Como Funciona a Audição de um Feto?

feto

Como o feto escuta dentro do útero materno sempre foi um tema que atraiu muitos estudiosos e que intriga a maioria das gestantes. Então, vamos entender como a audição de um ser humano em formação funciona.

1) Se preparando para ouvir

feto-ouvir-mãe

O feto não consegue ouvir nada até a 20ª semana de vida, pois, uma massa de células epiteliais mantém fechada a extremidade medial do meato acústico externo, localizado no canal auditivo externo, cuja função é a de transmitir os sons captados pela orelha para o tímpano.

É durante essa semana que a orelha interna é desenvolvida. Na metade da gestação, a orelha interna é o único órgão sensorial que atinge tamanho adulto. A partir da sua formação, só falta a ossificação, que acontece quando a membrana do tímpano fica exposta ao líquido amniótico.

O feto não ouve com a orelha, mas ele não é completamente insensível aos sons. Existem alguns cientistas que afirmam que a pele do feto funciona como uma extensão da audição no período da gestação.

2) O feto conhece o mundo sonoro

feto-conhecer-desenvolver-audição

A partir da 21ª semana, o sistema auditivo do feto já está desenvolvido o bastante para que possa começar a receber estímulos sonoros. Os ossículos martelo, bigorna e estribo estão envolvidos em um líquido de relativa densidade, chamado mesênquima.

Acabar com o zumbido no ouvido

É por volta da 34ª semana que os ossículos começam a funcionar, mas só exercerão sua função completamente após o nascimento, com a entrada de ar na orelha média, fazendo a cavidade timpânica se expandir de imediato.

3) Os estímulos sonoros da gestação

Notícia Diárias Para Quem Não Tem Tempo

estimulacao-sonora-gravidez

As fontes sonoras dos estímulos recebidas pelo feto são várias. Entre elas, a pulsação rítmica do ritmo cardíaco, a circulação sanguínea que acontece em volta do útero, os sons produzidos pelo estômago e pelo intestino, as articulações do esqueleto e os passos da mãe.

Mas entre todos os sons que o feto consegue ouvir, o que mais se sobressai é o som da voz da mãe. Quando ela fala, o som de sua voz é mais facilmente escutado do que qualquer outro estímulo sonoro recebido pelo feto.

No entanto, dentro do útero é impossível entender as palavras que a gestante está dizendo, pois para isso é necessário que o som seja propagado pelo ar. Portanto, como o feto está embebido no líquido amniótico, ele consegue ouvir apenas a sua voz.

É interessante saber que os estímulos sonoros recebidos pelo feto caminham com uma velocidade mais de quatro vezes maior no líquido amniótico do que no ar.

4) Memória sonora dentro da barriga da mãe

memória-som-feto-bebê

Acabar com o zumbido no ouvido

Podemos dizer que a voz humana que o feto ouve dentro do útero é o primeiro contato que ele tem com o mundo exterior. Além disso, também é possível afirmar que ele se lembra desse estímulo sonoro depois de nascer.

Anthony DeCasper, professor da Universidade da Carolina do Norte, realizou uma pesquisa que mostrou que os bebês recém-nascidos lembram de histórias e canções que lhe são contadas repetidamente no decorrer dos três últimos meses da gestação.

Além disso, também percebe-se a memória auditiva pelo fato de o bebê responder à voz da mãe ao virar a cabeça e o tronco para a sua direção mesmo quando outras pessoas também estão falando com ele.

Fontes:

http://www.cefac.br/library/teses/9a11156fd396244a7685611978945461.pdf

http://bernard.pitzer.edu/~dmoore/psych199s03articles/Of_Human_Bonding.pdf