O que causa
a perda auditiva

A causa pode se dar por diversas doenças ou hábitos. Mas, primeiramente, vamos dividir as categorias de perda auditiva: há a perda condutiva, que está relacionada a anomalias na transmissão do som nos ouvidos médio e externo e há a neurossensorial, que envolve o ouvido interno.


"A perda auditiva é irreversível". Essa afirmação faz parte do passado. Em 1999, uma pesquisa realizada em Harvard comprovou que um longo período de condicionamento de som em determinada frequência sonora melhora a sensibilidade da cóclea. Depois da divulgação dessa pesquisa, o Instituto Earlogic de Pesquisas da Coreia comprovou que a grande parte da perda auditiva é causada por células disfuncionais e não células mortas. A boa notícia é que as células uma vez morta não há como regenerarem mas as células disfuncionais tem como se recuperarem.

perda auditiva

    Perda auditiva
    neurossensorial

    Já na perda auditiva neurossensorial, existe uma falha do nervo auditivo. Portanto, mesmo que as ondas ou vibrações sonoras cheguem ao ouvido interno (não haja nenhum impedimento), elas não são transformadas em impulsos elétricos para o cérebro. Esse tipo de perda auditiva é resultado de danos no nervo auditivo.

    Esses danos podem ser causados por envelhecimento, ruídos muito altos, efeitos colaterais de medicamentos, infecções virais e etc...

    Perda auditiva
    condutiva

    Caracteriza-se quando o som não consegue chegar até o sistema auditivo interno. Isso pode acontecer quando há excesso de cerume (cera no ouvido), ferimentos no tímpano, infecções no ouvido médio e Otosclerose. Esses casos agem como se fossem barreiras, impedindo que os impulsos nervosos elétricos sejam transmitidos para o cérebro.

Grau de
perda auditiva

    A perda de audição também tem vários graus, de leve à profunda. E há várias formas para você se proteger, principalmente com relação a PAIR - perda auditiva induzida por ruído, um tipo de perda neurossensorial e acumulativa.

    Para tanto,você pode prevenir-se utilizando o Hearing Guardian v1 e procurando repouso auditivo toda vez que se submeter a barulhos muito altos.

perda auditiva

Como o Hearing Guardian pode
melhorar a capacidade auditiva

Hearing Guardian V1
Hearing Guardian V1
Hearing Guardian V1

O Hearing Guardian foi desenvolvido para as pessoas que têm de perda leve à moderada. Quando a pessoa está além desse nível, ele não conseguirá ouvir determinadas frequências geradas pelo software. O programa tem a particularidade de proteger a audição dos ruídos altos do cotidiano e/ou ruído excessivo, bem como de melhorar a sensibilidade auditiva. Isso devido a sua exclusiva tecnologia de condicionamento de som que estimula as células ciliadas mais danificadas da cóclea.

Para que você avalie os resultados antes de fazer qualquer renovação, então, disponibilizamos 30 dias grátis do software para que utilize diariamente e sinta as melhorias em sua capacidade auditiva.

Download Grátis 1.3
Para o Windows 7 ou superior
Download Grátis
Para Mac OSX 10.10 ou superior