Como Controlar a Ansiedade? Remédios e Tratamento Naturais

A ansiedade afeta em algum momento da vida, mas ansiedade em excesso, pode causar muitos problemas de saúde, como: taquicardia, tensão muscular, gastrite, tremores, dor de cabeça e muito mais.

1) O que é ansiedade?

A ansiedade é um mecanismo de defesa, muito próximo ao medo, que é “ativado”, quando estamos em perigo ou acreditamos que estamos em apuros. Como um mecanismo de defesa, o Sistema Nervoso Central gera uma grande excitação, o que propicia o aumento da sensação de insegurança e medo e incerteza.

Ansiedade pode causar muito desconforto, gerar transtornos psicológicos e até prejudicar a vida afetiva, profissional e social. Ansiedade também pode ser causada por abuso de algumas substâncias: Chás, café, drogas licitas e ilícitas.

2) Quais são os sintomas da ansiedade?

Veja abaixo alguns sintomas:

  • Coração acelerado
  • Não conseguir controlar a respiração
  • Transpiração
  • Vertigem
  • Inquietação
  • Insônia

3) Remédios naturais para controlar a ansiedade:

1) Folhas verdes

Vegetais de folha verde-escura, como o espinafre, são ricos em vitaminas do complexo B, triptofano e ácido fólico, um antidepressivo natural que auxilia na eliminação de resíduos químicos oxidantes produzidos pelo excesso de trabalho ou estresse. Além do espinafre, tem outra folhagem importante, a alface, rica em lactucina e também ácido fólico, que atuam no organismo como calmantes, previnem a ansiedade e confusões mentais.

2) Frutas cítricas

As frutas cítricas, como, por exemplo, a laranja, kiwi, abacaxi, limão, acerola e morango, são fontes de vitamina C, que contribuem na redução do cortisol (o hormônio liberado em resposta ao estresse, ansiedade, insônia e fadiga), relaxando os músculos e produzindo a sensação de bem-estar com a produção da serotonina.

3) Leite e seus derivados

Leite e seus derivados magros (desnatados – que possuem menos gordura), assim como os ovos, também são fontes de triptofano, que é convertido em serotonina, além de ajudar na redução da compulsão por doces e carboidratos que são mais consumidos quando a pessoa está ansiosa.

4) Carboidratos

Os carboidratos, principalmente os refinados, são vistos muitas vezes como vilões das dietas e do aumento de peso. Porém, cortá-los da alimentação não ajuda em nada no combate à ansiedade. Quando consumidos em suas versões integrais (arroz, cereais etc), além de dar mais saciedade, aumentam a produção de serotonina e tem efeito calmante no cérebro.

5) Peixes e carnes magras

Carne branca e peixes são fontes dos aminoácidos triptofano e taurina, que em conjunto com o magnésio e a vitamina B3 produzem serotonina, regulando o sono, o humor, os níveis de estresse e ansiedade, estimulando o relaxamento.

6) Banana

A banana também possui alto teor de triptofano e vitaminas do complexo B, que consequentemente aumenta a secreção de serotonina, aliviando os sintomas do estresse pela sua capacidade de aumentar a sensação de conforto e bem-estar.

7) Ovos

Os ovos, quando consumidos pelo menos três porções por semana, aliviam os sintomas da ansiedade já que são uma fonte de triptofano, um aminoácido que aumenta a produção de serotonina (hormônio responsável pela sensação de bem-estar e relaxamento). Além disso, são fontes de vitaminas do complexo B, acetilcolina e niacina, e a gema do ovo fornece vitamina D que também alivia a ansiedade.

8) Chocolate (acima de 70% de cacau)

O chocolate é rico em flavonóides, um oxidante que favorece a produção de serotonina, reduzindo os sintomas da ansiedade e consequentemente o cortisol, que é responsável pelo aumento do estresse. Provocam sensação de alegria e bem-estar. Dê preferência aos chocolates menos calóricos, com 70% ou mais de cacau, que possuem mais flavonóides.

9) Chá de camomila

O chá de camomila é considerado um calmante natural e ajuda a controlar a compulsão por comida que normalmente acompanha a ansiedade. Ainda previne problemas digestivos e intestinais, alivia dores de estômago e casos de inflamação na gengiva, dor de dente, dor de garganta, gripe e febre.

10) Oleaginosas

Sementes oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas, avelãs etc) são carregadas de nutrientes, como triptofano, vitaminas do completo B e magnésio, que tem ação antidepressiva, produzem mais serotonina e reduzem sintomas da ansiedade, fadiga, músculos tensionados, compulsão alimentar e melhoram a qualidade do sono. Como possuem um alto índice calórico, é bom não abusar desses alimentos.

4) Como controlar ansiedade e o nervosismo?

Em alguns momentos, um pouco de ansiedade é normal, porém, em excesso faz mal. Algumas mudanças de hábitos e técnicas podem amenizá-la e até eliminar o excesso de ansiedade. Se mesmo assim, os sintomas persistirem é preferível e necessário buscar ajuda médica, pois ansiedade em excesso prejudicial causa danos e deixa marcas dolorosas.

1 – Autoconhecimento

“Conhece-te a ti mesmo”, Sócrates. O autoconhecimento é fundamental para evitar e aliviar ansiedade. O mundo atual, tanta coisa a se fazer, o tempo parece ser pouco. Tantas tarefas será que dá tempo para olhar para si?

Infelizmente, a ansiedade se intensifica, pelo ato de não se conhecer, não saber os limites e desconhecer a própria capacidade, assim provoca um sentimento de medo e incerteza, sentimentos comuns para quem sofre com o excesso de ansiedade.

Muitas atividades simples são prejudicadas, por não se conhecer. Atividades, como prova, uma entrevista de emprego e relação interpessoal. Às vezes, apesar do preparo, a pessoa fracassa em uma prova ou entrevista de emprego só pela ansiedade ou deixa de conhecer e conversar com outras pessoas por medo, cria barreiras que impede de ter uma vida saudável e normal.

Mas como o autoconhecimento ajuda a combate-la e o fracasso provocado pelo excesso de ansiedade?

Quando se tem um autoconhecimento aprende avaliar este problema, vê os pontos fracos que impedem o sucesso, aprende a ter autoconfiança, assim deixando o medo e insegurança.

2 – Organizar ideias:

quando organizamos nossas ideias, temos uma visão crítica que ajuda a ver além e qual será o resultado final, então, crie estratégias, se um caminho não deu certo, tente outro.

Não se preocupe quando algo não dá certo, nem entre em desespero, como já diziam os mais velhos: “o que não tem remédio remediado está”, logo não remoa os problemas e nem persista em caminhos que não deram certo, respire fundo e tente outro caminho, aprenda a pensar antes de agir.

3 – Um passo de cada vez

Que sofre com a ansiedade tem costume de fazer mil coisas ao mesmo tempo, de ir além dos próprios limites e o fracasso é algo muito doloroso difícil de superar. O medo de fracassar para um ansioso é a pior sensação do mundo.

Ir devagar observando os passos e tudo que faz ajuda a ver onde está o erro, ajuda a ter uma visão crítica e corrigir onde errou, então, um passo de cada vez é fundamental para evitar ansiedade. Indo devagar ajuda a avaliar e mudar quando preciso, evitando assim a incerteza e o medo de dá errado.

4 – Não se desespere se algo não deu certo

Pode parecer impossível, mas é preciso, lembre-se que se dedicou e fez tudo que estava ao seu alcance, mas se não deu certo a culpa não é sua, existe muitas variantes que independem de nossas atitudes. Embora o homem tente ignorar, mas as leis que governam o mundo são incertas.

“Uma das mais dolorosas consequências dos avanços recentes da ciência é que a cada nova descoberta ficamos sabendo menos do que achávamos que sabíamos.” Paul Lafargue e Bertrand Russell (A economia do ócio)

Essa incerteza de como se comporta o mundo gera ansiedade, pois existem inúmeras coisas que não entendemos e outras que achávamos que entendíamos e que cai por terra, tudo isso contribui para o problema psicológico. É necessário aprender a controla a ansiedade, pois para as coisas darem certo você precisa acreditar, não desista, nem sofra, está vivo e tente outra vez.

5 – Aprenda com os erros

Não se desespere diante dos erros, aprenda com eles. A ansiedade vem quando não aceitamos que estamos errados, aceite que errou e busque melhora sempre. Isso fará aliviar ansiedade.

6 – Não escute as pessoas negativas

Aprenda a ignorar pessoas que só criticam e nunca ajudam. Pois estas pessoas influenciam negativadamente. Praticando isso, depois dê um tempo! Você conseguirá aprender a se aliviar da ansiedade.

Ajuda muito vencer a si próprio, mas é necessário. Tem que se autoconhecer, se avaliar, aprender com os erros e sempre mudar “A única coisa permanente no universo é a mudança” (Heráclito, 450 a.C), então sempre se disponha a mudar, para conseguir a ansiedade e qualquer outra coisa que prejudique e a vida.

7 – Alimentação

Comer de três em três horas, pois a sensação de fome mexe com o humor e o sistema nervoso, nosso corpo é uma máquina e necessita repor as energias.

Existem alguns alimentos que ajudam a acalmar e assim combatem os sintomas causados pelo excesso de Ansiedade:

  • Água gaseificada: Reequilibra o excesso de oxigênio nos pulmões e assim ajuda na circulação sanguínea, assim ajuda a controlar ansiedade.
  • Proteínas: Mantém regular a presença de açucara no sangue. Alimentos com proteína: Carnes, frutas, leguminosas entre outros.
  • Alimentos ricos e ômega 3: óleos, peixe e frutas secas são ricos em ômega 3.
  • Legumes: Protege o sistema nervos, legumes de cor forte como couve são mais recomendados.

Alimentos não indicado para quem sofre de ansiedade excessiva:

  • Cafeína: É estimulante e provoca e piora os sintomas de ansiedade.
  • Drogas: licitas e ilícitas, algumas são estimulantes. O uso de droga contribui para ansiedade, pois toda droga desregula o organismos, assim pioram e provocam os sintomas de ansiedade.
  • Sal: Reduz a quantidade de potássio, que é um mineral fundamental para o bom funcionamento do sistema nervoso.
  • Conservante: Prefira alimentos naturais, pois a química dos conservantes causam danos para o organismo

Leia também »» 10 Alimentos Incríveis para Combater a Ansiedade

8 – Atividade física

Como o velho ditado diz: “mente sã, corpo sã”. Desde os filósofos gregos existe essa ideia que atividade física ajuda a mente, mas como ajuda na ansiedade?

Quando se pratica uma atividade física regular e moderada, ocupa a cabeça, ajuda tirar a tensão, o acaba com estresse e regula a pressão, os batimentos cardíacos, a respiração e dá a sensação de prazer, ou seja, ajuda a controlar os sintomas físicos da ansiedade. Ajuda a inibir algumas ações que contribuem para ansiedade que são estresse e a tensão.

Veja algumas atividades:

  • Alongamentos e Exercícios: Podem ser feitos em casa ou no trabalho e ajuda a controlar ansiedade.
  • Dança: Dança é divertido, ajuda a emagrecer e, ainda, ajuda a controlar ansiedade e pode ser feito em casa. Só necessita de música e a criatividade.
  • Use escada ao invés de elevador: A escada é melhor opção que elevador, mudança de hábitos simples fazem uma grande diferença na saúde física e mental.

Alguns exercícios para combater a ansiedade incluem técnicas de respiração, contato com o solo e a vibração. Essas atividades podem promover um relaxamento corporal e mental que podem evitar pensamentos negativos.

  1. O primeiro e sempre recomendado é a respiração profunda. Inpire em quatro tempos e expire em seis tempos. Sinta a cada respiração o movimento do seu abdomên. Repita por três vezes.
  2. Sentir o contato com o solo. Para isso você deve colocar seus pés no chão com muita energia, flexione os joelhos para pressionar a base. Faça isso algumas vezes e não se esqueça de respirar fundo.
  3. Por fim, faça seu corpo vibrar. Sinta a vibração nos joelhos, mexa seu corpo todo e coloque a energia para fora. Faça isso até com as pontas dos dedos. Repita três vezes e respire fundo.

9 – Respiração:

Respirar corretamente ajuda agir ao invés de reagir, dá clareza à mente e assim ajuda a raciocinar melhor quando ansioso.

Estudos mostram que a respiração lenta pelo diafragma traz benefícios à saúde. Este músculo (diafragma) localiza-se entre o tórax e o pulmão. Quando ele é utilizado, o oxigênio chega até a parte abaixo dos pulmões, onde ocorre a troca gasosa do oxigênio pelo gás carbônico; na saída, o gás carbônico passará completamente pelos pulmões.”

10 – Meditação

A meditação ajuda a concentrar, respirar, dormir e acalmar assim toda ansiedade vai embora.

  • Yoga: Yoga, resulta boa parte de práticas meditativas. A yoga ajuda a controlar a respiração, assim auxiliando a controlar ansiedade.
  • Meditação Transcendental: Age no funcionamento do corpo e da mente é indicado para combater os sintomas do excesso de ansiedade.
  • Meditação Zazen: Auxilia o controle da respiração.

Respire, quando estiver ansioso, pare e respire, respirar ajuda a avaliar o melhor caminho e sabendo o melhor dificilmente deixa ansioso. Não respire pela boca, sempre respire pelo nariz.

11 – Ocupe o tempo ocioso

“Cabeça vazia oficina do diabo”, e o diabo é nossa própria mente que brinca pensando no que nem aconteceu, no “se”. O “se” não existe, mas o agora existe, então leia um livro, vá ao cinema, saia com os amigos e crie um hobby. Ocupe a mente, pois assim se mantém afastado de pensamentos indesejados e afasta a ansiedade.

12 – Arte: Escrever, Ouvir/Tocar Música, Dançar, Pintar

Atividade artística, mesmo em nível amador, pode ajudar a controlar ansiedade e fazer com que você retome o controle de suas emoções. Algumas atividades mais recomendadas são:

  • Escrever: tudo que estiver em sua cabeça, guardar para si pode não ajudar e falar com outras pessoas nem sempre é bom, pois infelizmente as pessoas julgam demais, então escrever é o melhor remédio. Além disso, ajuda a refletir sobre o assunto.
  • Ouvir ou Tocar música: a musicoterapia explica o quanto a música é eficiente para curar diversas doenças , bem como ajudar no controle de diversas emoções. Escolha a música que mais te deixa confortável ou procure um musicoterapeuta, ele irá te ajudar. Tocar um instrumento também é recomendado. Ainda que de forma amadora, procure aprender algum e toque suas músicas favoritas regularmente. Isso inclui, naturalmente, cantar.
  • Dançar: existem diversos tipos de danças. Algumas focada no emagrecimento, outras focada na arte. Em grande parte, a dança ajuda a liberar adrenalina e liberar energia acumulado no corpo. Procure um instrutor e descubra qual é a dança que mais combina com você.
  • Pintar: desde terapia ocupacional à passa-tempo, a pintura é uma das formas de artes mais completas e complexas. Como em todas as outras, você também pode atuar de forma amadora. Basta se encontrar e pintar o que mais te agradar. Faça disso algo prazeroso e, assim, também irá te ajudar a controlar ansiedade.

Existem ainda, naturalmente, outros tipos de artes que você pode pesquisar e descobrir o que melhor combina com seu gosto.

13 – Terapias alternativas

Algumas técnicas podem ajudar na redução da ansiedade, como a acupuntura, aromaterapia e cromaterapia. Essas técnicas podem gerar o equilíbrio da energia em seu corpo.

14 – Controlar Ansiedade com Planejamento

Planejamento e organização ajudam a manter o controle. Em grande parte dos casos, pessoas ficam ansiosas por não têm uma prospecção do que irá acontecer.

  • Planejar: planeje, porém não se cobre o impossível. O segredo do planejamento, tanto pessoal como profissional, é criar metas atingíveis, embora complexas. Faça diversos planos, se um não deu certo tenha outros, pois fazer qualquer coisa sem planejamento gera desespero.
  • Organização: um ambiente bem organizado ajuda a não ficar ansioso, pois saber o onde está tudo não gera ansiedade e ainda otimiza o tempo.
  • Leitura: sempre rever seus planos, analisar e reestruturar, ajuda a manter o controle dos planos, e assim, a controlar ansiedade. Além disso, não se esqueça do momento de lazer. Leia também um bom livro. A leitura distrai, leva para um mundo mágico, assim tira a ansiedade, pois não deixa o pensamento preso nas falhas, nos medos e incertezas que contribuem para ansiedade.

15 – Respeite seus limites:

Avalie até onde consegue ir e vá aos poucos. É devagar que se conseguem as coisas. Tentar ir rápido demais e, além do que consegue, só piora as sensações causadas pela ansiedade, então lembre-se: um passo de cada vez, se não deu certo não é o fim do mundo, tente outra vez, mas mude o caminho.

5) Crise de ansiedade: o que fazer?

Coração acelerado, náuseas, nervosismo, tremores. Esses são alguns dos sintomas que acompanham uma crise de ansiedade. Elas podem acontecer em qualquer lugar, no trânsito, em casa, na rua, no trabalho… Mas como acalmar uma crise?

Existem técnicas podem ajudar nesse momento complico.

  1. Respirar profundamente e em um ritmo calmo. Respire pelo nariz e solte o ar pela boca. Durante a crise você pode ter falta de ar ou hiperventilação, por isso é preciso se concentrar nesse processo. Respire devagar e segure a respiração por alguns segundos, sinta seu abdômen descendo e subindo. Concentre-se!
  2. Busque pontos de distração para não focar na crise. Pense em coisas boas, esqueça os pensamentos negativos e buque pensar em coisas que te confortem e te façam sentir bem. Você pode também contar, pensar em outras línguas, falar nomes de pessoas, soletrar palavras. Mude o foco da crise.
  3. Encontre um lugar calmo e tranquilo. Fuja do ambiente em que está, mesmo que for apenas na sua imaginação. Feche os olhos e pense em pessoas que você ama e que estão ao seu lado, imagine cenas de passeios e lugares incríveis. Busque pensamentos tranquilos e boas lembranças.

6) Você é ansioso?

De acordo com informações da Organização das Nações Unidas (OMS), cerca de 33% da população mundial sobre com transtornos de ansiedade. Se você é, busque alternativas que te façam ser mais calmo e tranquilo, pratique técnicas que possam te trazer paz, fique perto de pessoas que te façam bem e viva o presente. Se for possível converse com um médico, ele pode trazer soluções e identificar as causas e tratamentos pra a ansiedade,

Você acha que é ansioso? Converse com alguém, descubra o porquê da sua ansiedade e busque formas de melhorar para que isso não se agrave ou te afete mais.

Pergunte-se:

  • Você fica preocupado com pequenas atividades no dia a dia, como pedir uma pizza?
  • Você é muito indeciso?
  • Tem medo de multidões, de ficar sozinho?
  • As pequenas preocupações lhe trazer sofrimentos?
  • Você sente crises súbitas de ma-estar, falta de ar e coração acelerado?
  • Fica preocupado com coisas do futuro? Tem medo do futuro?
  • Você tem dificuldade de concentração e de se lembrar das coisas?
  • Tem insônia?
  • Enfrenta sofrimentos que outras pessoas encaram como comuns e normais?
  • Você se priva de situações por medo?
  • Ser o foco das atenções lhe assusta?

Se a maioria das suas respostas for sim, você pode possuir um alto grau de ansiedade. Não deixe que essa situação piore, busque ajuda, converse com alguém, não deixe que a ansiedade afete sua vida pessoal e profissional.

7) O medo e a ansiedade

O medo é uma das características mais marcantes da ansiedade. Ele é capaz de aumentar uma situação, de dar a ideia de que algo incomodo ou indesejável aconteça.

Ao temer uma situação, uma pessoa que possui ansiedade pode ter seus pensamentos e sentimentos tomados por esse fato. Isso pode fazer com que a pessoa se auto sabote, pois ela internaliza o fato ruim, o sentimento ruim e o toma como verdadeiro. O sentimento “não vou conseguir”, “isso me assuta” ficam mais fortes.

A ansiedade é capaz de afetar todos os sistemas e sentidos de uma pessoa, ela age no

  • sistema fisiológico alterando o suor, aumento do ritmo cardíaco, sensação de tonturas
  • sistema cognitivo, gerando uma sensação de que tudo vai acontecer de forma ruim e errada
  • sistema motivacional, pode fazer com que sejam ressaltadas situações desagradáveis
  • sistema afectivo e emocional, gerando medo, pânico e terror
  • sistema comportamental, causando uma agitação extrema ou inibição dos pensamentos ou fala

Ou seja, todo o organismo pode ser tomado pela ansiedade e quando mais prolongadas essas sensações, maior o risco de surgirem perturbações ou implicações profundas no sistema geral de uma pessoa.

O organismo dessa pessoa pode focar apenas no perigo ou na ameaça, a sensibilidade tomada pelo perigo pode afetar a parte emocional e afetiva, além de outros fatores. Essas causas podem fazer com que uma pessoa saudável desgaste sua energia, pode fazer com que ela entre em depressão e perca inúmeras oportunidades devido ao medo.

Veja esta reportagem sobre os alimentos que combatem a ansiedade (8:14):

Fontes:

https://www.vix.com/pt/saude/544512/como-controlar-ansiedade-12-exercicios-e-atitudes-reduzem-nervosismo-antecipado

https://www.tuasaude.com/7-dicas-para-controlar-a-ansiedade/

http://www.minhavida.com.br/bem-estar/materias/4327-15-dicas-para-controlar-a-ansiedade

https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/ansiedade/o-que-fazer-para-me-acalmar-durante-crise-de-ansiedade

http://www.queroevoluir.com.br/crise-de-ansiedade/

http://especiais.g1.globo.com/fantastico/2017/qual-e-o-seu-nivel-de-ansiedade-teste/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *