Teste de Gravidez de Farmácia: Saiba Tudo!

A gravidez é um momento muito esperado pela maioria das mulheres, por isso, ao sentirem os sintomas, procuram sempre realizar o teste de gravidez o quanto antes. Porém, ao invés de optarem pelo teste sanguíneo que é realizado por médicos, optam pelo teste de gravidez caseiro que pode ser adquirido na farmácia.

O teste de gravidez de farmácia também é bastante eficiente no resultado, possui 97% de precisão se caso utilizado corretamente, entretanto deve ser apenas uma forma inicial. Independentemente do resultado procure um médico, principalmente se o teste for positivo, o profissional responsável realizará o teste novamente e possivelmente um ultrassom, caso ainda for positivo, ele já poderá orienta-la para o pré-natal.

1) Como funciona o teste de gravidez de farmácia?

Ambos os testes de gravidez procuram identificar a presença da gonadotrofina coriônica humana, também conhecida por hCG, que é um hormônio presente no sangue e na urina da mulher, produzido, na maioria das vezes, quando ela está grávida.

Durante o primeiro trimestre caso a mulher estiver grávida, os níveis desse hormônio estarão elevados, porém durante o restante da gravidez ocorre uma considerável queda.

Em casos raros os testes caseiros podem apresentar algumas falhas, como por exemplo, ser positivo quando a mulher não está grávida, ou ser negativo quando ela está grávida, assim como explicamos logo a seguir:

A) Falso-negativos

Teste falso-negativo é o termo que se dá quando o teste não detecta hCG na urina, porém a mulher está grávida. Esse fato acontece em casos em que se é feito o teste muito cedo, e os níveis de hCG ainda estão baixos para serem detectados. É necessário atrasar uma semana até se utilizar o teste, esse intervalo irá assegurar a precisão.

O fato de a mulher beber muito liquido antes de realizar o teste também é algo que pode resultar em negativo mesmo que ela esteja grávida, pois o liquido diluirá ainda mais a urina incapacitando o teste de detectar o hCG.

B) Falso-positivos

Falso-positivo é o termo utilizado quando a mulher não está grávida, porém o teste é positivo, existem alguns fatores que justificam esse acontecimento, são eles:

  • Kit defeituoso
  • Prazo de validade vencido
  • Exposto a um longo período ao calor ou a humidade
  • A presença de sangue na urina
  • A presença de proteína na urina (como no caso de dano nos rins)
  • Uso de certos medicamentos (como para fertilidade, diuréticos ou tranquilizantes)

2) Como usar este tipo de teste de gravidez?

Teste de gravidez de farmacia

Para obter um resultado preciso e correto, o teste deve ser realizado a partir do primeiro dia do período perdido, ou seja, após o intervalo de sete dias após a ausência da menstruação. Isso assegurará a precisão do teste, pois os níveis de hCG poderão estar mais presentes.

Também é aconselhável fazer o teste logo pela manhã ao acordar, pois a urina estará mais concentrada, o que também facilitará a capitação do hormônio.

Para utilizar o teste é simples, basta adquiri-lo em qualquer farmácia próxima, esperar os sete dias após o fim da menstruação, e então leia corretamente todas as instruções contidas na embalagem e certifique-se de que está o utilizando de acordo com as recomendações.

Embora a forma de uso possa variar, de um modo geral possuem o mesmo método: basta urinar em um recipiente qualquer e emergir o produto na urina, outros testes são diferentes e devem ser segurados sob fluxo. É importante manter o teste sobre a urina pelo tempo determinado na embalagem.

Após terminar retire o teste e verifique o resultado, caso seja positivo marque uma consulta médica para mais avaliações e outros procedimentos. Mas caso tenha realizado todo o procedimento de forma adequada e o teste for negativo, é necessário realiza-lo novamente em um intervalo de pouco dias para ter certeza do resultado, ou simplesmente procure um médico.

3) Quando fazer este tipo de teste de gravidez?

Muitos testes de gravidez caseiros afirmam ser precisos, logo no primeiro dia da ausência da menstruação, ou até antes. É provável obter resultados mais precisos, no entanto, se aguardar até após o primeiro dia da ausência da menstruação ou, melhor ainda, uma semana após a ausência da menstruação.

  • Porque esperar? – sobre a razão de esperar, pouco após um óvulo fertilizado se unir com o revestimento uterino, implantação, a placenta se forma e produz o hormônio gonadotrofina coriônica humana, hCG. Este hormônio entra na corrente sanguínea e urina.
  • Como o teste funciona? – durante a gravidez precoce, a concentração de hCG aumenta rapidamente, dobrando a cada 2 a 3 dias. O teste de gravidez identifica a concentração do hormônio hCG, presente apenas em mulheres grávidas. Quanto mais cedo for aplicado o teste de gravidez caseiro, mais difícil pode ser para o teste detectar hCG.

Manter em mente que o exato momento da ovulação pode variar entre mulheres ou até de mês a mês, e o óvulo fertilizado pode implantar no útero em momentos diferentes. Isto pode afetar quando a produção de hCG começa e se torna detectável.

Se for importante confirmar a gravidez imediatamente, a depender de quanto tempo está grávida, o profissional de saúde pode recomendar que faça um ultra-som, repita um teste de urina no hospital ou laboratório de clínica, ou faça um exame de sangue para medir o hCG.

4) Quais são os tipos de testes de gravidez de farmácia?

Tipos de teste de gravidez caseiro

Com a maioria dos testes, a ponta da vareta é posicionada no fluxo da urina, ou imergida em um recipiente de urina coletada. Alguns minutos depois, é revelado o resultado.

Veja como os testes informam o resultado:

  • Como um sinal de mais ou menos
  • Uma linha ou duas linhas
  • Uma tira ou uma tela
  • Com as palavras “grávida” ou “não grávida”

No entanto, alguns testes de gravidez caseiros são mais sensíveis do que outros. Em outras palavras, em alguns testes a quantidade de hCG necessária a ser detectada na urina para produzir um resultado de teste positivo é menor.

Para identificar, sempre leia as instruções cuidadosamente antes de aplicar, e sempre verifique a data de validade do mesmo.

5) São precisos estes tipos de teste de gravidez?

Muitos testes de gravidez caseiros afirmam ser 97% precisos. No entanto, a pesquisa sugere que muitos não são sensíveis suficientes para diagnosticar a gravidez em mulheres que tiveram recentemente ausência da menstruação.

  • Tempo de espera: Para resultados mais confiáveis, aguardar para aplicar o teste até uma semana após a ausência da menstruação.
  • Uso de outros medicamentos: Os medicamentos para fertilidade ou outros que contenham hCG podem interferir com os resultados de teste de gravidez caseiro. No entanto, a maioria dos medicamentos, incluindo antibióticos e pílulas anticoncepcionais, não afetam a precisão de testes de gravidez caseiros.

6) O resultado positivo pode estar errado?

Apesar de raro, é possível ter um resultado positivo do teste quando não está realmente grávida. Isto é conhecido como falso-positivo. Veja casos abaixo onde podem haver umfalso-positivo.

  • Pode acontecer se a mulher teve uma perda da gravidez logo após que o óvulo fertilizado se uniu ao revestimento do útero, gravidez bioquímica.
  • Falso-positivo: Ou a mulher aplicou o teste de gravidez tão logo após tomar um medicamento de fertilidade que contém hCG.
  • Uma gravidez ectópica, menopausa ou problemas com os ovários também podem contribuir para resultados de teste enganosos.

7) O resultado negativo pode estar errado?

É possível obter um resultado negativo de um teste de gravidez caseiro quando está realmente grávida. Isto é conhecido como falso-negativo, e é muito mais propenso a ocorrer do que o falso-positivo. É possível ter um falso-negativo se:

  • Fizer o teste muito cedo: Quanto mais cedo após ausência da menstruação for aplicado o teste de gravidez caseiro, mais difícil é para o teste detectar hCG. Para resultados mais precisos, fazer o teste uma semana após ausência da menstruação, quando o nível de hCG na urina é mais propenso a ser detectado. Se não puder esperar tanto, pedir ao médico por um exame de sangue.
  • Verificar os resultados do teste tão logo: É necessário dar tempo ao teste para funcionar.
  • Usar urina diluída: Para resultados mais precisos, fazer o teste como a primeira tarefa pela manhã, quando a urina é mais concentrada.

8) O que fazer na seqüência?

teste de gravidez

Com base nos próprios resultados do teste, considerar tomar os seguintes passos:

  • O teste de gravidez caseiro é positivo, ou foram feitos alguns testes caseiros de gravidez e obtido resultados mistos: Fazer uma consulta com o médico. É possível necessitar de um exame de sangue ou ultra-som para confirmar a gestação. E o mais rápido a gravidez é confirmada, mais rápido é possível começar o pré-natal.
  • O teste de gravidez caseiro é negativo: Se o ciclo não começar, repetir o teste em alguns dias ou uma semana, especialmente se fez o teste antes ou logo depois de ausência da menstruação.
  • A mulher continua a ter resultados de teste negativo, mas o ciclo não começa ou ainda pensa que pode estar grávida: Verificar com o médico. Muitos fatores podem levar às ausências de períodos menstruais, amenorréia, incluindo distúrbios da tireóide, baixo peso corporal, problemas com os ovários, exercício em excesso e estresse. Se não tiver grávida, o médico pode ajudar a ter o ciclo menstrual de volta em ordem.

Descubra como identificar os sintomas da gravidez no vídeo a seguir (4:23):

 

Fonte:

https://www.betterhealth.vic.gov.au/health/healthyliving/pregnancy-testing

http://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/getting-pregnant/in-depth/home-pregnancy-tests/art-20047940

 

Chás cicatrizantes: conheça os dois melhores preparos

Todo mundo já deve estar “careca” de saber que os chás são uma fonte de benefícios para a saúde. Muitos acalmam, emagrecem, abaixam colesterol, diminuem pressão arterial, são ótimos para o sistema digestivo, etc. E hoje trouxemos para vocês os dois melhores preparos de chás cicatrizantes para ajudar a curar feridas.

Quais são os chás cicatrizantes?

1) Chá de couve

shutterstock_201507179.1-750x420

A couve é um alimento super nutritivo e importante em uma dieta saudável.  Ela é rica em Vitamina A, vitamina B1, vitamina B2, vitamina B3, vitamina B5, Vitamina C e vitamina K. Além dessas vitaminas, na couve ainda encontramos uma excelente fonte de cálcio, cloro, enxofre, ferro, fósforo, magnésio, silício e sódio.

Portanto, além de ser fonte de inúmeras vitaminas e nutrientes, é excelente para ser consumida em forma de chá, por se tratar de um dos melhores preparos que auxilia na cura de feridas.

Ingredientes:

  • 2 colheres (sopa) de folhas de couve picadas
  • 1 xícara (chá) de água

Modo de preparo:

Deposite as folhas picadas em uma xícara e despeje a água fervente sobre as folhas. Tampe e deixe a mistura descansar por no mínimo 10 minutos. Assim que o chá estiver morno e na temperatura ideal para ser consumido, coe e beba. Este chá pode ainda incluir gotas de limão e pode ser adoçado com um pouquinho de mel.

2) Chá simples de eucalipto

shutterstock_140737051

Sabemos que o eucalipto é uma das ervas mais cobiçadas quando o assunto é medicina natural. Conhecido por suas propriedades que fazem bem à saúde, principalmente nas vias respiratórias, melhora os sintomas da sinusite e ajuda no tratamento da dor ciática. Também, é uma ótima opção de chá cicatrizante. Confira a receita:

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de folhas de eucalipto picadas
  • 1 xícara (chá) de água

Modo de preparo:

Deposite as folhas picadas em um xícara e despeje a água fervente sobre as folhas. Tampe e deixe descansar a mistura por no mínimo 10 minutos. Quando o chá estiver morno, na temperatura ideal para beber, passe por um coador. Tome 3 xícaras do chá ao longo do dia, preferencialmente pela manhã, à tarde e antes de dormir, assim você mantém uma rotina de consumo do mesmo. Também pode ser adoçado com mel.

Fontes:

http://www.prevention.com/mind-body/natural-remedies/healing-herbal-teas

Pílulas Anticoncepcionais – Mais Usadas, Como Tomar? Engorda?

Descubra as perguntas e respostas mais comuns sobre preocupações a cerca do uso de pílulas anticoncepcionais. Se você regularmente usa anticoncepcional, ou seja, um contraceptivo oral, provavelmente deve estar satisfeita com a conveniência e confiabilidade. Mas você pode ter muitos questionamentos sobre os potenciais efeitos em sua saúde geral. Vamos aqui responder as dúvidas mais comuns.

Você pode usar pílulas anticoncepcionais para atrasar ou eliminar o seu ciclo menstrual?

Sim, pílulas anticoncepcionais podem ser usados para reduzir ou eliminar o sangramento mensal. Quando as pílulas anticoncepcionais foram disponibilizadas, foram embalados como 21 dias de pílulas hormonais ativas e sete dias de pílulas de placebo. Durante a semana, as mulheres tomaram as pílulas de placebo e tinham sangramento semelhante a um período menstrual regular.

Hoje, as mulheres têm muito mais opções. Podem escolher, por exemplo, pacotes com 24 dias de pílulas ativas e quatro dias de pílulas de placebo para os esquemas que usam todas pílulas ativas. Os primeiros esquemas de pílulas de ciclo prolongado fornecem pílulas de hormônio ativo todos os dias durante três meses após uma semana de pílulas de placebo ou pílulas de baixa dosagem de estrogênio. Os esquemas mais recentes de ciclo prolongado, são projetados para que tomem as pílulas continuamente durante um ano, assim suprimindo todos os sangramentos.

Este tipo de controle contínuos, ou de ciclo prolongado, têm vários benefícios em potencial. Eles evitam instabilidade hormonais que são responsáveis por sangramento, cólicas, dores de cabeça entre algumas outras questões desagradáveis.

Quais sao as pílulas anticoncepcionais mais usadas?

As marcas de pílulas anticoncepcionais mais usadas no Brasil são:

  • Aranka
  • Allestra
  • Cerazette
  • Ciclo 21
  • Diane 35
  • Elani ciclo
  • Gybera
  • Microvlar
  • Minigeste
  • Mercilon
  • Selene
  • Tâmisa
  • Yasmin
  • Yaz

As anticoncepcionais injetáveis mais usados no Brasil são:

  • Depo Provera
  • Noregyna
  • Mesigyna

Você precisa de pílulas especiais ou você pode usar pílulas anticoncepcionais comuns para evitar ter um período fértil?

Existem pílulas destinadas a prevenir menstruação durante três meses, ou até mesmo mais tempo. Isto implica em ignorar as pílulas de placebo e iniciar, de imediato, um pacote novo. Os efeitos do uso contínuo de pílulas anticoncepcionais funcionará melhor se você tomar pílula monofásica – com a mesma dose de hormônio nas três semanas de pílulas ativas.

É possível engravidar logo após a interrupção do uso de anticoncepcional?

Depois que você parar de tomar a pílula, você pode ter até duas semanas antes de começar ovular novamente. Seu período seguiria cerca de quatro a seis semanas depois de tomar a última pílula. Uma vez que a ovulação recomeça, você pode engravidar. Se isto acontecer durante o seu primeiro ciclo após tomar a pílula, você não terá um período completo.

Existe alguma vantagem em esperar alguns meses após a interrupção da pílula antes de tentar engravidar?

No passado, os médicos tinham a preocupação de que se você concebesse imediatamente após a interrupção da pílula, teria um maior risco de aborto espontâneo. No entanto, estas preocupações provaram ser infundadas.

A maioria das mulheres não tem mais do que quatro semanas de atraso na menstruação depois de parar de tomar pílula. No entanto, se seus períodos não eram regulares antes de começar a tomar a pílula, provavelmente será dessa forma novamente depois de parar de tomá-las. Algumas mulheres acham que é preciso cerca de dois meses antes de voltar ao período menstrual novamente. Se você pretender esperar alguns meses, é indicado que use outra forma de controle de natalidade, enquanto seus ciclos menstruais voltar ao normal.

O que acontece se você parar de tomar pílula anticoncepcional, mas seu ciclo menstrual não continuar?

Você pode ter o que é conhecido como amenorréia de pós-pílula. A pílula inibi a produção de hormônios envolvidos na ovulação e menstruação. Quando você parar de tomar a pílula, pode demorar algum tempo para o seu corpo voltar à produção normal desses hormônios.

Normalmente, o período deve começar de novo dentro prazo de três meses após parar de tomar a pílula. Mas algumas mulheres, especialmente aquelas que tomaram pílula para regular seu ciclo menstrual, pode não ter outro ciclo por alguns meses.

Se você não tiver menstruação por três meses, faça um teste de gravidez para se certificar de que esteja grávida e, em seguida, consulte um médico.

É preciso fazer teste de gravidez se estiver tomando pílula anticoncepcional?

Enquanto estiver tomando pílula, você pode obter resultados precisos com um teste de gravidez. Os testes de gravidez funcionam medindo hormônio específicos da gravidez – gonadotrofina coriônica humana (HCG) – no sangue ou urina. Os ingredientes ativos em pílulas anticoncepcionais não afetam a maneira como o teste de gravidez mede o seu nível de HCG.

O que acontece se você tomar pílulas anticoncepcionais durante uma gravidez?

Se você continuou a tomar a pílula, porque você não percebeu que estava grávida, não se assuste. Apesar de casos como este acontecerem durante anos, há pouca evidência de que uso de pílulas anticoncepcionais causam problemas na gravidez ou nascimento. Naturalmente, após  saber que está grávida, pare de tomar a pílula anticoncepcional.

Você pode usar várias pílulas anticoncepcionais de uma só vez por questão de alguma emergência?

É possível usar pílulas anticoncepcionais para contracepção de emergência, mas verifique com um médico para saber a dose adequada o tempo. 

Existem dois tipos de pílulas especificamente projetadas para impedir que você engravide caso tenha tido relações sexuais sem proteção. Estas pílulas são por vezes referidas como a “pílula do dia seguinte“.

  • Levonorgestrel – Ele está disponível em farmácias, bem como clínicas de saúde e Planned Parenthood.
  • Acetato de ulipristal (Ella) também está aprovado para contracepção de emergência. Ele está disponível apenas por prescrição.

Se você estiver tomando pílulas anticoncepcionais por muitos anos e decidir parar, você pode parar a qualquer momento ou você deve terminar o seu pacote atual?

Não existe diferença a cerca do momento exato que você irá parar de tomar o anticoncepcional. Mas quando parar, você pode ter alguns sangramentos, o que pode alterar o ritmo do seu ciclo menstrual. Mas você pode parar a qualquer momento.

Você pode engravidar durante a semana que você estiver tomando pílulas inativas (placebo)?

Os inativos fazem parte do esquema contraceptivo. Tomando corretamente exatamente como indicado, você estará protegida por uma eficácia de 98% à 99% contra gravidez.

Se, no entanto, você perdeu uma pílula – ou várias pílulas – durante um ciclo, você pode estar em maior risco de gravidez indesejada durante esse ciclo. Para ser seguro, use uma forma de “backup” de contracepção, como um preservativo.

Tomar pílulas anticoncepcionais engorda?

Muitas mulheres pensam assim. No entanto, estudos têm mostrado que é muito pequeno o efeito da pílula em ganho, se é que existe. Em vez disso, o que é acontece é que você pode reter mais liquido, o que pode fazer a mulher se sentir inchada, particularmente nos seios, quadris e coxas. As pílulas anticoncepcionais podem afetar células adiposas (gordura), tornando-as maiores, mas não mais numerosos.

Como pílulas anticoncepcionais afetam o risco de câncer?

A evidência científica sugere o uso de pílulas anticoncepcionais por longos períodos de tempo, pode aumentar riscos de alguns tipos de cânceres, como o câncer de colo do útero e câncer de fígado. Por outro lado, pode diminuir o risco de outros tipos de câncer, incluindo câncer de ovário e câncer do endométrio.

O efeito de pílulas anticoncepcionais no risco de câncer de mama, não é muito claro. Enquanto alguns estudos têm mostrado uma ligação entre o uso da pílula e câncer de mama, estudos mais recentes não mostram um aumento do risco de câncer de mama com pílulas anticoncepcionais. Se você estiver preocupada com o risco de câncer de mama, converse com seu médico para saber se seu anticoncepcional é ideal para você.

Pílulas anticoncepcionais afetam os níveis de colesterol?

As pílulas anticoncepcionais podem afetar os níveis de colesterol. No entanto, depende do tipo e qual é a concentração que você esta tomando. As pílulas anticoncepcionais com mais estrogênio, podem ter um efeito global ligeiramente benéfico sobre os níveis de lipídios no sangue. Em geral, porém, as alterações não são significativas e não afetam sua saúde geral.

Tomar pílulas anticoncepcionais afetam a pressão arterial?

As pílulas anticoncepcionais podem aumentar ligeiramente a pressão arterial. Se você tomar pílulas anticoncepcionais, procure ter sua pressão arterial verificada regularmente. Se você já tem pressão alta, converse com seu médico sobre se você deve considerar uma forma alternativa de controle de natalidade.

Mulheres com mais de 35 anos de idade podem continuar a tomar pílulas anticoncepcionais?

Embora costumava ser dito para mulheres com mais de 35 anos de idade, que parassem de tomar pílulas anticoncepcionais, esses limites não se aplicam mais a mulheres saudáveis (e  não-fumantes). No entanto, pílulas anticoncepcionais não são recomendados para mulheres com mais de 35 anos de idade que fumam, isso pois o risco de doença cardiovascular pode aumentar. Se você é 35 anos ou mais e você fuma, você precisa parar de fumar para poder tomar pílulas anticoncepcionais em segurança.

Antibióticos podem diminuir a eficácia de pílulas anticoncepcionais?

Os efeitos dos antibióticos sobre pílulas anticoncepcionais podem ser exagerada – exceto no caso de um antibiótico: o rifampicina. Estudos mostram claramente que a rifampicina diminui a eficácia das pílulas anticoncepcionais para evitar a ovulação. No entanto, o rifampicina não é amplamente utilizada hoje em dia.

Como calcular o período fértil?

Existem alguns aplicativos que ajudam a calcular o período fértil. Naturalmente, podem não ser 100% das vezes eficazes.  Clique aqui para conferir »» Como calcular o período fértil para engravidar?

Fontes:

https://www.hhs.gov/opa/pregnancy-prevention/hormonal-methods/birth-control-pills/index.html

https://medlineplus.gov/druginfo/meds/a601050.html

Tipos de Parto – Saiba os Prós e Contras

As duas principais formas de dar a luz no país se resumem ao parto normal e à cesárea, porém outros tipos podem ser determinados, segundo técnicas e medicamentos utilizados, considerando o lugar escolhido para o momento especial também.

Outros são o parto natural, o de cócoras, o na água, o humanizado, o parto sem dor e o parto Leboyer. Para selecionar o parto é recomendado que a gestante faça consulta com o obstetra, para analisar a alternativa mais sensata e segura para a mulher e o bebê.

Parto Normal – Prós e Contras

Tipos de Parto – Saiba os Prós e Contras parto normal

O parto normal se resume à maneira mais convencional de nascimento do bebê. E pode ser realizado com analgesia, que auxilia no controle da dor. Ainda há possibilidade de acompanhar o ritmo cardíaco da gestante e do bebê, sendo que o procedimento pode ter estímulo através de medicamentos.

A recuperação pós-parto apresenta mais rapidez, sendo benefício do parto normal. E facilita a respiração do pequeno, pois a compressão do tórax do mesmo ao seguir pelo canal vaginal faz com que o líquido amniótico receba expulsão de pulmões do bebê.

A dor é a principal desvantagem do parto normal, já que a grávida terá que realizar bastante esforço para o nascimento do bebê. Em várias vezes é necessário que o médico realize um pequeno corte na parte muscular entre vagina e ânus para ajudar a passagem do pequeno.

Parto Natural – Prós e Contras

Tipos de Parto – Saiba os Prós e Contras - parto natural

Esta é a forma mais natural para nascimento do bebê. Não há anestesia e nem indução. A gestante sofre as dores do parto e o médico pode seguir para ruptura da bolsa para que o parto siga mais rapidamente.

Dentre os benefícios do parto natural, há respeito com o ritmo e tempo da gestante e do bebê, já a mãe possui a liberdade para se mover e achar a posição de maior conforto. A recuperação apresenta rapidez e os riscos de infecções hospitalares são muito menores. Em relação ao fator contra, como não há intervenção médica, a gestante pode sentir dores muito fortes.

Parto Cesárea – Prós e Contras

Tipos de Parto – Saiba os Prós e Contras cesária

A cesárea é uma cirurgia em que o médico realiza uma pequena incisão no abdome e na região inferior do útero para retirada do bebê. O procedimento é realizado com raquianestesia.

A cesárea é rápida, com hora agendada, sem as dores ou contrações. E mais um benefício da cesárea é que possibilita a família toda se programar para o momento.

Em relação aos malefícios, trata-se de cirurgia invasiva e a cicatrização é mais lenta, com possibilidade de acontecer formação de quelóides ou hérnias. Entre todos os partos, este procedimento é o que caracteriza a recuperação mais difícil, por ser muito mais lento e dolorido.

O que é Depressão Pós-Parto?

A gestação é caracterizada por uma fase em que o organismo feminino está com sobrecarga de hormônios. Por motivo de tais altas taxas, a situação é natural que a mulher apresente humor alterado, e os sintomas são parecidos com os da tensão pré-menstrual.

Infelizmente, a depressão pós-parto é realidade para muitas mamães e na sequência estão dispostas as informações acerca dos sintomas e do tratamento para enfrentar o problema.

1) Quais os Sintomas da Depressão Pós-Parto?

Depressão Pós-Parto - Causas, Sintomas e Tratamento 1

Ao nascimento do bebê, os níveis hormonais caem de modo brusco e em 45 dias que se seguem ao nascimento, tal processo pode ocasionar alterações de humor e sensação de tristeza, fenômeno denominado “blues puerperal”.

Tal ocorrência é natural, porém a situação escapa do que é determinado saudável, quando sintomas se transformam mais fortes, com persistência pelos meses. Tal sentimento em pós-parto é muito comum, e nem chega a ser determinada patologia.

O quadro se torna patologia na situação da paciente iniciar a não encontrar motivação para fazer as próprias atividades, não desejar levantar da cama, e o processo se caracteriza bastante penoso, criando culpa enorme. Tais sintomas podem apontar depressão pós-parto. A doença pode surgir até um ano depois de o bebê nascer.

2) Como prevenir? 

Depressão Pós-Parto - Causas, Sintomas e Tratamento 2

A depressão pós-parto não se caracteriza como uma doença em que exista receita de prevenção. A patologia está associada de modo direto à queda de hormônios, e não existe forma para controle de tal fenômeno.

Trata-se de processo normal do pós-parto. E todas as mulheres enfrentam o mesmo, sendo que a diferença está no fato de que certas mulheres desenvolverão a doença emocional, já outras, não desenvolverão.

As pacientes que já apresentam histórico de depressão, ou de alguma patologia psiquiátrica, em caso da gestação não ter sido planejada, ou que tenha sido de certo modo traumático, possuem a propensão maior para desenvolvimento da depressão pós-parto.

3) Existe Tratamento?

Depressão Pós-Parto - Causas, Sintomas e Tratamento 3

O tratamento para esta doença é caracterizado segundo o nível do problema. Em certos casos, a prescrição de terapias já soluciona a questão. Para outros, sessões necessitam ser aliadas com medicamentos. O especialista fará diagnóstico e definição do que executar em relação aos tratamentos.

A situação ideal é que as pessoas que apresentem proximidade com a mãe cuidem do bebê até estabilização da mamãe. A terapia e medicações são fatores importantes, porém, o apoio familiar é fundamental para que a mulher se recupere.

Veja esta reportagem que mostra tudo sobre a depressão pós-parto:

6 Atividades Físicas para Gestantes

A gravidez é uma época delicada, por isso, é indispensável o acompanhamento de um especialista. Para minimizar os riscos, médicos e gestantes devem sempre ter muito cuidado para fazer exercícios durante a gestação.

Exercícios na gravidez pode fazer mal?

gestante-moderar-atividades-físicas

Especialistas recomendam que os exercícios sejam feitos com moderação e que as gestantes não cheguem ao seu limite de esforço físico. Por exemplo, durante os exercícios, se estiver sentindo dificuldade de conversar, diminua o ritmo.

Não devem praticar esportes de impacto. Ou seja, os que podem causar colisão entre pessoas ou objetos como, por exemplo, bola de futebol, vôlei, basquete e handball.

Cuidados ao praticar atividades físicas

gestante-grávida-água-hidratar

Antes de praticar os exercícios, a gestante deve ter uma liberação médica para tal. Em seguida, confira abaixo alguns cuidados:

  • Hidratar antes, durante e após os exercícios.
  • O médico deve ter ciência sobre doenças pré-existentes.
  • Ao sentir falta de ar, tontura, dor de cabeça e dor no peito, deve-se interromper as atividades.

Atividades mais indicadas para gestantes e seus benefícios

yoga-exercícios-grávidas

  1. Hidroginástica: fortalece o abdomen e o músculo do períneo
  2. Musculação: melhora a circulação do sangue, diminui inchaço dos pés e diminui dores lombares.
  3. Yoga: melhora a circulação respiratória, alivia dores nas costas, reduz a ansiedade e proporciona o equilíbrio no humor.
  4. Pilates: fortalecimento muscular, relaxamento, previne dores e desconfortos.
  5. Alongamento: relaxamento de músculos tensos, alivia tensão física e mental, ajuda contra o estresse, melhora a flexibilidade.
  6. Caminhada: aumenta a disposição, melhora a postura da coluna, fortalece a coluna, fortalece a parte inferior do corpo.

Vídeo sobre exercícios durante a gravidez

Assista o vídeo abaixo com alguns exercícios físicos para fazer durante a gravidez. Procure estar sempre com o acompanhamento de um especialista.

 

Fontes

http://brasil.babycenter.com/a1500618/guia-de-exerc%C3%ADcios-para-gestantes

http://mulher.terra.com.br/vida-de-mae/exercicios-na-gravidez-veja-o-que-pode-e-o-que-nao-pode,21241c7ea2893410VgnVCM3000009af154d0RCRD.html

http://www.treinomestre.com.br/gravidas-musculacao-para-gestantes/

Saiba Tudo Sobre a TDPM (Transtorno Disfórica Pré-Menstrual)

A TDPM – Transtorno disfórico pré-menstrual é mais intensa que a TPM e precisam de tratamento. O transtorno afeta 3% a 8% das mulheres.

1) Quais são os sintomas da TDPM (Transtorno Disfórica Pré-Menstrual)?

Como a TPM, os sintomas de Transtorno Disfórica Pré-Menstrual podem resultar de alterações em seus níveis de estrogênio e progesterona. Há também uma ligação entre baixos níveis de serotonina e TDPM. A serotonina é uma substância química encontrada no cérebro e intestino, que afeta o humor, emoções e pensamentos.

Os sintomas podem incluir:

  • Depressão ou pensamentos suicidas.
  • Ataques de pânico.
  • Ansiedade extrema.
  • Raiva.
  • Crises de choro.
  • Falta de interesse nas atividades diárias.
  • Insônia.
  • Dificuldade para pensar ou se concentrar.
  • Compulsão alimentar.
  • Cólicas dolorosas ou inchaço

Histórico pessoal ou familiar de depressão, abuso de substâncias químicas, trauma ou estresse podem desencadear ou piorar os sintomas da TDPM.

2) Qual o Tratamento para a TDPM?

Saiba Tudo Sobre a TDPM (Transtorno Disfórica Pré-Menstrual) - Tratamento

O médico pode fazer um exame físico, um ginecológico, um hemograma completo e um teste de função hepática para descartar outros problemas de saúde, além de recomendar uma avaliação psiquiátrica.

O tratamento pode variar. O médico poderá recomendar:

  • Exercício diário.
  • Suplementos vitamínicos, tais como cálcio, magnésio e vitamina B6.
  • Dieta sem cafeína.
  • Terapia individual ou em grupo (psicológico).
  • Pílulas anticoncepcionais (O Yaz é a única pílula anticoncepcional aprovado pela FDA para tratar os sintomas de TDPM).

Se os sintomas de Transtorno Disfórica Pré-Menstrual não melhorarem, o médico poderá dar-lhe um antidepressivo SSRI. Este medicamento aumenta os níveis de serotonina no cérebro.

Além disso, o médico poderá sugerir a terapia cognitivo-comportamental. Este tipo de aconselhamento pode ajudá-la a entender seus pensamentos e sentimentos e assim, alterar o seu comportamento em conformidade.

Um estilo de vida saudável e um plano de tratamento abrangente pode reduzir consideravelmente os sintomas para a maioria das mulheres.

Veja também o programa você bonita que aborda sobre o assunto TDPM (Transtorno Disfórica Pré-Menstrual) (20:21):

Fonte:

https://www.womentowomen.com/pms/severe-pms-and-pmdd-treatment/

Gravidez Ectópica – Sintomas e Tratamentos

A gravidez ectópica, pouco conhecida entre as mulheres, mas especialistas da área recomendam que todas deem atenção a esse assunto. Trata-se de uma gravidez que ocorre em lugar errado. O feto se desenvolve fora do útero e durante a fase de desenvolvimento é possível que surjam fatores de risco que podem ser fatais.

Esse tipo de gravidez é uma das principais causas de fatalidade materna nos Estados Unidos, e muito presente aqui no Brasil.

Segundo Roseane Mattar, presidente da Febrasgo, existem vários fatores para esse caso. O principal é ter uma inflamação na trompa (anexite), que foi mal curada e, consequentemente, defeituosa. O que dificulta a passagem do ovo, o que faz ele ficar ali mesmo.

1) Quais são os sintomas de gravidez ectópica?

É difícil de reconhecer uma gravidez ectópica, no início os primeiros sinais são similares a chegada da menstruação. Veja alguns sintomas:

  • Sangramento vaginal incomum.
  • Dor forte e persistente em um dos lados do abdome.
  • Desmaio.
  • Transpiração, tontura.
  • Sangue nas fezes.
  • Hemorragia interna.

Caso ocorra esses sintomas, fique atento e vá ao médico ou ao hospital.

2) Existe tratamento para gravidez ectópica?

A gravidez ectópica precisa ser imediatamente tratada para evitar uma ruptura dos tecidos e hemorragias. Mas o tratamento depende de cada caso e varia dependendo de quando é descoberta. Quanto mais cedo, melhor.

Confira alguns métodos de tratamento:

  • Cirurgia normalmente é usada quando a gravida está com sintomas graves, como sangramentos.
  • É possível ser tratada com medicamentos, mas pode causar efeitos colaterais.
  • Conduta expectante: é quando ocorre um aborto por conta própria. O médico apenas fará exames regularmente para saber se o nível de hormônio da gravidez(hCG) está diminuindo.

Alguns cuidados são necessários, como por exemplo o tratamento de doenças sexualmente transmissíveis, uso de anticoncepcionais adequados e prática de sexo seguro.

Com cuidados adequados suas trompas podem não ser danificadas pela gravidez ectópica, e sua fertilidade não será comprometida. Você vai ter chances de engravidar normalmente.

Fontes

http://www.trocandofraldas.com.br/gravidez-ectopica-como-acontece-e-os-sinais/

http://brasil.babycenter.com/a1500624/gravidez-ectópica

http://bedmed.com.br/tratamentos/gravidez-ectopica/