhe darão mais segurança na hora de realizar o exame.

Afinal, o que é gastroscopia?

Saiba Tudo Sobre a Gastroscopia

O exame é nada mais nada menos do que uma endoscopia. ele é feito para avaliar as partes superiores do estômago, do esôfago e do duodeno, utilizando um tubinho chamado de endoscópio. é aquele famoso exame que conhecemos como terrível porque é introduzido no paciente um tubo pela boca e que desce até as regiões citadas anteriormente. mas não se assuste, pois você saberá cada detalhe do exame e porque ele é tão importante.

Como o exame é realizado?

Chegamos na parte em que você entenderá detalhadamente como é o procedimento do exame. Primeiramente, o médico profissional irá introduzir no paciente, através da boca (que irá descer pela garganta), um tubo fino e com flexibilidade. Esse tubo, como já sabemos é o endoscópio, que possui na sua pontinha uma câmera que irá capturar todas as imagens necessárias das regiões altas do esôfago, do estômago e do duodeno.

As imagens são automaticamente passadas em um visor durante o exame, onde o profissional conseguirá avaliar a sua saúde naquelas regiões. Claro que a forma realizada através da boca é a mais tradicional, mas existe a versão do exame utilizando o nariz como local onde o endoscópio é inserido.

Em quais situações ela pode ser indicada?

Geralmente, o profissional recomenda a realização do exame, quando existe alguma alteração irregular ou anormal na região do estômago. Quando uma pessoa sofre com esse problema, ela pode ter muitas dificuldades na hora de engolir os alimentos e pode até mesmo sofrer com fortes dores abdominais, que persistem em permanecer.

Fazer a gastroscopia ajuda a entender e descobrir quais são os verdadeiros motivos que estão gerando tais sintomas, e consequentemente o paciente consegue encontrar os melhores tratamentos. Além disso, quem tem possíveis problemas na região intestinal pode descobri-los através desse exame. E quem achou que a endoscopia só servia para diagnosticar problemas se enganou, pois, com o próprio endoscópio, os profissionais podem inserir algumas ferramentas importantes nele, para que possam concertar alguns casos como:

  • Reparar úlceras e veias quando necessário;
  • Promover a dilatação do esôfago, caso exista alguma obstrução;
  • Auxiliar o paciente na hora de se alimentar, caso o mesmo não consiga fazer de forma normal;
  • Auxiliar na remoção de pólipos (tumores benignos) ou tumores benignos, quando na fase inicial.

Para que serve este exame?

Se mesmo conhecendo as verdadeiras finalidades da gastroscopia você ainda não ter se convencido de sua importância, iremos lhe mostrar porque é tão necessário realiza-lo.  Para quem não sabe, esse exame pode ser feito tanto com o intuito de se diagnosticar algum possível problema, como também para tratar um possível problema e é um procedimento pouquíssimo invasivo. Então, quando você é recomendado para fazer uma endoscopia gástrica, é porque é importante estudar a saúde do seu trato digestivo e quando você é recomendado para realizar uma endoscopia terapêutica, significa que você já tem algum problema (que já conhece) e irá trata-lo através dessa técnica.

Quais os sintomas que indicam a necessidade da realização do exame?

Previamente você pode já se certificar se poderá haver a necessidade de fazer ou não o exame. E para ajudá-lo a se nortear melhor, destacaremos os principais:

  • Se o indivíduo engole os alimentos com dificuldade ou sente dor nesse processo é preciso fazer o exame;
  • Se o indivíduo sente dores na região do abdômen com muita frequência também precisa realizá-lo;
  • Sentir náuseas ou vomitar com frequência também é um alerta;
  • Perder peso facilmente sem nem mesmo ter um motivo condizente também entra como um sintoma muito importante;

outra situação que pede imediatamente uma investigação mais completa através da endoscopia, é quando existe um possível sangramento na região do estômago ou do intestino, mas como essa situação não é visível a olho nu, existe outras formas de identificar uma possível ocorrência desse problema. Quando esse sangramento existe ele consequentemente acaba reduzindo a quantidade de glóbulos vermelhos no nosso corpo e dessa forma surge a anemia. Fator esse que torna importante conhecer quais os sintomas que caracterizam ela:  ficar com cansaço toda hora, mesmo sem ter feito esforço; sensações de falta de ar; aspecto pálido na pele e frequência de batimentos cardíacos alterada. Se você possui a maioria desses sintomas é vital que se procure um profissional. Nem sempre existirá a presença do sangramento nas regiões indicadas, mas de todo o jeito a anemia é grave e precisa ser tratada o mais rápido possível.

Existe outros exames alternativos?

No momento em que você for avaliado por um profissional da área, pode ser possível que ele recomende a realização de exames alternativos e um deles pode ser a radiografia feita no sistema digestivo em sua parte alta em conjunto com o bário.

Claro que com a radiografia o grau de precisão na hora de se identificar um possível problema é bem menor, mas ainda assim é válida. Em vista disso é ideal que você não abra mão da realização da gastroscopia, pois o exame analise todos os detalhes e dá um resultado mais seguro e confiável do que uma simples radiografia.

Como o paciente deve se preparar para a gastroscopia?

Devido ao fato do exame se tratar de uma câmera que analisa a situação da região do trato digestivo, é necessário que haja alguns cuidados antes de realizá-lo.

Primeiramente existe a necessidade do jejum de no mínimo seis horas antecedentes ao exame e quando falamos de jejum estamos nos referindo não só a comer, como beber também.

Para o caso dos indivíduos que tomam algum tipo de remédio, é preciso certificar-se com o médico se é necessário deixar de tomá-lo a partir de alguns dias antes da realização da gastroscopia, pois alguns deles podem elevar a chance de promover alguns tipos de sangramento após o exame. mas não se preocupe, pois todo paciente recebe um papelzinho onde estão todas as instruções de como proceder antes da efetiva realização do exame.

É necessário algum remédio para fazer o exame?

Como exemplificamos inicialmente no artigo, em alguns exames é necessário a utilização de alguns medicamentos na sua fase preparatória, como no caso da colonoscopia. Entretanto, a gastroscopia não exige muita coisa. O cuidado que o paciente deverá ter é apenas referente aos medicamentos que ele pode já estar tomando com frequência. Ou seja, quando a pessoa toma algum tipo de remédio, deve falar com o médico para que ele analise se este medicamento pode aumentar as chances do sangramento após a realização do exame. Se isso existir, o paciente precisará suspender momentaneamente o uso do remédio por no mínimo duas semanas antecedentes ao dia do exame.

Aliás, existe alguns tipos de medicamentos que precisam ser analisados sem exceção, como o caso de remédios que um paciente toma por sofrer com diabetes e alguns tipos de anticoagulante. Talvez você se pergunte porque tudo isso, mas é bem simples entender. Existem muitos remédios que podem acabar camuflando alguns problemas que você possa ter e que no dia da endoscopia não seria descoberto. Além disso, no dia do exame propriamente dito, no caso das mulheres mais vaidosas, não se pode estar com esmalte pois o mesmo consegue interferir negativamente na observação nítida dos órgãos sendo analisados.

Como se alimentar antes da gastroscopia?

Nesse aspecto não existe segredo: o jejum precisa ocorrer seis horas antes do exame. Antes disso, o paciente pode se alimentar e beber normalmente que não irá influenciar nos resultados posteriores.

O paciente é sedado?

Outra razão que deve ser levada em conta no caso das pessoas que precisam fazer a endoscopia, mas que tem muito medo, é que no dia do exame todo paciente é sedado e existem duas modalidades para se proceder nesse aspecto. A primeira é referente a sedar o paciente apenas na região local da garganta, que é por onde o endoscópio precisa passar até chegar à região que irá ser avaliada. Nesse caso, o paciente fica acordado durante o exame, mas não sente desconforto, pois, a região sedada fica extremamente relaxada. Já a segunda modalidade trata-se da sedação endovenosa, que acaba deixando o paciente bem sonolento, a ponto de não lembrar de nada do que se foi conversado ou como foi o procedimento do exame em si.

Assim como todo procedimento médico existem riscos para o paciente, uma vez que o sedativo pode ser colocado de forma exagerada e comprometer a respiração do mesmo, por exemplo. E o exame pode sim ser feito sem a necessidade de se estar sedação, contudo o paciente irá sentir aquele desconforto do início ao fim do exame. Salientando que os riscos devem ser considerados como exceção à regra.

Quanto tempo demora o exame?

Aqui está mais um motivo que pode motivá-lo a fazer mais rápido o exame e deixar de postergar. Embora precise de uma preparação antecedente e o exame se tratar de uma câmera que observas algumas regiões específicas, todo esse processo é extremamente rápido. Coloque aí no mínimo cinco e no máximo dez minutos de exame, que apesar de ser ágil, consegue precisamente lhe mostrar no mesmo dia se existe algum problema e como você deve proceder para tratá-lo.

Como o médico procede para fazer a gastroscopia?

Chegando no dia do exame, o paciente será atendido por um profissional da medicina e uma enfermeira já especializados na área de realização de endoscopias. O paciente não pode estar usando lente de contato, dentadura ou óculos. A enfermeira, que irá prepara-lo para fazer o exame, pode em alguns casos colocar uma espécie de dentadura feita de plástico para proteger a região dentário do indivíduo e também, soltar um spray (sedativo) na região da garganta.

Muitas pessoas que não conhecem o exame podem achar que o paciente fica sentado, mas a verdade é que o mesmo deve ficar deitado por cima do seu lado esquerdo. É nesse momento que a enfermeira coloca no dedo do paciente uma sonda, que irá medir o tempo todo a frequência cardíaca e os níveis de saturação de oxigênio. O indivíduo que passa pelo exame não fica totalmente adormecido com o sedativo, o que acontece é que existe uma sonolência capaz de fazer com que o paciente não lembre de nada do procedimento, mas suficiente para que ele ainda consiga seguir todas as instruções do médico durante a gastroscopia.

E a gastroscopia feita através do nariz?

Esclarecemos bem como é realizada a gastroscopia tradicional, mas agora iremos lhe mostrar como é feita a modalidade através do nariz e quais as principais vantagens de se optar por ela. O procedimento feito pelos profissionais é bem simples. Na hora do exame, a enfermeira coloca um tipo de sedativo em spray na região das narinas do paciente e o médico faz a avaliação de ambas, para determinar por qual narina o endoscópio deverá passar.

Muitos sãos os pontos positivos dessa modalidade, se equiparada à tradicional. Primeiramente, a endoscopia feita pelo nariz é bem menos invasiva, pois o endoscópio é bem mais fino e o paciente se sente menos invadido do que o feito tradicionalmente pela boca. E a grande parte negativa da modalidade tradicional, é o fato de que o objeto que deve perpassar a região da garganta pode provocar no paciente algumas sensações de náuseas e nó na garganta, vômitos, vontade de arrotar e ainda certa dificuldade para poder respirar. A modalidade realizada por intermédio do nariz reúne diversas outras vantagens, pelas quais destacamos:

  • É dispensável o uso de anestesia, visto que não traz incômodos e é uma opção muito vantajosa para quem ainda pretende voltar a fazer suas atividades comuns diárias logo depois do exame;
  • Não há efeitos negativos nessa modalidade, como é o caso da gastroscopia tradicional que pode provocar náuseas e vômitos;
  • Enquanto o exame é realizado, o paciente pode conversar com o seu médico;
  • Não se sente dor ao ter o endoscópio passando pelo nariz até a região do esôfago;
  • E o desconforto é quase imperceptível, porque o endoscópio nesse caso é menor.

Como se realiza o diagnóstico de doenças?

É bem simples os procedimentos para o caso de diagnóstico de doenças através da endoscopia. O profissional só faz soprar ar no estômago justamente para conseguir visualizar a existências de possíveis manchas, buraco ou qualquer tipo de alteração prejudicial na região. Em alguns casos é necessário fazer a biópsia, que também é indolor.

O exame causa dor?

Como já vimos, a endoscopia feita pelo nariz não é dolosa e a tradicional também não é. A grande reclamação das pessoas que precisam fazer esse tipo de exame é justamente com relação ao desconforto que se sente durante o procedimento.

O que acontece depois do exame?

Após ser realizada a gastroscopia, o processo de recuperação é bem rápido. Depois da enfermeira tirar o endoscópio do paciente, o mesmo é levado para um quarto onde irá se recuperar dos efeitos causados pelo sedativo. em alguns casos, o médico pode pedir que o paciente faça alguns outros exames para melhor avaliar sua condição e ver quais as melhores formas de tratamento no caso de problemas detectados. dentre os exames destacamos:

  • A radiografia torácica;
  • Medir a frequência cardíaca;
  • Medir a pressão das artérias;

Não é necessário, em todos os casos, esperar os efeitos do sedativo passar para poder retornar para casa. O que se recomenda é que o indivíduo evite dirigir ou fazer qualquer outra atividade que ponha em risco à sua vida, até que o efeito do sedativo passe totalmente, fato este que pode levar até vinte quatro horas.

Preciso repetir o exame?

Cada caso é um caso. Dependendo do que foi diagnosticado no seu exame, você pode ou não ter a necessidade de fazer outras endoscopias posteriormente. Como exemplo, citamos um paciente que fez a endoscopia para descobrir se existia algum problema e que em seguida, ao detectá-lo precisou fazer outra endoscopia, mas que dessa vez serviu para concertar o problema.

Efeitos colateirais

o exame possui alguns efeitos que o indivíduo pode sentir após a sua realização e tais efeitos vão variar de pessoa para pessoa. dentre eles podemos destacar:

  • Dor na garganta;
  • Sonolência e cansaço extremo durante algumas horas posteriores ao exame;
  • Maior chance de ter algum tipo de infecção no peito ou pneumonia;
  • Dores abdominais;
  • Febre;
  • Alguma dificuldade na hora de respirar;
  • Vômitos com presença de sangue;

Alguns idosos com problemas na sua saúde, podem também sofrer ataque cardíaca ou ter um acidente vascular cerebral (avc). Lembrando que os efeitos colaterais não são de regra, você pode sim fazer a gastroscopia e não sentir nada posteriormente além da simples sonolência decorrente do sedativo.

TOP 20 Alimentos Viciantes e Como Fugir do Vício

É fato que o desequilíbrio na alimentação, pode gerar consequências que atuam de maneira negativa na saúde. Existem alguns alimentos viciantes e é necessário tomar cuidado com eles, buscando cada vez mais por hábitos alimentares saudáveis. Não são só refrigerantes, café e hambúrguer que geram vício, a lista pode ser realmente extensa.

O vício alimenta a compulsão e pode gerar um descontrole notável. Não se preocupe, existem maneiras de obter um maior controle e descobrir como melhorar o equilíbrio alimentar.

Confira a seguir 20 alimentos viciantes e como fugir do vício:

TOP 20 Alimentos Viciantes e Como Fugir do Vício

Chocolate

O alto consumo de chocolate não é só na páscoa, muito pelo contrário, algumas pessoas realmente alimentam esse vício o ano todo. Este alimento possui seus benefícios para a saúde, porém, a compulsão pelo doce, pode acarretar em problemas no peso, na pele, gordura nas artérias e até mesmo socialmente, em momentos de consumir ou de sentir falta extrema do chocolate.

Pizza

Hoje em dia, dependendo do lugar, não é difícil encontrar opções variadas de pizzarias. Principalmente nas grandes cidades, elas estão por todo o lugar. Acredita-se, especialmente de acordo com estudos realizados, que a pizza é um dos alimentos mais difíceis de se combater o vício.

Sorvete

Já ouviu algum amigo brincando que é viciado em sorvete? Assim como todos os alimentos deste artigo, é possível se viciar também em sorvete! Em 2012, o Instituto de Pesquisa do Oregon analisou o perigo que alimentos muito doces e gordurosos trazem para os humanos.

Um dos fatores observados em relação ao vício, foi um grau maior do sentimento de satisfação em pessoas que não haviam consumido sorvete em dias anteriores, do que naqueles que haviam consumido.

Cheeseburger

O cheeseburger está na lista de lanches mais encontrados e procurados em fast foods. Assim como outros alimentos citados neste texto sobre 20 alimentos viciantes e como fugir do vício, o cheeseburger, quando consumido frequentemente e em excesso, pode acarretar em danos para a saúde, principalmente para o peso e saúde arterial.

Refrigerante

O que boa parte dos alimentos deste artigo têm em comum, além de serem viciantes? Muitas pessoas consomem eles com refrigerante! No entanto, a bebida não leva benefícios à saúde e constantemente é relacionada com a obesidade por causa do excesso de calorias e sensação de fome que pode surgir ao ingerir.

Bife

Em estudos realizados sobre os alimentos mais viciantes, o bife está fortemente presente. O vício em carne é muito ressaltado especialmente pelos veganos. No entanto, é interessante notar que qualquer tipo de exagero na alimentação, pode causar um desequilíbrio que não favoreça a saúde, nem cultive hábitos favoráveis.

Salgadinhos

Os salgadinhos, muitas vezes, são apresentados nos primeiros anos da infância. O problema, é que em alguns casos, um vício acaba surgindo e causando problemas, especialmente de hábitos alimentares ruins e de peso.

Batata Frita

Com composição repleta de carboidratos e gorduras, a batata frita promove a sensação de prazer,  o que acaba contribuindo para um alto consumo e até mesmo o vício. Em uma universidade na Alemanha, um estudo associou o alimento à ativação de um mecanismo de recompensa no cérebro de ratos.

Com uma produção maior de serotonina, a sensação de bem-estar é promovida, mas isso não significa que o alimento seja saudável, muito menos o vício nele.

Bolo

A compulsão também pode estar ligada aos bolos. A cada dia mais, novos tipos e combinações de sabores com coberturas são criadas. Nem todo mundo reserva a hora de comer bolo só para datas especiais, muito pelo contrário, algumas pessoas contam com um verdadeiro vício.

Cupcakes

Os cupcakes são basicamente pequenos bolos, muitas vezes recheados e/ou com cobertura. Quantas pessoas conseguem comer apenas um? O problema vai além disso, este é um dos alimentos que aparecem nas listas de mais viciantes. É importante manter o equilíbrio e evitar uma má nutrição.

Ovos

Apesar de contribuir com benefícios na saúde, até mesmo para quem quer perder peso, o ovo é um dos alimentos que entram para a lista de viciantes. Para quem não dosa bem a quantidade de sal, o vício piora ainda mais.

Biscoitos recheados

Uma pesquisa americana realizada por um professor e alunos da Conecticut College, indica que o biscoito da marca Oreo, que tornou-se famoso nos últimos anos, estimula o cérebro, promovendo sensações de prazer. No entanto, outras marcas também são altamente consumidas e podem levar ao vício.

Doces no geral

Várias pesquisas já apontaram e continuam apontando como o alto teor de açúcar e gordura causam efeitos cerebrais relacionados muitas vezes com as drogas. Por isso, que é fundamental tomar cuidado com a alimentação, não apenas com os alimentos doces e os outros citados neste artigo, como também nos excessos. A compulsão por doces pode ser muito forte e deve ser levada a sério.

Café

O café não necessariamente traz malefícios à saúde, a não ser para quem possui problemas no estômago, osteoporose avançada ou insônia. No entanto, a bebida pode levar ao vício e é importante manter o equilíbrio.

Pipoca amanteigada

A pipoca amanteigada não faz parte da preferência de algumas pessoas apenas no cinema. Esse é mais um dos itens presentes em listas de alimentos viciantes, com o qual também se deve ter cautela para consumir de forma consciente, especialmente pela gordura presente na manteiga.

Salgados Assados

Os alimentos processados, como os salgados assados que muitas vezes são comprados congelados para fritar ou apresentam um alto teor de gordura, entre outros componentes, podem viciar. Além disso, podem contribuir com o aumento de peso.

Pão francês

O carboidrato presente no pão, apesar de ser simples, conta com uma rápida digestão, o que pode acabar promovendo a sensação de falta de saciedade. Dessa maneira, as pessoas podem acabar consumindo mais do que o necessário.

Frango Frito

Sal e gordura? São dois componentes presentes em boa parte dos alimentos desse artigo e essa combinação é capaz de ser adorada por muitas pessoas. No entanto, além de adorada, é uma combinação que a adoração chega ao nível do vício. Um vício que pode causar sérios problemas de saúde, especialmente cardiovasculares.

Bacon

Por mais que tenha um grande número de fãs, o bacon – alimento gorduroso presente em diversos lanches e até mesmo em cafés da manhã ou lanches da tarde-, pode trazer malefícios para a saúde ao ser consumido com frequência, incluindo a pré disposição a complicações envolvendo o excesso de gordura.

Queijo

Um estudo realizado pela Universidade do Michigan, nos Estados Unidos afirmou que o queijo é um dos alimentos viciantes. Um dos motivos, é a presença de caseína, encontrada em produtos originados do leite. Além disso, o queijo está presente em diversos alimentos, incluindo em pizzas e cheeseburgers, por essa razão, o cuidado deve ser redobrado.

Como se livrar dos vícios?

Agora que você já viu quais são 20 alimentos viciantes, está na hora de descobrir algumas dicas para se livrar desses vícios e obter uma alimentação mais equilibrada, longe dos exagerados que podem ser tão maléficos para a sua saúde. Confira a seguir:

  • É fundamental, a princípio, identificar quais são seus vícios, observar a frequência, quantidade de consumo e como se sente ao ficar sem;
  • Não adianta querer cortar de vez cada vício, é fundamental substituir pouco a pouco um hábito por vez. Dê a chance do seu corpo se adaptar e recuperar;
  • Busque sensações de bem-estar por meio de outras coisas, faça exercícíos, escute músicas, entre outras diversas opções, mantenha-se ativo;
  • Procure por opções mais nutritivas, que possam contribuir com a sua saúde;
  • Busque orientação médica para obter direções de quais alimentos são mais favoráveis para as suas necessidades;
  • Não se esqueça, principalmente por causa do refrigerante, de tomar água, outra opção boa também são os sucos naturais para a substituição da bebida gaseificada.

12 Benefícios Incríveis de Óleo de Rícino para a Saúde

Nos últimos anos, o poder do óleo de rícino tem sido cada vez mais explorado para a saúde e estética. São fáceis de serem encontrados e possuem vantagens diversas, sendo possível, dessa forma, adquirir o melhor para atender suas necessidades. Além do óleo de coco, o de rícino também virou um grande queridinho das pessoas.

Quais são os motivos dessa preferência? Como será visto neste artigo sobre os benefícios do óleo de rícino para a saúde, ele atua de forma vantajosa para a pele, cabelo, unhas e muito mais. Entre seus componentes vantajosos estão ácidos graxos, sais minerais e vitamina E.

I) Confira a Seguir quais são suas Vantagens de Óleo de Rícino para a Saúde:

12 Benefícios Incríveis de Óleo de Rícino para a Saúde

1) Combate a pele ressecada

O óleo de rícino contribui com uma melhor hidratação da pele, colaborando principalmente em casos em que o aspecto da pele está ressecado e envelhecido. Muitas vezes, uma pele ressecada apresenta irritação, nesses casos, o óleo de rícino também pode ser muito benéfico.

2) Ajuda no tratamento da caspa

As propriedades antifúngicas do óleo de rícinio, contribuem para a limpeza do couro cabeludo, o que por sua vez, ajuda no combate a caspa.  A oleosidade excessiva também é um aspecto notavelmente melhorado com o uso do óleo.

3) Mantém a pele hidratada

Para quem já tem uma boa pele ou deseja melhorar a pele ressecada, o óleo de rícino, cria uma película na pele, fazendo com que ela não perca tanta água como normalmente, mantendo-se assim, mais hidratada. Além de ser uma boa opção para quem tem pele oleosa.

4) Auxilia no combate ao acne

Por possuir efeito adstringente, o óleo de rícino promove a redução da proliferação bacteriana, que pode ser uma das causas de acne, um problema que atinge e incomoda diversas pessoas. Ainda mais,  este óleo tem comedogenicidade nível 1, o que favorece o seu uso por quem possui sinais de acne ou a pele oleosa.

5) É um laxante natural

Por estimular o sistema intestinal, o óleo de rícino geralmente é uma das recomendações ao tratar-se de constipação. Ele é considerado um laxante natural, por essa razão, o cuidado deve ser redobrado com as doses ingeridas, não se esquecendo jamais de obter a orientação médica adequada para o seu caso.

6) Melhora o aspecto das estrias

Acredita-se que por causa de seus componentes vantajosos, especialmente no que diz respeito a pele, o óleo de rícino tem um potencial favorável para quem deseja melhorar o aspecto das estrias, principalmente as avermelhadas. Não se esqueça, ele apenas contribui para melhorar o aspecto, por isso, assim como em outros casos, é importante aliar seu uso com um tratamento médico.

Além de contribuir para melhorar o aspecto das estrias avermelhadas, o óleo de rícino auxilia também para o aspecto da celulite. É importante observar que ele não resolve o problema, mas ajuda a melhorar a aparência da pele, especialmente por suas propriedades hidratantes.

7) Contribui no crescimento capilar

Em seus componentes, o óleo de rícino contem agentes que contribuem com que as cutículas capilares sejam seladas, conferindo assim um aspecto mais sedoso e afastando o ressecamento. Dessa forma, o cabelo fica mais encorpado e brilhoso. Além disso, ele pode ser utilizado em umectações noturnas ou hidratações para promover um maior cuidado com o couro cabeludo e um melhor crescimento capilar.

Ainda mais, para fortalecer os fios, o óleo de ricino também pode se tornar um ótimo aliado, favorecendo um crescimento mais saudável, até mesmo em casos de uso de química ou cabelos tingidos. Para isso, ele pode ser usado puro ao longo dos fios ou misturado com máscaras de hidratação.

8) Colabora no tratamento de inflamações

O óleo de rícino também pode ser utilizado para elaborar massagens que promovam o relaxamento com o objetivo de amenizar inflamações. Dessa forma, ele se torna um grande aliado também para o alívio de dores musculares e nas articulações.

9) Ameniza coceiras no couro cabeludo

O óleo de rícino ajuda a amenizar a descamação do couro cabeludo, o que também evita coceiras e o aparecimento das pequenas casquinhas brancas. O ideal é complementar o tratamento indicado pelo dermatologista com o óleo.

10) Possui ação cicatrizante

A vitamina E presente no óleo de rícino, contribui com a cicatrização. Especialmente por ter forte ligação com uma melhor hidratação da pele, por isso que este óleo é um grande aliado ao tratar-se de saúde e estética.

11) Ajuda no tratamento das micoses

As micoses são causadas geralmente por fungos e geralmente são muito resistentes a tratamentos. No entanto, o óleo de rícino possui propriedades antifúngicas, o que é muito vantajoso para evitar ou ser complementar no tratamento de complicações causadas por fungos.

12) É benéfico para as cutículas

Apesar de muitas pessoas optarem por tirar as cutículas, essa pele protege a base da unha. A película protetora criada pelo óleo de rícino, ajuda a hidratar também as cutículas, o que por consequência, faz com que sua função de proteger as unhas, seja aprimorada. Em alguns casos, pode até mesmo contribuir com o fortalecimento das unhas.

II) Dicas

É importante lembrar que não se recomenda passar o óleo de rícino diretamente na pele, ele pode ser misturado com um creme. Já no cabelo, e possível aplicar o óleo no couro cabeludo e massagear, não se esqueça sempre de tirar para que ao invés de trazer vantagens o resultado seja ao contrário. Outro fator importante, é que a exposição ao sol após o uso do óleo também não é recomendada.

10 Benefícios Incríveis da Carambola para a Saúde

A carambola é uma fruta muitas vezes evitadas, pois geralmente, os seus malefícios são mais ressaltados que suas vantagens. Assim como todos os tipos de alimento, é fundamental consumir de forma equilibrada, sem exageros. No artigo de hoje, você conhecerá os principais benefícios desta fruta, que em diversos casos é esquecida.

I) Confira Abaixo os 10 Benefícios Incríveis da Carambola para a Saúde:

1) Fortalece o sistema imunológico

Por ser rica em vitamina A, C e algumas do complexo B, a carambola é uma fruta contribui com o sistema imunológico. Sem dúvidas, ter uma imunidade mais fortalecida ajuda a evitar alguns tipos de complicações na saúde, como gripes e resfriados.

2) Retarda o envelhecimento

Por possuir propriedades antioxidantes, a carambola é uma fruta que por consequência, acaba auxiliando na prevenção do envelhecimento precoce da pele. Isso principalmente porque um dos vilões desse envelhecimento são os radicais livres.

3) Ajuda a combater inflamações

A presença dos flavonoides na carambola, contribuem para o efeito anti-inflamatórios que essa exótica fruta possui. Essa é uma propriedade importante para ajudar no combate de inflamações de tecidos, porém, é fundamental contar com orientações médicas para obter o tratamento adequado nestes casos.

4) Melhora a circulação sanguínea

Acredita-se que o chá das folhas de carambola, contribuam com a redução dos níveis de glicose no sangue. Ainda mais, a fruta pode contribuir com um melhor equilíbrio na pressão sanguínea por facilitar o fluxo de sangue.

5) Combate os radicais livres

Um benefício interessante, é o poder antioxidante que a carambola possui. Dessa maneira, ela atua contra os radicais livres, que possuem a capacidade de danificar células sadias do corpo humano. Além disso, contribuem com o envelhecimento e o desenvolvimento de algumas doenças, por isso que a propriedade antioxidante é favorável.

6) Promove o crescimento saudável do cabelo

Os nutrientes presentes na carambola, ajudam a promover um crescimento saudável e fortalecido do cabelo. As vitaminas B e C são apontadas como responsáveis por esse benefício, principalmente para ajudar a manter o cabelo forte e saudável.

7) Controla a pressão arterial

O potássio presente na carambola, é um de seus nutrientes apontados como benéficos ao se tratar da pressão arterial, ajudando em sua regulação. Essa melhor regularidade é fundamental para o sistema cardiovascular, que corresponde aos vasos sanguíneos já citados anteriormente neste artigo e o coração.

8) Possui efeito diurético

A carambola possui efeito diurético, o que significa que age de forma estimulante para a secreção de urina, o que pode ser benéfico em casos de tratamento de complicações de saúde que contam com a necessidade do aumento do fluxo urinário.

9) Ajuda na digestão

Por causa das fibras, a carambola tem capacidade de ajudar na digestão, facilitando o bom funcionamento do trato gastrointestinal. Além disso, ajuda a flora intestinal, por isso que em alguns casos é recomendada para amenizar a diarreia.

10) Reduz o peso

Por ter pouquíssimas calorias, a carambola pode ser uma ótima aliada para quem busca a redução de peso. Além disso, é uma boa fonte de fibras e como citado anteriormente, é diurética. Não se esqueça que assim como outros alimentos, é importante consumir com equilíbrio e cautela.

II) Atenção

A fruta, muito conhecida por seu formato de estrela, quando consumida por pessoas propensas a terem problemas com sua toxina, pode ter como consequência de sua ingestão dormência, convulsão, confusão mental, fraqueza e até mesmo dormência.

Algumas pessoas, especialmente quem possui problemas renais, deve tomar cuidado com a fruta. Antes de consumir, é importante obter as orientações adequadas, pois infelizmente, alguns indivíduos possuem intolerância às toxinas presentes na fruta.

Quarto Minimalista: Conheça Algumas Dicas!

É um estilo que vemos na decoração, arquitetura e também é na vida de algumas pessoas que optaram por viver sem supérfluo, quem opta por decoração estilo minimalista dar adeus a excessos como roupas, acessórios e as mobílias, quem escolhe  esse tipo de decoração, na verdade vive uma vida simples, livres de coisas que não são necessárias, tem apenas o essencial. O estilo minimalista teve grande influência da cultura japonesa , mas ela ganhou força mesmo em 1980, foi quando ela começou a se difundir e mais pessoas aderiram o estilo. E assim como o estilo minimalista e livre se supérfluos, a decoração escolhida, também deve ser nesse caminho, então alguns pontos podem ser seguidos na hora de criar uma decoração.

Confira as Dicas para Decorar o Quarto com o Estilo Minimalista:

1) Móveis

Menos é mais certo! Realmente essa é a premissa do estilo minimalista na hora de escolher os móveis e decoração para seu quarto, escolha o mínimo possível, só tendo o essencial dentro do ambiente, pois sendo um local amplo e com poucos móveis  qualquer objeto a mais pode parecer bagunçado e causar um desconforto visual na decoração, desapegue de tudo que não estiver sendo utilizado eis os passos principais para decoração minimalista.

2) Cores

Esse é um ponto muito importante no estilo minimalista, devem ser escolhidas, tonalidades claras, como branco, bege e  tons de cinza claro são a escolha perfeita para conter a cartela de cores. Por que escolher cores claras? Porque normalmente em estilo minimalista são ambientes amplos e grandes e essas cores vão ampliar ainda mais o ambiente e deixar ele bem iluminado.

3) Iluminação

Assim como as cores a iluminação é extremamente importante nesse estilo, verifique se nenhuma área ficou escura ou mal iluminada  inclua um foco de luz principalmente para o uso diário do quarto, utilize de lâmpadas embutidas ou penduradas, prefira janelas de vidro, produz iluminação solar, permitindo  que ocorra maior integração entre o quarto e o ambiente externo, se optar por colocar cortinas, use cores brancas e cinzas e tecidos leves para decorar e controlar a luminosidade do sol.

4) Limpeza em dia

A limpeza do ambiente  é um aspecto que não devemos esquecer, ela que permite a sensação de conforto  e relaxamento, mantenha o quarto arrumado, com o chão e as superficies dos móveis limpos e livres de objetos, o estilo além de priorizar a essencialidade ainda é capaz de transmitir elegância.

Se reconhecer como minimalista, tem a ver com sua visão do mundo, onde que para viver bem, ela só precisa do essencial, as pessoas abraçam esse estilo de vida em busca de liberdade, principalmente da sociedade e do consumo, para serem felizes não precisam possuir muitas coisas e se sentem bem mas a vontade  em ambientes com poucos objetos, cores e móveis, livre das extravagâncias, apenas leveza e simplicidade.

10 Benefícios Incríveis de Cajá para a Saúde

O Cajá é uma fruta exótica que tem origem da América central e pode ser encontrada com mais facilidade na região norte e nordeste do Brasil. Ela é uma fruta exótica e cheia de nutrientes que possui um tamanho aproximado entre 7 e 10 centímetros com uma forma oval.

Como muitas outras frutas, o cajá possui muitos nutrientes, mas que podem ser desconhecidos por muitas pessoas. É uma fruta rica em sair minerais, como fosforo, cálcio e ferro, por isso, ela pode ajudar na estrutura óssea, evitando a osteoporose, além de ajudar na contração muscular e aumentar as energias do corpo, colaborando com as defesas no organismo.

O cajá também é uma rica fonte de vitaminas com A, B e C. Ela possui ação antioxidante e combate radicais livres, responsáveis pelo surgimento do sangue e envelhecimento e ainda ajuda no bom funcionamento do intestino, prisão de ventre e resfriados e gripe.

A fruta pode ser consumida com sorvete, geleia, suco, refrescos, polpas, mas principalmente como a própria fruta que apresenta fibras que dão maior sensação de saciedade e poucas calorias, além de proporcionar muito sabor e refrescância.

Para você conhecer mais a respeito do cajá, nós separamos alguns benefícios dessa fruta exótica e rica em nutrientes e benéfica em vários aspectos.

Confira Abaixo os 10 Benefícios Incríveis de Cajá para a Saúde:

1) Protege contra doenças cardíacas

O cajá é rico em vitamina C, que age como um antioxidante natural, e, por isso, protege o organismo de radicais livres e previne doenças cardiovasculares como o derrame, infarto, hipertensão, ataques cardíacos e arteriosclerose.

Além disso, a fruta ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL) que é responsável pelos principais casos de problemas no coração.

2) Dentes e osso fortes

O cajá possui muitos fatores que contribuem para que os ossos e dentes se mantenham fortes devido á alta quantidade de cálcio.

A fruta é uma rica fonte de minerais, como cálcio, ferro, magnésio, potássio, e vitamina A muito importantes para a prevenção de osteoporose e outras doenças que possam afetas os músculos e ossos. O cálcio ainda ajuda nos estímulos e reduz o número de lesões.

Ao acrescentar o cajá em sua dieta você pode encontrar muitos benefícios para os ossos e um sorriso mais bonito.

3) Apoia o sistema nervoso

O cajá é uma fruta que pode auxiliar no controle do sistema nervoso tanto de mulheres no período menstrual como de qualquer pessoa, independente do sexo ou idade.

A presença da vitamina B em sua composição explica essa situação. O cajá pode ajudar no controle de ansiedade, depressão, fome e compulsão alimentar, fatores relacionados ao sistema nervoso.

4) Aumenta a imunidade

Ricos em Vitamina C, uma vitamina essencial para o nosso organismo, um agente que age como antioxidante natural, o caju ajuda na proteção do corpo contra inúmeros danos que são causados por radicais livres, o que pode ajudar na ocorrência de muitas doenças, como câncer, reduzindo as celular cancerígenas.

A vitamina C ainda ajuda no sistema imunológico e contribui com a produção de colágeno, melhorando a saúde da pele, tendões e cartilagens. Além disso, a fruta pode reduzir fadigas pós-treino e combater o cansaço.

Uma porção de 100 gramas de cajá refere-se a aproximadamente 46,5 miligramas de vitamina C, com essa porção em sua dieta diária você pode garantir cerca de 40% de vitamina C necessária para manter o corpo saudável.

5) Baixo teor de gordura

O cajá é uma gruta que não contem gordura saturada ou colesterol, ela possui baixo teor de gordura. É uma ótima escolha para manter a qualidade de vida e manter o peso estável.

É ótimo para que busca uma dieta saudável.

6) Carotenoides

O cajá é rico em carotenoides e beta-criptoxantina, fatores que contribuem para a saúde de modo geral, além de também ajudas na saúde e fortalecimento dos ossos, na visão e produção de células brancas, aumentando a imunidade.

A beta-criptoxantina é uma provitamina que ajuda na produção do retinol, a Vitamina A. Os carotenoides ainda ajudam a aumentar a imunidade. A beta-criptoxantina é um carotenoide que é solúvel em gordura.

7) Previne a anemia

O cajá é uma fruta rica em ferro e por isso ele pode ajudar na prevenção da anemia, doença que reduz o numero de celular vermelhas e saudáveis no sangue, dificultando ainda a circulação e distribuição de oxigênio para o corpo.

Ao consumir 100 gramas de cajá você pode ingerir 2,8 miligramas de ferro no seu organismo, porção que equivale entre 15% a 35% da ingestão de ferro indicada.

O ferro é um nutriente essencial para a completa função do organismo, ele assume função na produção de hemoglobina e mioglobina, que são de extrema importância no transporte de oxigênio e na produção dos glóbulos vermelhos.

8) Melhora a saúde dos músculos

O cajá possui nutrientes que não responsáveis pelo auxilio na atuação de moléculas de ATP, por possuir uma grande quantidade de fósforo. Ao ser inserido na dieta, o cajá pode colaborar para a hipertrofia e ganho de massa muscular, pois isso, é uma fruta importante da dieta de um atleta.

O fosforo contido no cajá contribui para a saúde e o ganho de massa muscular.

9) Ajudar a emagrecer

A fruta possui baixo teor calórico e, por isso, pode ajudar a cultivar uma boa forma, ainda mais se associada com a prática de exercícios.

O cajá é uma fruta rica em fibra e ajuda a regular o intestino, eliminando toxinas indesejáveis do corpo e o mantendo mais limpo. Além disso, o cajá pode aumentar a sensação de saciedade o que vai ajudar a evitar que você consuma porções desnecessárias e ainda eliminando a ansiedade e compulsão alimentar.

10) Previne a TPM

Por atuar nos hormônios femininos, o cajá pode ser um ótimo aliado quando o assunto é tensão pré-menstrual (TPM). As mulheres que sofrem com a TPM podem ingerir o cajá, uma fruta rica em vitaminas A, B e C, que ajuda na prevensção de oscilações de humor que ocorrem nesse período,

Fonte:

Os benefícios e propriedades do delicioso cajá

http://www.conquistesuavida.com.br/noticia/caja-descubra-6-beneficios-poderosos-dessa-fruta-para-a-sua-saude_a4972/1

10 Benefícios do Cajá – Para Que Serve e Propriedades

8 benefícios do cajá: descubra como a fruta pode ser aliada da saúde

http://www.dicasonline.tv/beneficios-caja-corpo-humano/

6 Dicas Brilhantes para Renovar a sua Casa

Mora em imóvel alugado e deseja reformar o ambiente sem descumprir o contrato? Ou deseja reformar seu imóvel próprio, mas não suporta a ideia de quebra-quebra, poeira e altos gastos? Atualmente é possível reformar sem esses transtornos e em pouco tempo, por isso selecionamos seis opções para renovar o piso da sua casa sem passar pelos transtornos da reforma. Parece mentira, mas sim, você pode fugir da quebradeira, manter um orçamento aceitável e dar uma cara totalmente nova ao ambiente, conheça algumas das dicas que selecionamos e veja se uma delas é o que você procura:

Confira Abaixo as 6 Dicas Brilhantes para Renovar a sua Casa:

1) Piso vinílico:

6 Dicas Brilhantes para Renovar a sua Casa

é uma opção duradoura já que o material é resistente e pode ser aplicado em qualquer ambiente. Para aplicá-lo o piso base não deve apresentar nenhuma irregularidade, caso contrário o piso deve ser previamente nivelado por uma fina camada de cimento. O único piso que não aceita o vinílico por cima é o taco. Além da facilidade de instalação, o vinílico é de fina espessura, o que dispensa a necessidade de fazer ajuste nas portas. Podem ser encontrados em diferentes designs, imitando todo tipo de material.

2) Laminado:

perfeito para ambiente em que não existam problemas de umidade, portanto evite ambientes como banheiros e cozinhas. Disponível em diferentes espessuras podem exigir algumas adaptações no ambiente.  Uma das vantagens dos pisos laminados é que além da estética, podem ser facilmente aplicados sobre outros pisos.

3) Restauro:

Se o piso do seu imóvel for de madeira e você não desejar desfazer-se dele é possível restaurá-lo através da aplicação de verniz ou resina à base de água, deixando-o com um aspecto novo e menos desgastado.

4) Cerâmicas e porcelanatos:

6 Dicas Brilhantes para Renovar a sua Casa

Sim, você pode aplicar cerâmicas por cima daquela cerâmica antiga, desde que escolha opções de menor espessura para não alterar muito o nivelamento do ambiente. Esse material oferece muitas possibilidades de renovação devido à grande variedade de estampas e padrões disponíveis.

5) Tapetes:

6 Dicas Brilhantes para Renovar a sua Casa

além dos tapetes de tamanhos mais populares é possível encontrar tapetes modulares, disponíveis em pequenas placas que podem ser presas umas às outras, caso a área que se deseja cobrir seja de grande extensão.

6) Pintura:

geralmente utilizada para renovar concreto e pisos cerâmicos. Lembre-se de verificar se as opções de tinta disponíveis na loja são adequadas para o tipo de piso que deseja cobrir, a pintura com tinta epóxi, à base de resina, é a mais versátil e pode ser aplicada sobre diferentes materiais. Esse tipo de intervenção exige que o revestimento a ser pintado esteja em boas condições, já que ele não será coberto e sim revitalizado.

Com essas opções em mente, defina o estilo que deseja criar na sua casa, se quer cores neutras ou não, se procura construir padrões ou imitar materiais mais nobres, considere os ambientes que serão revestidos, se forem cozinhas ou banheiros evite os laminados e tapetes por não serem materiais adequados à umidade e dê preferência às cerâmicas ou vinílico. Sigas essas dicas e sem gastar muito dinheiro, passe por uma reforma rápida e tranquila.

10 Benefícios Incríveis do Camu-Camu para a Saúde 

A Amazônia é lar de plantas e ervas capazes de fazerem milagres na saúde, substituindo facilmente inúmeros remédios caros. Prova disso é um fruto colorido conhecido como camu-camu,  semelhante a uma cereja, porém repleto nutrientes e propriedades poderosas. 

A fruta está sendo cada vez mais consumida tanto pelos brasileiros como por outros países que as importam tanto o próprio vegetal como seu composto vitamínico. Conheça os incríveis benefícios que o camu-camu oferece a saúde com a lista que elaboramos! 

Confira Abaixo os 10 Benefícios Incríveis do Camu-Camu para a Saúde:

Camu Camu

1- Antidepressivo natural 

camu-camu é utilizado na composição de antidepressivos industrializados e por isso, quando consumido in natura possui o mesmo efeito. A vantagem é o valor acessível, além é claro de não possuir nenhuma contraindicação ou efeito colateral.  

2- Vitamina C 

camu-camu possui um grau altíssimo de vitamina C, chegando a superar a laranja, fruta conhecida mundialmente pelo nutriente em abundância. O fruto é atualmente conhecido como a maior fonte de vitamina C do mundo. 

3- Prevenção do câncer 

Por ser rico em antioxidante e outros nutrientes, o camu-camu oferece uma proteção extra contra o desenvolvimento e propagação de alguns tipos de câncer. 

4- Saúde dos olhos 

O fruto possui alguns nutrientes capazes de preservar a visão, evitando a degeneração com o passar dos anos e prevenindo possíveis doenças oculares como catarata ou cegueiras noturnas.  

5- Anti-inflamatório 

Os antioxidantes, vitamina C e outras substâncias presentes no fruto reduzem e evitam possíveis inflamações no corpo. Artrite, gota ou dores crônicas são aliviadas instantaneamente com o consumo recorrente da fruta ou compostos vitamínicos. 

6- Anti-idade 

Por ser rico em antioxidantes e nutrientes diversos, o camu-camu também combate as células que provocam o envelhecimento prematuro. O consumo da fruta ou suplementos do tipo ajudam a manter a pele sempre jovem e limpa. 

7- Fortalece o sistema imunológico 

O consumo recorrente do camu-camu ou suplementos com base na fruta pode acarretar em um organismo mais forte. Isso ocorre porque o alimento é rico em vitaminas e nutrientes essenciais, capazes criar defesas contra bactérias e vírus, mantendo o sistema imunológico sempre protegido. 

8- Rico em potássio 

camu-camu possui potássio em abundância, nutriente capaz de melhorar a saúde cardíaca, formação e proteção óssea, controlar os níveis de açúcar no sangue além de aliviar dores.  

9- Protege e estimula o cérebro 

A fruta é capaz de proteger o cérebro de doenças cognitivas, como o mal de Alzheimer, além de melhorar o humor e como dito anteriormente, tratar a depressão, ansiedade e estresse. 

10- Protege o sistema reprodutivo 

Após inúmeros estudos, especialistas constataram que o camu-camu também é capaz de evitar a infertilidade, além de proteger o sistema reprodutivo. A fruta reduz os riscos do desenvolvimento de doenças tanto em homens como em mulheres, agindo para eliminar as toxinas do organismo.