Saiba Tudo Sobre o Câncer

Câncer é um nome dado a um grupo de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento fora do controle das células, que invadem algumas partes do corpo. Assim, gerando um tecido anormal e formando um tumor.

O corpo é formado por aproximadamente dez trilhões de células. As saudáveis se multiplicam para formar novas células. Quando o organismo não precisa mais delas, elas morrem. A doença é causada por mutações no interior das células crescendo de uma maneira descontrolada. Mas esta “proliferação” é diferente de um crescimento celular normal. Ao invés de morrer, como as outras, elas continuam a crescer, formando novas células anormais. Assim, formando o tumor.

Existem dois tipos de tumores, malignos e benignos. Geralmente, os tumores são malignos, o que significa que podem espalhar ou invadir tecidos próximos. Uma vez que esses tumores crescem, algumas células, podem desprender-se e viajar para locais diferentes do corpo e, através do sangue ou sistema linfático, desenvolver novos tumores longe do tumor original.

Já os tumores benignos não espalham ou invadem tecidos. Às vezes, podem ser enormes, porém, quando removido, geralmente, não tornam a crescer novamente. Entretanto, há algumas partes do corpo em que o tumor benigno afeta, como o cérebro e pode ser fatal.

1) O que causa o câncer?

O é uma doença genética causada por alterações de genes que controlam o trabalho das nossas células, especialmente em seu desenvolvimento. A doença pode ser herdada dos pais, como também pode ocorrer durante o tempo de vida de uma pessoa, ou por algum dano de certas exposições ambientais, como aquelas em que há produtos químicos na fumaça do tabaco ou radiação.

Cada pessoa tem uma combinação única de alterações genéticas. O câncer continua a crescer e modificações adicionais ocorrerão, mesmo dentro do mesmo tumor, as células diferentes, podem ter diferenças na alteração genética. Portanto, as células cancerosas têm mais alterações, tais como mudanças no DNA.

2) Quais são os tipos?

Saiba Tudo Sobre o Câncer - Infografico

Existem mais de 100 tipos de câncer. Geralmente, são nomeados para órgãos ou tecidos que se formam os tumores.

  1. Carcinoma: São tumores malignos, formados por células epiteliais. São as células que cobrem o interior e as superfícies exteriores do corpo. É o tipo mais comum, geralmente desenvolve-se como o de pâncreas, , de bexiga, de pulmão, de próstata, de estômago, de ovário, de pele e entre outros.
  2. Sarcoma: São tumores malignos dos tecidos moles, pode se dar nos seguintes lugares: cartilagem, músculo, vasos sanguíneos e gordura. Ocorrem com mais frequência em crianças e adolescentes.
  3. Leucemia: O tumor se inicia pelo acúmulo de células jovens anormais na medula óssea. Estas substituem as células normais do sangue, o que acaba prejudicando a produção dos glóbulos vermelhos/brancos e das plaquetas.
  4. Linfoma: São glóbulos brancos que combatem doenças que fazem parte do sistema imunológico. Linfócitos anormais acumula-se nos gânglios linfáticos e vasos linfáticos, como em outros órgãos do corpo.
  5. Tumores de Sistema Nervoso Central: Começam nos tecidos do cérebro e da medula espinhal.

Os tipos mais comuns são:

  • Câncer de Bexiga – é um tumor que começa nas células que revestem a bexiga e, de acordo com essas células que sofrem alteração, ele pode ser classificado em três tipos: Carcinoma de células transicionais, carcinoma de células escamosas e adenocarcinoma. Leia mais >>
  • Câncer de Próstata – é um tumor que ocorre na próstata e se localiza abaixo da bexiga, é mais comum em homens com mais de 50 anos de idade e, é o segundo câncer que causa mais mortes no Brasil. Leia mais >>
  • Tumor Cerebral – são os crescimentos anormais de células da região cerebral e são classificados de acordo com a rapidez com que se desenvolvem. Podem crescer lentamente e não se espalhar pelo corpo, sendo eles classificados: benignos, como o glioma ou meningioma. Leia mais >> 
  • Câncer de Estômago – costuma se desenvolver lentamente e, é formado por células que se instalam no revestimento interno do órgão. A doença é chamada também de câncer gástrico. Leia mais >>
  • Câncer de Fígado – pode ser dividido em duas categorias. A primeira é primário que se desenvolve a partir do próprio fígado e acontece com mais frequência. Os secundários, ou seja, o que são originários de outros órgãos e depois vão para o fígado costumam ocorrer com menos frequência. Leia mais >> 
  • Câncer de Garganta ou Câncer de Laringe – acontece na maioria das vezes na região da cabeça e do pescoço. O tumor pode se instalar em três áreas da laringe, sendo elas: a supraglótica, o glote ou subglote. A maior parte dos casos (cerca de 2/3) acontece na glote, região das cordas vocais. Leia mais >>
  • Câncer de Ovário – com maior índice de mortalidade no período de até 5 anos; pois na maior parte das vezes é descoberto em fase avançada. O ovário, a gameta feminino que está localizado na parte inferior do abdômen, possui um papel importantíssimo já que é a principal fonte de estrogênio e progesterona feminino. Leia mais >>
  • Câncer de Pâncreas – na maioria dos casos de começam nos dutos que transportam o suco pancreático; os tumores mais comuns são do tipo adenocarcinoma, cerca de 90% dos casos. Leia mais >> 
  • Câncer de Rim – é um câncer que atinge muitos adultos e se origina nos rins e pode se espalhar pelo corpo todo. O pode ser diagnosticado em 4 diferentes estágios, que variam conforme a extensão e malignidade do tumor. Leia mais >> 
  • Câncer de Colo do Úteroconhecido como câncer cervical, como também é conhecido, é uma doença que normalmente atinge mulheres acima dos 25 anos. Causado principalmente pelo papiloma vírus humano (HPV) Leia mais >>
  • Câncer de Tireóideé um tumor maligno ou benigno que fica localizado na glândula na parte interior do pescoço situado na frente da laringe, sua função é gerar hormônios e T4. Leia mais >> 
  • Câncer de Cólon – tem abrangência de tumores que acometem um segmento do intestino grosso e o reto, e é um dos tipos de câncer de maior incidência no planeta. Leia mais >>
  • Câncer de Mamaé um tumor maligno que começa nos tecidos da mama e é o câncer mais comum em mulheres. Leia mais >>
  • Câncer de Pulmão – se resume ao tumor com caracterização por quebra de mecanismos de defesa normais do pulmão, dos estímulos carcinogênicos pelos anos, ocasionando o crescimento sem organização das células malignas. Leia mais >>
  • Câncer de Pele – é o mais comum entre os tipos de câncer, e a exposição ao sol é responsável por cerca de 90% dos casos de câncer de pele. Leia mais >>

3) Quais são os sintomas?

Os sintomas podem variar de acordo com o tipo da doença. Segue a lista de sintomas: 

  • Ficar exausta o tempo todo
  • Tosse
  • Alterações da pele
  • Desconforto após a alimentação
  • Dor nas articulações
  • Febre
  • Urina com sangue
  • Caroço
  • Sangramento
  • Mudança na aparência, envolvendo pintas

4) Quais são os tratamentos?

O tratamento irá depender do tamanho do tumor, idade, hábitos, localização do tumor, tipo das células cancerosas e etc. Em vários casos, os médicos combinam diferentes tipos de tratamentos para combater:

  1. Cirurgia – a cirurgia pode ser utilizada para diagnosticar, tratar e até ajudar a prevenir o câncer em alguns casos. A maioria dos pacientes terá que passar por cirurgia, pois ela oferece uma chance maior de cura, especialmente para evitar que o câncer se espalhe para outros partes do corpo.
  2. Quimioterapia – utiliza medicamentos ou drogas para tratar o câncer. Na maioria das vezes, os medicamentos são aplicados na veia, mas em alguns casos são dados via oral ou intramuscular. Aplicado no corpo, esses medicamentos são levados para todo o corpo vi corrente sanguínea, destruindo todas as células que estão causando o tumor e impedindo que elas se espalhem para outras regiões do corpo.
  3. Radioterapia é um tipo de tratamento no qual radiações são utilizadas para destruir as células cancerosas ou impedir que elas se multipliquem.
  4. Terapia-alvo é um tratamento relativamente novo que usa drogas ou outras substâncias para identificar com maior precisão as células cancerosas que estão causando danos às células normais.
  5. Imunoterapia é o tratamento que utiliza o próprio sistema imunológico do corpo para ajudar a combater o câncer.
  6.  Hipertermia – os médicos podem induzir a hipertermia como parte de um tratamento para alguns tipos de câncer. O aumento da temperatura de certos tumores os torna mais suscetíveis aos efeitos da quimioterapia e da radioterapia.
  7.  Transplante de medula óssea é feito quando há um câncer maligno que acomete as células sanguíneas.
  8.  Terapia fotodinâmica é um tratamento que utiliza medicamentos especiais, chamados de agentes fotossensibilizantes, juntamente com a luz para matar as células cancerosas.
  9.  Terapia a laser – usa a luz para o tratamento de células cancerosas. Lasers pode cortar uma área muito pequena, menor do que a largura do fio mais fino, para remover os células cancerígenas muito pequenas, sem danificar os tecidos circundantes.
Fontes:

Equipe Biosom

contato@biosom.com.br