5 Vantagens em Salvar as suas Informações na Nuvem

5 Vantagens em Salvar as suas Informações na Nuvem

O termo armazenamento de informações na nuvem (ou em nuvem) e a palavra cloud causaram um verdadeiro hype há alguns anos. Todas as grandes fornecedoras de tecnologia investiram pesado no conceito: Microsoft, Oracle, Amazon, Apple e IBM são algumas das empresas que apostaram e vamos te explicar o porquê.

Veja as 5 Vantagens em Salvar as suas Informações na Nuvem:

1) Disponibilidade

As plataformas na nuvem costumam ter um parque de servidores distribuídos em locais estratégicos e geograficamente isolados um do outro. Isso faz com que, mesmo que haja uma catástrofe em um local, dificilmente você ficará sem acesso aos seus arquivos por muito tempo

O planejamento para isso é tão grande que as plataformas oferecem acordos de nível de serviço e garantem o acesso em pelo menos 99,9% do tempo. Não parece muito? Bom, fazendo a conta isso significa que a cada período de um ano (8.760 horas) você tem a chance de ficar no máximo 8,76 horas sem acesso à seu conteúdo.
Na verdade, isso varia um pouco e boa parte dos serviços garantem que esse período seja de menos de uma hora!

2) Segurança

Segurança da Informação é uma disciplina complexa que envolve aspectos técnicos e não técnicos. Na nuvem, há uma grande preocupação com a segurança e ela envolve muitos processos e proteções. Criptografia de dados em disco, Criptografia de dados em trânsito, HTTPS, SSL, Controle de Acesso, Autenticação de usuários e outros mecanismos são usados para garantir a consistência dos dados armazenados e evitar ataques e vulnerabilidades de arquivos e sistemas.

3) Escalabilidade

Na área de tecnologia e telecom, escalabilidade é a capacidade de ajuste de um sistema (hardware + software) em relação a níveis de demanda. Sistemas de webmail e outros sistemas na nuvem também seguem este princípio: começam com poucos recursos (por exemplo, um único servidor) e vão adicionando outros servidores, memória, processadores e discos há medida que conquistam mais clientes.

Em um sistema ou plataforma com armazenamento em nuvem isso é algo muito fácil de ser percebido: você, como usuário, pode adquirir espaço em discos à medida que precisar e, mesmo que todos os outros usuários façam o mesmo, basta o fornecedor introduzir novos discos no sistema para atender á todos.

4) Desempenho

Assim como há um grande planejamento e é montada uma “megainfraestrutrua” nos datacenters para suprir a demanda, há também preocupação com o desempenho dos sistemas em nuvem.

Manter tudo funcionando bem, ininterruptamente e com velocidade é tão importante (e caro) que há experimentos que envolvem até de centrais de processamento de dados alojadas no fundo do mar. Isso é interessante porque, com a quantidade gigantesca de processadores e requisições que entram e saem dos sistemas, um dos maiores gastos é com o resfriamento dos servidores que compõem a estrutura de nuvem.

Se você usa armazenamento na nuvem e enfrenta problemas de desempenho, fica o alerta: provavelmente a causa da lentidão no acesso à seus arquivos não está na plataforma ou no sistema hospedado na nuvem e sim na sua conexão com a Internet.
Ao tentar acessar um arquivo armazenado na nuvem normalmente o problema de demora está relacionado à velocidade de conexão (download e upload ou velocidade para baixar ou enviar arquivos na Internet) da rede na qual você está conectado.

5) Relação Custo-Benefício

Garantir os requisitos discutidos nos itens acima por conta própria não é barato (nem fácil). Você pode até usar um HD externo e seu computador para fazer backups e dar um jeito de deixar o conteúdo disponível na internet, mas certamente isso vai render muita dor de cabeça: imagine ter que deixar o computador ligado para sempre, contratar vários provedores de internet, configurar automações, IPs e gerenciar outras complexidades do mundo da tecnologia

Uma empresa não pode correr esses riscos e dependendo do tamanho de do negócio são tantos dados e sistemas que a operação teria um custo exorbitante.
A nuvem está em todo lugar

A boa notícia é que várias outra empresas também apostaram no uso de armazenamento na nuvem e isso trouxe possibilidades muito interessantes para uso pessoal e profissional.
Hoje, podemos facilmente contratar armazenagem na nuvem para guardar fotos, vídeos e todo tipo de conteúdo quando queremos ter uma cópia de segurança ou aliviar a memória de nossos dispositivos móveis, por exemplo.

Isso também é verdade para as empresas que precisam arquivar informações de vendas, dados financeiros, dados de estoque e uma infinidade de informações importantes para o negócio e que precisam estar seguras e disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana e 365 dias por ano.

Esta transição não foi feita sem cuidado e estudo. Nenhum gestor responsável trocaria sistemas que funcionam em infraestuturas internas (mesmo com limitações) por outros hospedados em nuvem sob a responsabilidade de terceiros sem antes fazer uma análise de riscos e o planejamento financeiro da contratação.

Recentemente, um estudo da APQC (empresa especialista em benchmarking) mostrou que 75% das lideranças de negócios entendem que seus Sistemas de Gestão Empresarial (ERP) implantados em infraestruturas locais não atendem mais às necessidades dos negócios.

O movimento agora é de adoção de sistemas de gestão online, hospedados na nuvem e com alta disponibilidade, segurança, baixo custo de manutenção e atualizações constantes.
Recursos e Referências

Gabriela Vitória, redatora da empresa GestãoClick.


GestãoClick

GestãoClick é um software de gestão empresarial online no qual você consegue administrar com agilidade e facilidade todos os departamentos da sua empresa, seja ela de comercio ou prestação de serviço. O ERP oferece controle de estoque, controle financeiro, emissão de notas fiscais e muito mais. O teste é grátis por 15 dias, vale a pena conhecer!