Sobre Personalidade Feminina

Personalidade Feminina é um blog gerador de conteúdo inteligente, de âmbito feminino e com muita personalidade.

Chás cicatrizantes: conheça os dois melhores preparos

Todo mundo já deve estar “careca” de saber que os chás são uma fonte de benefícios para a saúde. Muitos acalmam, emagrecem, abaixam colesterol, diminuem pressão arterial, são ótimos para o sistema digestivo, etc. E hoje trouxemos para vocês os dois melhores preparos de chás cicatrizantes para ajudar a curar feridas.

Quais são os chás cicatrizantes?

1) Chá de couve

shutterstock_201507179.1-750x420

A couve é um alimento super nutritivo e importante em uma dieta saudável.  Ela é rica em Vitamina A, vitamina B1, vitamina B2, vitamina B3, vitamina B5, Vitamina C e vitamina K. Além dessas vitaminas, na couve ainda encontramos uma excelente fonte de cálcio, cloro, enxofre, ferro, fósforo, magnésio, silício e sódio.

Portanto, além de ser fonte de inúmeras vitaminas e nutrientes, é excelente para ser consumida em forma de chá, por se tratar de um dos melhores preparos que auxilia na cura de feridas.

Ingredientes:

  • 2 colheres (sopa) de folhas de couve picadas
  • 1 xícara (chá) de água

Modo de preparo:

Deposite as folhas picadas em uma xícara e despeje a água fervente sobre as folhas. Tampe e deixe a mistura descansar por no mínimo 10 minutos. Assim que o chá estiver morno e na temperatura ideal para ser consumido, coe e beba. Este chá pode ainda incluir gotas de limão e pode ser adoçado com um pouquinho de mel.

2) Chá simples de eucalipto

shutterstock_140737051

Sabemos que o eucalipto é uma das ervas mais cobiçadas quando o assunto é medicina natural. Conhecido por suas propriedades que fazem bem à saúde, principalmente nas vias respiratórias, melhora os sintomas da sinusite e ajuda no tratamento da dor ciática. Também, é uma ótima opção de chá cicatrizante. Confira a receita:

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de folhas de eucalipto picadas
  • 1 xícara (chá) de água

Modo de preparo:

Deposite as folhas picadas em um xícara e despeje a água fervente sobre as folhas. Tampe e deixe descansar a mistura por no mínimo 10 minutos. Quando o chá estiver morno, na temperatura ideal para beber, passe por um coador. Tome 3 xícaras do chá ao longo do dia, preferencialmente pela manhã, à tarde e antes de dormir, assim você mantém uma rotina de consumo do mesmo. Também pode ser adoçado com mel.

Fontes:

http://www.prevention.com/mind-body/natural-remedies/healing-herbal-teas

Como calcular o período fértil para engravidar?

Muitas mulheres sonham com a experiência da maternidade e, muitas delas, tentam exaustivamente engravidar sem muito sucesso. Pensando nelas, preparamos o post de hoje com dicas indispensáveis para todas começarem a conhecer o seu corpo e, assim, descobrir qual é o seu período fértil.

Descubra qual é o seu período fértil

Primeiramente, podemos pensar pela questão das datas do seu ciclo menstrual, por exemplo, se você menstruou hoje, calcule 14 dias atrás, pois é neste período que você é mais fértil. Portanto, podemos perceber que o período fértil é mais ou menos no meio do ciclo menstrual. Porém, se você não costuma anotar muito como tem decorrido o seu ciclo, existem outros sinais que nosso corpo libera para termos uma noção de que estamos ovulando ou não:

1- Alterações no muco cervical

período fértil

A observação do muco cervical é um ótimo auxílio para a mulher ter certeza de que está ovulando. No período próximo a ovulação, este muco torna-se um pouco mais transparente e elástico, parecido com uma clara de ovo.

Quando a mulher menstrua, é provável que ela fique sem secreção vaginal por alguns dias. Porém, com o passar do ciclo, essa secreção começa a aparecer, com uma cor levemente opaca e consistência mais grudenta. Então, quanto mais transparente, viscosa e elástica esta secreção estiver, mais próxima da ovulação a mulher está.

2- Sensibilidade das mamas

período fértil

Este é um sinal mais indireto, pois as glândulas mamárias tem receptores hormonais e, dessa forma, quando ocorre a produção de estrogênio na primeira fase do ciclo, pode ocorrer um aumento do volume mamário e, assim, na segunda fase, as mamas podem ficar mais doloridas. Dessa maneira, podemos perceber mais um indício de que há possibilidade de estarmos em período fértil.

3- Testes de farmácias

teste-de-gravidez-de-farmacia-foto-do-shutterstock1

Assim como existem testes para ver se você está grávida, também existem testes para ver se você está em período fértil. Existem dois tipos: os de saliva e os de urina.

Os de urina funcionam da mesma forma que aqueles testes de gravidez, basta molhar com um pouquinho de urina e observar a mudança de cor, que vem indicado na embalagem qual a cor que representa o período fértil.

Já os de saliva são um pouco mais complexos, pois vem um kit com até um pequeno microscópio e uma lente de aumento, em que você observa a mudança do padrão da saliva quando está no período da fértil.

Veja também este vídeo sobre como calcular o período fértil (16:44). 

Fontes:

3 Dicas para se Organizar e Otimizar Tempo

Se tem uma coisa que incomoda muita gente nos dias atuais é a falta de tempo. É tanto trabalho, estudos, cuidados com a casa e a família que muitas vezes começamos a atropelar as coisas e não terminamos nenhuma delas. Dessa forma, precisamos nos organizar para que o tempo torne-se nosso aliado e não inimigo. É essencial você se organizar para ser mais produtivo na sua rotina.

Siga estas 3 dicas e dê o primeiro passo para otimizar tempo e trabalhar de forma eficiente:

1. Fazer uma coisa de cada vez

otimizar tempoUm dos maiores erros que muita gente comete, é tentar fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Para facilitar, vou usar o exemplo de mim mesma: imagino se eu tentasse escrever posts, programar posts na page, postar no insta, escrever meu relatório de estágio e ler o livro que o prof indicou em apenas 2 horas. É óbvio que os posts sairão mais ou menos, o relatório ficará péssimo e a leitura será bem por cima. Por isso, tenha uma lista de prioridades. Pois você terá que aplicá-la sempre! Tanto em casa, quanto no trabalho.

Faça o seguinte: Tenha um bloquinho/agenda só para as tarefas do dia, e vá riscando cada uma enquanto for fazendo. Isso trará uma sensação de produtividade e bem estar, consequentemente, você executará as tarefas de forma mais leve e prazerosa, e sabe o que mais? Quando se faz algo em bem, se sentindo tranquilo sem se apressar, ele termina mais rápido!

2. Não deixe as coisas para a última hora

otimizar tempo

Tá aí outro erro grotesco que muita gente comete: “Vou fazer amanhã”, e este amanhã nunca chega. Muitas vezes, essa mesma pessoa tem tempo no momento, mas não fará a tarefa, pois “é pra semana que vem”, “ainda tenho tempo”. Uma coisa: Não, você ainda não tem tempo. Você tem tempo agora, pode ser que amanhã não terá mais.

Portanto, assim que receberes uma tarefa, adicione-a a sua lista, levando em consideração sempre o que precisa ser entregue primeiro no topo e o que há mais tempo no final. Mas não esqueça deste item, simplesmente, em um momento, a hora dele chega. O quanto antes fizer melhor!

Não se engane com o calendário, só porque ele diz que faltam cinco dias você deixará só para o último dia. Geralmente, você fará extremamente forçado, sairá uma porcaria e você ainda ficará insatisfeito.

3. Mantenha seu home office organizado

shutterstock_157625327

De nada adianta todos os itens anteriores se sua mesa/gaveta/armário forem desorganizados. Pois, aí é o mesmo que eu colocar na minha lista: Ler o livro que a prof indicou, e eu ter que procurar este livro em um milhão de trecos.

Mas, como manter essa organização? Semanalmente, jogue fora papéis inúteis; mantenha a papelada organizada em pastas nomeadas; mantenha limpo o local; tenha uma agenda de alcance rápido; canetas também devem estar visíveis; entre outros. Ou seja, além da organização da mesa ajudar na hora de achar algum item, também faz bem a saúde! Nos sentimos mais satisfeitos conosco, é sério!

 

Fontes:

http://www.mollymaid.com/cleaning-institute/save-time.aspx

Bolinhas nos esmaltes: como evitar

Para as amantes de esmaltes e nail art, existe um pequeno probleminha que volta e meia insiste em aparecer após o processo de esmaltação: bolinhas no esmalte. Essas bolinhas tornam o aspecto da pintura feio, áspero, deixando as unhas até com menos brilho. Porém, quais são as causas disso? Por quê acontece? Como podemos evitá-las? Confira as dicas e diga adeus a este problema:

Causas

As bolinhas no esmalte aparecem por conta da alta temperatura do ambiente. Portanto, fica evidente essa questão no verão, com altas temperaturas que danificam a esmaltação. Porém, no inverno isso pode ocorrer em pessoas que geralmente tem as mãos muito quentes, embora o ambiente esteja frio. Dessa forma, é importante estar em um lugar bem ventilado.

Como evitar?

Já sabemos o motivo das bolinhas, porém, como podemos evitar? O ideal seria após alguns minutos da esmaltação, mergulhar as unhas em algum recipiente com água gelada e gelo. Também, quando for inverno, opte por lavar as mãos com água bem gelada antes de iniciar a esmaltação.

Outra dica é apoiar os dedos em uma garrafa com água praticamente congelada, enquanto outra pessoa esmaltar suas unhas.

Viu só, como um problema tão grande pode ser resolvido com uma solução tão rapidinha?

5 Dicas e curiosidades sobre perfume

Muita gente acredita que para o perfume ter o seu efeito, basta borrifá-lo em qualquer parte do corpo. Mas, não é bem assim que funciona, existem truques e pontos estratégicos que potencializam ainda mais seu efeito e prolongam a duração da sua fragrância. Confira a lista.

1. Devemos aplicá-lo onde há maior corrente sanguínea

Muita gente acredita que aplicar atrás dos pulsos, atrás do joelho, na nuca e atrás da orelha são pontos estratégicos. Mas você sabe o por quê? Esses pontos são escolhidos por possuírem maior corrente sanguínea e, desta forma, o perfume é absorvido para dentro de nossas veias, espalhando-se pelo corpo e inalando seu aroma por mais tempo.

2. Quantidade para o dia e para a noite

O ideal é que optemos por uma quantidade diferente de dia, enquanto trabalhamos, ou a noite, quando vamos àquele evento badalado. Durante o dia é interessante passá-lo apenas em dois pontos, por exemplo, na nuca e nos pulsos, sempre borrifando uma só vez em cada área.  Já durante a noite, podemos “abusar” um pouquinho mais, aplicando em mais áreas, porém, seguindo a ideia de um borrifo por ponto escolhido.

3. No verão

Precisamos ter um maior cuidado durante esta estação, utilizando perfumes mais suaves, sem exagerar na aplicação, já que o calor e o suor podem provocar efeito contrário e a fragrância adquirir um aroma desagradável.

4. Duração das fragrâncias

Normalmente, uma fragrância dura cerca de quatro horas na pele, por isso, é ideal reaplicá-la de três a quatro vezes por dia. Dependendo da marca do perfume a fixação na pele pode ser maior, além disso, alguns fatores influenciam neste quesito, como: exposição do frasco à luz do sol.

5. Diferença entre colônia e perfume

A diferença nada mais é do que a concentração da fragrância de ambos: a colônia possui menos concentração que o perfume, por isso, um torna-se mais “fraco” que o outro.