10 Principais Sinais para Identificar um Sociopata

10 Principais Sinais para Identificar um Sociopata

A Sociopatia é considerada um Transtorno de Personalidade Anti-social, assim como a psicopatia. Para muitos pesquisadores, a psicopatia pode ter como origem uma causa genética enquanto a sociopatia pode ter originado de causa genética e ambiental.

Com isso, muitas pessoas tendem a confundir esses dois transtornos; porém, eles têm características comportamentais comuns, mas também as que os diferem. A seguir, o foco será particularmente na Sociopatia, a fim de conhecer melhor como um portador deste transtorno de comporta.

Vamos conferir então os 10 principais sinais para identificar um Sociopata!

10 Principais Sinais para Identificar um Sociopata

1) Mentiras constantes

Um sociopata costuma inventar mentiras para encobrir a verdade sobre si mesmo, seu passado, suas ações etc. Ele cria mentiras uma atrás da outra para não ser descoberto e manter a lealdade das pessoas, mesmo em casos extremos como um assassinato, por exemplo.

Normalmente há inconsistências em suas mentiras e chega a acreditar fortemente nas próprias mentiras que conta. Na maioria das vezes, mentem só para enganar as pessoas, sem sentir remorso ou culpa.

2) Falta de remorso, culpa ou vergonha

Os sociopatas têm pouca sensibilidade por outras pessoas além de si mesmas e não sentem culpa, vergonha ou remorso, independentemente do sofrimento que seu comportamento possa causar.

Quando eles fazem algo errado, normalmente jogam a culpa para os outros. Machucam e passam por cima de qualquer pessoa para atingir seus objetivos. E além de ser cruel com as pessoas, pode ser cruel também com os animais.

3) Indiferença e falta de empatia

Os sociopatas normalmente têm um “olhar frio”. Eles não reagem emocionalmente a situações perigosas ou assustadoras, como presenciar um acidente de trânsito, por exemplo.

Assim, eles permanecem indiferentes com as pessoas e situações, não tendo empatia, ou seja, em se colocar no lugar do outro. Isso porque eles não têm um mundo interior emocional significativo ou desenvolvido como as pessoas normais, e não conseguem imaginar o mundo emocional das outras pessoas.

Acabar com o zumbido no ouvido

4) Manipulação

Estes indivíduos geralmente são pessoas atraentes, inteligentes, encantadoras, simpáticas e carismáticas, com grande habilidade para manipular os outros. Em outras palavras, são grandes farsantes. Elas criam uma “fachada” de que são competentes e sinceras, o que lhes permitem conquistar, por exemplo, bons empregos, mesmo que possuam internamente pouca resistência para isso.

Quando os sociopatas são pegos ou descobertos, suas declarações de arrependimento são tão convincentes que muitas vezes as pessoas os livram de punição e eles acabam recebendo outra chance. Assim, o que eles dizem tem pouca relação com o que sentem ou fazem.

5) Comportamento violento

O comportamento dos sociopatas é determinado quase exclusivamente por suas próprias necessidades, uma vez que não tem preocupação com os outros. Eles tendem a ficar nervosos e facilmente agitados quando não conseguem o que querem. Eles são voláteis e propensos a explosões emocionais, incluindo acessos de raiva.

Na infância, alguns sociopatas tendem a torturar animais ou até pessoas indefesas. Na idade adulta, o dano também pode ocorrer através de abusos mentais e emocionais. A pessoa também poderá apresentar comportamentos violentos, como socar a parede, jogar objetos no chão ou demonstrar a raiva de alguma outra forma, e até participar de gangues ou cultura criminosa para obter status e atenção.

6) Egocentrismo e narcisismo

Os sociopatas têm uma percepção exagerada de si mesmos, são narcisistas ao extremo, com um enorme sentimento de merecimento. Pensam ser as melhores pessoas do mundo.

Eles não ligam para as críticas dos outros e se idolatram. Por isso, estão muito mais interessados em falar sobre si mesmos do que ouvir os outros. Além disso, passam muito tempo se olhando no espelho, ao invés de observar o mundo ao seu redor.

7) Falta de vínculos

Para um sociopata é difícil, mas não impossível, formar ligações com os outros. Muitos são capazes de formarem vínculos com um indivíduo ou grupo particular, embora eles não tenham nenhuma consideração com os outros.

Eles tendem a não ter amigos, a não ser que precise deles, ou seja, apenas uma conexão superficial. Ou possui como “amigos” aquelas pessoas que ficam por perto apenas para receber ordens deles. Além disso, ficam distantes dos familiares, provavelmente por ter tido uma infância em um lar muito negativo, onde abusos físicos, emocionais ou traumas podem ter ocorrido.

8) Desrespeito pelas leis, regras e costumes sociais

Os sociopatas desrespeitam as regras e leis porque não acreditam que as regras da sociedade se aplicam a eles. A desconsideração, o desrespeito e a violação das regras sociais tende a ter suas primeiras manifestações ainda na infância ou início da adolescência e a persistir na idade adulta.

Esse desrespeito pelas regras e leis sociais pode ir ao ponto de originar comportamentos agressivos e criminosos, como roubos, destruição de bens e outras atividades ilegais.

9) Impulsividade e irresponsabilidade

Os sociopatas se comportam de maneira impulsiva, procuram gratificação imediata de suas necessidades e não toleram a frustração. Sua inquietação e impulsividade logo os levam a uma “escapada” que revela sua verdadeira natureza: eles acumulam dívidas, abandonam suas famílias, desperdiçam dinheiro ou cometem crimes.

Acabar com o zumbido no ouvido

Eles podem realizar repetidos atos que constituem motivo de detenção, podendo ser presos ou não, como, por exemplo, destruir propriedade alheia, importunar os outros, roubar ou se dedicar à contravenção. Qualquer crime cometido por um sociopata, incluindo assassinato, tenderá a ser casual e espontâneo ao invés de ser planejado, ou seja, agem no calor do momento sem dar nenhuma atenção para os riscos ou conseqüências de suas ações.

10) Irrelevância com a segurança dos outros

Os sociopatas tendem a ser extremamente irresponsáveis e exibem um desrespeito imprudente pela segurança dos outros, que pode ser evidenciado pelo seu comportamento ao dirigir, por exemplo, com excesso de velocidade, embriagado, cometendo acidentes etc.

Eles também podem, por exemplo, engajar-se em um comportamento sexual ou de uso de substâncias de alto risco e com conseqüências danosas, ou negligenciar e deixar de cuidar de um filho.

Veja também a explicação de uma psiquiatra falando sobre como identificar um sociopata (9:01):

 

Fonte:

http://www.naturalnews.com/036112_sociopaths_cults_influence.html


Mariana de Andrade

Psicóloga E-mail: mary.drad@yahoo.com.br