Tudo o que Você Precisa Saber Sobre o Estresse

o que e estresse

É comum ouvir alguém reclamar sobre o estresse, não é? Sentir-se estressado também. Infelizmente, é algo que faz parte do cotidiano de boa parte da população, principalmente, nos dias de hoje, em que tudo está mais corrido, com mais pressão e as pessoas estão toda hora com a cabeça ‘cheia’. Muitos não sabem, mas com o tempo, o estresse excessivo pode causar alguns problemas de saúde! Por isso, é importante sabermos melhor do que se trata.

Basicamente, o estresse é um conjunto de reações fisiológicas que normalmente, ocorre quando existe a necessidade de adaptação ou em situações importantes. Ele é um processo normal, pode até ter a vantagem de ajudar na produtividade no dia a dia. Sendo assim, onde está o grande problema do estresse? Como dito anteriormente, o problema começa quando ele se torna excessivo, que pode prejudicar seu organismo com o tempo, abrindo portas para doenças cardiovasculares e interferir na sua qualidade de vida.

1) O que causa o estresse?

Usualmente, os estímulos que desencadeiam esse conjunto de reações fisiológicas são chamados de estressores, logo, se há muitos fatores desta natureza, o problema torna-se crônico, o que pode interferir em todas as esferas de nossas vidas e durar por muito tempo.

Esses estressores podem ser internos ou externos. Os internos estão ligados a personalidade da pessoa, como por exemplo, ser perfeccionista ou ansiosa em excesso. Já os externos, estão ligados ao ambiente em que a pessoa vive e, às vezes, junto com os fatores internos, desencadeiam o estresse excessivo, por exemplo, mudanças, tanto negativas quanto um término de um relacionamento, quanto positiva como a mudança de residência.

Outras causas podem ser pressão excessiva no trabalho, começar em um novo emprego, faculdade ou escola, demissão, morte de alguém próximo, trânsito e outras situações que desencadeiam essa reação de alerta, com necessidade de adaptação.

2) Quais são os sintomas?

Claramente, você  não adoece por conta desse estresse da noite para o dia, mas é importante prestar atenção nisso, porque seu corpo pode avisar quando as coisas não estão nada bem, os seguintes sintomas podem aparecer com o tempo:

  • Alterações no sono, humor e até no apetite
  • Tontura
  • Batimento cardíaco alterado
  • Respiração acelerada
  • Tensão muscular
  • Queda de cabelo
  • Problemas com concentração e memória

3) O Tamanho do Problema.

O efeito estresse tornou-se um problema enorme, justamente por ser compreendido durante muito tempo como uma causa e não um efeito. É devastador pois compromete a manifestação equilibrada da vida e é silencioso, ou seja, quando se percebe o stress significa que ele já causou estragos.

Ora, se o estresse compromete a manifestação da vida, acaba por comprometer também tudo o que cabe dentro da vida. O stress pode destruir relacionamentos, saúde física, saúde mental, produtividade, vida em sociedade, prazer, descanso, trabalho etc…

Resumindo estresse é contra a vida. Não é um resfriado que dois ou 3 dias de repouso e alguns comprimidos resolvem, é algo muito mais grave e profundo.

Nas organizações já é percebido como um agente comprometedor do desenvolvimento organizacional. Pessoas comprometidas pelo estresse não produzem bem, não são criativas, tem dificuldades de relacionamento, afastam-se por problemas de saúde, tornam o ambiente carregado, tem resiliência baixa, são ansiosas, o estresse é contra os negócios de qualquer organização. Não é à toa que a maioria das empresas de treinamento recomendam aos colaboradores das organizações que possuam atividades redutoras do estresse.

Na vida privada o estresse torna o convívio pesado, igualmente improdutivo, pouco prazeroso e nos casos graves destrói até os indivíduos pela somatização em problemas cardíacos, de pressão, neurológicos como o avc e outros colapsos resultantes.

É um problema muito maior do que muitas pessoas ainda percebem-no.

4) Por que o estresse é o resultado de um mecanismo inteligente?

Porquê é um dos avisos mais graves que há algo errado na condução da vida do indivíduo e que se este algo não for corrigido, a vida tenderá ao colapso. O estresse é o resultado de um mecanismo de preservação da vida. Se este mecanismo não for levado em conta, naturalmente não a preservará e a vida entrará em colapso.

[wd_hustle id="drconsulta" type="embedded"]

Imagine um indivíduo que esteja trabalhando 15 ou 16 horas todos os dias durante um longo período de tempo. Não haverá espaço em sua vida para o descanso, para relacionamentos, para o convívio, para o amor, prazer etc… Este indivíduo está vivendo, contra o seu próprio desenvolvimento e do ambiente que o cerca. Como a vida, naturalmente, responde à esta forma de viver através de seus mecanimos?

Responde com o estresse. Ou o indivíduo parte para uma nova relação com a vida ou o estresse tratará de eliminá-lo da vida.

Pense analogamente. Antes do motor de um veículo fundir ele dá sinais, a temperatura aumenta, o veículo começa à ter um desempenho diferente saindo do seu estado de equilíbrio. O condutor do veículo percebe que algo está errado, há um estresse à ser corrigido ou uma exigência de desgaste iminente e fatal. Se este desequilíbrio não for interrompido, o motor funde por desgaste e se perde

Este aviso não é um mecanismo inteligente de preservação da vida? . Assim é o estresse, um aviso de que algo está em desequilíbrio e é grave.

5) Como prevenir o estresse?

Sim, mas primeiro é bom ressaltar que o estresse todo mundo tem, mas depois que um ponto é ultrapassado, ele passa a ser perigoso para sua qualidade de vida. Para se prevenir do estresse excessivo, veja os pontos a seguir:

A) Cuide da sua saúde

Praticar atividades físicas, contar com uma dieta balanceada e ficar atento a seu corpo, não só faz bem interiormente, como também traz vantagens para sua vida de forma geral. Além disso, as atividades físicas podem proporcionar mais disposição e é possível que ajude no relaxamento também!

B) Durma direito

Esse é um fator importante não só por conta do estresse, mas também por causa da dificuldade de enfrentar o dia a dia quando temos noites de sono ruins ou muito curtas. Busque relaxar antes de dormir, deixar um pouco o celular de lado, parece sem importância, mas faz muito bem para nós.

C) Reflita sobre as situações estressantes

Algo tem te estressado mais que o normal? Está começando a sentir-se realmente mal por um fator estressor? Reflita sobre isso, para encontrar alguma forma de tal fato não prejudicar tanto sua vida. É como dizem, tudo depende da forma como lidamos com as coisas, às vezes pode ser complicado, mas vale a pena tentar enfrentar de um jeito melhor para cuidar da sua saúde.

6) Quais são os tratamentos?

Para tratar, além de aproveitar as dicas acima, é importante saber quais são os agentes estressores, sejam eles internos ou externos. Nem todo mundo consegue eliminá-los ou criar uma resistência pessoal maior em relação a eles, por isso, o estresse excessivo acaba agindo de forma excessiva.

Não existem medicamentos específicos para o estresse, então, é importante buscar um médico e ver qual é o melhor tipo de tratamento. Se existe a necessidade de algum tipo de medicação ou acompanhamento de um psicólogo, principalmente, se os sintomas já estiverem em um estágio avançado.

Veja esta reportagem sobre o estresse (12:46):

Fontes:

http://trainerbr.com.br

http://www.medicalnewstoday.com/articles/145855.php


TrainerBr

Suporte Trainer Br : +55 11 5613-6515 Mobile : +55 11 96590-4955 E-mail : relacionamento@trainerbr.com.br Fonte desta matéria : TrainerBr