Saiba Tudo Sobre a Joanete

Saiba Tudo Sobre a Joanete

Quando ocorre o deslocamento do metatarso (tipo de osso), na parte esquerda do pé, bem do lado do dedão, é sinal de que estamos sofrendo de um problema chamado de Joanete. Em outros termos, dizemos que há um calombo na região, devido ao osso que acaba saindo do seu devido lugar. Quem apresenta o problema, sabe que o joanete provoca muitas dores e incomoda bastante. Ele aparece principalmente em decorrência da utilização frequente de alguns tipos de sapatos, como no caso daqueles que possuem saltos altos e bico fino, e em vista disso, é um problema que acaba afetando mais mulheres do que homens.

Raramente o Joanete está relacionado com doenças mais graves, mas pode sim ser decorrente de doenças da articulação ou pelo fato da estrutura ósseo do próprio paciente ter apresentado uma má formação. Em todo caso, existe tratamento e em situações mais relevantes, o paciente pode até necessitar fazer cirurgia. Se você quer para saber mais sobre este assunto, fique atento que o artigo de hoje irá falar sobre os exercícios adequados nesse caso, a cirurgia se necessária e ainda você irá saber se tem ou não cura, bem como as principais causas e melhores formas de prevenção.

1) PRINCIPAIS CAUSAS DA JOANETE

Existem fatores que podem propiciar o surgimento do Joanete e a seguir você irá saber um pouco mais a respeito de cada um:

Acabar com o zumbido no ouvido
  • Biomecânicos: Quando existe instabilidade na região biomecânica dos pés, ou seja, quando eles não conseguem se manter planos, ou com uma certa flexibilidade excessiva na região, por exemplo, pode causar o surgimento do problema em questão;
  • Condições artríticas: Nesse contexto, destacamos alguns problemas comuns como a gota e artrites no geral, dando destaque à psicoriática e para o tipo de artrite reumatóide;
  • Fatores ligados a determinadas Síndromes: Destacamos aqui a Síndrome de Down, a de Marfan e a Ehlers-Danlos;
  • Fatores ligados a Distúrbios Neuromusculares: Quanto aos distúrbios neuromusculares que propiciam o surgimento do joanete estão a paralisia cerebral e uma síndrome chamada de Charcot Marie Tooth;
  • Fatores traumáticos: No caso de fraturas maltratadas, luxações e entorses mais graves, as mesmas também podem contribuir para o seu aparecimento.

2) EXERCÍCIOS INDICADOS

Notícia Diárias Para Quem Não Tem Tempo

É possível realizar alguns exercícios que podem melhorar a dor e o desconforto causados pelo joanete. Dentre eles, destacamos os três principais. No primeiro exercício, basta pegar alguma toalha e deixá-la no chão de forma estendida. Depois você deverá trazer ela para si, utilizando apenas as forças dos seus dedos, repetindo várias vezes o movimento. O segundo exercício é similar ao primeiro, com a diferença de que você deverá tentar afastar a toalha inúmeras vezes, ao invés de tentar trazê-la para você. E por último, você deverá se sentar e levantar uma perna deixando o pé com as pontas dos dedos direcionadas para o teto. Depois gire o dedão em ambos os sentidos (horário e anti-horário), por cerca de quinze repetições de cada lado, lembrando de fazer o movimento com a outra perna também.

3) CIRURGIA

Em casos mais graves é necessário fazer cirurgia para corrigir o Joanete. Por ser invasiva, acaba causando muita dor ao paciente, principalmente após o procedimento e pode também, surgir algumas complicações. O processo de recuperação provavelmente acaba sendo mais demorado, e o paciente deve ficar de repouso, sem andar, por algum tempo, e nesse período pode surgir outras dores na região dos pés. Como o Joanete pode se desenvolver novamente, o indicado é reaprender a pisar após a recuperação da cirurgia, para justamente evitar que isso aconteça.

4) TEM CURA?

A boa notícia é que o Joanete tem cura sim, e a maioria dos seus casos tem tratamento simples e rápido. Apenas em situações mais excepcionais que acaba sendo preciso fazer intervenção cirúrgica para corrigi-lo.

Acabar com o zumbido no ouvido

5) COMO EVITAR QUE O JOANTE PIORE?

Para quem sofre com esse problema, pode ficar tranquilo que existem algumas recomendações que você mesmo pode fazer para evitar que o problema piore. Dentre elas você pode começar a:

  • Começar a utilizar palmilhas específicas para problemas ortopédicos: isso deixará o joanete ter ainda menos contato com o calçado;
  • Começar a usar sapatos mais folgados e sem salto: sapatos apertados, de bico fino e salto alto que acabam deformando o pé gradativamente, portanto se você tem joanete deve evitar usá-los para não agravar o problema;
  • Usar um objeto específico para separar os dedos: O ato de separa o dedão do segundo dedo do pé, principalmente no período noturno, irá realinhá-los e deixá-los posicionados da forma correta durante o sono, diminuindo as dores e possíveis inflamações.
  • Usar chinelos dentro de casa: Quando você estiver em um ambiente mais descontraído, como a sua casa, por exemplo, troque os sapatos fechados por chinelos, uma vez que eles diminuem o atrito com a região;
  • Fazer massagem no fim do dia: Comece a fazer massagem nos seus pés, seja com um óleo especial ou um creme de sua preferência, pois isso ajudará a relaxá-lo e diminuirá as dores. Se preferir, você pode mornar água de deixá-los demolho por um tempo que ajudará no mesmo propósito.

Em suma, é muito importante que você procure um profissional para analisar a gravidade do seu Joanete, pois sabemos que ele varia de mais leve, até o mais complicado que pode precisar de cirurgias para corrigi-lo. Seguindo as dicas aqui propostas será mais fácil cuidar dos problemas e depois se livrar dele de uma vez por todas. Então não perca tempo e comece a colocá-las em prática, que você verá ótimos resultados.