Redes Sociais Podem Destruir um Namoro mais Fácil!

Está Comprovado que os Redes Sociais Podem Destruir um Relacionamento de Namoro

A internet e as redes sociais surgiram em um contexto para facilitar a vida e a comunicação das pessoas. Atualmente é difícil encontrar alguém que não faça o uso de alguma rede social. As pessoas conversam, se conhecem e também criam laços através da internet. Entretanto, essa ‘facilidade’ pode trazer alguns problemas para a vida pessoal, principalmente para os relacionamentos afetivos.

Muitos namorados acrescentam à sua rotina um hábito não muito saudável para a relação: monitorar as redes sociais do parceiro. Para muitos é quase impossível se controlar e evitar essas situações, mesmo que isso gere discussões entre o casal. Eles querem verificar as curtidas, as fotos, os compartilhamentos, entre outras coisas, a fim de descobrir algo que ainda não saibam, ou de ver com quem o outro está conversando.

1) O que diz o estudo sobres os redes sociais?

Em 2013, uma pesquisa feita pela Universidade do Missouri apontou que pessoas que utilizam as redes sociais por mais de uma hora tem seus relacionamentos mais conturbados. O estudante que realizou a pesquisa teve como foco a rede social Twitter e entrevistou cerca de 580 usuários, de todas as idades. O estudo ainda mostrou que as brigas causadas pelas redes sociais levam muitas vezes ao desgaste da relação e consequentemente ao término ou divórcio.

Acabar com o zumbido no ouvido

Notícia Diárias Para Quem Não Tem Tempo

Algumas pessoas ciumentas ou inseguras tem pavor que o parceiro o deixe ou até tenha interesse por outras pessoas. Por isso, qualquer amizade nova ou curtida em foto alheia pode ser motivo para uma briga, que muitas vezes poderia ser evitada. Ainda existe a situação do medo da traição, do medo de estar sendo enganado e de que o outro prefira estar com outra pessoa.

Porém, esse problema da infidelidade não pode ser relacionado apenas às redes sociais. Traição existe há muito tempo, muito antes da internet e ela vem como um facilitador para essas situações, não como causa. Por isso, o comportamento do companheiro deve ser observado também fora do mundo virtual. Muitas pessoas pedem ao parceiro que exclua as redes, ou então que lhe diga as senhas, ou até mesmo que façam um perfil juntos, mas não é isso que vai impedir que algo neste sentido aconteça.

2) O que os casais deveriam fazer?

Especialistas e psicólogos apontam que a melhor solução é uma conversa entre os dois para decidir os limites do uso nas redes. Falar sobre qual tipo de foto não gosta que o parceiro compartilhe, sobre o que comentar e o que não comentar, falar quais são seus amigos virtuais, entre outras atitudes simples podem evitar muitas brigas por motivos bobos. Outra indicação é que o parceiro escute o que o outro tem a dizer e se coloque no lugar dele, ao invés de criticar o ciúme ou desconfiança. É preciso usar o bom senso e a compreensão em momentos assim.

Se o casal está enfrentando muitos problemas por causa das redes, então seria o momento de repensar sobre os motivos das brigas: seria mesmo por causa das redes, ou o casal está enfrentando problemas externos? Especialistas recomendam que ambos façam um teste e desativem as redes, para ver se as brigas continuam ou não. Caso parem talvez seja a hora de rever até que ponto as redes sociais são essenciais na vida dos dois. A tecnologia vem para facilitar a vida das pessoas, não para causar problemas.

Acabar com o zumbido no ouvido

Fontes:

https://www.sciencedaily.com/releases/2014/04/140407101716.htm