melanoma

O melanoma se resume ao tumor maligno originário de melanócitos, que são as células produtoras de pigmento. A doença acontece nas regiões dos olhos, orelhas, pele, membranas mucosas, genitais e trato gastrointestinal.

Há quatro tipos principais da doença, nodular, extensivo superficial sendo o tipo mais comum, lentiginoso acral sendo a forma menos comum da doença; e lentigo maligno que normalmente acontece em idosos.

1) Quais são as características do melanoma?

Ele se caracteriza como um dos tumores mais perigosos e possui a capacidade de invasão a qualquer órgão, com criação de metástases, a incluir no cérebro e coração.

Assim, trata-se de com grande letalidade. O cutâneo apresenta incidência bem menor do que outros tipos de câncer de pele, porém, sua incidência está crescendo pelo mundo todo.

Existem vários tipos clínicos como o melanoma acral, melanoma nodular; melanoma maligno lentigo e melanoma maligno disseminado. O câncer de pele é o mais frequente no país e corresponde a 25% de todos os tumores registrados no Brasil.

2) Quais são as causas?

protetor solar para proteger a melanoma

Ele acontece quando algo segue errado em células que produzem melanina, os melacócitos, que oferecem cor à pele. É provável que uma combinação de fatores do ambiente e genéticos, gere o tumor.

Mas, os médicos acreditam que a exposição em relação à radiação ultravioleta, UV, do sol e das câmaras de bronzeamento, caracteriza a principal causa da doença. A luz UV não provoca todos os melanomas, em especial os que acontecem em regiões no corpo que não recebem exposição em relação à luz solar.

3) Quais são os sintomas?

O melanoma pode acontecer na pele, orelhas, olhos, membranas mucosas, genitais e trato gastrointestinal. As regiões mais comuns se resumem ao dorso em relação aos homens, braços e pernas para mulheres.

Os iniciais sinais e sintomas da doença são com frequência, o desenvolvimento de mancha nova ou pinta bastante pigmentada ou de aparência incomum na pele. E alteração em mancha ou pinta existente. E mais alterações suspeitas podem incluir comichão, sangramento e não cicatrização da região, coceira.

4) Quais são os tratamentos eficientes?

O tratamento ideal vai depender do tamanho e estágio do câncer, da própria saúde e das preferências pessoais. O tratamento no estágio inicial, no geral, considera cirurgia para remoção do tumor. Para os pacientes no estágio inicial, este pode ser o único tratamento exigido.

Em relação aos melanomas avançados, se o melanoma se espalhou para além da pele, as opções para tratamento podem considerar a quimioterapia, a cirurgia para remoção de linfonodos comprometidos, a terapia biológica, radioterapia e terapia-alvo.

Veja esta reportagem (8:47):

Fonte

http://www.webmd.com/melanoma-skin-cancer/

Equipe Biosom

contato@biosom.com.br