5 Técnicas Para Acabar Com o Soluço

Porque soluçamos o que é o soluço

Você com certeza já deve ter soluçado em algum momento de sua vida. E deve saber como é horrível esta situação, senão perigosa, do refluxo atrapalhar sua digestão, respiração e outros processos. Isto sem contar o constrangimento que o soluço causa em algumas situações.

Mas o que de fato causa o soluço? Ele é bom ou ruim? E mais importante, como resolvê-lo? Estas são as dúvidas que vamos procurar o esclarecimento hoje e de forma prática.

1) Por que soluçamos?

o que é soluço

O soluço basicamente é um espasmo ocorrido no diafragma ao mesmo tempo em que a glote, órgão que ajuda no controle da saída de ar dos pulmões, se fecha abruptamente, levando ao movimento involuntário. O diafragma também auxilia no processo respiratório e divide o tórax do abdômen, estando praticamente colado ao estômago.

O soluço se inicia no diafragma, pois os nervos que o controlam, chamados nervos frênicos, são apertados pela ação do estômago, levando ao descontrole e a reação em cadeia na glote. Contudo, para que chegue a este entrave, o estômago precisa ser muito forçado.

Graças a este esforço, acabamos por sofrer estes soluços e, muitas vezes, se dá durante as refeições. Mas nem sempre é assim, pois algumas situações específicas, que afetem diretamente o diafragma e os frênicos também levam ao soluço. Além disso, doenças que afetam o pulmão, o esôfago ou vesícula também podem levar a soluços, inclusive mais longos do que o período de digestão.

Para estes casos, é preciso um tratamento específico, mas entraremos neste detalhe mais adiante.

2) Quais são as situações que levam ao soluço?

Porque soluçamos - soluço 2

Entre as situações mais comuns que levam a tal esforço do estômago e, por consequência, ao soluço, estão algumas as seguintes:

Acabar com o zumbido no ouvido
  • Comer em grandes quantidades, até estufar o estômago
  • Ingerir bebidas com gás em uma quantidade exagerada
  • Beber em muitos goles seguidos, forçando o diafragma

Além disso, existem outras circunstâncias que não envolvem diretamente o estômago, mas que afetam os nervos frênicos da mesma forma. Entre alguns exemplos, estão os seguintes:

  • Fumar descontroladamente
  • Mudanças bruscas de temperatura
  • Estresse
  • Consumo de bebidas alcoólicas

E temos ainda as questões de saúde vistas anteriormente, que envolvem doenças específicas e, pedem por um tratamento de acordo. Independente do que levou ao soluço, temos algumas ideias que podem ajudá-lo e uma ideia que não funciona de jeito algum.

3) Quais são as técnicas para acabar com o soluço?

Notícia Diárias Para Quem Não Tem Tempo

As técnicas a seguir combinam a base científica com pensamentos populares, e que possuem sua parcela de verdade para acabar com o soluço nos casos mais simples. Porém, para todas as circunstâncias vistas acima, uma mudança simples de hábitos é mais do que suficiente para terminar de vez com este problema. Vamos às técnicas.

1. Beba 200ml d’água “de uma vez”

Porque soluçamos soluço 3

Há quem recomende gargarejar um pouco de água também. Em ambos os casos, se não for feito no momento exato do soluço, ele irá diminuí-lo o suficiente, pois os nervos frênicos serão acalmados e o diafragma voltará ao seu ritmo normal. Mas vá com calma: beba devagar, e de uma vez, assim os efeitos serão garantidos.

2. Prender a Respiração

Porque soluçamos soluço 4

Assim como respirar em um saco, que podemos ver adiante, prender a respiração aumenta a quantidade de CO2 no sangue, fazendo com que o organismo reconheça como um problema e direcione o seu foco a ele. Com isso, os nervos frênicos também são acalmados, ou melhor, com um direcionamento mais “forçado”.

3. Tampe os Ouvidos

Porque soluçamos soluço 4

Esta é um pouco controversa, mas em vários casos, funciona muito bem. Ao tampar os ouvidos, as ramificações do nervo frênico existentes na região são estimulados, o que também ajuda a acalmá-lo e assim acabar com o soluço. Se preferir, pode combinar com a pressão da respiração interrompida, apenas não exagere.

4. Ria Bastante

Porque soluçamos soluço 5

Rir em grande intensidade estimula tanto os nervos frênicos como o o próprio diafragma, ajudando a diminuir os espasmos, e por fim acabando com o soluço. Quanto a maneira de dar risadas, depende unicamente de você: cócegas num ritmo certo, ver um vídeo engraçado, ou mesmo situações simples do dia a dia despertam estas risadas.

5. Engula uma colher de chá de açúcar

Porque soluçamos soluço 5

Acabar com o zumbido no ouvido

Uma sobrecarga de açúcar pode ser um remédio contra o soluço. Com a quantidade extra de glicose, o organismo se concentrará em controlar seus níveis de glicose extra que estão entrando, diminuindo a reação do nervo frênico. Porém, assim como beber bastante água, pegue leve: uma quantidade abusiva de açúcar pode levar a problemas ainda piores do que um simples soluço. Uma colher de chá é mais do que suficiente.

6. Dica bônus: E quanto ao susto, não funciona?

Porque soluçamos soluço 7

Em teoria sim…. Sua funcionalidade é similar ao riso, pois envia outro estímulo ao cérebro. Mas sejamos sinceros: quem gosta de levar um susto? A menos que você possua uma intimidade que permita o uso com aqueles que estão sofrendo o soluço, não recomendamos esta técnica.

7. Em caso de doenças

Aqui, apenas um tratamento clínico é recomendado, pois os soluços estão relacionados aos sintomas destas doenças, pedindo por um direcionamento adequado. Ainda assim, você pode buscar alimentos e que sejam capazes de cuidar de órgãos como estômago, vesícula e pulmões da melhor forma.

Veja o nosso infográfico:

soluço infografico

Veja também este vídeo que mostra como acabar com o soluço (3:02)

https://www.youtube.com/watch?v=noGsYuN1BSE