hemograma

Nosso sangue é formado por dois elementos: o plasma, que é o elemento líquido e por células sanguíneas. Entre essas células, as principais são as hemácias, leucócitos e plaquetas. Todas elas são produzidas na medula óssea. Hemograma é um exame que mostra informações sobre as células do sangue. É um exame específico para analisar a quantidade de células presentes no sangue, entre outras coisas. O hemograma não é igual ao exame de sangue, já que o mesmo não é tão completo.

Em cada laboratório existem valores de referência que estão impressos no próprio exame e nos ajudam a confirmar a presença de problemas. Esses valores foram concretizados a partir de 1960 e servem como base para cada laboratório. A contagem é feita com o uso de máquinas. Para o exame é preciso cerca de mililitros de sangue de uma veia, que são retirados por meio de uma seringa.

Quando um hemograma é solicitado pelo médico, existem vários motivos, são eles:

  • Descobrir o que está causando fadiga, febre, fraqueza ou perda de peso.
  • Confirmar a presença de anemia
  • Verificar doenças do sangue
  • Analisar a perda de sangue, entre outras condições.

Basicamente, podemos dizer que por meio do hemograma é analisado o estado de saúde geral do paciente. Geralmente, os resultados estão disponíveis em horas. Procure um laboratório com profissionais confiáveis para resultados exatos. O hemograma pode ser feito em laboratórios clínicos, consultórios médicos, hospitais entre outros.

Os Resultados do Hemograma são Vistos por 3 Partes:

1) Eritograma

20150524

É o estudo ou análise das hemácias, que são corretamente chamadas de glóbulos vermelhos ou eritrócitos. Você verá que os três primeiros resultados são a quantidade de hemácias, hemoglobina e hematócrito.

A) Glóbulos vermelhos – Hemácias

A principal função das hemácias é levar oxigênio para outras partes do corpo. Se sua contagem estiver baixa é sinal de anemia, ou falta de oxigênio. Mas há casos onde estão acima do normal, essa condição é chamada de policitemia, e pode causar bloqueios nos vasos.

B) Hemoglobina

É uma molécula presente no interior da hemácia. Ela gera a coloração vermelha no sangue e transporta oxigênio. Assim como as hemácias, sua baixa contagem indica anemia.

Acabar com o zumbido no ouvido

Logo depois, no exame é possível verificar os índices de glóbulos vermelhos:

  • Volume globular médio (VGM)  mostra o tamanho dos glóbulos vermelhos.
  • Concentração de hemoglobina corpuscular média (CHCM) – mostra a concentração de hemoglobina em um glóbulo vermelho.
  • Hemoglobina corpuscular média (HCM) – mede o peso da hemoglobina em um glóbulo vermelho.
  • RDW – mostra as diferenças de tamanho e formas entre um glóbulo vermelho e outro. Se estiver acima do normal, indica a presença de muitas hemácias de tamanhos diferentes. O que pode significar a falta de ferro, por exemplo.

Caso seu exame esteja com valores elevados pode ser devido ao fumo, doenças no pulmão, rins e coração, alcoolismo, entre outros.

2) Leucograma

É a segunda parte do exame de hemograma, ou seja, estudo dos leucócitos, também chamados de glóbulo brancos.

A) Glóbulos brancos- Leucócitos

Sua função é proteger contra infecções, são comparados a soldados em uma guerra. Eles estão em maior quantidade no sangue, e aumentam rapidamente de volume quando surge uma infecção. Logo os agentes causadores da mesma, como vírus ou bactérias são atacados. Os valores normais de glóbulos brancos estão entre 4000 a 11000 por microlitro (uL).

Os principais tipos são: neutrófilos, segmentados e bastões, linfócitos, monócitos, eosinófilos e basófilos. Cada um deles protege uma área do organismo.

  • Neutrófilos – se houver um resultado elevado de neutrófilos indica combate a infecções por bactérias.
  • Segmentados e bastões – durante uma infecção o corpo produz bastões ou neutrófilos jovens para atacar o problema.
  • Linfócitos – produzem anticorpos e combatem infecções por vírus e cancro. Logo aumentam de quantidade quando o organismo sofre um ataque. Também, os linfócitos, ativam a função do sistema imune quando há corpos estranhos.
  • Monócitos – logo protegem contra bactérias e vírus. Quando ataca o agente causador, ele se transforma em macrófago, ou seja, se torna capaz de destruir o agressor.
  • Eosinófilos – protegem contra parasitas. Quando está acima do normal significa uma alergia, ou até mesmo asma.
  • Basófilos – combatem alergia ou inflamações crônicas.

O que causa uma elevação nos resultados de hemograma são infecções, insuficiência renal, leucemia, câncer, febre, entre outros.

3) PLAQUETAS

Funciones-de-las-plaquetas

Após é possível ver os resultados das plaquetas ou trombócitos. Sua função é coagular o sangue quando há cortes, feridas ou hemorragias. O processo de coagulação é bem interessante: após um corte, as plaquetas incham e endurecem o sangue impedindo que o sangramento continue. A falta de plaquetas pode levar a grandes perdas de sangue. Já seu aumento, pode provocar coágulos em vasos sanguíneos.

Volume médio de plaquetas (VMP) – faz a contagem de plaquetas e ajuda a descobrir doenças. O valor normal de plaquetas está entre 150.000 a 450.000 por microlitro (uL). Plaquetas muito baixas podem levar a morte.

Acabar com o zumbido no ouvido

Existem fatores que causam alterações no seu hemograma e que não indicam a presença de doenças, por exemplo, a gravidez é um deles. Nesse período, ocorrem alterações em todo organismo da mulher, por isso, é necessário que o médico estabeleça os valores ideais.

 

Fontes:

http://www.webmd.com/a-to-z-guides/complete-blood-count-cbc

http://www.emedicinehealth.com/complete_blood_count_cbc/article_em.htm

 

 


Equipe Biosom

contato@biosom.com.br