Saiba Tudo Sobre a Erisipela

Saiba Tudo Sobre a Erisipela

Erisipela é uma infecção na pele causada pela bactéria estreptococos que provocaferidas vermelhas, inflamadas e dolorosas, se desenvolvendo principalmente nas pernas, rosto ou braços, mas que pode aparecer em todo o corpo.

Muitas vezes, essa doença é associada à celulite infecciosa devido à semelhança entre elas. Seu modo de contaminação se dá quando uma bactéria ultrapassa a pele por meio de uma ferida.

Seu principal sintoma é o aparecimento de uma mancha vermelha, dolorosa, inchada e quente. Felizmente, existe cura, porém se não tratada pode gerar complicações como infecção na corrente sanguínea.

1) O que causa a Erisipela?

A é uma infecção causada pelas bactérias: Streptcoccus pyogenes do grupo A e Haemophilus influenzae do grupo B. Na superfície da nossa pele encontramos várias bactérias que não causam problemas ao nosso organismo. Elas só nos fazem mal, quando atravessam a camada da pele por meio de uma ferida e se alojam em alguma parte do corpo. Essa é a principal maneira de contaminação por erisipela.

Outra forma de transmissão é por meio das bactérias que entram pelas passagens nasais gerando infecções nesses locais. Porém, a erisipela não é contagiosa.

Crianças entre 2 a 6 anos e adultos com idade superior a 60 são mais vulneráveis a ter uma infecção por erisipela. Isso se deve a baixas defesas do nosso sistema autoimune, o que torna o corpo suscetível a qualquer doença.

Veja algumas caractériscas de pesoas que são mais vulneráveis à infecção de erisipela:

A) Pessoas que tem algum tipo de anomalia na pele, como:

  • Pequenos cortes na pele
  • Picadas de mosquito e mordida de animais
  • Frieira
  • Micose ou unha encravada
  • Impetigo, espinhas, eczema ou úlceras – doenças de pele
  • Queimaduras de pele
  • Uso de piercing
  • Uso de drogas injetáveis

B) Pessoas com histórico de outras doenças ou uso de certos medicamentos

  • Obesidade
  • Uso de imunossupressores
  • Diabetes
  • Uso de corticoides
  • Pernas inchadas ou crônico, devido a problemas de saúde

 

2) Quais são os sintomas de Erisipela?

O sintoma mais característico é a mancha vermelha viva bem definida que se forma, em casos graves pode ficar arroxeada ou preta. Em pessoas morenas ou negras pode surgir uma mancha cinza ou castanha.

Um dos primeiros sintomas e o mais visível é uma mancha vermelha e inchada bem característica no membro contaminado. Mas ainda podem ocorrer:

  • Inchaço
  • Arrepios
  • Sensação de calor no local afetado
  • Mal-estar generalizado
  • Febre
  • Bolhas
  • Dor localizada
  • Calafrios

Quando a infecção acontece no rosto ocorre um e vermelhidão inclusive no nariz, bochechas e orelha.

Se não houver tratamento adequado, sintomas como formação de pus, necrose e infecção generalizada podem surgir.

Apesar de não ser hereditária, pode haver fácil contágio se a ferida estiver exposta. Porém, a transmissão não se dá pelo toque, pelas roupas ou pelo ar.

3) Como diagnosticar?

Por ter sintomas bem diferenciados, com um exame físico já é possível saber que se trata de erisipela. O médico vai observar as manchas e membros inchados para sentir o calor.

Porém, o médico fará perguntas sobre alguma doença crônica ou infecciosa que você tenha ou se sofreu algum pequeno acidente.

Ele também vai questionar se você apresenta outros sintomas e por fim serão solicitados exames como:

  • Sangue – para confirmar a infecção,
  • Cultura do sangue,
  • Ressonância magnética
  • Tomografia computadorizada

4) Quais são os tratamentos para a Erisipela?

erispela remédios

A) Medicação

Por ser uma infecção por bactérias será necessário tomar antibióticos, como Penicilina, Amoxicilina ou Ciprofloxacino, durante uma semana. Procure seu médico ou hospital para ser corretamente medicado. Para aliviar a dor e a febre será receitado analgésicos e para tratar a frieira, o médico recomendará um remédio com ação antifúngica.

No caso de erisipela bolhosa, também pode ser receitado cremes com sulfadiazina de prata. Agora se a patologia se tornar crônica é necessário usar uma injeção no interior do músculo para ser mais eficaz.

Em , procure ter alguns cuidados para não agravar a situação, de imediato é aconselhável repouso absoluto e outras medidas, como por exemplo:

  1. Eleve o local afetado, com ajuda de travesseiros para evitar a coagulação,
  2. Beba muita pra se manter hidratado,
  3. Procure se movimentar,
  4. Aplique um saco de gelo ou compressas para resfriar o local,
  5. Mantenha a área hidratada,
  6. Faça uso de analgésicos, como para redução da febre,
  7. Use spray antifúngicos para tratar infecções por pé de atleta,

B) Cirurgia

A opção cirúrgica só será cogitada em situações extremas onde há morte do tecido saudável. Nesse caso a cirurgia será aplicada para retirada do tecido morto.

Possíveis complicações podem surgir caso não haja tratamento adequado, são elas:

  • Trombose
  • Infecção sanguínea generalizada
  • Infecções dos ossos e articulações
  • Erisipela cerebral
  • Coágulos sanguíneos
  • Gangrena
  • Infecção no cérebro caso a erisipela der no rosto
  • Abcesso

5) Como prevenir?

A prevenção se dá por manter a higiene corporal, como:

  • Depois de sofrer uma lesão lave o local com água.
  • Cuide da higiene dos seus pés para evitar a frieira.
  • Use creme hidratante para evitar o ressecamento principalmente das pernas e rosto,
  • Trate qualquer doença de pele que tiver.
  • Use meias limpas e de algodão.
  • Secar bem entre os dedos dos pés, para evitar a frieira,
  • Evitar calçados apertados, pois podem causar bolhas,
  • Tratar de forma adequada pequenos ferimentos,
  • Evitar a e ,
  • Fazer exercícios físicos.

Veja também este vídeo sobre a erisipela (13:58):

Fontes:

http://www.healthline.com/health/erysipelas#Overview1

Equipe Biosom

contato@biosom.com.br