Como ajudar crianças com perda auditiva?

crianças com perda auditiva

A audição tem um papel muito importante para o desenvolvimento das crianças, por isso, a família tem um papel fundamental para auxiliar as crianças com perda auditiva e no processo de aprendizagem da fala das crianças principalmente aqueles que nascem com a deficiência auditiva. Um bebê que não escuta precisa de tratamento e cuidados muito especiais. Em escala mundial, cerca de 3 em cada 1.000 recém-nascidos possuem alguma perda auditiva, que pode ter sido proveniente de alguma doença ou lesão ou até mesmo hereditariedade.

O desenvolvimento da fala e da linguagem é extremamente dependente da audição da criança. Sua capacidade de comunicação, socialização e de aprendizagem são seriamente prejudicadas se o problema da perda de audição não for tratado corretamente. Por isso, é tão importante identificar o problema o mais cedo possível.

1) Quais são as reações esperadas de um bebê?

crianças com perda auditiva 3

Para ajudar a detectar o problema, é importante observar alguns sintomas que a criança pode apresentar. Normalmente, um bebê de até três meses pode se assustar com barulhos altos, já de três a seis meses ele começa a buscar a origem do barulho e, dos seis aos 12 meses, quando ele localiza a fonte do som, começa a balbuciar sonoridades.

Acabar com o zumbido no ouvido

Notícia Diárias Para Quem Não Tem Tempo

Quando o bebê alcança a idade entre 12 a 24 meses, começa a falar algumas palavras e entender ordens, sendo que com dois anos sua fala já evolui significativamente, começando a reproduzir frases mais complexas. Essas são as reações esperadas de um bebê. Se isso não acontecer, é um sinal para avaliar a audição da criança.

2) Como pode ajudar?

crianças com perda auditiva

Não existe uma só criança que aprenda a falar sem antes escutar. Essa regra vale para todas, até mesmo para as que possuem perda de audição. Com a ajuda de um aparelho auditivo ou um implante coclear, a experiência auditiva será garantida.

A ajuda dos familiares e outras pessoas também é essencial. Existem algumas atitudes que as pessoas podem tomar ao conversar com a criança, como falar perto do aparelho ou de frente para ela, no mesmo nível da sua altura, além de procurar conversar somente em ambientes silenciosos, falar pausadamente e sem elevar muito o tom de voz.

No caso de crianças que estão no início da fase de aprendizado da escuta, é importante se dirigir a ela usando uma voz alegre e com melodia, pois isso, facilita o entendimento do que você está falando. Também é essencial não ter pressa, esperar o tempo necessário para a criança processar o que acabou de ouvir, e evitar ao máximo responder por ela.

Acabar com o zumbido no ouvido

 

Fontes:

http://portaldosbebes.fob.usp.br/portaldosbebes/Portugues/detSubCategoriaInstitucional.php?codsubcategoria_fono=38&codcategoria_site=1