7 Passos para Remover Pelo Encravado Inflamado

7 Passos para Remover Pelo Encravado Inflamado

Um pelo encravado inflamado é uma situação bem comum tanto para mulheres como para homens. A falta de cuidado ao limpar a pele, junto a outros fatores, acabam por gerar incômodos na pele, ou mesmo algo mais grave, como a necrose da pele ou furúnculo, por exemplo. E não adianta tirar de qualquer forma: sem saber as raízes reais do problema, pode-se gerar outras situações tão ruins quanto.

Para que consiga resolver essa questão de forma segura e saudável, vamos mostrar alguns passos importantes para resolver o pelo encravado. E se o seu caso for mais grave, não deixe de buscar ajuda médica, com um dermatologista. Mesmo para tratamentos caseiros, é importante ter um direcionamento clínico.

Vejamos como resolver.

I) O Que causa o pelo encravado inflamado?

7 Passos para Remover Pelo Encravado Inflamado

Existem diversos fatores que levam a esse ponto, alguns universais para eles e elas, outros mais específicos. O que é consenso, de forma geral, é que o pelo encravado inflamado costuma ocorrer em pessoas com uma quantidade enorme de pelos.

Vamos listar algumas das causas mais comuns.

  • Falta de cuidado ao se barbear ou depilar, geralmente por não abrir os poros da pele adequadamente;
  • Uso de roupas muito apertada em regiões com muitos pelos;
  • Suor excessivo
  • Mau crescimento dos pelos.

Em todos esses casos, o pelo ao invés de sair do bulbo capilar, fica dentro da pele, crescendo e se tornando mais incômodo. Em casos mais graves, ele pode gerar infecções perigosas aos portadores, o que exige medicamentos específicos..

Acabar com o zumbido no ouvido

II) Os passos para retirar pelos encravados inflamados

Agora que temos as causas bem definidas, vejamos como lidar com essa questão de forma cuidadosa.

1 – Confirme se é mesmo um pelo encravado

Nos primeiros dias em que a protuberância aparece, é muito fácil confundi-la com uma espinha, já que o formato e as regiões onde surgem são bem parecidas com a acne. O que diferencia o pelo encravado da espinha é, além do incômodo e a dor ao toque, e a falta da protuberância do com pus, quando a espinha está mais visível.

Ao identificar o pelo encravado inflamado, e certificar que ele não está gerando outros problemas, é o momento de aplicar os métodos de resolução.

2 – Use a esfoliação para diminuir a área machucada

Luvas, sabonetes esfoliantes, buchas naturais, entre outros, são alguns exemplos de esfoliantes que podem ser passados com cuidado na região ferida pelo encravado. Seu uso constante diminui o tamanho do calombo, e pode abrir os poros para que o pelo saia, ou então cortá-lo de vez.

Seu uso deve ser cauteloso. Uma vez que a esfoliação “descama” a pele, utilizá-la de forma desmedida pode causar ainda mais danos a pele. Aproveite o banho para fazer uma massagem esfoliante na região machucada.

3 – Tente a pinça caso veja o pelo…

A inflamação mais comum envolvendo pelos é quando estes crescem dentro da pele, sendo impossível retirá-los de forma direta. Caso não seja esse o seu caso, é possível retirá-lo com uma pinça. Mas é preciso muito cuidado! O risco de machucar ainda mais a pele nessas horas é grande o bastante para tornar a situação ainda pior.

Portanto, considere a pinça apenas se o pelo estiver visível, e o calombo formado não seja muito grande. Dessa forma, não terá riscos de piorar a situação. Contudo, podemos garantir que não erá sem dor…

4 – Tratamento por compressas

Compressas mornas ajudam e muito nessas horas. Para pelos encravados inflamados, a melhor saída sem machucar a pele ao redor, bem como causar menos riscos. são compressas mornas. A ação do calor nos poros vai ajudar a secar o pus presente na pele. Você pode usar apenas água, ou infusões de camomila.

Acabar com o zumbido no ouvido

Após o uso das compressas mornas, não deixe de lavar a região tratada com água fria. Fechar os poros da pele vai evitar novas infecções e inflamações.

5 – Uso de Gel de Babosa

A aloe vera é uma das folhas mais versáteis para a saúde e estética em geral. Um dos usos mais relevantes são como cicatrizantes e calmantes para a pele. Logo, o gel de babosa é um importante aliado nos cuidados contra o pelo encravado inflamado.

Antes de passar o gel, busque algumas indicações com dermatologistas, para garantir que não possua algum tipo de alergia a aloe vera, para não agravar ainda mais o quadro.

6 – Uso de medicamentos anti-acne

Essa é a saída mais recomendada pelos médicos, pelo simples fato dela ser mais rápida. Porém, é mais comum recorrer a esse ponto apenas quando os métodos acima não funcionaram, ou quando a situação já é muito grave.

No geral, tanto medicamentos antiacne, como alguns antinflamatórios ou mesmo antibióticos são indicados. Novamente, busque um médico que lhe ofereça essa segurança.

O pelo encravado inflamado pode ser resolvido de forma mais agressiva ou mais calma. Tudo depende da gravidade do caso, e a necessidade de cada um dos passos. Considere aqueles que sã mais importantes para você, e até a próxima!


Equipe Biosom

contato@biosom.com.br